Domingo, 27.05.18

Fr. Antonio das Chagas quando do púlpito instava os fiéis a arrependerem-se, entusiasmava-se  e atirava com o crucifixo  à assistência, com feroz determinação.

Foi pregador célebre, antes disso fora soldado, fizera a guerra, compusera rimas satíricas e  poesia épica alentejana ( ''Mourão Restaurado'' e outra) matara em duelo e fora amador de belas donas.

Um homem excessivo?

Frei_António_das_Chagas

Primeiro a espada e a pena e as donas, depois troca a primeira pelo cruxifixo, que brande com marcial fôlego. Quanto às donas passou alegadamente a dar-lhes consoloção espiritual, com grande sucesso.

chagas 2

 

Morreu em Torres Vedras, onde fundara o célebre Convento do Varatojo.  José Saramago quando anotou a terra, na sua ''Viagem a Portugal'', depois de recordar Damião de Góis, que aí jaz,  recordou uma frase célebre de António da Fonseca Soares, o nome que o franciscano tinha no século, ''Ou morrer na empresa, ou lograr a vitória''.

António Vieira, pregador célebre e seu rival, mas duma estatura intelectual muito superior, dizia que o frade  era um farsante e condenava o teatro barato que o Fonseca armava no púlpito.

E era Vieira ainda, amigo e protector de judeus, e via em Frei António um dos que infectava as turbas com o ódio barato a um ''povo deicida'', como diziam os anti-semitas.

Não fui ver se o Fonseca Soares recordou ao jesuíta que ele era um mulato e o alentejano um fidalgo de ''sangue limpo'', mas era homem para isso.

Mas melhor que a retórica sacra, prometendo infernos e outras preciosidades barrocas, é a poesia satírica que fez o ardoroso espadachim  antes de entrar em religião.

(...)

Eu nunca comadres vi

gritarem como em açougue

e no cabo às espetadas

dão bofetadas que chovem

Putas se chamam, e disputam

 no que sabem quanto podem

e saindo tudo a praça

não fica nada no fole

Disse uma: dize malvada

não dissestes que três noutes

 para enbruxar um menino

te converteste num bode

Mentes velhaca, eu podia

dizer te, nem por remoque

de mim esse testemunho

tu patifa és a que foste

Preza pelo secular

feiticeira tão enorme

que eu te vi com estes olhos

levar hum gibão de açoutes

Em mim açoutes magana

quando na rua das flores

um negro te deu no rabo

muitas palmadas e couces

Couces em mim! tal (mentira)

que uma patifa dos montes

(...)  (1)

Como esta em que põe duas vizinhas alentejanas a discutirem as suas virtudes...

Passou várias vezes por estas terras a converter pecadores, Frei António, em 1674, 1676 e 1678.

chagas

 Seria curioso ver nos arquivos e nos alfarrábios velhos o resultado da oratória do frade nas almas e costumes dos abrantinos do dezassete....

ma

 

(1) in

SÁTIRA SEISCENTISTA DE ANTÔNIO DA FONSECA SOARES

Luís Fernando Campos D’ARCADIA

André da Costa LOPES

UNESP – Faculdade de Ciências e Letras de Assis

Anais do SILEL. Volume 2, Número 2. Uberlândia: EDUFU, 2011.

 

 

        



publicado por porabrantes às 15:40 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Frei António das Chagas e...

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds