Sábado, 20.10.18

Sol 20 10 2018

Sol 20 10 2018 b

 O Sol 20-10-2018

 

Na Lena Ambiente estava o bento, também andou metido o Barrocas da pulseira electrónica e o Carlos Santos Silva, enquanto o Catarino negociava com a Lena, que ia fazer ''um parque industrial'' de 50  milhões !!!!! numa parvónia do Pinhal, a firma da esposa despachava as famosas oliveiras centenárias à Céuzinha Oliveira-Milenária Antunes

Já me esquecia o Catarino também contratou a arguida Fava, ex-mulher do 44 !!!!

 

mn

 

recorte gamado ao Porta da Loja, um ganda blogue às direitas!!!!

   



publicado por porabrantes às 23:06 | link do post | comentar

Terça-feira, 27.03.18

Exmo. Senhor Presidente da Assembleia da República

Em resposta à pergunta nº 4147/XIII/ 2ª, de 8 de maio de 2017 , o Ministério do Ambiente informou que a empresa Lena Ambiente tinha sido notificada pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR) “para dar cumprimento ao previsto no Decreto Lei nº 183/ 2009 de 10 de Agosto, no âmbito dos procedimentos de encerramento e pós-encerramento da Célula RIB, no Aterro Sanitário Intermunicipal de Abrantes, incluindo a

monitorização da qualidade da água superficial e subterrânea para melhor avaliar a situação”.

Contudo, até agora não se sabe se existe ou não lixiviados ou lamas na barragem que se situa a jusante do referido aterro.

O Vereador Armindo Silveira (BE) da Câmara Municipal de Abrantes, em 12 de dezembro de 2017 perguntou à Senhora Presidente do executivo municipal se tinha conhecimento de a empresa Lena Ambiente já havia dado cumprimento ao estipulado pela CCDR. Foi respondido que não havia conhecimento de alguma diligência nem como executivo camarário, nem como membro da Assembleia Geral da Valnor.

Até ao presente, o Bloco de Esquerda não tem conhecimento de que se esteja a cumprir a notificação da CCDR.

Atendendo ao exposto, e ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, o Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda vem por este meio dirigir ao Governo, através do

Ministério do Ambiente, as seguintes perguntas:

1.Tem o Governo conhecimento do não cumprimento da notificação da CCDR, por parte da empresa “Lena Ambiente”?

 

2.Qual ou quais são as entidades que deverão acompanhar e fiscalizar os procedimentos estipulados?

3. Tendo em conta, as fortes chuvas, que garantias pode dar o Ministério do Ambiente que em casos de contaminação por lixiviados e lamas não agravará a contaminação dos solos e do aquífero Tejo-Sado?

4-Irá o Governo impor à Lena Ambiente um calendário para cumprir a notificação da CCDR?

 

21 de Março de 2018

 

Carlos Matias

(texto da pergunta do deputado do BE)

 

devida vénia à Assembleia da República 

 

ma

 

 



publicado por porabrantes às 16:54 | link do post | comentar

Terça-feira, 26.12.17

riib

O Mirante dá esta boa (e velha notícia)

 

Nós já o tínhamos dito a 8-8-2017

 

A cacique queixou-se que o Vereador Armindo Silveira tinha feito ''caixinha''  dum ''segredo'' que já estava na blogosfera e nas páginas do site da A. da República há largos meses.

 

A Lena mete os pés pelas mãos e não esclarece o prazo em que vai cumprir a ordem.

 

Entretanto convém ler isto

 

É lamentável que a cacique não leia as perguntas feitas pelos Deputados sobre Abrantes.

 

E pior ainda que não responda às suas perguntas, porque esta pergunta de Carlos Matias está por responder desde 10 de Outubro.

ma 

 

 



publicado por porabrantes às 09:26 | link do post | comentar

Terça-feira, 08.08.17

A Lena Ambiente foi notificada pela CCDR Lisboa e Vale do Tejo a propósito da Célula RIB onde existe um sério problema ambiental para agir de acordo com o decreto-lei nº 183/2009

célula rib.png

Resposta à pergunta dos deputados do BE

 

Não será ocioso comentar que isto se arrasta desde 2016 e é demasiado tempo.

 

De qualquer forma se se confirmarem as irregularidades haverá sanções sobre a benta Lena Ambiente.

mn 



publicado por porabrantes às 20:14 | link do post | comentar

Quarta-feira, 12.10.16

A Quercus confirmou hoje ao Mirante que se  continuam a dar ''escorrências alegadamente poluentes para uma linha de água da zona'' perto da Valnor, numa lagoa abandonada pela Lena Ambiente.

 

'' Tem estado estes anos todos a libertar gases para a atmosfera, pois também não existe qualquer sistema de drenagem e queima do biogás, e sempre que as chuvas aumentam ocorre escorrimento de lixiviados para fora de célula, que entram nas linhas de água já fora das instalações, suspeitando-se inclusive que tenham contaminado gravemente uma barragem a cerca de um quilómetro e meio onde afluem as referidas linhas de água''

 

mn

 

 

 



publicado por porabrantes às 20:46 | link do post | comentar

Quarta-feira, 24.08.16

Respondeu a APA aos deputados Carlos Matias e Jorge Costa  isto: ou seja que não havia histórico da célula RIB referenciada e que iram ao local inspeccionar a coisa e colher análises.

 

Ora, a 27 de Janeiro de 2009 a APA passou uma licença de exploração à VALNOR 

célula rib.png

e no texto dessa licença está, preto no branco, página 3

 

 

rib na página 3.png

 

 

Ou seja o aparente  responsável pela malvada célula RIB é, segundo a APA, de acordo com a licença citada, a  Lena Ambiente.

 

E entre os responsáveis da Lena Ambiente tem estado, quase desde que saiu da Vereação abrantina, o eng. técnico Júlio Bento.

 

Ironizava a Rede Regional que a célula RIB não tinha pai, mas terá mamãe: a Lena Ambiente.

 

Parece-me, deve ser mera impressão, que o arquivo da APA anda pró desarrumado.

mn

 

 



publicado por porabrantes às 16:14 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.06.11

Em 14 de Fevereiro houve uma cerimónia tocante na Capital do Vinho ou seja no Cartaxo. A cerimónia não teve a ver com o carrascão, símbolo do município, mas com o negócio da moda, a água e infelizmente com a gestão dos dejectos.

 

Com a clareza e a transparência, que o caracteriza, que conhecemos desde os tempos em que era empregado da empresa do peticionário (por enquanto) e político abrantino José Eduardo Marçal,

 

 

 

o administrador da nova empresa,  Cartágua, detida a 60% pelos espanhóis  da Aquália e a 40% pela Lena Ambiente – Gestão de Resíduos S.A. (Grupo Lena), Júlio Bento declarou  “a empresa será uma parceira fiel do Município do Cartaxo”.

 

Júlio Bento demonstrava a sua simplicidade não se fazendo tratar por Engenheiro, num país inflacionado de licenciados desempregados.

    

 

A verdade é que o administrador não era Engenheiro, mas Engenheiro Técnico, ou seja o equivalente àquilo que os ''fascistas'' chamavam antes do 25 de Abril ao Zé Bioucas, Agente Técnico.

 

 foto CMCartaxo

 

 

Como se sabe, Júlio Bento entrou na política abrantina pela mão de Nelson Carvalho, e terminaria com dissabores (o DIAP tece-as) a meias com o ex-Presidente da CMA.

 

Foi Vereador de Obras em Abrantes e em Março de 2004, anunciou a sua demissão por motivos ''estritamente familiares'', segundo o Mirante, de

18-3-2004. A sua saída deu lugar à entrada na política abrantina de Manuel Valamatos, até então assessor do Sr.Carvalho para o desporto.

Lena Ambiente, S.A.

Tempos depois, motivos certamente familiares levaram o homem a assumir o cargo de Administrador da Lena Ambiente,  empresa com origem abrantina, na velha Solurbe,  e depois disso tem sido um ver se te avias, na acumulação de cargos em conselhos de administração.

 

Por exemplo, Júlio de Jesus Bento, nome quase tão piedoso como José dos Santos de Jesus, foi um dos que assinou o contrato entre a CMA e a Abrantaqua em 1 de Agosto de 2007, como administrador às ordens dos espanhóis da Senhora Koplovitz. Quem quiser ler o contrato aceda ao link anterior.

 Siguiente

 

 A marquesa Ester Koplovitz, verdadeira dona do Império das Águas 

 

 

 

No mesmo ano, Júlio de Jesus Bento foi o herói salvador desta descarga poluente em Alcanena

 

191080_rio.jpg foto público.

 

Deve dizer-se que pelas declarações em que de novo foi  pródigo pareceu assumir as responsabilidades da descarga para a empresa que administrava.

 

Tudo isto estaria muito bem se não fossem os documentos que revelamos a seguir, conseguidos numa perigosa e emocionante investigação da responsabilidade do temerário e destemido jornalista abrantino e resistente anti-fascista Mário Semedo, peticionário, defensor do património de Abrantes, de excelente família e sobretudo nosso amigo,

 

 

 

 

          

  

 

    

 

 

Face a estes documentos devastadores para a imagem do Sr. Júlio de Jesus Bento, conseguidos pelo jornalista Mário Semedo, só me apetece dizer:

 

 

 

Face a estes documentos devastadores para a incúria demonstrada por Nelson Carvalho enquanto Presidente da Câmara, só posso dizer: 

 

Ainda tem cara este tipo

para falar de política????

 

Os documentos são o resultado das buscas da PJ à CMA e são o que são. O processo foi arquivado pelo DIAP, não foi possível incriminar nenhum dos arguidos (os mencionados são Nelson Carvalho e Júlio Bento), mas foi apurado que Júlio Bento acumulou um património volumoso enquanto Vereador. 

 

Júlio Bento tão pródigo em declarações, chegou ao tribunal e recusou-se a falar (direito que assiste ao arguido) !!!!!

 

Nem sequer contou que lhe saído a Sorte Grande com um ritmo anual espectacular!!!!

 

O processo está arquivado à espera de melhor prova, ou seja pode ser reaberto no caso de aparecerem novos dados.

 

Quais as consequências, sobretudo políticas, dos documentos que o Mário nos revelou ?

 

É coisa que analisaremos nos próximos dias.

 

Mas uma ilação tiro, Nelson Carvalho por  demasiado crédulo nunca mais devia exercer um cargo público!!!!

 

 

 Tenho o direito de fazer esta afirmação? Tenho.

 

 A responsabilidade política disto é toda dele e do PS de Abrantes..... 

 

 

Marcello de Noronha

Miguel Abrantes

*com  Mário Semedo (jornalista)

 

(continuará)



publicado por porabrantes às 23:04 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O famoso Catarino e o ben...

Quando cumprirá a Lei, a ...

A benta Lena caçada na Co...

O caso célula RIB, Lena A...

Aterro continua a poluir

A mãe da célula RIB no at...

Pela limpeza de Abrantes ...

arquivos

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds