Terça-feira, 10.05.16
Ponte de Sor Abate massivo de árvores é atentado à qualidade de vida urbana!
 
''Manuela Cunha·Viernes, 6 de mayo de 2016
O corte inesperado de mais de 30 plátanos, quase a totalidade das árvores existentes no Largo Marquês de Pombal, mais conhecido por Largo da Igreja, em pleno centro de Ponte de Sor, é chocante pelo atentado à qualidade de vida urbana que representa e é ainda um crime ambiental e patrimonial irreparável.
A decisão que levou a este ato, parece não só ignorar a extrema importância de zonas arborizadas como esta, nos espaços urbanos, importância ainda mais relevante num concelho como Ponte de Sor, que atinge na Primavera/Verão temperaturas extremamente elevadas. Estas árvores desempenhavam, não só, funções importantíssimas em relação à qualidade do ar que respiramos, como cumpriam ainda um papel de amenizador climático, e geravam uma área de sombras, “espaço de abrigo” fundamental para as populações, nomeadamente para as mais vulneráveis (crianças e idosos), nos períodos de maior pico de calor.
Este corte injustificável mostra ainda uma grande insensibilidade e desprezo por um património natural centenário, que é sem dúvida uma característica identificadora do retrato urbano da Cidade de Ponte de Sor, gravada na sua memória colectiva.
Este acto que Os Verdes condenam veementemente, da responsabilidade da autarquia, não corresponde à proposta levada à reunião de Câmara, na qual o projecto de remodelação desta área levaria, de acordo com a resposta dada a um vereador da CDU, à remoção de cerca de 8 árvores, ora deste abate massivo, injustificável e inaceitável restam menos de meia dúzia até agora.
Partido Ecologista Os Verdes''

13119921_525437767664495_477138350758934696_o.jpg

 Depois de ver esta foto do brutal atentado ao ambiente, desencadeado pela CM alentejana, desgovernada pelo PS, lembrámo-nos destas fotos pegachas

plátanos 2  palmeira.JPG

plátanos 3.JPG

 

pego depois.JPG

 Há algum ex-edil PS pegacho na autarquia da Ponte de Sôr?

O que fez a CM local é igual ao que fez o boçal caciquismo abrantino no Largo do Cruzeiro, cruzes canhoto!

As fotos são, se bem me lembro, do Cidadão Abt, um blogue interventivo e amigo.

Se não forem, pede-se desculpa aos autores de não os mencionar.

ma

 



publicado por porabrantes às 13:26 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.12.15

mecenas.png

 

Um mecenas distribui calhaus pegachos, retirados das úberes margens do Tejo, próximo da PEGOP, para caboucos.

O Natal chegou ao Pego.

texto do anúncio do mecenas:

''dá-se pedra calcária de arroncamento boa para caboucos ou suportes de alvenaria , pedra metidas ilegalmente no Tejo que têm de ser retiradas o mais rápido possível, tire as pedras que quiser até o seu barco passar, não constam nas cartas de navegação do rio Tejo portanto nah deveriam sequer lá estar , local frente a mouriscas rio Tejo zona Abrantes , troco pedras por aberturas capazes de garantir a navegação e a arribação das espécies de peixes e ciclóstomos migratórios para desova''

 

aqui

 

Desde que a Junta do Pego capou todas as árvores em frente da casa do Gomes Mor, não havia tanto movimento na terra natal da Dona Bertolina

largo cruzeiro 2.jpg

ma 

 

 

 



publicado por porabrantes às 08:17 | link do post | comentar

Quinta-feira, 19.03.15

 

É um terreno penhorado num sítio nobre, o Largo do Cruzeiro, onde se levanta a mansão do sr. dr. Gomes Mor, digníssimo Presidente da Assembleia Municipal.

É certo e sabido, que o Largo se encontra desvalorizado, porque uma brigada de inimigos do verde capou todos os viçosos plátanos que davam sombra aos miúdos e reformados, que se serviam do Largo para espairecer.

É certo e sabido, que os péssimos serviços municipais de urbanismo assassinaram o Largo e que quando a cacique lá foi inaugurar a modernização,  o povo, cáustico e impiedoso,  baptizou a obra  em queixas argutas ao Mirante.

urinol.jpg

 

 

A ''arquitecta'' responsável Maria João Espadinha, segundo o Mirante  resolveu rebaixar  a fonte e o povo disse que aquilo parecia um urinol.

Eis o povo espantado contemplando o urinol:

largo do cruzeiro.jpg

O povo e o Presidente da Assembleia Municipal, da varanda da sua mansão, já não podiam ver os plátanos, que tinham sido massacrados, apesar de estarem em grande forma

plátanos.jpg

como disse ao Mirante, o senhor e grande bairrista  Joaquim Gil Couvelhas : ''a generalidade dos plátanos estava, garantidamente, em boas condições de conservação e não constituía risco de qualquer espécie".  Quanto às enormidades ditas pelo então subcacique pagacho (o cacique-mor é outro) o diabo que as carregue....

 

As desculpas ditas pelos serviços municipais estão aqui escalpelizadas. Disseram que a substituição era gradual e cortaram-nos todos, para que não fizessem sombra ao mais vergonhoso e boçal caciquismo rural. E também são aqui desfeitas.

 

O programa eleitoral dos tipos que cortaram as árvores é este:

digital.png

 E foi inserido na net, com muitos outros do PS abrantino, pelo sr.Guilherme Pires, do Algueirão

guilherme pires.png

 

 

 Bem as Finanças vendem

 

1/5 do artigo urbano 2561, sito no Cruzeiro , freguesia do Pego, concelho de Abrantes , parcela de terreno destinada a construção urbana área 180m2, inscrito na Conservatória do Registo Predial sob o nº 1224/19951026.
 
o preço é barato:Preço Base de Venda: € 1.254,40
 
o prazo é curto: Data/hora limites para aceitaçao das propostas: 2015-03-27 às 10:00
Data/hora e local para abertura das propostas: ABRANTES, 2015-03-27 às 11:00
 

 

Vimos solicitar aos senhores ecologistas que arrematem o lote e lá plantem frondosos plátanos em protesto contra o genocídio das árvores praticado pela CMA e pela Junta de Freguesia.

 

sn

nota:

Finalmente ao contrário do que diz o Mirante, a senhora Maria João Espadinha não é arquitecta, mas arquitecta paisagista

 

Se para mudar (desastrosamente) a estética do Largo do Cruzeiro foi preciso uma arquitecta paisagista, porque é que não se contratou um paisagista para mudar de sítio a estátua do D. Francisco de Almeida e requalificar (diz a CMA) a parada General Abel Hipólito, que passou a ser Largo D.Francisco de Almeida?

Porque é que se contratou e pagou regiamente o escultor Charters de Almeida (conde da Bahía) que não tem qualificações profissionais em matéria de urbanismo?

Porque é que a colocação inicial da estátua tinha sido projecto do Prof. Duarte Castel-Branco que naturalmente sabia mais de urbanismo que o Conde?

Que dirá a Ordem dos Arquitectos e a Sara Morgado por o Conde se dedicar ao urbanismo sem título académico`para isso?

Pedirá um parecer ao Candeias Silvas que dirá que para mudar estátuas de Almeida de sítio é preciso ser da famíla dos Almeidas?

E se nós provarmos que Duarte de Castel-Branco também era descendente dos Almeidas?

Que dirá a Ordem?

 

créditos: fotos pegachas do Mirante

   

 

 

  



publicado por porabrantes às 12:26 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Ponte de Sôr adere ao eco...

Calhaus pegachos grátis n...

Vamos plantar plátanos no...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds