Quarta-feira, 13.03.19

53599124_2323827767679470_4534091554414919680_n

Sua Excelência Reverendíssima aproveitará para mandar cortar o mato que se acumula nas propriedades do Centro Social Paroquial do Rossio

53274685_2105695592842212_1717436239168143360_n

foto Fernando Almeida

pedir a Sua Excelência Reverendíssima  que explique porque é que o Centro Interparoquial de Abrantes é arguido em processo-crime mais o Reverendo Graça....já será demais

mn 



publicado por porabrantes às 12:42 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.06.17

bispo.png

 Sua Excelência Reverendíssima, Dom Antonino , vetou a construção da nova Igreja da Encosta da Barata, um projecto megalómano do tonsurado Graça a meias com o caciquismo local.

Logo quando do anúncio do projecto, a que jocosamente chamavam a ''Basílica' de Santa Delmira'',este blogue opôs-se à deriva despesista e suburbana do Apóstolo das Seringas.

Os sectores laicos e eclesiais mais conscientes conseguiram chamar a atenção de S.Excelência Reverendíssima para um projecto de contornos duvidosos e especulativos, em termos pastorais, financeiros e inclusivamente imobiliários.

O veto de Portalegre assume naturalmente contornos de uma séria censura às actividades do presbítero Graça.

Como nos disseram na Cúria:

 

 

''a ver se o gajo aprende ...''

Mas não anda por aí, ressabiado, a criticar venenosamente o Ordinário Diocesano.

Graça oficial.png

 

   mn

 

 



publicado por porabrantes às 06:48 | link do post | comentar

Sábado, 26.01.13

 

 

Face às notícias divulgadas pela comunicação social sobre uma alegada investigação crime visando a pessoa de José da Graça, presbítero, que desempenha várias funções na cidade de Abrantes, e cujas atitudes polémicas têm sido abordadas aqui, uma primeira medida urge.

 

 

Que S.Exa Reverendíssima D.Antonio Pio, Bispo desta Diocese , fale e que tome as providências pastorais necessárias para que a situação não se agrave.

 

Da prudência e sagacidade do Ordinário Diocesano está a Igreja e o Povo de Deus suspenso e não é justo que o escândalo se abata sobre as nossas paróquias e o nosso Arciprestado, sem que o Ordinário Diocesano fale.

 

 

Não só que fale, que haja.

 

O Bispo, como os anteriores, tem pecado por excessiva prudência. E por isso se chegou onde se chegou. 

 

É o momento de se agir.

 

De outros aspectos da questão mais geral do estado da Igreja em Abrantes  se falará aqui. 

 

 

E a pergunta óbvia surge como é que um alegado processo ou uma investigação em segredo de justiça chega ao ''Sol''?

 

 

Marcello de Noronha

 

 

PS- Naturalmente o José da Graça têm direito à presunção de inocência, mas já está a falar demais. Outra coisa é o escândalo mediático,  cujas consequências, o Senhor Bispo que foi jornalista, conhece bem. Entre outras razões também são estas pelas quais peço providências rápidas ao Ordinário Diocesano.    

 

 

 



publicado por porabrantes às 13:36 | link do post | comentar

Terça-feira, 31.07.12

dedicado ao Sr.Bispo de Portalegre e Castelo Branco

 

 

Rádio Renascença 

que coitado...tem de gramar muita coisa

 

 

 

 

terá tempo de ler o Público e de encontrar os amigos do Sr.Pico, do Sr.Cónego que por acaso também são amigos do Sr.Sócrates ????

 

 

investigadores suspeitam de empresa da mãe de Sócrates
José António Cerejo



A  Mecaso, uma sociedade gestora de participações sociais criada em 1999 pela mãe de José Sócrates, por um primo paterno e por um cidadão inglês de origem indiana, está referenciada num processo em que são investigadas suspeitas de corrupção relativas à Câmara da Amadora, noticiou ontem o semanário Sol. 
De acordo com a mesma fonte, os investigadores do caso Freeport admitem agora que José Paulo Pinto de Sousa - filho de um irmão do pai de Sócrates que possui uma espingardaria na Praça da Figueira, em Lisboa, e tem forte ligações a Angola - possa ser o primo a que Charles Smith se referiu em várias situações como veículo do suborno alegadamente pago ao então ministro do Ambiente.
O inquérito judicial em que são investigados indícios de corrupção e tráfico de influência na Câmara da Amadora, dirigida por Joaquim Raposo (PS), arrasta-se há quase uma década e tem oito arguidos. Em Outubro de 2004 e Julho de 2005 foram feitas dezenas de buscas não só em edifícios camarários como em escritórios de empresas e casas particulares, incluindo a de Joaquim Raposo.
Em causa estão suspeitas relativas ao licenciamento de algumas grandes urbanizações, algumas delas, como a do Neudel, ligadas a empresas de Jorge Silvério, mandatário de Raposo nas eleições de 1997 e 2001. 
Muitos desses casos prendem-se com denúncias feitas pela CDU local, desde 1999, e também com factos revelados pela antiga mulher de Jorge Silvério. Segundo o Sol, a referência à Mecaso foi encontrada pelos investigadores do caso no computador pessoal de Joaquim Raposo.
No decurso das buscas efectuadas em 2005, a polícia esteve nos escritórios de um dos maiores construtores civis do país, José da Conceição Guilherme. Conhecido pela sua proximidade com autarcas de vários partidos, entre os quais Isaltino Morais e Raposo, José Guilherme foi um dos beneficiados, em 2005, com a alteração dos limites da Zona de Protecção Especial de Moura/Mourão, no mesmo dia em que foi alterada a ZPE de Alcochete. Foi nos seus escritórios da Amadora que teve sede, em 1989, uma empresa de importação de pneus (Sovenco) de que Sócrates, Armando Vara e um sócio de Jorge Silvério foram sócios cerca de dois anos. 
O processo em que são investigadas relações entre Raposo, o PS e empreiteiros locais arrasta-se há dez anos.

http://forum.autohoje.com/off-topic/71096-socrates-testemunha-corrupcao-central-de-compostagem-cova-da-beira.html

MN



publicado por porabrantes às 08:06 | link do post | comentar

Quarta-feira, 29.06.11

A minha cultura teológica foi abalada pela Srª Maria do Céu Albuquerque e por todos os Vereadores da Câmara.

 

Aprendi na Obra ( e suponho que a minha querida Irmã em Cristo Ana Soares Mendes também) que era competência do Ordinário Diocesano elevar um sacerdote à categoria de Cónego.

 O nosso Santo Prelado

Suponho que o respeito pelas atribuições episcopais faz parte do Direito Interno Português em virtude da Concordata em vigor, assinada entre Portugal e a Santa Sé.

 

Pois bem a acta de 25-10-2010, que estou a ler para arranjar argumentos para fornicar (1) nos tribunais o maldito projecto de Carrilho da Graça que é ilegal, revela-me que há um Cónego no Souto  e que o dito dignitário religioso enquanto representante da Fábrica da Igreja local iria assinar uma escritura com a CMA.

 

Ora consultada a página da Diocese verifico com surpresa que não há nenhum Cónego no Souto. Ainda pensei que o Xerife Jota Pico fosse suficientemente influente na Cúria para levar o nosso Preladoa a elevar  o Rev.Pároco do Souto, depois duma esmola pingue de João Pimenta, ao Cabido da Sé. Mas não.

 

Cheguei a pensar que as minhas orações feitas todos os  dias a Monsenhor pedindo a Graça da transferência do Graça para uma paróquia rural tinham sido atendidas. Mas também não. O Graça continua de pedra e cal em São Vicente assessorado pelo conhecido jurisconsulto .

 

Portanto, tenho de assumir a realidade e verificar que nas competências camarárias abrantinas consta a nomeação de Cónegos e quem sabe de Bispos ou Cardeais.....

 

Quem leu Alexandre Herculano sabe que D.Afonso Henriques achava que era sua competência nomear Bispos especialmente se fossem pretos. ( Lendas e Narrativas, o Bispo Negro). Será que este direito feudal afonsino foi transferido para a CMA pelo foral outorgado por El-Rei D.Afonso I a Abrantes em 1179?

 

Será que o historiador Gaspar (que é do Souto) descobriu qualquer outra disposição foralenga ou consuetudinária que faz com que o Pároco do Souto seja de jure Cónego???

    o Rev.Cónego Tropa

É um mistério que me atormenta.

 

Agradeço esclarecimentos dos visados ou da autoridade religiosa para o e-mail : porabrantes@hotmail.com.

 

Finalmente para informação de qualquer autarca que não seja tão assíduo como eu à Santa Missa, esclareço que quando falo em Ordinário Diocesano não estou a insultar ninguém mas a aplicar o termo correcto em Direito Canónico.

 

(1) fornicar-palavra que Monsenhor usava quando dizia que necessário usar o direito contra um prevaricador relapso e contumaz. Monsenhor era muito bem educado.

 

Marcello de Noronha, da Obra



publicado por porabrantes às 20:15 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A visita pastoral do noss...

Deus Não Dorme : Bispo ve...

A palavra ao Bispo de Por...

A Santíssima Trindade: Gr...

Cónego por decreto munici...

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10



25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds