Quinta-feira, 04.03.10

 Resolveu passado o Carnaval a CMA relançar o MIIA com um jantar medieval sobre o alto patrocínio de D. Francisco de Almeida.

 

Como é conhecido o mais ilustre dos Almeidas foi Vice-Rei da Índia mas também, a verdade deve ser dita, não chegou aos calcanhares de Afonso de Albuquerque, a quem tratou desaforadamente por meros ciúmes e rivalidades políticas, e esse foi o grande construtor do Império no Índico.

  foto wok

A biografia mais recente de D. Francisco de Almeida é da autoria do historiador e político socialista Candeias da Silva, que se iniciou nos mistérios da História abrantina, sob o patrocínio de Eduardo Campos, com quem colaborou em várias brochuras, e produziu alguns textos importantes para a História de Abrantes e da Beira Baixa.

 

O que para nós não deixa de ser um mistério é o silêncio do Doutor Candeias Silva acerca da questão do MIIA.

 

Gosta da arquitectura proposta por Carrilho da Graça ou não?

 

Lembramo-nos sempre da atitude frontal de Diogo Oleiro, que apesar de ter sido desde os anos 40 um partidário do Estado Novo, não teve pejo em condenar nos Jornais a demolição das casas setecentistas para construir o bunker neo-nazi da Caixa Geral de Depósitos.

 

E ao exprimir a sua opinião Diogo Oleiro mostrou qual era o compromisso dum Historiador com a cidadania, dizer de sua justiça.

 

Sofreu alguma vez represálias Diogo Oleiro por escrever o que pensava?

 

Não, continuou a ser Director do Museu de Santa Maria do Castelo e a pessoa considerada por todos como o maior erudito abrantino.

 

Só foi desconsiderado num prefácio vergonhoso assinado por Eduardo Campos, na 2 ª edição do livro do Capitão Mourato, chamando-lhe plagiador.

 

 

Dizemos 2ª edição porque o livro de Mourato já saíra nos prelos no século XIX, sem indicação do Autor.  

 

Felizmente nas edições posteriores o prefácio desapareceu, mas Eduardo Campos tinha a obrigação de corrigir  o dislate e nunca o fez.

 

A nota do Notícias de Abrantes, sobre o lançamento da obra, (anónima, mas fácil de identificar para quem conhece o estilo beato do prosador seminarístico) é de 17-7-1981, e refere que o livro do Eduardo Campos foi lançado numa sessão em São Domingos, organizada conjuntamente pela ADEPRA e pela CMA, estando na mesa E.Campos, o Presidente da Adepra e o da CMA.

 

Depois anota-se sibilinamente ''Notada, mais uma vez a ausência do Vereador da Cultura''.

 

Ou seja do Dr.Humberto Lopes já que o P. da C.M.A era o eng. Bioucas.

 

Só fazemos esta  referência  para recordar que foi quando o  Dr.Humberto Lopes assumiu a Presidência que o livro do Eduardo Campos foi reeditado sem o infeliz prefácio.

 

Mas se Eduardo Campos cometeu erros (quem não os comete ?) também teve a valentia de defender que o Arquivo tinha de ficar em São Domingos.

 

E esperava-se então ouvir a voz do Doutor Candeias e também ficou muda.....

 

Nós elaboramos esta nota para elogiar o Historiador e a C.M.A pela decisão de celebrar o Vice-Rei e em simultâneo  pedir-lhe a sua opinião sobre o projecto de Carrilho da Graça.

 

É a favor ou contra?

 

E aproveitamos também para protestar contra a opinião expressa pelo historiador indiano 

SANJAY SUBRAHMANYAM, um eminente especialista na História do Índico (ver aqui)  , autor de obras indispensáveis ao estudo da época de D.Francisco de Almeida, algumas delas traduzidas para português, mas que é injusto com o Doutor Candeias. 

 

 

 

 FOTO UCLA 

 

 

Sanjay ataca Candeias da Silva 

 

E diz isto :  The title of viceroy that Almeida assumed after arriving in Asia (his initial title was of capitão-mór) derived from the usage in Aragon. On Almeida and his career, see also the conventional account in Joaquim Candeias Silva, O fundador do "Estado Português da Índia" D. Francisco de Almeida, 1457 (?)–1510 (Lisbon, 1996). '' (ler mais aqui)

 

Ora bolas, como é que o eminente Sanjay considera a obra de Candeias ''convencional?''

 

Desde já nos dizemos que é preciso ler urgentemente  SANJAY SUBRAHMANYAM para perceber o tempo de D.Francisco.

 

Mas protestamos vivamente por Sanjay ser tão descortês.

 

Até parece o Doutor Brigola a sovar o Baptista Pereira, segundo diz a D.Ana.

 

Pedimos à D.Maria do Céu para não convidar Sanjay para nada.

 

DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA DO POR ABRANTES 

 

Nota: a wikipedia na versão inglesa diz isto a propósito de D.Francisco: ''There is also a community of Goan Christians, both in India and Pakistan, who carry the surname Almeidaand are apparently his descendants through marriages/liaisons with native Indian women.  ''

 

Apostamos que anda aqui a mãozinha do Sanjay para se meter com o Conde da Bahía.....



publicado por porabrantes às 21:19 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

D. Francisco de Almeida

arquivos

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds