Sexta-feira, 03.08.18

manuel dias maria barroso 1975

 Foi uma das melhores decisões dos socialistas abrantinos, acolitados pela Isabel Cavalheiro ( CDU)

Tendo em conta a fraquíssima perfomance do falecido na Constituinte e na A.Municipal e as dúvidas legítimas sobre o seu passado anti-fascista, não havia outra coisa a fazer.

Foi em 2004 , no entanto as justificações foram hipócritas, como se pode ler e foi injusto o chumbo ao dr. José Vasco, ex-preso político e ao sr. Daniel Augusto António, ex-militante do MDP antes do 25 de Abril.

Já justo foi o chumbo ao   Ilídio Moura, como se viu depois num processo de recurso para o TC, aqui reproduzido.

Quando morreu o Dias, resolveram homenageá-lo, decretaram que era o ''fundador do PS  de Abrantes'', coisa falsa e publicaram esta foto como se fosse antes do 25 de Abril, quando foi tirada depois do 25 de Abril.

Se fosse nas campanhas da CDE, seria Maria Fernanda Corte Real e Silva, a estar ao lado da Maria Barroso, como esteve em 1969.

mn



publicado por porabrantes às 10:38 | link do post | comentar

Domingo, 03.12.17

 

dias eol

Manuel Dias (foto do EOL)

 

Está de moda autárquica canonizar a MDF e a Família Duarte Ferreira.

Em 1978, o deputado Manuel Dias desancava nos Duarte Ferreiras:

''

Depois de mais de oitenta anos de fabrico de máquinas e utensílios para a paz - trabalhar a terra e os seus produtos -, passa-se a fabricar material para alimentar a guerra, abandonando em grande parte o seu fabrico tradicional. Talvez porque o mercado ligado à lavoura era pobre - sempre foi pobre -, volta-se a atenção para o lucro mais fácil, coisa muito coerente para o capital.

Só que, como diria alguém, o capital põe e Deus dispõe. A guerra colonial acaba - felizmente - e os camiões deixam de ser motivo de bom lucro. As dificuldades, que eram já uma realidade antes do 25 de Abril, agudizam-se e põem a descoberto a verdadeira situação da empresa:

1) Havia perdido grande parte do seu mercado tradicional - maquinaria agrícola;

2) Não obstante a sua dimensão, não se encontrava estruturada para de uma penada se dedicar a novos fabricos;

3) Os trabalhadores reivindicaram melhores condições de vida, o que era justíssimo, dado o nível salarial muito baixo.''

 

Tocantes as palavras do Dias, sobre o apego ao lucro fácil do eng.Octávio e do eng. Rui.

Falsas as afirmações que pagavam salários baixos no Tramagal.

 

Depois o homem, que neste artigo a Fernandes Mendes chama ''figura ímpar'', faz um  choradinho e  pergunta ao governo que pensa fazer para remediar a solução.

O deputado Victor Louro (PCP), célebre por ter ajudado a destruir a lavoura lusa, graças à reforma agrária gonçalvista, aplaude o Dias.

Ora bolas, o Dias tinha dito que a culpa da crise tramagalense era só dos patrões e não tivera coragem para apontar o dedo à desastrada intervenção gonçalvista.

Finalmente o deputado Furtado Fernandes (PPD), um homem competente, mete em ridículo a ''fígura ímpar'' e pergunta-lhe se tinha conhecimento das dezasseis (sic1!!!) propostas já feitas para salvar a MDF e o abrantino acaba por confessar que só conhece algumas e mal.

Ou seja o deputado não estudava a matéria.

Mas ficara fiel à cartilha gonçalvista: '' a culpa é sempre dos patrões''.

Hoje os herdeiros do Manuel Dias lambem com entusiasmo canino as botas da família que fez grande o Tramagal.     

ma

 



publicado por porabrantes às 18:39 | link do post | comentar

Quinta-feira, 21.04.16

foi em 1976,por apoiar Otelo Saraiva de Carvalho às Presidenciais

 

otelo.jpg

a notícia chegou à Imprensa Internacional, donde se transcreve

 

expulsão dr. consciência.png

expulsão dr. consciência 2.png

A contestação do Advogado abrantino à medida inquisitorial foi um dos mais divertidos e bem escritos documentos políticos que li.

 

A ver se o publicam.

 

Hoje o PS está cheio de otelistas reciclados.

 

Uma série de tipos, como o Sr.Carvalho apoiaram um candidato  pouco prestigiado da Direita (que terminou logo a seguir no PSD), chamado Fernando Nobre contra Manuel Alegre e não foram sequer processados.

 

O Manuel Dias  cedeu a loja para montarem a sede do direitista Nobre e também não foi processado.

 

Finalmente nas resenhas biográficas já publicadas, diz-se que foi membro da AM de Abrantes, como independente.

 

Mas omite-se que foi eleito nas listas do PSD ao lado dum nome ilustre,

esteves pereira.png

o dr. João Manuel Esteves Pereira, o último Presidente da CMA do Estado Novo.

 

Um dia disse-me: '' João Manuel Esteves Pereira foi o melhor Presidente da Câmara destes tempos''

 

Pouco depois, os dois demitiram-se da AM porque não estavam para aturar aquilo. Há uma série de artigos do dr.Consciência, pela  época, explicando, sarcástico, que não se deve chamar ''deputados municipais'' aos vogais dessa instituição.

 

Eurico Consciência foi mandatário da candidatura a Presidente do Eng. Marçal, esmagada nas urnas, devido aos erros abissais deste candidato.

 

Quanto ao autor da queixa contra o Advogado, o Dr. António Bandos disse-nos uma vez  ( o Mário Semedo também estava sentado, no Chave de Ouro, bebericando uma bica e um bagacinho) que ignorava quem era o delator.

 

ma    

 

foto: Jornal de Alferrarede



publicado por porabrantes às 09:25 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.12.15

Tomás 1971.png

 Está à esquerda  do Venerando Chefe de Estado. É o fascista Veiga Simão. Na foto pode ainda ver-se o dr. João Manuel Esteves Pereira, e o dr. Agostinho Baptista.

 

É para a inauguração da Exposição dos Mestres de Abrantes e Sardoal no Convento em 1971.

 

Veiga Simão conseguiu tomar a bica com o Manuel Dias e fundaram o PS clandestino.

ma 



publicado por porabrantes às 22:23 | link do post | comentar

Quarta-feira, 08.07.15

A etiqueta da foto do Manuel Dias e da Srª Drª Maria Barroso, do Sr. Dr.José Niza e do Senhor Doutor António Reis que a Rádio Oficiosa publicou encontra-se na net assim:

 

jana 3.png

Ou seja se houvesse  que procurar indícios (como dizia o falecido Inspector Varatojo) sobre a promiscuidade entre interesses partidários e  comunicação social, o indício estava aqui.

 

É melhor não falar no Varatojo, depois do 25 de Abril publicou um anúncio a dizer que não era pide

 

varatojo.jpg

gamado ao blogue Der Terrorist

 

mn



publicado por porabrantes às 13:50 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.04.15

O prof. Passarinho conta-nos quem foram os fundadores do PS de Abrantes e ainda quem foi a anfitriã deles em Lisboa, a drª Isabel Soares, filha de Mário Soares. Como se notará não consta António Lucas Gomes Mor como fundador. Mas consta o judoca Fernando Correia, grande abrantino, que um dia foi à Assembleia Municipal denunciar as ameaças da mafia cigana sobre a sua família, e os seus ex-camaradas ficaram calados.

fundação ps.jpg

 

fundação ps.jpg

Quanto a outras versões publicadas recentemente pela Imprensa Nacional são falsas.

A carta foi publicada no semanário Primeira Linha em 23 de Maio de 2002.

 

a redacção



publicado por porabrantes às 21:50 | link do post | comentar

Quinta-feira, 20.11.14

 

nobre campanha.jpg

 A nobre candidatura alojou-se na Tabacaria onde eu compro a Zahara, por razões de preguiça não vou ver quem recebeu a renda....

ribatejo.png

Foto o Ribatejo

 

Do ponto de vista da fiscalização das contas houve alguma objecção a este arrendamento

7.png

 

 mas na campanha de Santarém, em cujo distrito era mandatário o Senhor Carvalho (Manuel Alegre dixit) houve outras irregularidades....

 

nobre 2.png

(...)

nobre 3.png

Fazer irregularidades eleitorais por causa dum agrafador é genial, mas para que seria um púlpito?

Será que o Nobre além de angariar um ex-seminarista para chefe de Santarém, tinha o apoio de algum pregador?

 

Depois foram jantar ao CNEMA e dedicaram-se a vender vinho barato e não arranjaram facturas. Mais que triste é pindérico. Um gajo que quer ser Presidente como o Nobre devia beber só Barca Velha, como aquele amigo do João Pico nas jantaradas laranjas, onde depois da terceira garrafa o homem desnorteava.

vinho nobre.png

 De forma que a fiscalização pede-lhe as facturas

 

Foram feitas doações monetárias não identificadas, coisa proibida pela lei, um candidato que quer velar pela Lei, toureia-a alegremente.

nobre 7.png

 A entidade fiscalizadora coloca também em questão despesas como a arrendamento da sede em Abrantes e um comício em Santarém, dizendo que não dispõe de evidência que tenham sido consultados outros fornecedores ou que o montante facturado corresponda em termos de ''razoabilidade'' ao serviço prestado.

nobre 8.png

 A principal advertência da entidade fiscalizadora refere-se à ''bronca'' da sede de Lisboa.

 

MA

créditos: Tribunal Constitucional

  



publicado por porabrantes às 20:30 | link do post | comentar

Sábado, 15.11.14

O Ribatejo faz 29 anos.

Como é o Ribatejo?

rib 1.png

 

rib 2.png

 

rib 3.png

 considerações acertadas na tese de Mestrado sobre o ''Ribatejo'' da Joana Margarida Carvalho, que se citam com a devida vénia.

Também é acertado o elogio das indispensáveis crónicas do Dr.Eurico Consciência.

São estes os pontes fortes da tese.

Pontes fracos são:  o estudo da evolução dos accionistas do Ribatejo, da sua estrutura do capital, da sua evidente ligação política inicial ao projecto bonapartista eanista,  e do sonoro fracasso da sua tentativa de implantação cá no concelho.

A Joana em vez de se basear só nas informações do Duarte, devia ter ido à Conservatória de Registo Comercial scalabitana ver in loco, como foi a história empresarial da gazeta.

 

Porque a Jortejo, dona do Ribatejo, esteve durante um tempo dominada pelo Grupo Lena e foi veículo para a compra do ''Jornal de Abrantes'' por 1 euro.

''A propriedade é da Jortejo, uma empresa do Grupo Lena, já detentora no distrito de Santarém do jornal 'O Ribatejo' e do mensário 'Negócios & Notícias', onde será feita a paginação do jornal, e também "alguns acertos que enquadrem a produção do mensário no conjunto dos títulos aí produzidos". Segundo disse Alves Jana, "este não será um jornal de actualidade fina, para isso existem os semanários e também a rádio (Antena Livre, também pertença do grupo), e nesta primeira edição não teremos ainda um número de arromba, mas uma edição que pretendemos normal, trazendo, no entanto, um trabalho mais desenvolvido dedicado às festas de Constância". "Os assinantes também vêm os seus interesses salvaguardados e até reforçados pois a partir de hoje passam a receber dois jornais. O renovado Jornal de Abrantes, agora em edição mensal, e o semanário O Ribatejo, jornal de âmbito distrital, com o mesmo preço de assinatura e com o compromisso deste último reforçar a sua informação semanal sobre a zona servida pelo Jornal de Abrantes", afirmou o responsável. Joaquim Duarte, director-geral da Jortejo disse hoje à Lusa que este é um projecto que "assenta essencialmente na publicidade, com uma tiragem mensal e gratuita de 15 mil exemplares distribuídos por Abrantes, pelos concelhos limítrofes e pelas superfícies comerciais, chegando assim a muito mais pessoas e localidades".

notícia da Lusa de 9-4-2009

 

E disse o Duarte mais, embora o tenha omitido à Joana, :

. "A Jortejo, a rádio Antena Livre, o Ribatejo ou o Jornal de Abrantes são todos filhos do mesmo dono - a Lena Comunicação"

duarte 2.png

 Aliás há outro estudo universitário de referência que analisa este negócios e esta peculiar forma de praticar a arte jornalística (1-Bastos, Zamith, Reis, Jerónimo, estudo citado no final):

rib 4.png

 

 

 Nessa época era boss do grupo o sr. Rebelo Santos, que chegou a gerente da Jortejo.

E depois, segundo o Mirante, a 14-3-2013, o grupo Lena bazava do capital do Ribatejo: ''O semanário O Ribatejo, também editado em Santarém, mudou igualmente de estrutura accionista nos últimos tempos. A Lena Comunicação, uma empresa do Grupo Lena, alienou os 83 por cento de acções que detinha na Jortejo. Como accionistas principais estão agora o advogado e fundador do título, Albertino Antunes, e o director do jornal, Joaquim Duarte, que são também os gerentes. Essa foi também a solução de recurso para evitar que o jornal acabasse, após a mudança de estratégia do Grupo Lena que decidiu abandonar a aposta na área da comunicação social.''

Na lista de cronistas do Ribatejo faltam as senhoras ou seja a Edite, autora desta tirada antológica sobre o seu colega na Assembleia Municipal, Manuel Dias,

mamuel dias edie.png

 Os nossos parabéns à Joana pela brilhante tese, embora se tenha esquecido da Senhora Dona Edite.

MA

créditos: foto do J.Duarte- O Ribatejo

               foto da crónica da Edite, publicada a 19-5-94, cá do blogue

              (1)  citação de:

media.png

 



publicado por porabrantes às 13:48 | link do post | comentar

Quarta-feira, 05.11.14

O subdirector da revista ''Zahara'' Alves Jana resolveu fazer uma entrevista ao Dr. Eurico Consciência, prestigiado Advogado desta Cidade.

Tendo em conta a asneirática entrevista feita na  ''Zahara'' ao ''anti-fascista'' Manuel Dias era de temer o pior.

O Dr.Eurico,com a verve que se lhe reconhece,respondeu às perguntas do tipo. Uma entrevista é também constituída pelas perguntas que não se fizeram.

Porque se teme a resposta.

Por exemplo porque é que o Jana não perguntou ao Dr.Eurico porque é que ele foi expulso do PS?  

Foi expulso por não apoiar a candidatura do General Eanes, apoiado pela santa aliança PS-PPD-CDS-MRPP-AOC etc.

O Jana não lhe fez a pergunta, porque se a fizesse, teria de assumir que o mesmo tratamento deveria ter sido aplicado a quem não apoiou a candidatura a Presidente de Manuel Alegre.

E entre eles estava Nelson Carvalho que apoiou um tal Fernando Nobre.

Acontece que para o Dr. Consciência ter sido expulso alguém apresentou queixa contra ele.

Também não convinha  perguntar isso?

Acontece ainda que a esposa do entrevistador, enquanto chefa da agremiação,

Isilda jana.JPG

 apresentou queixa contra os socialistas que se candidataram pelo ICA.

Mas não apresentou queixa contra o Carvalho pelas ternas razões que ela conhece.

Como sempre o dr. Consciência não tem papas na língua, define o sogro, o sr. Reboredo, como o ''cacique'' de Meda.

O Jana admite que quem manda numa terra é um cacique, portanto a gazeta oficiosa vai passar a tratar a Céu por ''cacique''.

Naturalmente ainda o Dr. Eurico  define o Manuel Dias como subalterno do Dr.Semedo.

Para terminar a entrevista fizeram uma resenha biográfica do entrevistado, num português digno do seminário que o ''biógrafo'' frequentou.

E omitem que o dr. Eurico foi eleito numa lista PSD, suponho como independente, para a Assembleia Municipal, ao lado do dr. Esteves Pereira, contra o PS de Júlio Bento/Nelson Carvalho.

E omitem que nessa candidatura (a do eng.Ruivo da Silva) que foi mandatário dela.

E omitem que apoiou o Dr.Santana-Maia Leonardo na sua candidatura à CMA.

É uma benta entrevista.

MA

 

 

  



publicado por porabrantes às 11:12 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22.10.14

buraco miaa.jpg

Nesta foto municipal das últimas jornadas do MIAA, a regressada Dona Isilda (haverá tempos regiamente recompensada com um pingue subsídio de reintegração) olha para um buraco que deve ser arqueológico e que até hoje não tinha sido esburacado.

Bem, não reli as notas de Diogo Oleiro para saber se ele já esburacara previamente tal troço da fortaleza abrantina.

A Dona Isilda (que acaba de ser avó, os nossos parabéns) não só se dedica a mirar extasiada o buraco, regressou às lides do MIAA em pleno.

2.jpg

 As actividades do MIAA são do Executivo camarário, a Dona Isilda faz parte da Assembleia, que deve fiscalizar o Executivo, como é que ela fiscaliza as tarefas onde participa?

A democracia baseia-se na divisão de poderes e não na confusão de poderes, que para confusão já nos basta a armada pelo Manuel Dias, publicitada com subsídios camarários.

careca.jpg

Vejo aqui alguma careca, mas não vejo a do tipo da Papelaria Fernandes, amigo da cacique...

 

Por falar em carecas:

Declarou a Senhora Presidente ao Diário de Notícias: ''

A colecção das cerca de cinco mil peças arqueológicas referentes ao período anterior à fundação da nacionalidade e relacionados com a Lusitânia, foram "recolhidas e adquiridas em leilões" ao longo de meio século, em vários pontos da Península Ibérica. 

O acervo da Fundação Estrada será cedido à Câmara de Abrantes através de protocolo. ''

 

Se leio bem não há ainda nenhum protocolo e a CMA está à mercê da generosidade da Fundação Estrada para montar o Museu.

No entanto já li o contrário em actas camarárias, mas parece-me que esta afirmação, por mais recente, anda mais próximo da verdade,

Contudo nesta conferência, da responsabilidade destes senhores,  

miaa 2.png

 

 

 

MIAA.png

puseram em causa a palavra da Presidente dizendo que já há protocolo com a Fundação Estrada;

dizendo que há doação de quadros feita pela pintora Lucília Moita, quando essa doação não existe ( se existir esse documento jurídico que o exibam, se são capazes):

e o mais grave voltaram a ameaçar espetar-nos com uma torre criminosa, quando a Presidente disse à Vereadora Elza Vitório que o MIAA ia ser instalado em cinco edifícios dispersos pelo Centro Histórico. (consta em acta)

Tudo isto parece ser uma enorme irresponsabilidade na gestão de dinheiros públicos ou seja, como diz o povo, um ''enorme buraco''.

a redacção 

fotos das jornadas: CMA

fotos da conferência: blogue

 

   

     



publicado por porabrantes às 13:43 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

PS de Abrantes chumba med...

Quando Manuel Dias desanc...

A expulsão do dr. Eurico ...

O primeiro militante do P...

A etiqueta do Manuel Dias

A fundação do PS de Abran...

Nobres contas, as da cand...

29 velas no Ribatejo

A benta entrevista

O ''buraco'' do MIAA

arquivos

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds