Segunda-feira, 28.11.16

Investidores chineses que fazem obras no Centro Histórico(Viva a China Vermelha!!!)

 

red china.jpg

liquidaram ''parte da obra de arte'' rupestre que se achava numa rua abrantina 

 

File 22-11-16, 14 44 41.jpeg

File 22-11-16, 14 44 30.jpeg

 Era Silêncio, agora umas capadas letras. os chineses disseram ao Jornal da Esta que não vão repor a infame porcaria.

 

O Jornal da Esta conta a história, numa boa reportagem da Adriana Claro, de quem são as fotos, aqui reproduzidas com a devida vénia.

 

Mas o mais grave é que a Adriana diz o seguinte, sobre S.Domingos: 

''(...)'Apesar desta destruição ter sido apenas um dano colateral das renovações da loja chinesa, os murais do Creative Camp foram, ainda este ano, alvo de descontentamento. Em Julho, o vereador da CDU, Avelino Manana, mostrou o seu descontentamento pelo orçamento, feito pela Câmara Municipal sobre o 180 Creative Camp, não ter sido levado a Reunião de Câmara. Para além disso, mostrou-se ainda chocado com a inscrição da palavra “Transição” nos claustros do Convento de S.Domingos.(...)''

O gabinete de comunicação da Câmara Municipal de Abrantes afirma que não pode comentar o assunto, o que pode dizer é que as obras que vão acontecer nos claustros, para a instalação do Museu Ibérico, “podem fazer com que o inscrição seja apagada”.''

 

Ou seja o caiquismo rupestre proibiu o gabinete de comunicação da Câmara Municipal de Abrantes de comentar a exigência do Ministério da Cultura de limpar o lixo em S.Domingos e tenta arranjar desculpas para desobedecer ao Governo!!!!

 

mn

 

 



publicado por porabrantes às 10:02 | link do post | comentar

Segunda-feira, 25.01.16

valhascos 7.png

 

 

a maior equiparada a  jornalista viva dos Valhascos é a Hália Santos, que ''avascalhou'' a imprensa abrantina,

hália.png

 estamos solidários com o bom povo dos Valhascos, tendo sido a líder da C.P. da candidatura autárquica da snapada Céu, a Hália devia-ter-lhe dito que o Sampaio da Névoa devia ter ido a Valhascos debitar paleio acerca da ''essência do 25 de Abril'', dado não saber pentear senhoras como o Senhor Presidente da República, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, ...

hália costa santos.jpg 

 

valhascos 8.jpg

a bonita e progressiva terra da couve valhasquense 

 

e não resistimos a ver como a Senhora Doutora Hália viu a eleição do Cavaco:

hália cavaco.png

os títulos dum jornal e o local onde saem são da responsabilidade do director, o Xico Balsemão e o jornalista Rebelo de Sousa só abandonavam às 5 da manhã o ''Expresso'', depois de meterem os títulozinhos

 

hália títulos.png

e os destaques ou os ''leads'' também são competência do director, coadjuvado pelo chefe-de-redacção

hália cavaco 2.png

e  exprimem, muitas vezes, opinião

O Marcelo a fazer títulos, no Expresso, '' era aquela máquina'', disse-me o cunhado da directora  da Nova Aliança, sentado na esplanada duma tasca do Arieiro, enquanto ao balcão bebia uma mini proletária, o Vice-Presidente da Assembleia da República, que era um operário da Lisnave, comunista, mas não padre

Expresso 23 Agosto 75 capa.JPG

Eis como Marcelo liquidou Vasco Gonçalves, com talento, graça e notória aleivosia

 

No número em que a Hália quase se converteu ao cavaquismo, não podia faltar o síndroma da terrinha, onde é residente, são as saudades telúricas da terra-mãe

valhascos 8.png

 Se os títulos exprimem opinião (às vezes inconscientemente,) este exprime que os touros fazem parte da nossa cultura......

hália touros.png

No entanto, depois duma reflexão valhasquense, a Hália foi boss duma candidatura, que negava à tauromaquia qualquer resquício de marca na identidade abrantina....

A Hália é uma rapariga com sentido de humor, como se via pelos editoriais no Jornal de Abrantes, e portanto neste número sairam caricaturas

hália caricaturas.png

o que pergunto, é porque no Jornal de Abrantes, nunca saiu uma caricatura da cacique????

 

Haveria mais a dizer , e se calhar vou guardar o número cavaquista para outra vez,

mas acaba de chegar o Boletim do Sardoal, que o Sr.Dr. Miguel Borges me manda à

borla e lá decerto haverá notícias frescas dos Valhascos. Termino o post, para o ler.

ma

 

créditos : Jornal da Esta, directora Hália Costa Santos, 31 de Janeiro de 2006; Expresso,23 de Agosto de 1975, director Francisco Pinto Balsemão, bisneto bastardo do Imperador D.Pedro I do Brasil, alma danada do Expresso, Marcelo Rebelo de Sousa, filho do ex-Ministro de Marcelo Caetano, o dr.Baltasar 

 

 

 

 

  



publicado por porabrantes às 13:09 | link do post | comentar

Domingo, 11.11.12

Reproduzimos com a devida vénia

 

o post anónimo publicado

 

no abrantesenossa.wordpress.com

Os comentários são óbvios. Como disse Karl Marx a 'história repete-se a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa”, sabia menina Hália????.

 

''Entrevista de Fábio Jorge

 

no EstaJornal

 

Pouco Clara

A entrevista publicada na integra no Abrantes é nossa foi fortemente cortada e desvalorizada pela ESTA (Escola Superior de Tecnologia de Abrantes) quando saiu no EstaJornal. Aliás, se analisarmos bem essa entrevista notamos dois fatos:

O primeiro é que a entrevista não foi publicada na integra no site do EstaJornal online, por motivos que desconhecemos. Aliás nem na integra nem de maneira nenhuma. O que não faz sentido porque trata-se da história de vida de um aluno da ESTA, não seria motivo de orgulho pela instituição ter este exemplo de vida patente?

O segundo motivo, como podem ler no site do Abrantes é nossa, o aluno fala como vê a escola, as praxes, o ensino em Portugal, uma visão de alguém que veio de fora e portanto faz criticas duras ao conformismo de muitas pessoas e alguns responsáveis.

Toda essa critica que deu corpo à entrevista não foi publicada no EstaJornal, só aproveitaram a parte em que ele diz que teve o apoio do IPT (Instituto Politécnico de Tomar).

 

Podíamos por em dúvida as boas intenções de quem dirige o EstaJornal: não publicam os conteúdos que são publicados no EstaJornal Online o que é publicado no EstaJornal impresso porque é prática da casa. Então o que está a fazer a entrevista da Fátima Felgueiras e do Miguel Paulo Silva no site do EstaJornal? Entrevistas que saíram na mesma edição impressa [da entrevista de Fábio Jorge].

Porquê, a entrevista do aluno Fábio Jorge não foi lançada na plataforma online? Nós sabemos que ele não foi acusado de nenhum saco azul nem tem uma vida repleta de vitórias numéricas como o Senhor Miguel Silva, mas tem uma vida contínua de luta, sacrifício e uma opinião muito critica do ensino em que foi inserido, deve ser isso que incomoda.

A vida que nos contam ser de bem e só bem fazer sentido publicar, não é nem informação nem tão pouco sério. Trata-se de manipulação. Usar o certo para fazer o errado. Manipular a realidade é feio e desonesto. O que nos vale dizer que tudo está bem quando de fato não está? Podemos chamar, sobre essas bases, jornal ou preferem propaganda politica?

Fábio Jorge passou por uma guerra, foi colocado num seminário ainda miúdo e lá ficou até ter maioridade. Passou fome, viu a miséria de frente. Teve a sorte do destino: encontrou documentos do pai que provavam a nacionalidade portuguesa, um pass para uma nova viragem na sua vida. Uma vida mais digna. Batalhou para chegar à ESTA. A Instituição Abrantina que para ele é uma vitória. Teve coragem e disse, mesmo assim, o que via de mal no ensino. E antes de termos a humildade de aceitar criticas, que no fundo nos dão oportunidade de melhorarmos. O que fazemos? Não mostramos o que não queremos mostrar no jornal e nem pensar publicar na Internet. Custa-nos relembrarmos quem somos de fato e que papel temos na sociedade.

Interessa mais aos abrantinos saber da vida intima de Felgueiras, do que o tesouro que Abrantes abraçou.

Podem censurar as palavras. Criar leis para impedir a manifestação critica que desenvolve e faz pensar uma sociedade. Mas jamais censuram a alma guerreira e vitoriosa de quem quer trazer algo de bom à comunidade onde estão inseridos.

Quantos mais vão ter de ser ignorados para uma imagem falsa e desonesta prevalecer?

Sensacionalismo não é sinónimo de informar, não ignorar a realidade. Sensacionalismo indirecto é o que se está a passar. Quando não temos integridade para fazer o que está certo, usamos a palavra certo para fazer o desonesto.
Ao Fábio Jorge só nos resta dizer: Admiramos-te por teres seguido pelo caminho certo, teres a coragem de dizer o que sentes mesmo seres financeiramente pobre, e portanto facilmente prejudicado.

O mundo precisa de pessoas corajosas. Que olhem para os outros sem pensar em negociatas.

Por abrantesenossa • Posted in AbrantesESTAOpinião''



Beijinhos da Suzy



publicado por porabrantes às 13:16 | link do post | comentar | ver comentários (1)

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Chineses lixam ''obra de ...

As Presidenciais à moda d...

Da manipulação, querida H...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12

18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds