Quinta-feira, 23.05.19

 

Já sabemos, que segundo os caciques, quem mantém casas devolutas ou em ruínas, são os proprietários que são uns capitalistas desmazelados.

E se calhar escanzelados.

Já sabemos que compraram casas no Rossio para a comunidade cigana.

Ficamos agora a saber que há décadas a CMA tem  casas abandonadas nesta terra e que anunciou que as ia reconverter para habitação social e nada.

51280297_538781876617025_4573978082469216256_n

Casas propriedade da CMA abandonadas.

51600674_538781923283687_8755270040959320064_n

Alguma vez um neo-liberal se preocupou com isto ou o candidato deles, o Castel-Branco denunciou a situação, apesar disto ser à porta da quinta heráldica duma família que anda nos Tribunais disputando uma herança de 2 milhões de euros?

Não, meus caros senhores, a culpa é dos proprietários e  não da falta de iniciativa duma cacique.....

cacique

Só dela?

Também da Celeste Simão, que fala muito de Justiça Social e não faz nada no domínio da habitação social ....

Duma Junta que não protesta....

luís alves (2)

E dos outros  Vereadores  o Valamatos e  o Dias que unanimemente fizeram a política desastrosa que sabemos.....

Menos concertos e mais casas sff ....

ma

fotos: Abrantes com Futuro

 

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 10:03 | link do post | comentar

Sábado, 14.04.18

Na página da CMA não há nenhum edital acerca do Regulamento das Casas para pobrezinhos

 

É a discussão pública às escondidas

 

mn



publicado por porabrantes às 13:31 | link do post | comentar

Texto do documento

Aviso 3050/2018

Maria do Céu Albuquerque, Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, faz público, no uso das competências conferidas pelas alíneas b) e t) do n.º 1 do artigo 35.º do Anexo I da Lei 75/2013, de 12/09, e em cumprimento e para os efeitos do disposto no artigo 56.º do mesmo Anexo, no n.º 1 do artigo 101.º do Código de Procedimento Administrativo (CPA), aprovado pelo Decreto-Lei 4/2015, de 7 de janeiro, que por deliberação da Câmara Municipal de Abrantes tomada nas reunião de 9 de janeiro de 2018, foi aprovado o Projeto de Regulamento de Atribuição e Gestão de Habitações em Regime de Arrendamento Apoiado Propriedade do Município de Abrantes, que aqui se publicita.

O presente projeto é submetido a consulta pública para recolha de sugestões durante o período de 30 úteis a contar da data da publicação na 2.ª série do Diário da República, podendo o mesmo ser consultado na Divisão de Conhecimento e Intervenção Comunitária do Município de Abrantes e na Internet, no sítio institucional do Município de Abrantes, em www.cm-abrantes.pt.

Convidam-se todos os interessados a apresentar, por escrito, sugestões, observações ou reclamações dentro do período atrás referido, dirigidas à Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, através dos seguintes meios: presencialmente no Serviço de Atendimento e Licenciamento Geral, sito na Praça Raimundo Soares, em Abrantes, no horário de expediente, através de correio eletrónico para o seguinte endereço: geral@cm-abrantes.pt e por via postal para o seguinte endereço: Câmara Municipal de Abrantes, Praça Raimundo Soares, 2200-366 Abrantes.

Projeto de Regulamento de Atribuição e Gestão de Habitações em Regime de Arrendamento Apoiado Propriedade do Município de Abrantes

 

ver aqui



publicado por porabrantes às 10:03 | link do post | comentar

Domingo, 24.09.17

Quantos imóveis têm a CMA para habitação social?

 

Tomar tem 160

Salvaterra tem 58

Entroncamento 180

Alpiarça 21

Chamusca 68

Benavente 31

Alcanena 75

 

Estes foram os municípios do distrito (mais Abrantes) que responderam a uma pergunta de deputados do BE sobre a questão. Os outros calaram-se.

 

A CMA diz que tem 21 imóveis e que não tem Regulamento de regime municipal de arrendamento apoiado apesar de ser obrigada por Lei a tê-lo.

 

Ou seja está numa situação ilegal.

 

Os municípios do tamanho de Abrantes (Entroncamento, Tomar) possuem 8 vezes mais imóveis deste tipo.

 

Ou seja os socialistas abrantinos não fizeram nada desde o 25 de Abril em matéria de habitação social, porque as 21 casas já existiam quase todas no tempo da Ditadura.

E iam abrir fogos sociais no Rossio e abandonaram o projecto.

Com uma ''esquerda'' destas, estamos conversados!

ma

 



publicado por porabrantes às 12:24 | link do post | comentar

Terça-feira, 13.06.17

O blogue não se fazia sem a colaboração dos leitores. Um leitor manda-nos cópia duma carta da cacique à ANMP onde se diz preto no branco que a CMA não dispõe de habitação social.

A coisa não é exacta, porque a autarquia tem 24 fogos de habitação social, só que estão ocupados e são aqueles que os fascistas, pérfida gente, construiu, designadamente no Bairro perto do Hospital.

A ausência duma política  de habitação social mostra claramente o que é a consciência social desta gente.

Dinheiro para festas e comezainas e viagens à China e ao Japão, há.

Para casas para carenciados, não.

habitaçao social.png

 mn



publicado por porabrantes às 09:29 | link do post | comentar

Segunda-feira, 12.06.17

Ficámos de apresentar os dados sobre o peso dos ciganos na habitação social abrantina....

Ai vão

peso cópia.png

O IHRU é o responsável deste estudo que nos dá uma panorâmica geral da população cigana em Portugal, a nível geral e por concelho.

caracterização.png

 

O estudo foi coordenado por Teresa Leal Ferreira.

Conclui que há 37.346 ciganos em Portugal que representam 0,36 % da população residente.

Destes 37 mil há....4.394 famílias a viver em habitação social e 32% dos ciganos vivem em barracas, a que o estudo chama eufemenisticamente '' habitação não-convencional''. 

Quantos ciganos há cá na Zona?

No Sardoal há 2!

Em Abrantes.....representam entre 0,51-1% da população e existem entre 100 a 500 ciganos, sendo provavelmente o 3º concelho  do Distrito com maior população cigana...., sendo o 1º Coruche...

percentagem.png

 

O que mais pode interessar é que dizem que há entre 11 a 25 barracas em Abrantes e em Tomar.....há um máximo de 52 barracas....

 

CIGANO VILLE.jpg

cidadão abt

As barracas não estão só em S.Macário

As casas que a Paróquia tem, perto da Escola Manuel Fernandes, são autênticas barracas....

 

E há certamente mais de 15 construções destas 

Devia-se cruzar isto com outros estudos.

E há coisas que não batem certo, já há famílias realojadas no Flecheiro, que deixaram as barracas...

Há uma boa tese sobre Tomar e quase nada mais concreto sobre Abrantes. 

Mas deixa-se aqui uma ou duas perguntas:

Como é que uma população que não chega a 369 pessoas (1% da população abrantina) ocupa 26 % da habitação social????

Quantos desses 26% é que pagam renda?

Disse-me uma senhora que é mulher a dias e vive na ''habitação social'' do Vale das Rãs, no meu prédio só eu é que pago renda,

É a única que não é cigana.

mn

devida vénia à autora citada e ao IHRU para os quadros reproduzidos e ao Cidadão Abt 



publicado por porabrantes às 18:04 | link do post | comentar

Quarta-feira, 13.04.16

Acumulam-se milhões de refugiados na Turquia, Grécia e Alemanha. O Senhor Costa foi passear a Berlim para dizer à patroa Merkel que a Pátria receberá uns 1.700 infelizes. É provável que venham poucos, isto é sítio donde se quer sair e não chegar, porca miséria.

Os refugiados são um problema bicudo e colocam questões  graves de segurança. Mas mesmo um governo semi-fascizante, como o da Eslováquia, disse que os receberá desde que sejam cristãos assírios, gente que fala a língua em que Cristo dialogava com o carpinteiro José. O aramaico é a venerável relíquia  da língua dos galileus.

O filho do José foi de burro, mais a Maria e o carpinteiro refugiar-se em terras do Egipto, para fugir a um genocídio de bebés, conta um remoto texto, que a catequista Maria do Céu explicava aos miúdos.

Diz a autarca Maria do Céu que Abrantes não receberá refugiados, porque ''não há habitação social''.

A Igreja acumula casas vazias que não servem para nada. A casa do Dr. João Nuno Serras Pereira está vazia ao lado da Câmara. Foi dado um terreno que vale centenas de milhares de euros ao Graça para construir uma Basílica numa terra onde abundam as Igrejas, também vazias, porque a pastoral do Graça afasta os católicos conscientes.

Mas não há casas.

Exproprie a casa Serras Pereira e eventualmente a Casa do Dr.Solano o município, e já terá sítio para meter cristãos assírios.

Os andares vazios proliferam por uma cidade deserta.

lalanda 1.jpg

 

Mas não há casas para receber cristãos assírios, ou mesmo muçulmanos que recusam a lei bárbara da sharia.

Nos municípios da FN, a Marine diz que não haverá refugiados porque não quer árabes. Mas há habitação social para franceses ''de souche'', alguns deles tão franceses ''autênticos'' como a Linda de Suza.

Marine não é uma hipócrita, nem uma incompetente.É uma política de direita extrema que prepara o assalto ao Poder, em nome da islamofobia.

Não haver solidariedade (essa palavra que o Graça usa para caçar esmolas) nem municipal, nem católica, para os cristãos que falam aramaico e que vendiam artesanato ou essências no ''souk'' de Alepo ou para qualquer outra minoria síria é uma vergonha.

No século XIX,lá pelos finais, os refugiados boers, rudes guerreiros calvinistas, foram acolhidos no Convento da Esperança.  

Não sei se foi Solano ou o Visconde da Abrançalha que os receberam. Eram gente mais competente e solidária que os autarcas actuais que desconhecem a palavra solidariedade.

Quanto aos abrantinos na bicha para a habitação social, perguntem, os quinze milhões de euros do MIAA não podiam ter sido gastos a recuperar casas que estão a cair no Centro Histórico, para terem um fim social?

lalanda 2.jpg

 

Meditem e vejam o resultado desta palhaçada.

 

ma 

 

fotos do Sr.Artur Lalanda  



publicado por porabrantes às 07:51 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A habitação social no Ros...

Discussão Pública Secreta...

Discussão Pública: Regula...

A habitação social

A habitação social e o ca...

O peso da comunidade ciga...

A palavra solidariedade

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds