Sábado, 01.02.20

eulália d.carlos

Hoje é aniversário do assassinato de D.Carlos e de D.Luís Filipe pelo PRP.

Não vamos falar de política, vamos só recordar o artista.

Retrato da Infanta Eulália de Borbón, que quiseram casar com D.Carlos e com ele manteve relações, que causavam ciúmes a D. Amélia de Orleans.

Pintada pelo Rei. No Prado.

Eulália de Borbón terminou exilada porque entrou em ruptura com a corte do sobrinho Afonso XIII e aclamada pelos republicanos e socialistas.

E foi uma mulher livre.

Era dessa liberdade, que não gostava a Rainha D.Amélia ...

ma 

imagem do grupo:D.Carlos no face 

 



publicado por porabrantes às 17:25 | link do post | comentar

Sábado, 18.01.20

Em 21 de Junho de 1907, D.Carlos visita Abrantes, em plena crise política (era a ''ditadura'' de João Franco). Em Fevereiro, tinha havido um grande comício republicano na Praça de Touros. Pelas mesmas datas José Relvas aderia ao PRP e abria o Solar dos Patudos à propaganda republicana. Em 1906, os republicanos tinham tido cerca de 300 votos no concelho, frente a cerca de 800 dos dinásticos. Era Presidente da Câmara, o dr. Bairrão (regenerador). Formara-se o núcleo local dos franquistas, regeneradores-liberais, onde apareciam o solicitador  Almeida Frazão, e alguns militares como Jacinto Carneiro e Silva e Abel Hipólito.

d.carlos 1

O correspondente local do Diário Ilustrado (franquista) é um importante vulto local, muito ligado a João Franco.

d.carlos 2

D.Carlos vinha visitar as unidades militares e seria hóspede do Conde de Alferrarrede.Com ele, o General Vasconcelos Porto, Ministro da Guerra e ferrenho franquista.

d.carlos 3

Por isso, Alferrarede teve uma importância especial na visita, o Rei visitou as fábricas que agora se concentravam no arrabalde da cidade, mas teve uma surpresa, quando descia a Ferraria, hoje R. 5 de Outubro ,teve de passar pela casa do influente republicano, António Farinha Pereira

 

afp casa

No muro a seguir rubras e garrafais letras proclamam:

Viva a República!

d.carlos alf

O Vicente Themudo era o dono do Tainho e Pouchão. Da visita ao Sardoal temos foto e descrição no site Sardoal com Memória, que explica a polémica com os jornais republicanos abrantinos e as circunstâncias políticas da visita.

 E temos uma extraordinária foto

d.carlos sardoal

Ilustração Portuguesa

A visita foi breve a 22 El- Rei demandava Lisboa

  

el-rei abrantes

Ao mesmo tempo, João Franco desafiava os republicanos e a oposição monárquica (dissidentes do Alpoim, Regeneradores e Progressistas do velho cacique José Luciano) visitando o Porto e o latifundiário dos Patudos, herdeiro duma família que acolhera regiamente na Golegã, os marechais do liberalismo, depois da vitória da Asseiceira, recebia os seus novos amigos no palacete

bernardino patudos

e incendiava a Praça de Touros de Santarém, enquanto o Rei se assegurava da fidelidade das guarnições abrantinas.relvas 1

relvas 2

As mulheres de Ribatejo escutando o tribuno. As fotos são da Ilustração Portuguesa e as do comício republicano, do grande fotógrafo Josua Benoliel.

mn  

bibliografia : Eduardo Campos- cronologia para os dados eleitorais, Rui Ramos, D.Carlos, para enquadrar o contexto.

Depoimento oral do Dr.José Guedes de Campos

etc 

 

 



publicado por porabrantes às 22:07 | link do post | comentar

Sábado, 14.07.18

luiz fernandez cordoba

O General Córdoba era Embaixador de Espanha em Portugal e estava encarregado de controlar as actividades sediciosas de Carlos de Borbón, candidato absolutista à sucessão de Fernando VII.

Veio parar por circunstâncias que andam nos livros de história, o Infante  à Vila de Abrantes.

Era Setembro de 1833. Tentou Fernandez de Cordoba convencer D.Carlos a reconhecer a sobrinha, Isabel II, mas este proclama-se Rei e vai começar a 1º Guerra Carlista.

O jornal inglês Spectator conta assim a história

spectator

 mn



publicado por porabrantes às 12:41 | link do post | comentar

Sexta-feira, 29.06.18

se viu aqui quem foi Vaz Preto, o político albicastrense que mais insultou o clero da vila de Abrantes e de toda a Diocese, esperava tudo de Vaz Preto, excepto vê-lo na Estação de Abrantes com umas melancias para oferecer a D.Carlos......

 

melancias

 in Balas de Papel de Gauldino Gomes e Carlos Sertório, revista satírica, publicada em Lisboa, 1891

 

mn

 

 

  



publicado por porabrantes às 17:18 | link do post | comentar

Domingo, 06.08.17

sardoal 1907 b.png

sardoal 1907 c.png

no Archeólogo Português (1907)

O texto deve ser de José Leite de Vasconcelos

 

mn

 



publicado por porabrantes às 09:06 | link do post | comentar

Domingo, 16.04.17

allm.pngDer Bischof von Leon befindet sich auch unter ihnen; er hat seine Wohnung im Rocio de Abrantes oder Saldo Tejo genommen, wo sich gegen 300 Spanier, Offiziere mit ihren Bedienten, befinden; die Soldaten stehen zu St. Miguel und ...

Infante_don_Carlos,_by_Vicente_Lopez.JPG

Infante D.Carlos de Vicente López Portaña

 

O jornal de Munique noticia o encontro do pretendente carlista com o Bispo de León, no Rocio de Abrantes em 1834

 

Que se arranje um voluntário para ler as letras góticas.

mn



publicado por porabrantes às 22:57 | link do post | comentar

Quarta-feira, 16.11.16

casamento princípe.png

Em 11 de Maio de 1888, o Diário Ilustrado publicava um anúncio informando da organização de comboios especiais, vindos de vários pontos do país, para levar o bom povo e as classes graúdas ao casamento do herdeiro da Coroa, D.Carlos com a Princesa de França, D.Amélia de Orleans. Também a partir de Abrantes.

A manchete do jornal era constituída por 3 facínoras galegos que tinham assassinado o empreiteiro das obras ferroviárias em Torres Vedras

galegos.png

Os galegos acorreram em massa a trabalhar nas obras ferroviárias em Portugal, em Abrantes também, e com eles alguns marginais, como o José Vallinhos, ''o Corunhês'', que o  Diário Ilustrado, descreve como um facínora

corunhês.png

Naturalmente os galegos estavam com boina, para ser mais típico.

mn  



publicado por porabrantes às 15:26 | link do post | comentar

Quarta-feira, 05.10.16

''Senhor! O povo deste Concelho surpreendido pela inesperada visita de Vossa Majestade, ufana-se deste acto memorável que não se acha registado em documento algum deste Concelho.

Por ter sido inesperada esta visita, não pode Vossa Majestade ser recebida mais condignamente, mas por esta expressiva e franca manifestação se mostra que o recebemos do fundo do coração com franca sinceridade.

Deus conserve Vossa Majestade por muitos anos para bem da Pátria e Povo Português, que se orgulha de empresas arriscadíssimas ''

 

Padre Silva Martins, Presidente da CM do Sardoal, saudando a visita de D.Carlos ao Sardoal.

pd_carlos1.jpg

 Discurso do futuro Cónego, então militante do Partido Progressista, transcrito do Sardoal com Memória. Convém ler os posts todos, para perceber em que ambiente decorreu a visita.

O autor do blogue é o Sr.Luís Manuel Gonçalves

ma

  

 



publicado por porabrantes às 11:46 | link do post | comentar

Terça-feira, 02.02.16

Sua Excelência Reverendíssima, o Senhor Cardeal Patriarca, disse a missa, promovida pela Real Associação de Lisboa, pelo eterno descanso de SM Fidelíssima El-Rei Dom Carlos I e do Príncipe da Beira SAR D.Luís Filipe, assassinados pela escumalha.

Presente ao acto, o nosso amigo e Chefe da Casa Real Portuguesa, D.Duarte de Bragança, a quem o Cardeal prestou menagem.

Presente o  Presidente da Tubucci, Dr.Paulo Falcão Tavares

 

paulo estrela.jpg

na foto pode ver-se ainda um rapaz medalhado pela D.Céu, o Presidente das Escolas-João de Deus, descendente do ilustre vate.

Também vimos o editorialista da ''Nova Aliança'', Rev. Padre Gonçalo Portocarrerro de Almeida, de nobre família titular.

portocarrero.jpg

que aqui está a falar com SAR o Príncipe da Beira

D.João Távora, irmão do Zé Abrantes, o Marquês de Abrantes e Chefe da família Almeida, Presidente da Real Associação, responsável da organização de este acto de afirmação nacional, pode estar de parabéns.

 

mn

 

fotos Real Associação de Lisboa, cedidas por um amigo


tags:

publicado por porabrantes às 22:23 | link do post | comentar

Segunda-feira, 02.02.15

(....)'' Estariam possessos os assassinos que atentaram cobardemente contra El-Rei D. Carlos e o Príncipe Real? Só Deus o sabe, mas um tão criminoso acto não exclui uma diabólica intervenção, que a cumplicidade dos regicidas fez possível. Esta aziaga hipótese obriga-nos a rezar pelas almas das vítimas inocentes, mas sem esquecer as que o juízo humano considera culpadas. Mesmo nestes casos desesperados, assiste-nos a esperança de que, na derradeira hora, aqueles desgraçados homens tenham acolhido a graça do arrependimento e do perdão, que Deus a todos liberalmente concede na iminência do trânsito para a vida eterna, tal como ocorreu com o bom ladrão (cfr. Lc 23, 39-43). A tanto nos obriga, com efeito, o mandamento novo da nossa santa religião (cfr. Jo 13, 34-35), que ensina a todos perdoar, sem esquecer os inimigos defuntos, cujas almas podem também, eventualmente, lucrar com os nossos sufrágios.
A esta evocação de Sua Majestade, el-Rei D. Carlos, e do Príncipe Real, Dom Luís Filipe, cumpre associar a memória de el-Rei D. Manuel II, bem como a de Sua Majestade a Rainha D. Amélia e os demais membros da Família Real já falecidos. Assim sendo, depois de celebrada esta solene Eucaristia dominical, seguir-se-á uma singela romagem ao panteão da Casa de Bragança, anexo a esta Igreja de São Vicente de Fora.

3. Cumprimentos vários. Cumprimento, em primeiro lugar, Suas Altezas Reais os Senhores Duques de Bragança e restantes membros da Família Real aqui presentes, na sua qualidade de representantes de el-Rei D. Carlos I e do Príncipe Real, bem como de todos os augustos soberanos de Portugal. Na certeza das minhas orações e fidelidade à tradição que tão dignamente representam, faço votos de que sejam sempre fiéis continuadores da arreigada devoção cristã que, desde os primórdios da história nacional, é apanágio da Casa Real portuguesa.
Nestes tempos de tão intensas mutações sociais, mais necessário é que a Família Real, sobretudo pela exemplaridade da sua vivência cristã, seja um modelo, não apenas para os que se revêem no ideal monárquico, mas para todos os portugueses, quaisquer que sejam as suas tendências políticas ou opções religiosas. A condição de representantes dos Reis de Portugal, que só em Vossas Altezas Reais se realiza, ultrapassa os particularismos ideológicos ou político-partidários, porque se confunde com a identidade da Pátria que, graças a Deus e à Família Real, hoje somos.
Saúdo também, com especial gratidão, o Senhor Presidente da Causa Real, o Senhor Presidente da Real Associação de Lisboa, que muito amavelmente me convidou para presidir a esta celebração, o Senhor Presidente do Instituto da Nobreza Portuguesa, o Senhor Presidente da Associação da Nobreza Histórica de Portugal, o Senhor Presidente da Juventude Monárquica, os dignitários das Ordens dinásticas de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa e de Santa Isabel, e ainda os meus muito estimados confrades na Ordem de Cavalaria do Santo Sepulcro de Jerusalém e na Soberana Ordem Militar de São João de Jerusalém, também dita de Malta.
Uma palavra ainda de agradecimento ao Senhor Padre Tiago Ribeiro Pinto, que muito me honra ao concelebrar esta Eucaristia dominical, ao Senhor Reitor de São Vicente de Fora, pela sua fidalga hospitalidade, aos acólitos, leitores, cantores e a todos quantos participam mais activamente nesta Santa Missa.'' (..)

d.carlos.jpg

 

excertos da homilia do Reverendo e nobre P.Visconde da Macieira na missa por alma de S.M.Fidelíssima el-Rei Dom Carlos I e de D.Luís Felipe, Duque de Bragança.

com a devida vénia e o nosso agradecimento a todos os que participaram neste acto de afirmação nacional. Viva Portugal!

 



publicado por porabrantes às 08:17 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

D.Carlos retrata uma mulh...

El-Rei em Abrantes (1907)...

O falhanço da Embaixada a...

Melancias para D.Carlos (...

A visita de D.Carlos ao S...

Abrantes na Imprensa Inte...

O casamento de D.Carlos e...

Homilia do Reverendo Cóne...

Missa por alma de Sua Maj...

Estava o Buiça possesso? ...

arquivos

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Maio 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9






mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds