Quarta-feira, 17.04.19

luís alves (2)

Segundo o Diário da República a União de F. de S.Miguel e Rossio é uma das mais ameaçadas por risco de incêndio.

As outras cá no burgo são: Carvalhal, Fontes, Martinchel, UF Alvega e Concavada.

Pois bem, nenhuma destas é apoiada pelo novo subsídio camarário de prevenção aos fogos.

Dizem-nos que era necessário concorrer ao dito.

Se assim é, porque é que o Luís Alves não concorreu?

E ainda, porque é a autarquia não sensibilizou as freguesias citadas para concorrerem e atribuiu os subsídios a freguesias não prioritárias?

ma

 

 



publicado por porabrantes às 09:26 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28.02.19

freguesias2

Saiu hoje no DR a lista das freguesias do concelho onde é prioritário limpar o mato.

ma

 


tags:

publicado por porabrantes às 21:03 | link do post | comentar

Sexta-feira, 25.01.19

Esteve hoje na sessão da CMA, o João Furtado dos Bombeiros Voluntários. Discutiu-se a questão dum fogo no Centro Histórico.

Entretanto na página municipal o povo opina sobre o matagal nas Encostas do Castelo e noutros sítios:

marianinha

cecília

A nenhum destes comentários foram capazes de responder os caciques.

mn

 



publicado por porabrantes às 18:00 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17.01.19

mapa 1

ver aqui mapa do ICNF com as freguesias prioritárias com risco de fogo

vermelho 1ª prioridade

laranja: 2ª prioridade

há mais 93 freguesias com risco de fogo que no ano passado, diz o ''Público''

Pormenor do mapa do ICNF com a devida vénia

mn


tags:

publicado por porabrantes às 10:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 19.09.18

Por decisão unânime da A.Municipal com os votos do PSD e PS, o Município do Mação decidiu processar o Governo de António Costa sobre o injustiça do pagamento das indemnizações nos fogos do ano passado.

Abrantes devia fazer a mesma coisa, mas o caciquismo e o neo-liberal estão muito contentes com a esmola recebida.

 ''Tendo a Câmara Municipal de Mação, através do seu presidente, anunciado publicamente a possibilidade de intentar uma ou mais acções judiciais, e sendo essa uma competência própria do mesmo, manifestamos o nosso apoio e incentivamo-lo nesse sentido, esgotadas que estão as possibilidades de um diálogo profícuo em prol da nossa terra e das nossas gentes”, diz a moção apresentada pelo PSD e que teve o voto favorável de todos os partidos'' escreve Luciano Alvarez no Público.

Leia a notícia.

 

mn


tags: ,

publicado por porabrantes às 20:03 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.08.18

O Rame, sito na Av. de Aljubarrota, peça essencial no combate aos fogos, não tem parceria com o município de Abrantes. Pelo menos é o que se deduz da sua página. Os fogos voltaram ontem a flagelar Abrantes.

É caso para dizer, em casa de ferreiro, espeto de pau.

rame

Ver aqui

Imagem RAME.

mn 


tags: , ,

publicado por porabrantes às 08:52 | link do post | comentar

Segunda-feira, 13.08.18

Muito se se têm falado no incêndio de Monchique e Silves, e do sucesso que foi 😞 , no meio daquela desgraça que todos assistimos!

Porém é inadmissível falarem de sucesso, mesmo sabendo que existiram erros atrás de erros, onde a falta de planeamento, organização e coordenação mais uma vez se verificou!

Proteção civil a mais (porque não poderia ocorrer mais nenhuma tragédia idêntica à de Pedrógão) e menos ação no ataque ao incêndio (não por culpa dos Bombeiros ou da GNR que apen...as acatam ordens), que implicou a ineficácia na defesa dos bens daquelas pessoas, que trabalham dia e noite para os ter!

Com pompa e circunstância, digna da propaganda socialista, Antonio Costa em junho referia em Monchique, que tudo estava perfeito e que todos estavam em sintonia para que o (pouco) trabalho de prevenção e de reação funcionasse!

Com pena nossa, assistimos mais uma vez a uma catástrofe ambiental, a uma calamidade vivenciada por cada pessoa daquele território!

Por Abrantes, um território recorrentemente fustigado por incêndios, os problemas mantêm se!

Pois o desordenamento impera, onde o mato e a floresta seguem um caminho que a curto prazo nos trará dissabores!

Aprovam se projetos de reflorestação, mas não se fiscalizam as regras adjacentes e onde deveria estar um eucalipto ou um pinheiro estão quatro ou cinco!

E a juntar a este problema, surge o problema daqueles que não acreditam ou que não têm posses para reerguer a sua floresta, ficando a mesma entregue ao abandono e ao desordenamento!

O que fazer com esta situação?

Deixar o barril de pólvora em esquecimento, e esperar que tudo arda novamente num território despovoado e envelhecido?

Devemos continuar a correr atrás do prejuízo?

É triste ver tanta fanfarronice, tanto mediatismo, tanta mediocridade e tanta falta de sensibilidade na gestão do nosso território, do nosso país que até dá dó!

Vamos prevenir, e criar mecanismos de apoio à reflorestação e reagir menos!

Os impostos que todos nós pagamos, são mais do que suficientes para que aqueles que supostamente pensam e planeiam o território (os avençados, especialistas, empresas de consultadoria e políticos), definam estratégias de excelência para defender as nossas gentes e valorizar o nosso território!

Continuamos a reagir aos problemas, em vez de termos uma atitude preventiva e fiscalizadora!

 

 

PSD Abrantes

 

o comunicado vem ilustrado com umas fotos dos fogos algarvios

 

preferimos meter esta foto dos fogos abrantinos de Agosto 2017

img_757x498$2017_08_11_15_11_58_657963

 devida vénia Correio da Manhã/Lusa


tags: ,

publicado por porabrantes às 20:11 | link do post | comentar

Domingo, 12.08.18

le monde

ver aqui

 

os eucaliptos, o governo,  os interesses, ninguém escapa

 

ma


tags:

publicado por porabrantes às 23:32 | link do post | comentar

Sábado, 11.08.18

 

11 de agosto 2017

 Rio de Moinhos, foto da amiga C.Mota

 

Temos de recordar que há um ano o inferno aterrorizou o concelho, enquanto o Bruno Tomás acumulava lenha num sítio perigoso?

 

ma   



publicado por porabrantes às 22:54 | link do post | comentar

Comunicado de S. A. R. o Senhor Duque de Bragança

É com grande tristeza que mais uma vez os portugueses assistem ao flagelo do...s fogos durante os meses de Verão.
(...)

Os nossos governantes prometeram preparação, mas o que temos vindo a assistir são sistemáticas situações de descoordenação de entidades com responsabilidades na protecção. Depois da repetição de uma situação com esta gravidade, é importante retirar as devidas consequências - políticas e operacionais. É o que os portugueses esperam e merecem depois de uma situação desta gravidade.

É definitivamente necessária uma séria reorganização do espaço florestal que reduza a probabilidade e gravidade deste tipo de situações. Essa reorganização deve partir do Estado e não dos particulares, que em geral não têm capacidade económica para fazer face ao que é necessário. Aliás, no ano passado, um dos piores incêndios aconteceu numa mata propriedade do Estado, o Pinhal d’El-Rei, plantada há sete séculos na região de Leiria.

Quanto aos meios aéreos e terrestres disponíveis, estão longe de ser os mais adequados, segundo as opiniões dos especialistas nacionais e estrangeiros. Não faz sentido pôr em risco as vidas de quantos combatem no terreno, e não lhes dar as armas necessárias!

Apelo também a uma mobilização dos jovens, que devem ser sensibilizados para esta grave questão e que poderiam dar o seu contributo. Na ausência do Serviço Militar Obrigatório, os jovens deveriam ser incentivados para uma maior participação cívica sendo preparados para ajudar os que combatem estas catástrofes, e outras que poderão acontecer. A generosidade e coragem dos jovens levá-los-á a participar com entusiasmo em iniciativas destas. Considero a bem dos portugueses e de Portugal que esta situação seja definitivamente encarada como uma das prioridades do país.

D. Duarte, Duque de Bragança

38828201_10157658536426679_838198043596554240_n

 

Santar (Nelas), 9 de Agosto de 2018



publicado por porabrantes às 16:57 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Os subsídios de prevenção...

Limpeza de Mato:

Mato prolifera na encosta...

O risco de fogos floresta...

Bloco Central maçanico pr...

Em casa de ferreiro, espe...

Comunicado do PSD/Abrante...

Le Monde arrasa Portugal

11 de Agosto de 2017: Pân...

Comunicado de SAR o Duque...

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


23
24
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds