Sexta-feira, 19.05.17

oeesterbeck maio 2017.jpg

Ontem perorou o especialista em arte rupestre, Doutor Luiz Oeesterbeck nas celebérrimas jornadas do MIAA....

Acontece que o Carvalho do CRIA (havemos de falar das aventuras deles no reino das IPSS....) quando era cacique bolsou isto, era 17-6-2009 .....e eram vésperas de eleições..... e era preciso deitar areia para os olhos do povo...

tartéssicos.png

Portanto vimos perguntar ao Carvalho, à cacique, ao Vereador da Cultura:

 

onde é que está o centro de investigação?

 

Onde é que estão nas colecções do MIAA as peças tartéssicas?

 

Onde é que decifraram a língua e a escritura tartéssica?????

 

E já agora porque fizeram a uma empresa  deste homem

Carrilho espantado.jpg

 um ajuste directo ilegal proibido taxativamente por Lei????

 

e já agora ....

 

mARY LUCY.jpg

porque andaram a dizer que a estimada Tia Mary doara uns quadros, quando só fizera mera promessa de doação????

 

Regressando ao especialista rupestre, que foi pago a preço de ouro, ò homem, você ia mesmo decifrar a escrita tartéssica????

 

Ou o Carvalho

 

não sabia o que

 

 

dizia?????

 

 

nelson facebook.jpg

ma 



publicado por porabrantes às 15:48 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.07.15

Há 6 meses a coronela Vilma

vilma.jpg

Jornal MG Turismo

que, cacica, à maneira rude e boçal do sertão ,Morro do Pilar recebeu com pompa e circunstância autarcas ribatejanos, entre eles a nossa presidente mais o Oeesterbeck.

 

morro pilar.jpg

Tudo isso parece estar ligado a uma actividade de cooperação científica entre o ITM e os indígenas para os civilizar, actividade inserida na gloriosa missão civilizatória do povo luso no Terceiro Mundo. O apoio terá sido solicitado pela Prefeita-coronela Vilma Diniz, que faz parte dum sector político, de que um dos bosses acaba de ser visado pela Operação Lava-Jato . Nada mais que o ex-Presidente Fernando Collor de Melo.

'' A Polícia Federal iniciou na manhã desta terça-feira (14) a operação Politeia, um desdobramento da Lava Jato, com execução de mandados de busca e apreensão em casas de políticos. Até a última atualização desta reportagem, foram confirmadas buscas nas casas do senador Fernando Collor (PTB-AL) em Brasília e em Maceió, na casa do senador Ciro Nogueira (PP-PI) em Brasília, na residência do deputado Eduardo da Fonte (PP-PE), em Brasília, e na casa do ex-ministro e ex-deputado Mário Negromonte (PP-BA), na Bahia.'' (Globo)

 

Temos graças a um amigo brasuca fotos do que faz no Brasil, o ITM, através do credenciado civilizador do sertão Pedro Cura

pedro cura 1.jpg

pedro cura 2.jpg

pedro cura 4.jpg

Pedro Cura explica aos indígenas como se fabrica arte rupestre na velha e civilizada Europa, porque aparentemente os índios tupi-guaranis (que eram antropófagos e introduziram na sua dieta carne de jesuíta em dia de festa) não conheciam esta técnica made in Lascaux e Altamira, ou seja uma arte própria de cara-pálidas civilizados.

créditos Folha de Guanhães

 

Entretanto a populista coronela Vilma  está com atrasos brutais para pagar os salários da edilidade e contestada pelos vizinhos municípios por fomentar a extracção de minério altamente poluente.

morro pilar sa.png

 mn

 

O mais grave é tentarem passar a falsa ideia de que os impactos da Manabi se restringirão a Morro do Pilar, quando está mais do que claro que os impactos diretos na bacia do alto e médio Santo Antônio serão irreversíveis para o rio e para as espécies de peixes que fazem dele a principal bacia para conservação de peixes de toda Minas Gerais.

Trata-se da tragédia repetindo-se como farsa, pois a Manabi, assim como a MMX no caso do Minas-Rio, só vai licenciar o empreendimento e depois vendê-lo, a exemplo da compra do Minas-Rio pela Anglo, para uma grande mineradora. E mais uma vez estamos acompanhando os governos – estadual e federal – compactuarem com essa fraude.

  

comunicado das Brigadas Populares (2014)



publicado por porabrantes às 14:14 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22.10.14

buraco miaa.jpg

Nesta foto municipal das últimas jornadas do MIAA, a regressada Dona Isilda (haverá tempos regiamente recompensada com um pingue subsídio de reintegração) olha para um buraco que deve ser arqueológico e que até hoje não tinha sido esburacado.

Bem, não reli as notas de Diogo Oleiro para saber se ele já esburacara previamente tal troço da fortaleza abrantina.

A Dona Isilda (que acaba de ser avó, os nossos parabéns) não só se dedica a mirar extasiada o buraco, regressou às lides do MIAA em pleno.

2.jpg

 As actividades do MIAA são do Executivo camarário, a Dona Isilda faz parte da Assembleia, que deve fiscalizar o Executivo, como é que ela fiscaliza as tarefas onde participa?

A democracia baseia-se na divisão de poderes e não na confusão de poderes, que para confusão já nos basta a armada pelo Manuel Dias, publicitada com subsídios camarários.

careca.jpg

Vejo aqui alguma careca, mas não vejo a do tipo da Papelaria Fernandes, amigo da cacique...

 

Por falar em carecas:

Declarou a Senhora Presidente ao Diário de Notícias: ''

A colecção das cerca de cinco mil peças arqueológicas referentes ao período anterior à fundação da nacionalidade e relacionados com a Lusitânia, foram "recolhidas e adquiridas em leilões" ao longo de meio século, em vários pontos da Península Ibérica. 

O acervo da Fundação Estrada será cedido à Câmara de Abrantes através de protocolo. ''

 

Se leio bem não há ainda nenhum protocolo e a CMA está à mercê da generosidade da Fundação Estrada para montar o Museu.

No entanto já li o contrário em actas camarárias, mas parece-me que esta afirmação, por mais recente, anda mais próximo da verdade,

Contudo nesta conferência, da responsabilidade destes senhores,  

miaa 2.png

 

 

 

MIAA.png

puseram em causa a palavra da Presidente dizendo que já há protocolo com a Fundação Estrada;

dizendo que há doação de quadros feita pela pintora Lucília Moita, quando essa doação não existe ( se existir esse documento jurídico que o exibam, se são capazes):

e o mais grave voltaram a ameaçar espetar-nos com uma torre criminosa, quando a Presidente disse à Vereadora Elza Vitório que o MIAA ia ser instalado em cinco edifícios dispersos pelo Centro Histórico. (consta em acta)

Tudo isto parece ser uma enorme irresponsabilidade na gestão de dinheiros públicos ou seja, como diz o povo, um ''enorme buraco''.

a redacção 

fotos das jornadas: CMA

fotos da conferência: blogue

 

   

     



publicado por porabrantes às 13:43 | link do post | comentar

Quinta-feira, 29.09.11

 

Estas massas foram ganhas honestamente por Obélix como produtor de menires. Inquirido se tinha dedicação exclusiva à sua profissão, respondeu....

 

 

(para o Doutor Oeesterbeck que presume falar muito bem italiano)

 

 

para o buiça que não fala francês

 

 

para nós que somos civilizados,

 

 

mas não entrando em peixaradas pessoais com o Doutor Oeesterbeck

 

 

 

 

 

Obélix pode ganhar mais umas massas espancando romanos.........

mas não tem dedicação exclusiva.....

 

 

Como Oeesterbeck ganha mais umas fazendo biscates na CMA..... mas 

 

 

tem 

 

 

DEDICAÇÃO EXCLUSIVA  

 

e a Lei diz isto:

Artigo 34.º -A
Dedicação exclusiva
1 — O regime de dedicação exclusiva implica a renúncia ao
 exercício de qualquer função ou actividade remunerada, 
pública ou privada, 
incluindo o exercício de profissão liberal.
2 — A violação do compromisso referido no número anterior implica
 a reposição das importâncias efectivamente 
recebidas correspondentes à diferença entre o regime de
tempo integral e o regime de dedicação exclusiva, para
além da eventual responsabilidade disciplinar.
3 — Não viola o disposto no n.º 1 a percepção de remunerações 
decorrentes de:
a) Direitos de autor;
b) Realização de conferências, palestras, cursos breves
e outras actividades análogas;
c) Ajudas de custo;
d) Despesas de deslocação;
e) Desempenho de funções em órgãos da instituição a
que esteja vinculado;
f) Participação em órgãos consultivos de instituição
estranha àquela a que pertença, desde que com a anuência
prévia desta última e quando a forma de remuneração seja
exclusivamente a de senhas de presença;
g) Participação em avaliações e em júris de concursos ou
de exames estranhos à instituição a que esteja vinculado;
h) Elaboração de estudos ou pareceres mandados executar por
 entidades oficiais nacionais, 
da União Europeia ou internacionais, ou no âmbito de comissões
 constituídas 
por sua determinação;
i) Prestação de serviço docente em instituição de ensino superior
 pública  diversa da instituição a que esteja 
vinculado, quando, com autorização prévia desta última, 
se realize para além do período semanal de trinta e cinco
horas de serviço e não exceda quatro horas semanais;
j) Actividades exercidas, quer no âmbito de contratos
entre a instituição a que pertence e outras entidades públicas ou
 privadas, nacionais, estrangeiras ou internacionais, 
quer no âmbito de projectos subsidiados por quaisquer
dessas entidades, desde que se trate de actividades da
 responsabilidade 
da instituição e que os encargos com as
correspondentes remunerações sejam satisfeitos através 
de receitas provenientes dos referidos contratos ou subsídios, 
nos termos de regulamento aprovado pela própria 
instituição de ensino superior.
4 — A percepção da remuneração prevista na alínea j)
do número anterior só pode ter lugar quando a actividade
exercida tiver nível científico ou técnico previamente reconhecido 
pelo órgão  de direcção da instituição de ensino 
superior como adequado à natureza, dignidade e funções 
destas últimas, e quando as obrigações decorrentes do
contrato ou da aceitação do subsídio não impliquem uma
relação estável.
 
 
Sabia caro Oeesterbeck??????

Oeesterbek com o alter ego espiritual do Cónego, que as beatas
 dizem que vai entrar para a Comissão Económica 
de São Vicente para dirigir os investimentos na Bolsa do cónego. 
Quem dirigirá as off-shore???
 
Marcello de Noronha, da Obra


publicado por porabrantes às 14:27 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O caminho marítimo para a...

Portugueses do Mação civi...

O ''buraco'' do MIAA

Oeesterback e os biscates

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10


20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds