Domingo, 22.01.17

 

Sexta-feira, 26.06.15

nova aliança daniel augusto.jpg

Entrevista a Daniel Augusto António, histórico marçalista laranja, realizada por JGV a 22-1-98

 

humberto jornalista.jpg

foto do amigo Zé Luz

 

Acho que por esta época não era directora do clerical boletim nenhuma fidalga....

 

A  Anabela chamava-se Matias

 

O Daniel também diz que era grande amigo do Dr. Nelson (a malta já sabia, notou-se sempre) e do Dr.Rolando (que nunca notámos)

 

O Daniel também diz que distribuía o Jornal República, ora nunca a Havaneza o vendeu, vendia-se na Ourivesaria do Sr. Abílio Monteiro, o Comércio do Funchal também não se vendia na Havaneza, vendia-se na Livraria Académica, a Seara Nova também não, vendia-se na Casa Portugal, que era propriedade da família do eng.António Silva Martins (que espero ver, juvenil e se calhar com o Guterres de braço dado no Concurso Hípico do Vimeiro.......e espero que o Sampaio não se atrele..)..

 

Que se vendia então na Havaneza?

 

Certamente a Nova Aliança onde o Cónego Freitas fazia editoriais garantindo que o Caudilho era o melhor católico da Ibéria (ver nº 1) e que o Bispo do Porto, pérfido cismático, nunca tinha existido...

 

A política e a memória em Abrantes são assim....

 

mn

 

não me digam que as iniciais JGV significam José da Graça -Vigário...

 

 

 



publicado por porabrantes às 15:21 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26.06.15

nova aliança daniel augusto.jpg

Entrevista a Daniel Augusto António, histórico marçalista laranja, realizada por JGV a 22-1-98

 

humberto jornalista.jpg

foto do amigo Zé Luz

 

Acho que por esta época não era directora do clerical boletim nenhuma fidalga....

 

A  Anabela chamava-se Matias

 

O Daniel também diz que era grande amigo do Dr. Nelson (a malta já sabia, notou-se sempre) e do Dr.Rolando (que nunca notámos)

 

O Daniel também diz que distribuía o Jornal República, ora nunca a Havaneza o vendeu, vendia-se na Ourivesaria do Sr. Abílio Monteiro, o Comércio do Funchal também não se vendia na Havaneza, vendia-se na Livraria Académica, a Seara Nova também não, vendia-se na Casa Portugal, que era propriedade da família do eng.António Silva Martins (que espero ver, juvenil e se calhar com o Guterres de braço dado no Concurso Hípico do Vimeiro.......e espero que o Sampaio não se atrele..)..

 

Que se vendia então na Havaneza?

 

Certamente a Nova Aliança onde o Cónego Freitas fazia editoriais garantindo que o Caudilho era o melhor católico da Ibéria (ver nº 1) e que o Bispo do Porto, pérfido cismático, nunca tinha existido...

 

A política e a memória em Abrantes são assim....

 

mn

 

não me digam que as iniciais JGV significam José da Graça -Vigário...

 

 

 

   



publicado por porabrantes às 16:29 | link do post | comentar

Segunda-feira, 15.12.14

Muitos miúdos abrantinos, como eu ou o historiador dr.Jorge Santos Carvalho, passaram as férias estivais na Figueira da Foz desde 1956-7 e sempre que tinham dores de barriga ou outras maleitas recorriam à assistência amiga e sábia do médico dr. Gilberto Vasco.

Esteve este episodicamente em Abrantes e daqui foi para a Figueira, tendo herdado o seu consultório o dr. José Vasco, médico tão bom como ele e anti-fascista como o irmão.

Só por evidente lapso é que o histórico laranja Sr.Daniel Augusto António, numa entrevista à Zahara do Gaspar, conduzida por José Eduardo Alves Jana, é que pode situar o dr. Gilberto em Abrantes, depois de 1958.

Aliás neste documento da resistência (1958)  quem figura na comissão política da candidatura Cunha Leal, aqui conduzida por Vergílio Godinho, é o dr. José Vasco já então residente na cidade.

Não é por nada mas este blogue, que fala da Srª .D.Dalila Marques Vasco, mulher do dr.Zé Vasco diz exactamente o que dizemos. O dr. Gilberto, que tinha uma paciência de santo para aturar os miúdos, residia na Figueira.Para melhor biografar a D.Dalila vejam também este post, que foi feito pela família e é naturalmente a família que conhece melhor a sua trajectória.

Já agora, neste artigo do saudoso Mário Semedo, já aqui publicado, 

oposição mário semedo.jpg

   há uma achega para esta história.

 

E vão-me perdoar mas a história faz-se com documentos, a trajectória de Orlando Pereira na Oposição é tão grande que o encontramos já na direcção académica do MUD juvenil em 1947.

mud orlando pereira.png

(Fundação Mário Soares)

 

Finalmente tenho dúvidas que o sr. Daniel Augusto António se recorde deste nome que foi activo na constituição do MUD em Abrantes e também na campanha do General Delgado, o Advogado dr. Aníbal Ribeiro Martinho.

O sr.Daniel e o Jana recordam-se do dr. Aníbal como um feroz anti-comunista, simpatizante do CDS lá por 74-75, mas ele esteve e temos prova documental disso na campanha abrantina do General Coca-Cola , que aliás era tão anti-comunista como o capitão Henrique Galvão.

O que não encontrei ainda foi prova documental que nenhum dos entrevistados do Jana estivesse activo contra a Ditadura em 1958.

MA

ps-ao lado de Orlando Pereira assina o manifesto estudantil lisboeta o artista plástico Dias Coelho, amigo de Duarte Castel-Branco, vilmente assassinado pela PIDE

 



publicado por porabrantes às 18:12 | link do post | comentar

Segunda-feira, 03.12.12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Acontece que os nossos inimigos também são os inimigos de Abrantes.....

 

Portanto, se os inimigos do Sr.Daniel António, estimado comerciante da nossa praça e destacado laranja, além de anti-fascista porque aos 17 ou 18 anos distribuía panfletos do General Delgado

 

 

 

 

 

 

 

segundo conta nesta entrevista, feita pelo saudoso Graça Vieira (acho eu as siglas que o entrevistador colocou parecem delatar  esta autoria)

 

 

portanto se os nossos inimigos são os inimigos de Abrantes,

 

e se os inimigos do Sr.Daniel são os inimigos de Abrantes,

 

 

O Sr.Daniel é nosso amigo e fica declarado grande abrantino,

 

porque os inimigos de Abrantes são pelo menos pequenos abrantinos.......(no caso de serem de cá, já vi um que se dizia abrantino de gema e durante a sua campanha eleitoral descobriu-se o segredo..... tinha nascido na Maternidade Alfredo da Costa, exactamente por trás da casa .... 

do Tio Anastácio, como dizia a saudosa Dona Lucília Moita, para se referir à casa que fora de Malhoa, e que o dr. Anastácio Gonçalves lhe comprara, às Avenidas Novas, na burguesa Lisboa ....

 

porque a Lisboa popular é em Alfama e noutros sítios similares.....)

 

 

Marcello de Noronha

 

(um dia destes estamparemos aqui a entrevista do Sr.Daniel onde arrasa os inimigos de Abrantes e não só ...)



publicado por porabrantes às 13:42 | link do post | comentar

Quarta-feira, 14.03.12

eu não, mas juro que conheço o Sr. Daniel Augusto António e  compro-lhe o Público todos os dias......

 

 

 

Um grupo de valorosos estudantes da UNL fez um estudo sobre 

 

 

Abrantes, Cidade Tecnológica do Tejo    em 2005

 

Estava para dissertar sobre o famoso PUT, o PUP e coisas no género e procurei bibliografia quando encontrei o Rev. P. Fraga e o super-simpático Sr. Daniel Augusto António,  o maior anti-fascista conhecido no PSD de Abrantes e outrora fogoso marçalista.

Passo a palavra aos estudantes da UNL e desejo boa leitura do documento.....

 

(...) Incluem-se neste leque, os entrevistados a quem pedimos emprestado algumas das citações do trabalho, começando pelo Pe. José da Fraga, prior da Igreja de S. Vicente, que por duas vezes nos recebeu na sacristia e se disponibilizou para responder às nossas perguntas. Em Tomar, cidade dos Templários, foi o Prof. Eugénio Almeida, director da Escola Superior de Tecnologias de Abrantes, que nos acolheu cordialmente no seu gabinetee a quem agradecemos a agradável conversa que tivemos. Igualmente vítima do nosso gravador portátil, o Sr. Daniel Augusto António, fundador do núcleo do PSD de Abrantes e gerente de uma papelaria do centro de Abrantes, foi extremamente útil e não menos

impecável nos esclarecimentos, preocupações,  visões e ideias que partilhou connosco.Agradecemos ainda a atenção e cuidado  demonstrado pelo M. Chaussoneaux, da Communauté de Communes de Parthenay e responsável pelas relações externas da cidade francesa, que nos ofereceu toda a sua disponibilidade para responder a todas as nossas dúvidas e a quem prometemos enviar um exemplar do trabalho (On va le faire!).

 

Lamentavelmente, não houve contribuição de nenhum membro oficial da autarquia de Abrantes, pelo que o grupo de entrevistados fica fechado sem que se inclua qualquer nome do actual executivo político local

(....)
 
Cada vez estou mais espantado.....
 
Então  quem  elucida os estudantes  é o Prior Fraga
 (de quem a Cúria diz desconhecer a data de ordenação)
 (1), o Sr.Daniel António, o Maire de Parthenay 
e o tomarense director do IPT?????
 
 Esta Cidade faz dignamente parte do País das Maravilhas
 que o Vasco Pulido Valente descrevia em admiráveis e
 telegráficas crónicas no Expresso.
 
MN
 

 (1) Prior Fraga será Pseudónimo do Graça????

 



publicado por porabrantes às 09:27 | link do post | comentar

Quarta-feira, 30.11.11

  

 

Nas eleições a que estes senhores se candidataram ganhou o PSD.

 

Para a CMA onde elegeu o dr. Humberto Lopes e o Sr.Roseiro  e a Anabela Matias (que há época ainda não era licenciada).

 

O Eng. Marçal foi batido humilhantemente pelo dr.António Bandos, meu amigo, um gajo porreiro, para a AM.

 

Acabou o dr. Zé Vasco da CDU por ser eleito Presidente da AM via um acordo PSD/CDU.

 

Na lista vencida há também amigos meus como o eng. Fernando Soares Mendes (CDS), o meu professor de Primária Marques Heitor e o senhor a quem compro os jornais todos os dias o Daniel Augusto António.

 

O Pedro Marques ainda estudante também lá está, mas não é meu amigo.

 

É amigo do Armandinho, que nesta resta época ainda andava sob a trela dos restos do moribundo eanismo e não me lembro se passara já literariamente a gaja sob o nome provinciano e mal-afamado (devido à falta de qualidade literária e ao conteúdo primariamente coscuvilheiro e provinciano das ''cartas'' que a moçoila escrevia)  de Edite.

 

O Armandinho não tem culpa, é do dialecto das berças raianas que é o galego.

 

Se calhar tem....

 

Porque o Sr.Nabeiro também é raiano e teve de falar muito espanhol para vender Café Camelo aos de Badajoz e ainda outro dia me pagou uma bica e não falava espanhol...

 

No fim de contas ver coisas velhas destas, é alimentar a nostalgia.

 

A nostalgia é a base do Fado.

 

A nossa Alma.

 

Vou ouvir a Amália logo de manhã, enquanto aposto que o Armandinho está a ouvir uma CD com um galego a tocar gaita de foles....

 

 

 

 

Isto é  cá  uma gaita....

 

Miguel  Abrantes

 

Ouçam o galego do gaiteiro, não vos lembra alguém? 

 

Créditos: documento cedido ao blogue pelo meu subordinado Noronha, o Papa (missas)



publicado por porabrantes às 08:59 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Opinião do Sr. Daniel Aug...

Foi a Anabela mais o Relv...

O médico da Figueira

Inimigos de Abrantes

Quem conhece o Padre José...

Papéis velhos da colecção...

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10


20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds