Segunda-feira, 25.02.19

O historiador de arte, Prof. Vítor Serrão publicou no face uma série de posts onde se destaca o papel do Infante D.Luís, natural da vila de Abrantes, filho de D.Manuel I como mecenas e homem do Renascimento.

infante d.luís como s.luis v.serrão

«O Infante D. Luís retratado como São Luís, Rei da França», pintura de autor desconhecido, meado do século XVI (reservas do Museu Nacional de Arte Antiga).

mulher d d-luis

A judia Violante Gomes, mulher de D.Luís e mãe de D.António I, o Prior do Crato.

(....)Só existem fotos antigas deste destruído mural que existia no Convento de Santa Maria de Almoster alusivo à profissão de D. Violante Gomes, a Pelicana, a bela judia de Torre de Moncorvo que foi mulher do Infante D. Luís, numa relação de arrebatado amor de que dão conta as fontes, e mãe de D. António, Prior do Crato. A Pelicana entrou em Almoster a seguir à morte de D. Luís e lá morreu em 1569. Está enterrada no claustro em campa rasa. A pintura pode ser atribuída a Diogo Teixeira, pintor da casa de D. António, e pertencia ao desaparecido cadeiral desse Mosteiro cisterciense.
No meu livro 'A Cripto-História da Arte' (2001, Liv. Horizonte) tenho um cap. sobre este destruído retrato...(...) Victor Serrão

ma



publicado por porabrantes às 09:44 | link do post | comentar

Sábado, 15.04.17

faup.png

Nesta tese de mestrado, Susana Ferraz além de estudar e dissertar brilhantemente sobre o património em Luanda e Angola, revela-nos um dado curioso, o nome dum grande empresário abrantino.

Era o Simão Pinto de Abrantes que se dedicava ao tráfico negreiro em Angola por conta própria.

O Simão queixa-se, numa inquirição mandada fazer pelo Rei do Congo (grande   exportador de ébano), como outros colegas, dos prejuízos que na costa de Angola, sofriam os ''empresários do ramo'', pela concorrência que lhes fazia o comércio de S.Tomé.

O documento foi enviado a D.João III, em 1548

negreiro.png

O pobre Simão tinha comprado 130 escravos para revender e havia dificuldades para arranjar barco para os escoar.

Não sei que remédio deu D.João III às queixas dos negreiros.

Também não sei se o Simão negreiro ganhou uma medalha de empreendedorismo e se conseguiu fazer chegar à sua terra  parte da carga.

Mas sei, que pela época quase todos os donos dos barcos que faziam tráfico fluvial, entre Abrantes e Lisboa, usavam como ''marítimos''  escravos negros (já tinham chacinado lusos e espanhóis  todos os guanches) e provavelmente pardos.

O irmão do Rei, o abrantino D.Luís, deu-lhe um escravo negro homossexual, João de Sá, o Panasco, que era de muita estimação e conhecido pela sua verve. ''O Panasco'' tinha inclusive acompanhado D.Luís à campanha de Tunes e conhecido Carlos V.

O negro humorista (são célebres as suas tiradas) terminaria com carta de alforria e como Cavaleiro da Casa do Rei, mas não Cavaleiro de Santiago, como o querem fazer, alguns historiadores de arte demasiado corporativos e inventivos.

mn     

 

extracto do documento extraído da tese citada    



publicado por porabrantes às 18:10 | link do post | comentar

Sábado, 28.03.15

D.Fernando de Portugal, senhor de Abrantes, foi enterrado em São Domingos por sua mulher a Infanta D.Guiomar.

O seu irmão, o Infante D.Luís, também natural da vila de Abrantes, foi entre outras coisas Prior do Crato e pai de el-Rei D.António I que resistiu à Invasão de Espanha.

D.Manuel, pai deles, residiu largamente na vila de Abrantes.

sa de abrantes 2.png

Na Universidade Nova discute-se a privança de El-Rei Venturoso, onde andaram copioso grupo de abrantinos e ainda donde El-Rei saneou quase tudo o que cheirasse a Almeida, por não ter confiança ''política'' neles.

E discute-se a Casa de D.Fernando, ou seja o projecto político de D.Manuel de criar uma grande Casa abrantina em torno de D.Fernando e de D.Guiomar Coutinho,  

sa de abrantes.png

tema abordado pelo dr. Hélder Carvalhal, da Universidade de Évora,  já autor dum importante ensaio sobre a Casa do Infante D.Luís.

 

A Tubucci decerto estará presente nesta jornada de trabalho.

 

mn

a ler:

 

CARVALHAL, Hélder Filipe Machado, A casa e o senhorio do infante D. Luís (1506-1555): estrutura, clientelas e relações de poder, 3.ª edição, U.Évora, Orientadora: Mafalda Soares da Cunha (U.Évora), Co-orientadora: Isabel dos Guimarães Sá (ICS-ULisboa/U.Minho)



publicado por porabrantes às 23:26 | link do post | comentar

Sábado, 10.01.15

 

 

 

Convento da Flor da Rosa, sede da Ordem de Malta em Portugal, da qual foi Grão-Mestre o abrantino D.Luís de Portugal, irmão da Imperatriz

 

 

 

Isabel, mulher de Carlos V, Imperador Romano etc

 

e ainda do sanguinário e beato Cardeal D.Henrique

 

 

onde está sepultado o Mestre do Hospital, que entre as muitas amásias que teve (32 descendentes legitimou o  Pereira),  duma barregã, teúda e manteúda, chamada Iria, houve Nuno, não se sabe em que lugar ou lugarejo, que, de Abrantes, com mesnada de leais peões alentejanos marchou sobre Aljubarrota, sem licença do Rei nem da sociedade civil.

 

 

Convenhamos que o Convento da Flor da Rosa, que um culto Bispo de Portalegre, D.Domingos Frutuoso, catequista que tinha sido, por mando da Rainha Amélia, de dois Príncipes descendentes de Nuno, tentou restaurar, estava melhor assim que repleto de betão pelo alentejano....

 

 

 

 

 ma



publicado por porabrantes às 10:59 | link do post | comentar

Domingo, 20.10.13

O infante abrantino D.Luís, filho de D.Manuel I, foi o pai do Prior do Crato e foi ele próprio Prior do Crato e homem notável.

 

 

 

in  http://ordemdemalta.blogspot.com.es/2013/10/a-proposito-da-homenagem-aos-priores-do.html

 

Ei-lo aqui com a Cruz de Malta ao pescoço, insígnia que o designa como responsável pela Ordem Hospitalária em Portugal. Recorde-se que em Abrantes em São Julião, quem descobre onde estava o templo???, havia uma delegação da Ordem e nesse templo funcionou inicialmente a Santa Casa.

 

 

Convidam-se os leitores aqui a visitarem uma boa biografia do Infante enquanto Prior do Crato no blogue http://ordemdemalta.blogspot.com.es/

 

 

Os curiosos sobre o percurso do pai de D.António, o efémero Rei que se opôs à ocupação estrangeira de armas na mão, contra a sociedade civil e ordeira do seu tempo, que se bandeara pelo partido do estrangeiro a soldo de benesses várias, encontrarão na rede mais coisas curiosas e sérias sobre ele.

 

 

MN 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 13:59 | link do post | comentar

Terça-feira, 21.02.12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Image viaje universal.com

 

Cristo Crucificado, Coro Alto.

 

 

No Coro Alto dos Jerónimos, está de costas para o altar-mor este magnífico Cristo   Crucificado,  escultura de do escultor flamengo Philippe de Vries,  oferecido pelo  infante D. Luís, abrantino, filho de  D. Manuel, em 1551.

 

 

Os Jerónimos são  o panteão de D.Manuel I e da família. Aí jaz outro abrantino, o irmão de D.Luís, o senhor da Abrantes e Duque da Guarda, D.Fernando que foi trasladado de São Domingos para lá, por Felipe II, neto do Fundador dos Jerónimos.

 

 

 Infante D.Luís (segundo a Wikipédia)

 

 

Dos seus amores com a cristã-nova Violante Gomes, nasceu D.António, Prior do Crato, caudilho da resistência contra o usurpador castelhano Felipe II, o rei preferido pelo iberista Candeias Silva.

 

Outro dia voltaremos a D.Luís.

 

Aqui podem encontrar mais informações sobre ele. Um blogue muito recomendável

 

Tubucci



publicado por porabrantes às 22:35 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O Infante D.Luís

Grandes empresários abran...

As casas dos infantes abr...

A ruína

O Pai do Prior

O cristo abrantino dos Je...

arquivos

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Abril 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds