Sexta-feira, 12.06.15

 

Há uns anos Santana-Maia Leonardo e Belém Coelho propuseram que se desse uma medalha ao Conselheiro Maia Gonçalves, natural das Mouriscas, figura cimeira da magistratura, no dia da Cidade.

Por puro sectarismo foi vetada essa homenagem, enquanto com a conivência dum tipo que devia ter tido juízo na cabeça e que fora eleito pela Oposição, a maioria distribuía medalhas a torto e a direito aos maiores inúteis da cidade.

Para recordar Maia Gonçalves publica-se excerto dum discurso  do Prof. Doutor Paulo Pinto de Albuquerque que recorda o papel decisivo do ilustre magistrado na reforma do sistema penal português.

Pinto de Albuquerque evoca um  episódio em que Maia Gonçalves aplica o habeas corpus aos presos do Tarrafal, magnífica instituição penitenciária, reaberta graças aos esforços dum notório fascista, o Adriano Moreira, o licenciado que nunca se conseguiu doutorar em Portugal.

maia gonçalves.png

 

As criaturas que vetaram Maia Gonçalves por ignorância, fanatismo ou sectarismo mesquinho, nem sequer conseguiram perceber que estavam a ofender um deputado do PS, Vera Jardim, familiar do Conselheiro do STJ, que acompanhou Maia Gonçalves na denúncia das condições de detenção no Tarrafal.

Porque neste discurso também Adriano Vera Jardim era homenageado.

Face a esta miséria, há que dizer que nada os safa da mediocridade que os caracteriza.

A prosa podia ser mais assassina, mas não vale a pena.

Quem negou uma medalha a Maia Gonçalves objectivamente estava a homenagear os carcereiros do fascismo e o ultra que  reabriu o ''Campo da Morte''..

Como referiu Marcelo Rebelo de Sousa a propósito do seu pai, o marcelista Baltasar, se o comparo com o Adriano Moreira dos anos 70, ''o meu pai era um perigoso esquerdista.''

 

mn



publicado por porabrantes às 18:35 | link do post | comentar

Terça-feira, 26.06.12

Dedicado ao Rev. Cónego José da Graça, Arcipreste de Abrantes e Apóstolo dos Tóxicomanos como Raul Follerau  foi Apóstolo dos Leprosos

 

 

O douto acordão  264/06.6GBPSR.E1 da Relação de Évora, onde estão alguns dos melhores magistrados portugueses, é claro  e até usa a linguagem popular.

 

 

É uma coisa que se saúda, não só para entendimento do leitor e do arguido Armando, a que aparentemente o uso de substâncias tóxicas certamente às vezes tolhia o entendimento, mas porque o uso habitual de tecnicismos legais faz com que pessoas como Maria do Céu Albuquerque e Rui Serrano, apesar de licenciados, metam os pés pelas mãos demasiadas vezes. 

 

Caracterizemos o Armando ''Mais referiu que a data dos factos era consumidor de heroína e que se encontrava em “ressaca”, que se encontra em tratamento da dependência há 4 anos, no CRI de Abrantes, realizando terapia de substituição.''.

 

Com a lucidez própria de um Armando encontrou uma carteira perdida com um cartão multibanco e foi à caixa mais próxima tentar sacar umas massas não se sabe para quê, talvez para comprar um livro de receitas da Maria de Lurdes Modesto porque apesar de ser ''ressacado'' não o supomos imbecil para comprar um livro de receitas plagiado à Dona Lurdes.

Se fosse caso disso, o tribunal de primeira instância tinha declarado o Armando inimputável, que será caso de outros Armandos, não deste.

Tentou 3 vezes digitar o código e a máquina deu-lhe sopa. Levado a Tribunal foi absolvido, o MP recorreu e 6 anos depois dos factos ''apanhou'' isto:

 

Considerar o arguido A autor material e na forma tentada de um crime de burla informática e nas comunicações, p. e p. pelos art.º 221.º, n.º 1, 22.º, n.º 1 e 2 al.ª c) e 23.º, do Código Penal, pelo qual vai condenado na pena de 90 (noventa) dias de multa à razão diária de 4,00 €, num total de 360,00 €.

3.º
Efectuar o cúmulo jurídico desta pena com a de 90 (noventa) dias de multa à razão diária de 4,00 €, num total de 360,00 €, aplicada na 1.ª Instância pelo crime de apropriação ilegítima em caso de acessão ou de coisa achada e condenar o arguido A na pena única de 120 (cento e vinte) dias de multa, à razão diária de 4 (quatro) €, isto é, a multa de 480 (quatrocentos e oitenta) €.

 

Valia a pena andar 6 anos nisto, a entupir os Tribunais.....com o Arguido Armando, quando há Armandos  mais importantes, como o Vara, para  investigar pelo MP ?????

 

 

O princípio da economia processual devia levar o MP  a desistir de processos que podem servir para mostrar que o CRI da Rua da Barca serve para pouco e que os nossos Magistrados são brilhantes em técnica jurídica e que Maia Gonçalves, o insigne penalista citado na sentença, de origem abrantina, é uma figura incontornável em processo penal.

    mots.no.sapo.pt.jpg                                                                                                     Senhor Conselheiro Maia Gonçalves, das Mouriscas, a quem a Céu recusou uma medalha ninguém sabe porquê. Provavelmente por excessos de serviço ao Direito e excesso de brilhantismo.

Finalmente serve o brilhante acórdão para se saber que em quatro anos o estaminé da Rua da Barca não conseguiu desintoxicar um doente, nem reinseri-lo socialmente,....

O seu modelo de desintoxicação parece necessitar duma avaliação crítica e de ser repensado.....

MN 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 21:59 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Maia Gonçalves e o Tarra...

O Arguido Armando, drogad...

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10


21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds