Segunda-feira, 16.04.18

(...)Programa esse, em que foi exibida a situação no Hospital de Abrantes, onde cerca dos 90 doentes acamados se amontoam nos corredores – permanecendo, aí, cerca de 12 dias – com cerca de 50, deles, em camas improvisadas. Situação que o governante comentou tratar-se de exiguidade das instalações.

Mas, afinal, ele não sabia disso quando tomou posse? Que naquela urgência entram uma média de 150 utentes por dia? E o que fez? Nada! Esperou que cerca de 82 profissionais, indignados, pedissem transferência.

E não só. É que a juntar a toda esta pouca vergonha, há o facto de andarem a fazer da saúde um comércio. O qual se vai processando, diante das barbas deste Governo, através do fornecimento de médicos por empresas privadas para os Centros de Saúde.

O que já pôs em risco a vida dos utentes, devido a triagens erradas a doentes com sintomas de um AVC, cujos sinais não foram, corretamente, avaliados. (.....)

 

Narciso Mendes, no Diário do Minho, com a devida vénia



publicado por porabrantes às 08:42 | link do post | comentar

Terça-feira, 31.03.15

Luís Ferreira, edil de Tomar, na prática o n2 da CMT (malgré o retornado (1) Serrano), dirigente do PS local volta a disparar sobre o apoio de Maria do Céu Albuquerque à política do governo PSD/CDS na questão hospitalar

 

 

LF a.png

LF b.png

a redacção

(1) retornado de Abrantes

 



publicado por porabrantes às 12:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 04.03.15

Manuel Ligeiro: CHMT perdeu 300 profissionais em quatro anos

Manuel Ligeiro, membro da assembleia municipal de Torres Novas (CDU) referiu na sessão do dia 27 de Fevereiro que o Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) tem hoje menos 300 profissionais do que tinha em 2010. Para o ex-administrador hospitalar este é um sinal sintomático do estado “calamitoso” da saúde, na região, e sublinhou que os responsáveis são quem teve responsabilidades governativas no país nos últimos anos. 

Por outro lado, advertiu, os autarcas da região tiveram nos últimos anos uma acção “passiva e acrítica”, situação que, notou Ligeiro, está a mudar. “Já se notam sinais de preocupação nos autarcas, pena é que seja agora”, defendeu. O eleito comunista exortou os autarcas a “libertarem-se da passividade”.

O presidente da câmara de Torres Novas reconhece que não andou “com os braços no ar” mas chutou para canto a acusação de inércia e passividade.

 

in Jornal Torrejano com a devida vénia

 



publicado por porabrantes às 20:48 | link do post | comentar

Quarta-feira, 10.09.14

 

 

 

 

''Uma idosa de 92 anos, com problemas respiratórios, foi consultada nos hospitais de Tomar e Abrantes por cinco médicos diferentes e cada um fez um diagnóstico diferente.''

 

 

 

Tomar na Rede

 

 

Acho que havia um Conselho de Ética ou coisa que o valha nesta Casa, onde estava um filósofo abrantino, que tal uma bela tirada epistemológica sobre o alegado pluralismo médico?

 

Também neste blogue o povo de Tomar protesta contra o Saraiva, é a barraca habitual, outro dia a barraca caiu no mercado tomarense, na segunda-feira foi a barracada do Costa

 

MA

 

 

 



publicado por porabrantes às 17:47 | link do post | comentar

Quinta-feira, 29.05.14

É uma hipótese admitida, neste requerimento feito ao Governo pelos deputados do PCP, António Filipe e Marta Santos, se se confirmar podemo-nos preparar para o pior dos cenários...

 

 

 

 

 

sn



publicado por porabrantes às 13:35 | link do post | comentar

Terça-feira, 20.05.14

Joaquim Esperancinha, Presidente do C.Hospitalar do Médio Tejo, é peremptório: a maternidade deve mudar de sítio. Em declarações ao jornal:

 

 

 

 

dixit:'' CHMT: maternidade está na “zona de maior declínio populacional”                          

Ainda os ecos da conferência de imprensa promovida na semana passada por Joaquim Esperancinha, presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT). O responsável, que disse não ter aceitado o convite para permanecer por mais um mandato à frente da administração do CHMT, falou de muitas outras questões que ficaram por abordar na peça que noticiámos na edição passada do JT.

Uma dessas questões está relacionada com a maternidade, valência que foi concentrada na unidade de Abrantes pela anterior gestão do CHMT. Sobre essa opção, Joaquim Esperancinha acredita que foi tomada uma decisão desadequada, já que o serviço foi colocado na zona de maior declínio populacional. “A maternidade deveria estar mais próxima do Entroncamento ou Ourém”, disse, por serem cidades onde habitam mais casais jovens.

Apesar do decréscimo contínuo do número de partos (de 985 em 2011 para 784 em 2013), o que faz com que o serviço esteja longe do limite mínimo de 1500 partos por ano (número considerado para justificar a sua existência), Esperancinha acredita que o ministério da Saúde não encerrará o serviço, sublinhando o apoio que a tutela tem dado aos serviço.

Mas as suas interrogações acerca desta valência não ficam por aqui: “Justificam-se duas maternidades no distrito (Santarém e Abrantes) quando ambas se encontram abaixo dos rácios? É preciso sentar e tomar a melhor decisão”, pois “os problemas devem ser antecipados, discutidos, criados consensos, envolver os presidentes das câmaras”, afirmou''

 

 

com a devida vénia ao jornal citado

 

 

Há coisas inquestionáveis : o norte do distrito está em declínio demográfico acentuado. E face à realidade descrita pelo eng.Esperancinha a sorte da maternidade abrantina está aparentemente ditada. Só a poderia salvar uma decisão política, se Abrantes tivesse capacidade de influência política em Lisboa, que aparentemente não tem.

Por outro lado a Presidente de Abrantes é também Presidente da CIMT e está prisioneira de compromissos políticos com os autarcas de Tomar e Torres Novas, rivais potenciais de Abrantes na ''guerra hospitalar'', porque precisou dos seus votos para ser eleita Presidente da CIMT.

Face a isto tudo de pouco servem medidas absurdas como atribuir um subsídio à associação dos Amigos do Hospital, presidida pelo dr.Luís Moura Neves Fernandes para esta pintar a fachada do Manuel Constâncio.

Ou ainda esta Associação andar a pedir esmola às empresas e particulares para comprar baldes de tinta.

 

Para que serve um edifício pintado sem valências lá dentro?

Certamente para decorar uma política que é pura fachada....

 

blogue nuno costa

   ma



publicado por porabrantes às 10:35 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 15.05.14

pode ser lido no colega Tomar na Rede

 

 

 

 

estamos ocupados a tomar umas imperiais 

 

 

 

a redacção



publicado por porabrantes às 18:01 | link do post | comentar

Sexta-feira, 09.05.14

Médico abrantino processa a Ordem respectiva....

 

 

 

525/14.0BELRA

295097

2ª Espécie - Ação administrativa especial de pretensão conexa com atos   administrativos

ADM

Ana Luisa Borges e Borges

Unidade Orgânica 1

                           
   

Autor:

   
   

Mário Jorge Piedade     Álvares Furtado

   
   

Réu:

   
   

Conselho Nacional     de Disciplina da Ordem dos Médicos

   

29/04/2014

 

 

 

No TAF de Leiria

 

sn



publicado por porabrantes às 19:24 | link do post | comentar

Segunda-feira, 03.06.13

''O Conselho de Administração do Centro Hospitalar  do Médio Tejo instaurou um inquérito para apurar eventuais responsabilidades no  processo que resultou na trágica morte de Artur Sousa, um jovem tomarense que,  na madrugada de 9 de Março, foi esfaqueado em pleno centro histórico de Tomar.  Esta indicação chegou à Hertz por intermédio do grupo parlamentar do Bloco de  Esquerda que, sublinhe-se, tinha questionado o Ministério da Saúde sobre esta  situação. Num texto assinado pelos deputados Helena Pinto e João Semedo, os  bloquistas relatam a ocorrência, sublinhando que a mesma «terá sido inicialmente  tratado como se fosse coma alcoólico».

Baseando-se nos relatos avançados pela comunicação social, o Bloco de  Esquerda recorda que «a vítima terá entrado no Hospital de Tomar cerca das 5 da  manhã, tendo sido transferida numa ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV),  para o Hospital de Abrantes, onde foi submetida a intervenção cirúrgica. No dia  seguinte faleceu». Não foi esquecido o comunicado emitido algumas horas depois  do sucedido pelo Centro Hospitalar do Médio Tejo que, na altura, referiu que em  Tomar «foram efectuadas as manobras de estabilização necessárias e adequadas  para a situação que era gravíssima do ponto de vista médico. Após estas medidas,  complexas e absolutamente necessárias, com a situação equilibrada e estabilizada  o doente foi transportado em ambulância SIV para Abrantes». Só que estas  explicações não convenceram o Bloco de Esquerda, que confessa não saber «durante  quanto tempo é que a vítima com um quadro "gravíssimo" esteve em Tomar até ser  transferida para Abrantes'' in

 

 

http://usmt.blogs.sapo.pt/349706.html com a devida v´nia

 

Agradece-se ao dr. Semedo e companheira os cuidados pelo apuramento da verdade.

 

Já agora acho que lhes vou escrever uma carta bem como ao deputado António Felipe (PCP) mandando uns papéis sobre a morte de

 

 

 

D. Nuno da Câmara Pereira, peticionário, recomendou-nos o deputado do PCP. Diz que é fixe.  

 

 

Finalmente aquele gajo que matou a mulher do General ainda exerce clínica?????

 

 

MA



publicado por porabrantes às 16:23 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O Hospital abrantino vist...

Luís Ferreira (PS) acusa ...

Autarca da CDU fuzila Hos...

Pluralismo médico nos Hos...

Pode fechar o Hospital Ma...

A maternidade está no sít...

O grande acordo

Um processo curioso

Esfaqueamento confundido ...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds