Domingo, 09.05.21

Em solene auto-de-fé, em 1 de Abril de 1582, perante o Usurpador, Filipe de Habsburgo, Conquistador de Portugal, o sobrinho, o Cardeal Alberto, que depois seria Vice-Rei de Portugal ( e mais tarde abandonaria a púrpura cardenalícia para se casar com a Infanta Isabel Clara Eugénia), um lacaio dos espanhóis, D.Jorge de Almeida, Arcebispo de Lisboa, toda a corte e a populaça, que uivava de contentamento, açulada pela fradalhada, eram queimados os ossos de Teresa Gomes, por herege,  paroquiana de S.João de Abrantes, que se suicidara no cárcere do Santo Ofício depois da denúncia dum canalha, o pároco desta Igreja.

600975_239317756170915_1450394043_n.jpg

Teresa era cristã-nova e era viúva dum homem de sangue limpo. 

Qual fora o crime que a levara às enxovias?

O Pároco, Pedro Gomes, pedira-lhes umas jóias para decorar a charola do Santíssimo e ela negara-se, dizendo, que já as emprestara a umas moças para outros fins pios.

E acrescentara que ''Deus não há outro que o que está nos céus''.

Isto bastou para que o Gomes a denunciasse por não crer no Santíssimo Sacramento.

E quando o o inquisidor Marcos Teixeira visitou a vila, em 1579, foi dentro.

Teresa não resistiu à pressão e enforcou-se.

Um investigador brasileiro, Ronaldo Manuel Silva estudou este caso abrantino, num luminoso artigo, prova que cada vez a História de Abrantes se faz cada vez mais.......nos meios académicos brasileiros.

A falsa e cúpida  denúncia do pároco, lembra-me as do burlão das seringas contra o Pedro Moreira. 

Os dados foram coligidos de ''Relaxada em Efígie, Ritos Judiciais do Processo Inquisitorial da Cristã-Nova Teresa Gomes' (1579-1582'', in Recôncavo, Revista de História da UNIABEU  v. 8, n. 14 (2018) 

O artigo, em parte devedor do magistério de Prof. António Hespanha, sobre a história do Direito luso, é uma fina análise do funcionamento do processo jurídico inquisitorial.

ma    

 

  



publicado por porabrantes às 18:52 | link do post | comentar

Terça-feira, 30.03.21

Foi o que sugeriu o Rev. Frei Domingos de Eires à sua confessada de Punhete, Helena Joaquina, do lugar de Montalvo.

Parece que a Helena não gostava das familiaridades e avanços do frade capucho do Convento de Santo António de Abrantes, de forma que a denúncia chegou à Santa Inquisição.

PT-TT-TSO-IL-28-15395_m0001.jpg

PT-TT-TSO-IL-28-15395_m0002.jpg

Para isso conseguiu assistência espiritual e letrada de Frei Aleixo do Coração de Jesus, missionário do Convento do Varatojo, que veio à Vila salvar almas e fêmeas da cupidez e lascívia franciscana.

ma 

 

  



publicado por porabrantes às 15:14 | link do post | comentar

Segunda-feira, 15.02.21

Foi condenado por bígamo ou seja por ter casado com outra, sendo viva a legítima

menaia 2.png

E o folheto de cordel teve edição internacional ...Era uma Inquisição a dar as últimas, casos de blasfémia, costumes, uma preta por bruxa, uma alentejana de Sousel por judaizar e tudo se resolveu com açoites e deportações.

menaia.png

 



publicado por porabrantes às 18:21 | link do post | comentar

Sexta-feira, 28.08.20

Em 1595 é preso em Abrantes, o Licenciado Manuel Pereira, padre de Quadrazais (Sabugal).

O Santo Ofício acusa-o de ''ser adivinho, curar pessoas e dizer que tinha provisões da Inquisição para prender cristãos novos, feiticeiras e judeus, o que não provou»'' 

A denúncia teria tido origem nos médicos cristãos-novos abrantinos ( que constituiam quase a totalidade da profissão) que viam no P.Pereira um concorrente.

Terminou perdendo a Paróquia e nos cárceres da Inquisição

Informação de  Franklim Costa Braga, no colega Capeia Raiana 

 



publicado por porabrantes às 10:10 | link do post | comentar

Quinta-feira, 27.08.20

sao joao altar santo antónio iigespar.jpg

Joaquim Gomes Calado quando foi visitar o ferreiro João Gomes Ferreira, foi repreendido por este por ter substituído o azeite da lâmpada de Santo António....por vinho.

Era o taumaturgo  da Igreja de S.João, provavelmente o da foto. 

Respondeu o sapateiro: ''Caguei no Santo António''.(1)

Resultado : foi acusado de blasfémias mas terminou em Liberdade. Era 1795.

Era de sangue-limpo o bate-solas brincalhão, coisa que deve ter ajudado e encontrou algum inquisidor com sentido de humor...

ma

 (1) João Henrique Costa Furtado Martins- Artífices do Couro e da Madeira na Época Moderna: Trabalho, Sociabilidades e
Cultura Material- tese de doutoramento na Faculdade de Letras de Lisboa, 2019



publicado por porabrantes às 17:54 | link do post | comentar

Segunda-feira, 13.04.20

''Na gente da nação deste Bispado mandem Vossas Mercês ter especial vigilância e cuidado por amor de Deus, e tratem  Vossas Mercês de pôr mais comissários e familiares nos lugares convenientes do Distrito, como o são a Guarda, Covilhã, Fundão, Idanha-a-Nova, Castelo Branco, Abrantes, e outras a que   Vossas Mercê parecer, porque estas partes da Beira  estão muito infeccionadas de judaísmo, em particular o Fundão e Idanha e Guarda ''

O Conselho Geral do Santo Ofício a D. Afonso Furtado de Mendonça, Bispo da Guarda, diocese de que fazíamos parte.

 

Citado por José Pedro Paiva, ''Baluartes da Fé, O enlace entre a Inquisição e os Bispos, 1536-1750''.  

O autor destaca ainda o papel do Bispo-Conde de Coimbra, D.Jorge de Almeida na caça ao judeu.

O Prof. Paiva é um dos grandes especialistas de História da Igreja.

ma 



publicado por porabrantes às 19:23 | link do post | comentar

Quarta-feira, 08.04.20

Estava para me ocupar do douto padre Manuel Cordeiro, abrantino, jesuíta, professor de Teolologia Moral na Universidade de Évora, tanto que até  li um livro em alemão.

O Cordeiro foi depois missionário nas partes de África, regressou ao reino, e arranjou colocação na Inquisição, tendo sido Capelão do Cardeal-D.Henrique, Arcebispo de Évora e Inquisidor-Geral. Rei depois de D.Sebastião ter perecido na Jornada de África.

Homem importante portanto e autor de calhamaços filosóficos em Latim.

Ia nisto, quando apareceu o homem que gostava de mulatas. 

João Moreno Bolarejo, ''marítimo muito abastado'',  com ''sangue limpo'', residente na vila, pretendeu ser familiar do Santo Ofício, em 1697, coisa que lhe garantia o início duma carreira promissora, entrada na Vereação ou na Mesa da Misericórdia e depois quem sabe, um hábito de Santiago ou de Cristo e a garantia que os descendentes não seriam incomodados pelo Santo Ofício e até podiam medrar na oligarquia. (1)

A Inquisição respondeu-lhe com um ''niet'', o Bolarejo gostava  demasiado de mulatas, tanto que se casara com uma.

A sua mulher, Maria Lopes Burgeta, era mulata por parte da sua avó materna. 

Resultado: não pôde ser bufo diplomado e reconhecido.

(1)Luiz Fernando Rodrigues Lopes, INDIGNOS DE SERVIR: OS CANDIDATOS REJEITADOS PELO SANTO OFÍCIO PORTUGUÊS (1680-1780), UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO, 2018

 



publicado por porabrantes às 20:55 | link do post | comentar

Sexta-feira, 06.03.20

Já se falara no livro, não contudo na ligação abrantina. Foram delatores inquisitoriais abrantinos que denunciaram os antepassados judeus do político francês Pierre Mendès-France

mendes france.png

Os bufos viviam na Praça da Palha ou seja na Barão da Batalha.

ma

genealogia da família Mendes-França

luís mendes da frança

 


publicado por porabrantes às 18:21 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23.01.20

ANA ISABEL LÓPEZ-SALAZAR CODES tem escrito alguns dos melhores trabalhos recentes sobre a Inquisição. Algum já referenciado aqui.

Neste analisa os estrangeiros que desempenharam cargos na máquina católica de queimar judeus e de garantir a pureza racial lusitana contra ''sangue infecto''. E trata o caso de Pedro Vivas de Carvalho, comissário do Santo Ofício, na vila abrantina.

vivas

mn



publicado por porabrantes às 09:15 | link do post | comentar

Sábado, 30.11.19

mandato de captura

Mandato de captura do Santo Ofício contra José Alves Correia, mercador da Vila de Abrantes. Devia-se meter aqui uma lista de quem foi Familiar do Santo Ofício. Algum dia será...

mn 



publicado por porabrantes às 19:19 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Teresa Gomes, paroquiana ...

Ò filha, dás uma queca?

O caso do ferreiro bígamo...

Médicos judeus denunciam ...

Caguei no Santo António

Desinfecte Abrantes, Senh...

O homem que gostava de mu...

Os bufos inquisitoriais ...

Pedro Vivas de Carvalho, ...

Mandato de captura

arquivos

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

celeste simão

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

duarte castel-branco

espanha

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Maio 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds