Sábado, 14.11.20

santos costa 2.png

O tenente-coronel Santos Costa com a típica parafernália da besta fascista. A foto do Botas e o crucifixo.   

Arrumando o arquivo imagem RTP ''Antes da Pide''



publicado por porabrantes às 10:55 | link do post | comentar

Segunda-feira, 26.10.20

''O falecido general Marques Godinho, comandante-em-chefe- do movimento, estava de relações cortadas com o seu colega Ramires, mas aceitou o concurso deste, condicionando-o, porém, a que uma vez vencedora a Revolução, ele fosse a Conselho de Guerra para prestar contas da sua actuação nos Açores ''para que não se diga que nós protegemos bandalhos. Os serviços que preste à Revolução servir-lhe-ão apenas de atenuante''

general marques godinho.png

 

Coronel Fernando Queiroga, Portugal Oprimido (Factos e Nomes da Ditadura Salazarista)

66459.png

Já assim dividida a cúpula militar da Abrilada de 1947, como queria vencer?

Queiroga alega que Carlos Ramires pediu mais de mil contos para participar na Revolução (a pagar se a coisa corresse mal), não andava mal acompanhado, Francisco Franco também exigiu um pagamento adiantado de 20 anos de salários, a depositar numa conta de Londres, em nome da mulher, que lhe foi feito por Juan March.

''Se perco, fuzilam-me. Se ganho, toca-me a mim fuzilar os vencidos. Devo cuidar da viúva e da minha filha''.

Salvaguardados os brandos costumes lusitanos, seria o que pensava Carlos Ramires, segundo Queiroga.

O livro de Fernando Queiroga traz amplos pormenores sobre um golpe, cujo epicentro foi a Região-Militar de Tomar e onde foram protagonistas muitas figuras  militares da região.

Relata a afrontosa morte do General Marques Godinho, a prisão dos filhos e da viúva D. Palmira Godinho e culpa Salazar e Santos Costa. 

Carlos Ramires não foi preso, alegadamente porque tinha cartas comprometedoras de Santos Costa, que manifestavam simpatias nazis,  e tê-las ia entregue em troca da Liberdade. 

O chefe civil, dr. João Soares tinha sido o capelão do Quartel abrantino de Caçadores, onde conhecera o tenente Godinho.

padre joao soares.jpg

mn

A edição brasileira  é da Germinal, uma editora anarquista do Rio, muito ligada ao exílio português. A 1ª edição lusa é de ''O Século'' (1974)  e leva uma nota introdutória de Vasco da Gama Fernandes

 

     

 

     



publicado por porabrantes às 19:15 | link do post | comentar

Sábado, 01.08.20

godinho.png

História de Portugal: Da II Guerra à morte do marechal Carmona (1941-1951), p. 153

Fico a saber que o General Marques Godinho organizou um golpe de estado, a Abrilada de 1947, apenas porque antipatizava com o alegado ''corrupto'' de Alcachafe.(1)

Como bibliografia, o Serrão, cita, equânime,  umas memórias auto-justificativas do homem que nunca deu um tiro, ou seja do Santos Costa, que como o Óscar ( Carmona) tinha alergia às batalhas.

Bastava-lhe ter consultado os arquivos da UN de Santarém, o distrito dele, para verificar que as denúncias contra o Major Marques Godinho, por conspirador reviralhista eram velhas.

E se fosse às fontes secundárias, por exemplo as memórias de Gonçalo Pimenta de Castro, já aqui citadas, veria que já o identificava como democrático nos anos 30

   Estrolabio

Mas não para o Veríssimo, o Godinho chateou-se com o Santos Costa e por isso insubordinou a Região Militar de Tomar e preparou uma bernarda.

Só faltou dizer que foi a Fátima fazer uma promessa à Virgem ( desesperado com as exigências do Ramires do Tramagal, que só se revoltava se lhe pagassem umas massas) antes de se ''pronunciar'', em vez de invocar o Deus dos homens livres, o Supremo Arquitecto.

Mau dia para recordar isto?

Mau dia para a memória do General Godinho, foi aquele em que o Serrão veio justificar o negociante de  Alcachafe.     

ma

(1)ver as alegações na colecção de panfletos militares da Fundação Mário Soares



publicado por porabrantes às 15:12 | link do post | comentar

Quinta-feira, 13.02.20

quando se recorda a data da morte de Delgado, convém recordar a impunidade de Santos Costa, acusado de homícidio na pessoa do General Marques Godinho, por D. Palmira Godinho.

GODINHO 7 DE MAIO DE 48 MS

Manifesto de militares anti-salazaristas, 7 de Maio de 1948

capitao godinho 14 de abril de 1917

O capitão Godinho no front da Flandres, o Santos Costa nunca entrou em campanha.

ma 



publicado por porabrantes às 17:52 | link do post | comentar

Quarta-feira, 13.03.19

gonçalo pimenta de castro

As memórias do coronel Gonçalo Pimenta de Castro, são uma fonte essencial para a história político-militar lusa e abrantina.

Um dia nas suas funções de inspeção do Exército mandou prender o Comandante do Quartel de Infantaria de Abrantes, coronel João Gordo e  depois demitiu-o.....

gordo

O escândalo foi monumental.

No entanto, o coronel Pimenta de Castro não deixa de elogiar, pelas suas qualidades militares, oficiais abrantinos  que estavam nas antípodas da sua opinião política (era monárquico) e naturalmente incompatibilizados com o Coronel Gordo,  pela sua falta de aprumo militar.

Marques Godinho tinha sido colega na 1ª Guerra Mundial do então Major João Gordo, que era de Castelo de Vide. 

gordo 2

godinho gordo

mn

 



publicado por porabrantes às 21:16 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.08.18

Sabemos muito pouco sobre a história da Oposição à ditadura em Abrantes. Boa parte do que se foi publicando, saiu neste blogue. Mesmo o que a Zahara publicou sobre o General Marques Godinho, foi em parte daqui retirado.

Aquilo que se publicou no blogue refere-se sobretudo à história da Oposição da campanha do General Delgado para cá (1958) e anda associado a nomes como o dr. Vergílio Godinho, dr.Orlando Pereira, dr.Correia Semedo, dr.José Vasco,

arq. Duarte Castel-Branco, drª Maria Fernanda Corte Real e Silva (que provavelmente teve mais importância entre 1960-1974 que muitos dos citados) e que com o marido passara já pelos cárceres da ditadura,  e que com Mário Soares e Salgado Zenha estivera na direcção nacional do MUD Juvenil.

Além disso fora clandestina nas redes do PCP.

Estas ligações propiciaram a que Salgado Zenha convidara o dr. Orlando Pereira para fundar o PS de Abrantes, em 1974, que ele recusou, por manter uma ligação ao PCP.

A história da Oposição nos anos 30 e 40 estava (e está por fazer) embora aqui se tenham evocado alguns nomes, como Fernando Farinha Pereira.

Saiu agora, da autoria da Drª Manuela Poitout, ''Raul Wheelhouse, médico, oposicionista e maçom - reviralho e maçonaria no Alto Ribatejo, ''publicado na revista Nova Augusta, nº29, que é um contributo muito importante para o estudo do ''reviralho'' na nossa zona e não só.

A autora, de créditos firmados na investigação regional, estuda o papel do prestigiado médico da Santa Casa sardoalense, na montagem (ou relançamento porque a informação que temos é que já havia outras redes maçónicas em Abrantes, a que esteve ligado por exemplo Diogo Oleiro) do Grande Oriente na região.

E o nome ao lado do médico que surge é o de Fernando Farinha Pereira

fernando farinha

A partir do triângulo 331 do Entroncamento, Farinha Pereira vai ficar responsável por montar a maçonaria em Abrantes.

No triângulo do Entroncamento vai filiar-se também o Alferes Lobato Falcão, já aqui referido.

As actividades maçónicas são em parte a cobertura para se montar uma rede conspirativa, dirigida  entre outros pelo dr.João Soares e por militares. Pretendia-se criar um levantamento militar nacional contra a Ditadura. 

Cria-se uma rede civil, particularmente activa no Rossio ao Sul do Tejo, inclusive com reuniões no Tramagal, em casa do médico da MDF, Correia da Fonseca, e ainda na do ex-deputado democrático dr. João Damas (Poitou,45)

Que no entanto na época estava já ligado ao grupo estado-novista do dr.Manuel Fernandes e em ampla discórdia com o cacique Henrique Augusto da Silva Martins.

Segundo a autora citada, o homem fundamental na conspiração na zona foi o guarda-livros da Casa Serrano, Manuel Jacinto, natural da Chamusca...., residente na Rua Avellar Machado, no Rossio....,

manuel jacinto

 que terminaria deportado para os Açores (como o médico) e e só foi libertado em 1939.

Sete anos de presídio em Angra do Heroísmo.

Na conspiração estava previsto que o major José Garcia Marques Godinho liderasse o golpe em Infantaria, aboletada em São Domingos. (Poitout,47)

Boa parte das actividades do Jacinto, passaram-se no Rossio . E aí é  ainda apontado o nome do dirigente comunista Manuel Alpedrinha, um dos poucos comunistas com filiação maçónica, na mesma loja lisboeta, a Rebeldia que Wheelhouse.

A autora refere ainda a posterior carreira do médico na tentativa de refundação do socialismo português.

Um dos primeiros autores a referenciá-lo foi o Doutor Jorge Santos Carvalho, in

''As Relações Jugoslavo-portuguesas (1941-1974)''. , Coimbra, 2012.

Só por curiosidade uma carta de António Sérgio em polémica com Wheelhouse

sérgio

sobre a refundação do socialismo democrático português (1)

 Portanto um estudo pioneiro e fundamental, o da drª Manuela Poitout para a História da Resistência ao fascismo na região.

A ler sem falta.

Aqui só se respigou o referente a Abrantes e muito resumidamente.

mn

(1) Arquivo António Sérgio

Foto do anti-fascista Manuel Jacinto, Torre do Tombo

 

 

 

         



publicado por porabrantes às 18:21 | link do post | comentar

Sábado, 14.07.18

Tarde e a más horas agradece-se a

 

antigamente

godinho catela

esta simpática menção

 

Temos agradecimentos atrasados ....as nossas desculpas

 

mn



publicado por porabrantes às 01:09 | link do post | comentar

Quinta-feira, 17.05.18

 

10494802_724961010946614_6410340472061354746_n

 


''(...)FPS- Sim.. vem na sequência de outras actividades. Em primeiro lugar, nós estivemos relacionados directamente com algumas actividades conspirativas, por exemplo, Teófilo Carvalho dos Santos, José Magalhães Godinho que eram da Resistência Republicana, o Barradas de Carvalho que foi sempre do Partido Comunista, em ligações com o general Godinho. Foi o Barradas de Carvalho que trouxe o general Godinho para a conspiração. Tivemos uma actividade com, relacionada com o brigadeiro Miguel dos Santos, aliás num livro que o José Magalhães Godinho vai publicar, vai ser lançado na segunda-feira, vem isso tudo referido, e depois constituímos à volta do Azevedo Gomes e do Jaime Cortesão e António Sérgio, mas sobretudo Jaime Cortesão e Azevedo Gomes constituímos o grupo que fez o Programa para a Democratização da República que se destinava a comemorar, (....)''

 

Fernando Piteira Santos, entrevista ao Programa Transparências, disponível no site do Centro de Documentaçao 25 de Abril

general marques godinho

 Quando Piteira foi preso pela PIDE pela época do Golpe Godinho, foi-lhe  apreendido

 

conv piteira

D.L. Raby in Fascism and Resistance in Portugal: Communists, Liberals and Military Dissidents.in the Opposition to Salazar 1945-1974, Manchester University Press, Nova Yorque, 1988, p. 97

 

mn

 

devida vénia à Anti-Fascistas da Resistência para a foto de Piteira e às outras fontes citadas

 



publicado por porabrantes às 22:47 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.04.18
 

generalgodinho 47.jpg

Em 26-9-68 a Rádio Voz da Liberdade dedicava a Marcelo Caetano....e a Adriano Moreira estas considerações sobre a morte de Marques Godinho

 

morte godinho 3.png

a transcrição da emissão é da PIDE-DGS e encontra-se no processo político de Miguel Urbano Rodrigues.

 



publicado por porabrantes às 10:02 | link do post | comentar

Terça-feira, 10.04.18

genral godinho 1948 fms.png

 panfleto clandestino anti-Santos Costa 



publicado por porabrantes às 19:15 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O verdugo do General Marq...

Bibliografia Abrantina: P...

Uma questão de simpatia

O criminoso Santos Costa ...

Pimenta de Castro prende ...

Um estudo fundamental sob...

Deveres de cortesia

Piteira Santos fala do Ge...

Rádio Voz da Liberdade an...

A memória do General Godi...

arquivos

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Janeiro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9



24
25
26
27
28
29
30

31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds