Sexta-feira, 19.06.15

 

manuel abreu.png

 

 

(...)Manuel apresentava orifício de entrada de projétil de arma de fogo na face dorsal da mão direita, característico de reação instintiva de defesa para disparos à queima-roupa. E, ainda, um orifício de entrada de projétil na altura da omoplata esquerda e saída na face anterior do hemitórax esquerdo, após fraturar a clavícula e os segundo e terceiro arcos anteriores esquerdos – tiro dado de cima para baixo e, pela descrição da trajetória, poder-se-ia deduzir que fora dado quando estava dominado e de joelhos. Escoriações nos dois joelhos e no nariz foram anotadas pelos legistas.(..)

(...)

O Manuel, não tem tiros que poderiam ter ocasionado a morte dele imediata. Ele tem um tiro na mão, que é um tiro característico de defesa; quando você levanta a mão pra se defender. Então, esse orifício entra na face dorsal da mão direita e sai na face palmar [...] um tiro típico de defesa e [...] a curta distância [...]. Ele tem um que entra nas costas e fratura a clavícula, que não provocaria morte imediata, a não ser que ele não tenha tido socorro, [...] Porque não pega nenhum órgão vital. Aparecem no laudo esses dois tiros e diversas escoriações no nariz, também é descrito no joelho direito, esquerdo, e a conclusão é que ele teria morrido por anemia aguda traumática. Não há descrição no laudo de trajeto interno dos tiros, ou qualquer tipo de descrição que possa evidenciar a causa da morte. Ou deixaram ele sangrando ali no chão, entendeu? Que dificilmente eu acredito que tenha acontecido, senão eles teriam feito a tal da perícia. E as equimoses que ele apresenta no rosto, elas, claramente, são lesões que foram produzidas em vida. Tem no queixo, na testa, essas lesões são características da produção em vida. Esse tiro que ele leva de cima para baixo assim, também pode [...] que ele estivesse dominado e tenha recebido esse tiro [...].

 

O Manuel Abreu era um português do Rossio ao Sul do Tejo, morto sob tortura pela ditadura fascista brasileira.

Já aqui se falara disto....mas só agora encontrámos as fotos e o relatório médico, e o requerimento da irmã pedindo justiça.

 

E já sabemos o nome de alguns que participaram na trama para o matar e o nome dos médicos que falsificaram as autópsias, para esconder a tortura.

 

E sabemos, divina surpresa,   que o que falsificou a autópsia do abrantino foi preso. em 2008.....por praticar abortos ilegais. 

 

E em 2014 ainda o Parlamento discutia o seu envolvimento noutras acções de falsificação de autópsias.....feitas para disfarçar a acção de torcionários e polícias.

 

ma 

 

Nota: Honra à irmã do Manuel, portuguesa e quiçá abrantina D.Maria Fernanda de Abreu que levou os canalhas até onde devem ser levados, a Justiça. 

 

 

 

  



publicado por porabrantes às 17:41 | link do post | comentar

Sexta-feira, 02.03.12

 

 

 

 

Um espectro percorria a América Latina. O espectro do Comandante Che Guevara, que nos últimos tempos já rompera com Fidel e com a URSS e que cairia nas mãos do Exército Boliviano, enquadrado pela CIA, depois de traído pelos burocratas reformistas do PCB.

 

Moscovo, Havana e os USA podiam dormir tranquilos, Bolívar estava morto.

 

Morto???

 

 

Os mitos não morrem e o fantasma persiste, mesmo que Fidel o queira reduzir a um ''recuerdo'' para vender aos turistas que visitam o bordel insular que governa a meias com o Raul.

 

Levantou-se um continente, levantou-se boa parte da juventude e as consequências ainda as sentimos hoje.

 

As Farc continuam de fuzil alçado e uma ex-guerrilheira, a Dilma

 

 

governa o pais-irmão, onde a guerrilha não encontrou as circunstâncias propícias para se tornar uma alternativa de poder.

 

Foi das sacristias e dos padres-operários que saiu o PT de Lula um partido sindicalista e social-democrata que é hoje a esquerda do Brasil.

 

 

Mas no combate guerrilheiro caiu um jovem abrantino:

 

 

 

Manoel José Mendes Nunes de Abreu
Ficha Pessoal  
   
Dados Pessoais  
Nome: Manoel José Mendes Nunes de Abreu
Cidade:
(onde nasceu)
Rossio do Sul, Tejo
País:
(onde nasceu)
Portugal
Data:
(de nascimento)
1/1/1949
Atividade: Estudante universitário
Universidade Universidade de São Paulo USP
   
Dados da Militância  
Organização:
(na qual militava)
Ação Libertadora Nacional ALN
Brasil
Morto ou Desaparecido:
Morto 
23/9/1971 
São Paulo SP Brasil
R. João Moura, altura do n. 2358, Sumarezinho
Clandestinidade
   
Dados da repressão  
Orgãos de repressão
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Departamento de Operações Internas - Centro de Operações de Defesa Interna/SP DOI-CODI/SP SP Brasil
Agente da repressão:
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Alcides Cintra Bueno Filho
Médico legista:
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Antônio Valentini, Isaac Abramovitch
   
Biografia  
   
Documentos  
Foto
Foto original e preto e branco do corpo de Manoel José Mendes Nunes Abreu, em prontuário do IML/SP, de 23/09/71, identificado como desconhecido.

Termo de declarações
Depoimento de Gilberto Thelmo Sidney Marques ao DOPS ou ao DOI-CODI, em 15/02/72. Consta que ele, Manoel José Mendes Nunes Abreu (que aparece como José Manoel), Iuri Xavier Pereira e Eduardo Antônio da Fonseca tiveram acesso a vários documentos em branco, como carteiras profissionais, funcionais e identidades.

Laudo de exame de corpo delito
Laudo de exame do IML/SP, de 12/10/71, realizado por Isaac Abramovitc e Antonio Valentini.

Requisição de exame de cadáver
Documento do IML/SP, solicitada pelo DOPS/SP, em 23/09/71. Consta que Manoel José Mendes Nunes Abreu faleceu em conseqüência de ferimentos recebidos em tiroteio, ao tentar roubar jipe do Exército. Há duas cópias, uma com o "T" manuscrito indicando tratar-se de indivíduo terrorista.
http://www.desaparecidospoliticos.org.br/pessoa.php?id=140&m=3
Caiu de armas na mão face a uma emboscada da repressão quando combatia uma ditadura militar.
Deve haver respeito e honra para quem tem o heroísmo de empunhar a metralhadora para lutar contra os inimigos da liberdade.
Deve haver respeito e honra para aqueles de quem fizeram desaparecer os cadáveres ou os esconderam como fez a Pide a Humberto Delgado.
Muitas vezes a via armada é desaconselhável, mas muitas vezes é a via da honra.
Provavelmente e tendo em conta a situação brasileira da época foi um enorme erro político, como o demonstrou Lula.
A via do ALN, que era o braço armado do PC brasileiro, estava errada.... 
Mas o abrantino Manuel, um dos tantos portugueses pelo mundo repartidos, merece respeito....
Porque morreu como Maggiollo de Gouveia.
Defendendo  aquilo em que acreditava....
Face a esta esquerda que governa Abrantes onde não há um anti-fascista e vegetam alguns que foram fascistas, vergo a cerviz à memória
dum anti-fascista que morreu combatendo uma ditadura.
Miguel Abrantes


publicado por porabrantes às 12:36 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O Sr. Dr.Isaac Abramovitc...

Manuel José Mendes Nunes ...

arquivos

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds