Terça-feira, 02.06.20

O representante sindical da Guarda diz : Chega de agressões aos agentes da autoridade e da impunidade dos agressores. Tudo na sequência de novas agressões na Ponte de Sor.

Devida vénia ao jornal :A Ponte



publicado por porabrantes às 07:48 | link do post | comentar

Terça-feira, 05.05.20

Em 1982 foi levado ao Conselho de Imprensa um caso de agressões em Abrantes a jornalistas do Diário Popular.

O Gaspar esqueceu-se de meter isto na Cronologia ''democrática''. 

ma



publicado por porabrantes às 13:07 | link do post | comentar

Sexta-feira, 05.07.19

GNR-Portalegre-Apreensão-2

Uma operação conjunta da GNR de Ponte de Sor e Abrantes desmantela uma rede de facínoras que vendia droga à porta das escolas.

Dez presos (6 homens e 4 tipas) em Abrantes, na cidade (1) alentejana e em

Coruche.

Para agradar à Celeste não referimos a etnia dos detidos.

ler noticia aqui

Será que a Celeste quer que se diga em que zonas de Abrantes, a GNR entrou para fazer limpeza?

celeste

Aguardamos instruções da veneranda anti-racista.

Ao menos pode-se dizer que os marginais se dedicavam  a vender drogas duras?

101 doses de Heroína;

– 80 doses de Cocaína;

– Duas doses de haxixe;

– 16 telemóveis;

– Oito objetos em ouro;

– Sete veículos ligeiros;

– Cinco aparelhos informáticos;

– Uma nota falsa de 200 euros;

– 3 134 euros em numerário;

  

mn

foto e informação o digital

(1) correcção: manda-nos um amigo dizer que a Ponte de Sor já é cidade, a culpa é do Professor Heitor que na 4º classe dizia que era vila

 



publicado por porabrantes às 11:47 | link do post | comentar

Quinta-feira, 21.03.19

ler aqui na rede regional

buscas e prisões em várias localidades deste distrito e outros pontos do país

 

 


tags: ,

publicado por porabrantes às 15:30 | link do post | comentar

Quinta-feira, 14.02.19

gnr 3

ler aqui

A principal função do Estado é manter a segurança dos cidadãos. Já sabemos que há insegurança, como denunciou Armindo Silveira, face ao absurdo desconhecimento do que se passava pelos caciques. Foram dentro uns gatunos em Alferrarede.

Ladrões sempre haverá ( e houve-os no poder, caso de Sócrates) mas tem de haver meios para combater a gatunagem.

A GNR abrantina está sobrecarregada de missões (como a GNR nacional) mas não têm carros para patrulhar um concelho tão vasto como a Ilha da Madeira.

Assim, como pode ela saber se em Cadouços (que é do Novo Banco) foram cortados ilegalmente 80 ou 300 sobreiros?

Assim, como é que ela pode ir averiguar um caso de maus-tratos domésticos nas Bicas?

Parece que tem de pedir um carro emprestado ao Sardoal.

A CM Mação comprou uma viatura à GNR local, porque quem o devia comprar, o Cabrita, não o fez , porque o Centeno cativa.

Por isso,  antes de começarmos a escorraçar esta gente nas eleições de Maio, sugere-se que o Mercedes camarário seja cedido às forças da ordem para patrulhar o concelho.

Finalmente espantamo-nos, porque nenhum dos vereadores, nem sequer nenhum deputado denunciou esta situação.

ma

    


tags: ,

publicado por porabrantes às 09:39 | link do post | comentar

Sábado, 28.07.18

Vítimas de agressões de marginais, que se produziram ontem na Av.Marginal da localidade alentejana, dois guardas do Posto da Ponte de Sôr, foram conduzidos numa viatura militar vinda de Sousel para o Hospital de Abrantes.

Houve uma monumental desordem entre populares e a Guarda, que teve de ser reforçada para manter a ordem.

Parte dos populares tomaram partido pelas forças da ordem, contra os desordeiros.

Fontes sindicais dizem que há poucos efectivos para garantir a ordem pública e segundo o Jornal a ''Ponte'' também há descontentamento com o actual comando local da GNR.

mn

 

informação respigada nesse jornal

 



publicado por porabrantes às 20:27 | link do post | comentar

Quinta-feira, 24.05.18

O deputado Carlos Matias e outros do BE fizeram uma pergunta ao M. do Ambiente sobre a irresponsável matança de gado bravo, da Ganadaria Vaz Monteiro, por parte da GNR.

Quarenta e três reses foram abatidas em circunstâncias inauditas.

Os cadáveres dos bichos onde foram depositados? Não havia outra alternativa?

O Ministério do Ambiente chuta para fora e atira a responsabilidade pró Capoulas...

vacas

Acontece ainda que o Fernandes tão lesto a responder, tem outra questão a que deve dar vazão, a lista das empresas poluidoras deste concelho....

A pergunta é de 21 de Março e o Fernandes ainda não mandou um ofício a dizer que a responsabilidade é do vizinho.

Se calhar está a recolher elementos.....

Podia ler este blogue

mn 

 



publicado por porabrantes às 09:51 | link do post | comentar

Segunda-feira, 17.07.17

O tenente-coronel Jorge Ferrão apanha 8 anos. Se a corrupção artesanal e regional ( com pagamentos em notas, bares de alterne e produtos alimentares) é assim tratada, aguardamos dureza similar para quem deu presentes de 14 milhões de euros (o amigalhaço do Cónego) e para quem alegadamente corrompeu um primeiro-ministro.

ferrao 2.jpg

Ou só a corrupção rústica alentejana é que apanha?

A corrupção rústica da Cova da Beira (o 34 é um rústico) também merece sentenças destas.

 

mn 

 

se bem me lembro o único abrantino condenado por corrupção tinha sido um cigano e nesse caso disse-se: '' Cá pra mim, o cigano aldrabão devia rapidamente ser escolhido para candidato às eleições.'' E o Ferrão quando sair também dará um excelente candidato, à moda do Isaltino.



publicado por porabrantes às 12:55 | link do post | comentar

Quarta-feira, 05.04.17

É uma história de uma servidão, ou seja dum caminho de acesso a um imóvel, que passa por terreno alheio.

Muitas vezes geram conflitos estas situações, mas já é mais raro descambarem em agressões envolvendo alegadamente agentes da autoridade.

Aconteceu no Carvalhal

 

 

''(...) No dia 16 de Agosto colocaram, sem autorização dos Requerentes, uma rede a ligar os 3 postes de ferro e retiraram as canas, ficando, assim, os A.A. impedidos de não só se servirem da passagem de pé como também de se deslocarem à caixa do correio colocada no portão comum e já referido e que tem a abertura para retirar o correio ali colocado pelos CTT, virada para o prédio dos R.R.;

- O R. marido no passado dia 8 de Dezembro de 2015, enquanto o A. marido após sair da sua casa seguia pela servidão de passagem a pé e na frente da casa dos R.R., foi abordado pelo R. marido que lhe disse: “que não podia passar por ali pois a passagem não lhe pertencia”, Mas porque o A. marido seguiu o seu caminho, o R. marido aproximou-se por trás e desferiu-lhe um soco com força na face direita, o que fez com que o A. marido caísse desamparado e inconsciente no chão. - Mm doc

- O R. marido, com as actuações descritas, pretende impedir os A.A. e os seus familiares e amigos de por medo do que lhes possa acontecer ali continuarem a passar.

- Os meios usados pelos R.R. contra os A.A. e os seus bens traduzem um cariz intimidatório, de ameaça latente, que pode vir a repercutir-se sobre os A.A., impedindo-os de aceder ou utilizar a coisa possuída, neste caso a servidão de passagem de pé de e para a sua habitação e seu logradouro.

- Tanto mais que os A.A. sabem que o R. marido é militar da GNR e é portador de uma arma e formação especial.'' (...)

 

 

O Processo sobre a alegada agressão (8/12/2015 ) corre em processo de inquérito nº 303/15.0GBABT de Abrantes, Instância Local. 

 

Extracto do Acórdão

469/16.1T8ABT.E1
Relator: FLORBELA MOREIRA LANÇA
Descritores: PROCEDIMENTO CAUTELAR
RESTITUIÇÃO PROVISÓRIA DE POSSE
ESBULHO VIOLENTO
INDEFERIMENTO LIMINAR

 

 

mn

 



publicado por porabrantes às 10:36 | link do post | comentar

Terça-feira, 07.02.17

Diz a Lusa que foi libertado por ordem do Tribunal de Portalegre um dos acusados  no caso de corrupção, que envolve vários membros da GNR, que estão aí a ser julgados. Foi-lhe modificada a medida de coação. Entre os acusados está o tenente-coronel Jorge Ferrão.

 

ma



publicado por porabrantes às 09:15 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Chega!

Agressões a jornalistas p...

GNR desmantela gang de fa...

GNR desmatela rede de bur...

GNR sem viaturas operacio...

GNRS da Ponte de Sor hosp...

O holocausto das vacas pe...

Ferrão vai prá prisão

Bateu o GNR no vizinho?

Julgamento em Portalegre

arquivos

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds