Quarta-feira, 18.05.16

Ainda há luta de classes, e foi um sindicato da Inter, que conseguiu uma vitória contra o patronato usando a greve, como arma contra o Kapital:

 

 ''Na Chassis Brakes International, em Abrantes, com a intervenção do SITE CSRA, que envolveu a DGERT (Ministério do Trabalho), acabou este mês a discriminação no pagamento do trabalho suplementar, o que constitui uma importante vitória dos trabalhadores e do sindicato.
14.5.2016


Mais de um mês depois de uma reunião suscitada pelo SITE CSRA na Direcção-Geral do Emprego e Relações de Trabalho, a antiga Robert Bosch Travões comunicou ao sindicato que, a partir de 1 de Maio, o pagamento do trabalho suplementar passa a ser feito de igual forma a todos os trabalhadores.
Este trabalho vinha a ser pago aos associados do sindicato da Fiequimetal/CGTP-IN com base no mínimo exigido na lei e, a outros trabalhadores filiados noutro sindicato, com valores superiores mais o tempo compensatório.
Este tinha sido um dos motivos da greve realizada há quase um ano.

Ver também:
- Greve parou CBI em Abrantes (5.6.2015)''

 

devida vénia à Fiequimetal

semana.jpg

Curiosamente a página da CDU Abrantes não deu por esta luta ao longo do último ano. Andavam distraídos

mn



publicado por porabrantes às 09:14 | link do post | comentar

Domingo, 08.05.16

 

''

Aos ribatejanos, alentejanos, pegachos e algarvios:

Eis a grande jornada que temos na nossa frente. Todos sabemos que os grandes proprietários da cortiça não encontraram ainda máquinas para a extrair, somos nós com os nossos machados que a extraímos trepando aos sobreiros sempre em risco de cair ou cortarmo-nos nas ferramentas afiadas e sempre com salários que não chegam para matar a fome nos nossos lares. (...) Só os trabalhadores da área dos

sobreiros sabem tirar cortiça, por isso os proprietários nunca poderão ir buscar ranchos de fora e também não podem deixar para outro ano porque a lei não o permite. Como a cortiça só dá para se extrair do princípio de Junho a meados de Agosto, se nos soubermos unir arrancaremos ao patronato um salário como nunca ganhámos.”

 

nº 75, Abril de 1960

 

 

''O Camponês'' era esta revista do PCP

o camponês.jpg

(colecção do dr.Pacheco Pereira, Ephemera, tinha de ser, o dono original parece que foi o popular ''Chico Bufo'', Francisco Martins Rodrigues, que era para ser o sucessor de Cunhal )

 

Retirámos o manifesto aos pegachos da excelente tese da Doutora Paula Godinho, em Antropologia, na UNL, em 1998:

 

MEMÓRIAS DA RESISTÊNCIA RURAL NO SUL

COUÇO (1958-1962)

 

 

A Autora sublinha o papel dos pegachos, galegos e outros trabalhadores sazonais como aliados objectivos do latifúndio :

paula couço 2.png

 (Paula Godinho, pag.130)

 e portanto inimigos de classe (diria Staline, que era um ''marxista'' pouco subtil ) dos pobres rurais do Couço,bastião vermelho e da prezada família Ribeiro Telles.

Mestre David (o pai) ainda hoje é um grande amigalhaço dos controleiros do PCP, esquecidas as pugnas de 1975.

Portanto as massas rurais do Couço hostilizavam os pegachos, diz a Autora, e pude compravar in loco, por serem  considerados ''arrivistas'', como os emigrantes portugueses pobres que eram desprezados pelos jornaleiros andaluzes, educados nos princípios de Bakunine, pela CNT/FAI,

cnt.png

 

paula couço 3.png

 (Paula Godinho,130)

 

mn

 



publicado por porabrantes às 16:30 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.04.15

 

Mau exemplo das Misericórdias
 

 

 

No mesmo dia em que ali se reunia a Assembleia Geral da União das Misericórdias Portuguesas, trabalhadoras do Centro de Deficientes Profundos João Paulo II, em Fátima, concentraram-se à entrada da instituição, reclamando melhores condições de trabalho e melhores condições para os utentes.

A acção foi organizada pelo Sindicato do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal (CESP/CGTP-IN), que há mais de um ano vem alertando os responsáveis da UMP e do Centro para problemas relativos a alimentação, horários, segurança e higiene, marcação de férias, contratos precários, promoções e progressões, salários, trabalho suplementar, trabalho em dia feriado, formação e exercício de funções sem habilitações profissionais. «A prática da UMP tem sido de regularizar mal uma situação e criar outras situações inaceitáveis e intoleráveis», refere-se na «folha sindical» de Março deste sector.

Foram destacadas exigências de garantia de aplicação do salário mínimo, pagamento do subsídio de turno e deixar de considerar que trabalhadoras com um horário semanal de 37 horas estão a tempo parcial, atribuindo-lhes dois dias de folga semanal.

No final do protesto ficou decidido que a luta iria continuar e que o próximo passo será enviar uma carta aberta a todos os provedores da União das Misericórdias de Portugal, informou a União dos Sindicatos de Santarém.

 

in Avante

 



publicado por porabrantes às 09:22 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.10.14

 Remunerações do Conselho de Administração da ALTRI, dona da Caima,

78. Montantes a qualquer título pagos por outras sociedades em relação de domínio ou de grupo ou que se encontrem sujeitas a um domínio comum
As remunerações auferidas pelos membros do Conselho de Administração da Altri durante o exercício de 2013, no  exercício das suas funções, incluem apenas remunerações fixas e ascenderam a 1.079.120 Euros repartidas como
segue:

Paulo Fernandes – 391.860 Euros;

João Borges de Oliveira – 391.860 Euros;

Domingos Matos – 224.700 Euros;

Pedro Mendonça – 70.700 Euros.

 

O Sr.Paulo Fernandes   exercia outros cargos ou seja '' 31 de Dezembro de 2013, as outras empresas onde desempenhava funções de administração eram:
- Actium Capital, SGPS, S.A. (a)
- Alteria, S.G.P.S., S.A. (a)
- Altri – Energias Renováveis, SGPS, S.A.
- Altri Participaciones Y Trading, S.L.
- Caima – Indústria de Celulose, S.A.
- Celbi – Celulose da Beira Industrial, S.A.
- Celtejo – Empresa de Celulose do Tejo, S.A.
- Celulose do Caima, S.G.P.S., S.A.
- Cofina, S.G.P.S, S.A. (a)
- Cofina Media, S.G.P.S., S.A. (a)
- Edirevistas – Sociedade Editorial, S.A. (a)
- Edisport – Soc. de Publicações, S.A. (a)
- Efe Erre Participações, S.G.P.S., S.A. (a)
- Elege Valor, S.G.P.S., S.A. (a)
- F. Ramada Investimentos, S.G.P.S., S.A. (a)
- F. Ramada – Produção e Comercialização de Estruturas Metálicas de Armazenagem, S.A. (a)
- F. Ramada II Imobiliária, S.A. (a)
- F. Ramada, Aços e Indústrias, S.A. (a)
- Invescaima, S.G.P.S., S.A''

Jardins de França – Empreendimentos Imobiliários, S.A. (a)

- Malva – Gestão Imobiliária, S.A. (a)

- Mediafin – S.G.P.S., S.A. (a)

- Presselivre – Imprensa Livre, S.A. (a)

- Prestimo – Prestígio Imobiliário, S.A. (a)

- Sociedade Imobiliária Porto Seguro – Investimentos Imobiliários, S.A. (a)

- Torres da Luz – Investimentos imobiliários, S.A. (a)

(a) – sociedades que, em 31 de Dezembro de 2013, não podem ser consideradas como fazendo parte do grupo Altri, S.G.P.S., S.A.

 

O Sr. Borges de Oliveira exercia outros cargos ou seja  em 31 de Dezembro de 2013, as outras empresas onde desempenhava funções de administração eram:

- Alteria, S.G.P.S., S.A. (a)

- Altri – Energias Renováveis, SGPS, S.A.

- Altri Participaciones Y Trading, S.L.

- Base Holding, SGPS, S.A. (a)

- Caderno Azul, S.G.P.S., S.A. (a)

- Caima – Indústria de Celulose, S.A.

- Celbi – Celulose da Beira Industrial, S.A.

- Celtejo – Empresa de Celulose do Tejo, S.A.

- Celulose do Caima, S.G.P.S., S.A.

- Cofina, SGPS, S.A. (a)

- Cofina Media, S.G.P.S., S.A. (a)

- Edirevistas – Sociedade Editorial, S.A. (a)

- Edisport – Soc. de Publicações, S.A. (a)

- Efe Erre Participações, S.G.P.S., S.A. (a)

- Elege Valor, S.G.P.S., S.A. (a)

- F. Ramada Investimentos, S.G.P.S., S.A. (a)

- F. Ramada – Produção e Comercialização de Estruturas Metálicas de Armazenagem, S.A. (a)

- F. Ramada II Imobiliária, S.A. (a)

- F. Ramada Serviços de Gestão, Lda. (a)

F. Ramada, Aços e Indústrias, S.A. (a)

- Grafedisport – Impressão e Artes Gráficas, S.A. (a)

- Invescaima, S.G.P.S., S.A.

- Jardins de França – Empreendimentos Imobiliários, S.A. (a)

- Malva – Gestão Imobiliária, S.A. (a)

- Mediafin, SGPS, S.A. (a)

- Presselivre – Imprensa Livre, S.A. (a)

- Prestimo – Prestígio Imobiliário, S.A. (a)

- Storax Racking Systems, Ltd. (a)

- Sociedade Imobiliária Porto Seguro – Investimentos Imobiliários, S.A. (a)

- Torres da Luz – Investimentos imobiliários, S.A. (a)

- Universal Afir – Aços Especiais e Ferramentas, S.A. (a)

a) – sociedades que, em 31 de Dezembro de 2013, não podem ser consideradas como fazendo parte do grupo Altri,

S.G.P.S., S.A.

 

 

Não vale a pena continuar com o Sr.Domingos Matos, ou com o Sr.Pedro Mendonça está tudo aqui no relatório da Altri

 

 

Mas convém verificar as ligações dos accionistas da ALTRI/CAIMA à Cofina, dona do Correio da Manhã

 

ma

 

naturalmente não perguntarei à Júlia Amorim quanto é que ganhavam mensalmente os operários que morreram em Constância.....a senhora pode estar ocupada a redigir a mensagem de condolências no facebook, coisa que não fez até agora....

 



publicado por porabrantes às 16:48 | link do post | comentar

Quinta-feira, 03.01.13

''Greve de 24 horas, por aumentos de salários, respeitando a dignidade e os direitos dos trabalhadores, na fábrica de travões Robert Bosch, em Alferrarede, Abrantes. (13/Abr)''



André Levy in http://5dias.net/2012/12/31/2012-ano-de-luta/





Há outra versão da luta dos trabalhadores da Bosch



 cma



Que eu traduziria por ....


''colaboração de classes''



Houve um tempo em que o socialismo era isto:




Agora meus amigos, o socialismo à abrantina, falo da Presidenta e dalgum fundador do PS de Abrantes, relacionado com a Bosch enquanto entidade patronal, é moderno.....



 



Viva pois a modernidade!!!!!! Vivó capital!!!! Vivó o socialismo depois de ir à manicure...




MA



publicado por porabrantes às 14:06 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.05.12

 

 

Greve de 24 horas, por aumentos de salários, respeitando a dignidade e os direitos dos trabalhadores, na fábrica de travões Robert Bosch, em Alferrarede, Abrantes. (13/Abr)

 

in http://jangada-de-pedra.blogspot.com.es/2012/04/lutas-de-2012-1-parte.html

 

 

 

Ainda há greves? Há.

 

Roga-se a esta edilidade tão amiga do Kapital que faça uma postura proibindo a luta de classes no concelho

 

 

 

 

 

 

 in abril de novo

 

 

A redacção

 

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 09:19 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Trabalhadores da Chassis ...

PCP escreve aos pegachos,...

Comunistas atacam Miseric...

Luta de classes em Constâ...

Da greve à colaboração de...

Ainda há luta de classes....

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10


20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds