Domingo, 11.05.14

 

O Artur Portela Filho na  ''Funda'', sarcásticas crónicas da vida portuguesa dos finais dos anos 60 e que foram continuadas até quase 1980 (1), chamava às carrinhas do Azeredo Perdigão, as ''Bibliotecas-Panzer.''

A Tia Madalena Biscaia disse-me que ao segundo esposo não lhe fizera nenhuma graça a brincadeira.

 

Digo segundo esposo porque o primeiro marido da Tia Madalena foi um  professor de Coimbra de família abrantina, morto precocemente pouco depois de  se doutorar, deixando a jovem Madalena viúva. 

 

Casou depois a Madalena Biscaia com o sr. dr. José Azeredo Perdigão, ilustre Advogado e que se tornara Presidente vitalício da Fundação Gulbenkian.

 

Vem isto a propósito, porque um genealogista meu amigo estava a fazer a árvore do ilustre fidalgo abrantino José de Almada Burguete, pai daquela senhora nossa amiga que vendeu o Casal Curtido muito bem vendido, a Tia Jean e nos arquivos de Cascais encontrou registo que o sr.Burguete mandou aí entregar um projecto de arquitectura para uma vivenda em 1935, com risco do arq. António Rodrigues da Silva, numa rua que tinha um nome que devia ofender os brios realistas do abrantino, porque se chamava António Granjo.

  Sete Mares

 

Vai dai o genealogista descobriu mais coisas no arquivo municipal de Cascais, os arquivos são um perigo público, havia lá uma colecção de versos que a obscura poetisa Cacilda Celso mandara pró Jornal de Abrantes e ao inquirir se havia  mais poetas relacionados com esta terra, deu com uma carta de José Régio, aliás há lá muitas cartas do Régio, fica o aviso para quem se interesse pela história do movimento presencista.

 

As cartas que lá estão de Régio são dirigidas a Branquinho da Fonseca, escritor mais conhecido por ser filho do fundibulário anti-clerical Tomás da Fonseca que pela sua obra, apesar de ter algum texto neo-realista interessante, embora prejudicado na sua qualidade pela fidelidade aos espartilhos mecanicistas deste movimento. Ou melhor jdanovistas, como diria o António José Saraiva, na fase pós Maio-68, quando desprezava tudo o que cheirasse a estalinismo literário.

 

O Fonseca encontrou um emprego cómodo na Fundação, na secção dos Panzers, bem como alguns outros saídos do movimento Filosofia Portuguesa, incluindo o filho do empresário publicitário de Salazar, António Ferro, ou seja o António Quadros.

 

 

A carta abrantina do dr. Reis Pereira dirigida ao Branquinho, boss dos panzers,

  

 

é de 8-4-1963 e nela o Poeta pede ao amigo Fonseca que se interesse pela  nomeação de  certo antigo funcionário da Fundação Calouste Gulbenkian como encarregado da Biblioteca Itinerante em Beja ou Abrantes.

 

Não a reproduzo aqui, devido à avançada idade da criatura por quem se interessava José dos Reis Pereira. Mas é um documento histórico que através deste link e dalgum contacto com a CMC podem obter os fanáticos de Régio.

 

Para mim apenas me interessa porque é um pormenor na história das bibliotecas abrantinas e me confirma outra confidência que me contou há muito tempo a Tia Madalena, que em paz descanse.....

 

 

MN 

 

 (1) as actuais estão no I e no link citado.       



publicado por porabrantes às 20:29 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O Branquinho e a Bibliote...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds