Quarta-feira, 02.07.14

 

 

D.Antonino Dias, Bispo de Portalegre e Castelo Branco, Capelão da Ordem de Malta, recebe um novo Cavaleiro, SAR D.Afonso de Bragança.

 

Supomos que o Bispo exerce tal cargo porque outrora a vila do Crato foi a sede portuguesa da Ordem de São João de Jerusalém e o chefe dela nas terras lusas era conhecido como Prior do Crato.

 

O Infante D.Luís e algum Almeida foram Priores do Crato. As dependências da Ordem eram independentes de qualquer autoridade episcopal.

 

MN

 

foto Ordem de Malta



publicado por porabrantes às 21:54 | link do post | comentar

Domingo, 07.11.10

''A Igreja sempre considerou como parte integrante do seu ministério a promoção, guarda e valorização das mais altas expressões do espírito humano no campo cultural, artístico e histórico. Assim foi criando um tesouro que hoje constitui parte integrante do seu património e do património cultural da humanidade.
A Igreja Diocesana de Portalegre-Castelo Branco está também ela salpicada de rico património cultural e artístico que importa promover, salvaguardar e valorizar''

D.António Dias, Bispo de Portalegre e Castelo Branco, a 11 de Fevereiro de 2009

 

O Nosso Venerando Prelado D. Antonino Dias, Bispo de Portalegre e Castelo Branco fez estas importantes declarações na data citada.

 

No entanto, S.Ex. Rev.ª não deve ficar pela simples e correcta doutrinação, que subscrevo inteiramente como seu fiel súbdito diocesano, mas deve dar o exemplo.

 

Como?

1º Assinando a petição.

 

2º Ordenando ao presbítero José da Graça que no Conselho de Administração da Fundação manifeste a discordância da Igreja contra a destruição da memória  católica de Abrantes.

 

Como sou muito caridoso, como o foi São José Maria de Balaguer, cujo exemplo busco seguir em cada passo, não sugiro a S.Ex. Rev.ª que envie o Cónego Graça em penitência pelo seu pecado contra o património de Abrantes, para uma paróquia rural, onde poderia meditar entre as ovelhas e os sobreiros, sobre a  importância das veneráveis pedras que os nossos antepassados levantaram como prova da sua fidelidade à alma cristã de Portugal.

 

Beijando o anel do nosso pastor,

Marcello de Noronha

 



publicado por porabrantes às 19:14 | link do post | comentar

Sexta-feira, 30.07.10

 

Sua Excelência Reverendíssima, D.Antonino Dias, o nosso Prelado fazendo uma obra de caridade, ou seja visitando pastoralmente o Souto, acompanhado por outros Sacerdotes, entre o Cónego Graça.

 

O Vigário em punição da sua candidatura eleitoral nas fileiras do piquismo, sem licença do Senhor Bispo, não foi convidado.

 

O Cónego Graça,  Arcipreste de Abrantes, cuja jurisdição abarca o Souto e que não interveio como manda a Doutrina da Igreja para impedir a sacrílega candidatura do centenário Vigário salazarista, acompanha o Bispo para tentar recuperar a autoridade perdida e fazer penitência do seu pecado por omissão.

 

A foto é cortesia da Diocese.

 

Marcello de Ataíde, especialista em Direito Canónico



publicado por porabrantes às 13:16 | link do post | comentar

Quinta-feira, 06.05.10

Já aqui tínhamos elogiado a Figura de D.Antonino, Bispo de Portalegre e Castelo Branco, que anda em visita pastoral por terras de Abrantes, por se ter recusado a fechar o mais velho e importante órgão da imprensa católica na parte sul da Diocese, porque o porta-voz do Bispo no Norte da Diocese é a ''Reconquista'.

 

Pois bem, o ''Distrito de Portalegre'' com mais de um século, uma longa tradição ao serviço do Catolicismo e da Diocese, não falando naturalmente dos serviços prestados à cultura da cidade de José Régio, vai agora fechar por decisão episcopal.

 

Apontam-se ''problemas económicos'' como causa do desastre.

 

O Bispo diz que a Igreja deve concentrar os seus esforços na Internet.

 

O primeiro comentário a fazer é este: não passa pela cabeça do Bispo de Roma fechar o Observatore Romano. Perde dinheiro ? Ganha noutro lado ...

 

Mas as contas da Diocese de Roma ou as do Vaticano são claras, estão publicadas e são auditadas por entidades credíveis.

 

Sabemos que Roma se antecipou à crise, vendeu em alta todas as acções e se dedicou a investir em metais preciosos, designadamente ouro.

 

A publicitação das contas do Vaticano é o resultado duma viragem numa política de secretismo, que desembocou em escândalos sucessivos, na estranha morte de João Paulo I, no pedido de extradição (negado pelo Vaticano) de Monsenhor Marcinkus, na associação entre responsáveis do Banco Vaticano e de algumas filiais à Mafia, à Loja maçónica P-2 (de que Berlusconi era membro), ào branqueamento de capitais e ao tráfico de armas.

 

Em Roma aprenderam a lição e agora as contas são públicas.

 

Se o nosso Bispo diz que não há dinheiro para manter vivo o Distrito de Portalegre, dá-nos o direito de perguntar como estão as contas da Diocese.

Onde é que estão publicadas? Quem as auditou?

A mesma pergunta serve para as Paróquias de Abrantes, em especial São Vicente devido às vultuosas somas que terá recebido de heranças sucessivas, ao número de imóveis de que é proprietária,  às somas importantes que mensalmente maneja através do '' negócio da desintoxicação''

Onde estão as contas de São Vicente? Porque não as publica a Nova Aliança? Quem as audita?

Há sérios indícios, de que o fecho do jornal de Portalegre é sinal, de que a administração das contas da Diocese, em tempos anteriores a Dom Antonino não foi brilhante.

 

Se o fosse havia dinheiro para manter o Jornal e para o tornar num grande órgão de opinião católica que a Diocese necessita.

 

Vão-nos responder que o importante são os asilos, os centros de dia e a enorme obra católica na assistência aos pobres.

 

Mas nem só de pão, vive o homem.

 

E o espírito?

 

Vão-nos negar que a Rádio Renascença é um bom negócio,e a TVI católica e apostólica foi mal administrada?

 

Portanto, se os dinheiros foram pouco brilhantemente administrados há responsáveis e os visíveis são estes:

 

D.Augusto César, Bispo Resignatário de Portalegre

D. José Sanches Alves, actual Arcebispo de Évora

 

 

E podemos perguntar, porque temos esse dever e porque as contas não são públicas,qual o peso nas finanças da Diocese da construção da caríssima Igreja de Santo António, em Portalegre, obra de Carrilho da Graça?

E podemos e devemos perguntar o que era mais importante manter o Jornal ou  apostar no betão?

 

E voltando a Abrantes, dizemos que a situação é semelhante.

 

Há uma aposta suicida na abertura sucessiva de novos projectos, alguns mal dimensionados e mal pensados, quando a queda da prática religiosa é abisssal, quando se assiste a uma perda da participação dos leigos mais capacitados para colaborarem com o Cónego Graça,

partidário duma gestão vedetista e unipessoal (o contrário do mandato conciliar da colegialidade), quando a falta de sacerdotes é dramática.

 

Quem é que vai gerir a ''obra'' do Cónego, que devia ser uma Obra da Igreja e não do  ''one-show-men'' José da Graça quando o Reverendo partir?

 

Quem é que discutiu a encomenda ao Albano duma nova Igreja na Encosta da Barata?

 

Quanto dinheiro foi pago pelo projecto que não serviu para nada?

 

Quantos projectos mais há que a Comunidade não teve tempo de discutir e cuja sustentabilidade é duvidosa?

 

D.Antonino é uma mensagem de esperança, mas o Senhor Bispo tem uma ''pesada herança''.

 

De qualquer forma, damos-lhe as boas-vindas a Abrantes

 

Marcello de Ataíde ( diz o Miguel que está à espera que Monsenhor Jana envie para o Vaticano a lista dos delfins de Ratzinguer, a lista já estava feita mas Monsenhor Jana que tinha lá metido como representante nacional o Padre Felicidade Alves, ex-paróco de Américo Tomás, embatucou quando descobriu que o homem já estava morto. Esteve para apresentar a viúva para ser a primeira mulher Papa, mas parece que esta recusou.

Deseperado dizem-nos que vai telefonar ao Pico para que convença o Vigário do Pinhal a ser o representante nacional)......

 

Agradecemos a alguns sacerdotes e leigos do Arciprestado a colaboração dada para escrever esta nota. E também aos nossos amigos da Cúria



publicado por porabrantes às 09:08 | link do post | comentar

Segunda-feira, 19.04.10

Lemos no blogue Amar Abrantes que não se fazem as obras na estrada que caíu nas Barreiras do Tejo, porque, dizem as autoridades municipais, o proprietário do terreno confinante não deixa fazer os estudos geotécnicos.

 

Não acreditamos!!!!

 

Saberá a CMA. que a quinta confinante está à venda?

 

Inserimos as fotos e a informação:

 

  • Para: Venda
  • Estado: Usado
  • Ano de construção: 1700
  • Preço:
  • 2.400.000
  • Área útil: n/a
  • Área bruta: 1.800 m²
  • Área Terreno: 12.000 m²

Descrição
Casa Senhorial Sec XVIII arquitectura Raul Lino composta por: - Hall de entrada com escadaria para o 1º piso, 2 salas com lareira, corredor, 3 quartos, 2 suites com wc privativa com banheira - 1º andar: wc com banheira, suite, hall com lareira, sala de estar com lareira, sala de jantar com lareira, hall de acesso ao r/chão, cozinha, sala de refeições - Torre (A) com 4 quartos, wc com banheira, sala, wc - Torre (B) com zona de arrumos, 3 quartos, wc com banheira, terraço ou alpendre - Apartamento T2 - Anexo com forno e 3 divisões, garagem (90m2) - Moradia com aquecimento central a gasoleo ou lenha - Piscina com tijoleira rustica em redor, tanque de rega com água corrente, churrasqueira, wc e balneários de apoio à piscina - Telheiro para alfaias, anexo com cozinha e lavandaria - Jardim com árvores de grande porte, buxos e lago, árvores de fruto - Propriedade murada que faz extrema com o Rio Tejo - a 5 min da A23, a 1h30min de Lisboa

 

 


Pode ver mais fotos da casa aqui

 

 

 

 

Tendo feito tantos investimentos mas margens do Tejo, precisando dum edifício notável para instalar o MIIA e compatibilizar a aposta cultural nas margens do Tejo com a turística e desportiva, esta hipótese de compra é impossível de ser desprezada pela C.M.A..

 

Quem gastou já mais de 7 milhões de euros para valorizar o Tejo, termina a aposta da recuperação ribeirinha, montando lá o MIIA.

 

A casa historicamente propriedade da família Soares Mendes encontra-se em óptimo estado de conservação, sinal do amor dos seus proprietários à defesa do património abrantino.

 

Miguel Abrantes

 

PS- A outra hipótese é a Paróquia de São Vicente, uma das mais ricas do país, comprar a casa e transformá-la no Paço Episcopal abrantino para alojar o Sr.Bispo quando nos visitar.

 

Se o Papa, Bispo de Roma, tem um Palácio em Castel Gandolfo, porque é que Dom Antonino, nosso Venerando Prelado, não há-de de ter um Paço Episcopal de Verão? Até pode fazer natação, seguindo o exemplo de Sua Santidade, João Paulo II que mandou construir uma piscina olímpica no Vaticano.



publicado por porabrantes às 19:01 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O Infante de Portugal e o...

Dia do Senhor

Um acto de caridade do no...

Bispo enterra Distrito de...

Nova sede para o MIIA (ou...

arquivos

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds