Terça-feira, 22.11.11
O nosso amigo Cidadão Abt disse sobre Pico abandona a sesta no Domingo, 20 de Novembro de 2011 às 12:47:

 

     

Ena! Ena!

Essa cena do “assersativo” passou completamente ao lado!

Não admira que ao fim de nove episódios um tipo comece a flipar!

Vá lá que mister Pico meteu uma foto incluindo a Dr. Sónia Sanfona, uma carinha laroca que cá o Cidadão tanto aprecia!


Ah! Bom!
Tal como a passarada se silencia ao detectar a presença de algo estranho ao seu ambiente, assim mister Pico estacou nas suas Histórias do Souto e como pessoa reflexiva que se pretende, esteve a ponderar se deveria avançar com a saga.

E prossegue cá com uma palheta do camandro! Pelo menos tem dois blogues assédios, desculpem, queria dizer “assíduos”! São eles o “Cidadãos Por Abrantes” e o “Cidadão abt”.

Às páginas tantas, com mais três voltas ao texto, os “Cristas do Maxial” são ascendentes da linda Ministra da Agricultura, Assunção Cristas!

“Salva Rainha” poderia ser o código para o tiro de salva!

Poderia mister Pico publicar as “Histórias do Souto” na revista Zahara, ou não?

Mas agora cá o Cidadão abt repara... em tão solenes momentos, Vosselências lêem a obra “O Souto, Uma Cultura, um Povo” de Manuel Batista Traquina?!
Pode lá ser?

Bom... depois do passeio matinal há que arrecadar o crocodilo e ir ler os episódios XIII e XIV das "Histórias do Souto", postados às 10:36!

 

 

Olá Cidadão,

 

Cada um como seu sáurio, tu com o animal do Zêzere, o réptil, bem entendido, nós com o crocodilo chorão do Sr.Marquês.

 

Perdão do Zé Abrantes que o grande cartoonista zanga-se quando lhe chamam Senhor Marquês.

 

 

A malta flipa com historiadores do Souto  ou seja com a santíssima trindade da Historiografia lusitana : Traquina & Gaspar & Pico, Primos Historiadores Associados, SA.

 

Nunca desde que Fernão Lopes (que se calhar também era do Souto) iniciou a saga da história pátria estivemos tão bem servidos.

 

É certo que as melhores sociedades se podem dissolver por problemas internos.

 

Foi assim que a sociedade Campos & Candeias, .Lda deu o berro.

 

O Eduardo fundou depois episodicamente a sociedade Campos & Cavalheiro, Lda mas só tinha como objecto a história da elevação de Abrantes a cidade por Bernardino Machado

 

 

 

que o Veríssimo Serrão escreveu preto no branco ter sido no século XIX com data do decreto e tudo e número do Diário do Governo,

 

blogue psd

o ex-Reitor da UL Lisboa em 73-74, o fascista Veríssimo Serrão explicando provavelmente ao ex-maoista Pacheco Pereira a necessidade de usar o cacete contra estudantes subversivos como este....

 

a tese defendida por Eduardo Campos e Isabel Cavalheiro de que Abrantes só fora elevada a Cidade no século XX punha a causa a infabilidade do Papa da História de Portugal e o católico apostólico e ultramontano

 

 foto Manuel Martinho

 

não podia de forma nenhuma consentir que a palavra do Papa, mesmo que fosse um Papa fascista que queria canonizar Marcello Caetano

fosse colocada em causa.

 

 

São Marcello cumprindo o mandamento evangélico ''deixai vir a mim as criancinhas''

 

De forma que Candeias fundou nova firma, sociedade irregular, conhecida como Manuel Martinho & Candeias, História à moda de Alferrarede, SA

onde publica as suas teses originais, tendo porém um ligeiro esquecimento, que foi o de averiguar se havia alguma coisa esquisita no passado judicial do sócio Martinho.

 

Nós por enquanto não revelaremos o mistério, porque o Sr.Martinho é neste momento uma espinha na garganta da chefa e não convém incomodá-lo muito, dado que ele incomoda a chefa bué de bem.!!!!

 

Viva o Sr.Martinho!

 

Assim sendo, nobre Cidadão, há que ler os produtos científicos desse escol de historiadores do Pinhal, com o cuidado devido de não se lerem as suas publicações debaixo dum pinheiro, não nos caia uma pinha na cabeça.

 

Edite Fernandes, especialista em Buiças e história rural de Lagarelhos

 

Segue a reprodução do catecismo escrito por São Marcello que todos os dias antes de dormir o fascista Veríssimo Serrão consulta

 

 



publicado por porabrantes às 12:21 | link do post | comentar

Segunda-feira, 19.09.11

 

 

 

Um dos santos vivos do concelho, o extremoso esposo da santa chefa foi forçado pela força das coisas a abandonar direcção da folha gratuita ultimamente transformada na folha humorística.

 

O concelho está desolado porque as barrigadas de riso mensal oferecidas pela benemérita família Rodrigues de Leiria ( inscritas no ranking das mais ricas de Portugal, segundo os jornais pertencentes a este inabalável e piedoso conglomerado familiar) podem estar em crise com a saída de Alves Jana.

 

O flop comercial da publicação, a transformação involuntária do que era um jornal sério num pasquim humorístico, o esquecimento de Alves Jana de explicar aos abrantinos que a família Vieira era muito milionária ( ofensa feita deliberadamente pelo defenestrado devido ao seu radicalismo pequeníssimo-burguês e que ofendeu muito a família Vieira, segundo me confidenciou o Visconde de Lemos , grande amigo desta prestigiada família a quem honra com o seu fidalgo e generoso convívio, porque os Vieira ficaram a pensar que os abrantinos podem achar que eles não são ricos), a constante onda de protestos da oposição democrática e da opinião culta de Abrantes contra o facciosismo e o analfabetismo imperantes na folha, não esquecendo a irada nota escrita por Manuel Martinho (não confundir com o Lila) , prestigiado director do Jornal de Alferrarede contra a protecção escandalosa dada pela CMA ao primeiro-esposo do concelho, tudo isso levaram a família Rodrigues, com a sua proverbial elegância

 

a separar-se de Alves Jana.

 

Recordemos que também Albano Santos se separou da RAL e da família Vieira Rodrigues......

 

Se eu fosse PS de Abrantes e trabalhasse para estes dinâmicos e piedosos empresários católicos de Leiria tinha o rabinho a tremer....

 

Tendo falado no Turf com um outro prestigiado aristocrata, ainda primo pelo lado Lemos  do Conde da Bahía,também parente dos Noronhas, disse-me queres apostar que o próximo a ser separado:

 

 

é o Bento 17?????

 

Este blogue agradece à família Rodrigues ter-se separado do primeiro-esposo. Este Blogue solicita à família Rodrigues que se separe do

 

 

Bento ......

Marcello de Noronha e Ataíde, aristocrata full-time, Sócio do Turf Club, da Tubucci, cliente do Chave de Ouro e ainda primo (pelo lado brasileiro) da padeira de Aljubarrota (lado mau da família)

 

NR-a cáustica socialite suzy analisará um a um os principais  artigos da folha, excepto a secção de Armas e Troféus animada pelo Biconde, D.Charters I, que me cabe a mim devido a ser nobre full-time, a secção de prostituição animada pela D.Isilda cuja crítica será exercida pelo reconhecido especialista Dr.Miguel Abrantes e o Adérito fará comentários soezes sobre o ''Sexo e o Confissionário'', onde o Graça contou o que lhe confideciam as beatas. 

 

 

 



publicado por porabrantes às 19:43 | link do post | comentar

Terça-feira, 13.09.11

 

aqui  

 

Um grupo de jornalistas de Tomar enviou esta intimação aos responsáveis pelas obras tomarenses para exigir uma visita ao local onde um grupo de vândalos deu cabo da sapata templária do velho castelo de Gualdim Pais. Pedindo  também explicações concretas sobre o crime.

 

O e-mail foi divulgado pelo excelente blogue nabantino Tomar a Dianteira.

 

Devemos realçar que se não fossem os blogues e a imprensa independente de Tomar a edilidade local tinha escondido o crime.

 

Convém também recordar que os crimes patrimoniais não sucedem apenas em caso de premeditação (como é o caso do MIAA) mas também por negligência (como é o caso de Tomar).

 

Em Abrantes, como quase não há imprensa independente, embora a gazeta do Martinho tenha alguma remota parecença, nenhum jornalista, a não ser o valoroso peticionário Mário Semedo, seria capaz duma destas.

 

Por não termos Imprensa Independente chegámos à situação de quase não ter Imprensa.

 

O povo não compra boletins de propaganda, folhas escritas em clericalês ad majorem gloriae do Baptista & Graça, Beatos Reunidos, Lda e nem sequer aceita usar essas folhas para limpar o traseiro.

 

Em contrapartida em Tomar temos 2 semanários:

 

 

e    

 

Um cidade sem Imprensa Livre é uma cidade amordaçada.

 

 

    

 

Pobre Zé Peres, cidadão abrantino contemporâneo do tempo em que o Visconde de Alvalade fundou o Jornal de Abrantes e da época em que livremente Solano de Abreu nas páginas da imprensa progressista fustigava a administração regeneradora de Avelar Machado!!!!!

 

Hoje, Zé Peres sacaria de novo do cajado e fustigaria irado os fariseus, os beatos, os corruptos, os filisteus, os mongolóides do bloco central de interesses, os empregados de Bento 17  e aplicaria assim

 

justiça !!!!!

 


 

 à moda de fafe (leia aqui a origem da lenda citada)

 

Miguel Abrantes

 



publicado por porabrantes às 14:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 23.08.11

Transcrevo ipsis verbis parte da coluna 

 

 

''HOJE OPINO EU'' publicada na edição de Agosto de 2011 do Jornal de Alferrarede, com o título ''O nosso Jornal'' da autoria de Manuel Martinho, director deste mensário.

 

(....) Da Câmara  de Abrantes não pudemos esperar nada.Desconhecem a palavra justiça e igualdade (sic).Distribuem páginas de publicidade pelos outros jornais para o nosso=igual a nada. Este ano deram-nos um anúncio de 20 € em Janeiro mas o dinheiro nunca cá chegou.  (...)

 

 

 

 

 

 

Caro Sr.Martinho, 

 

Estamos solidários consigo. Não gostamos de caloteiros. Tribunal com eles. No caso de não saber  há agora um processo de cobrança  rápido de dívidas ( o processo rapidíssimo é entregar o caso a um primo do Chico Cigano) que se chama injunção. A própria factura do calote serve de título executivo e pode-se penhorar logo os gajos.

Entregue a factura ao nosso amigo Dr.Eurico Consciência ou ao seu cronista e nosso amigo e grande Advogado Dr. António Velez e vai ver que eles penhoram o carro da Maria do Céu num abrir e fechar de olhos.

Se o carro não valer  20 € pode-se penhorar outras coisas: a nova mobília do escritório da Presidenta que ela comprou por uns 6 mil euros, aquela moçoila que está na fonte na Raimundo Soares (o bronze derretido vale mais que os 20 €), o terreno em Alferrarede onde vão fazer hortas ou o campo de Baseball se ainda não o tiverem vendido ao Bento.

 

Infelizmente não se pode penhorar o Pina da Costa

 

 

porque é proibido traficar com pessoas humanas (como diz o Armando Fernandes) desde que el-Rei D.Luís aboliu a escravatura.

Também não vale a pena penhorar a folha gratuita porque o valor venal que eles declararam quando a compraram foi 1 euro e ninguém em hasta pública dava mais de 1 cêntimo por aquilo...

É melhor não pensar penhorar o Aquapólis porque mete água, os SMAS porque o comprador tinha de ficar com o Pina, o São Pedro porque é propriedade particular ou os livros do Candeias que há na Biblioteca porque ninguém compra publicações sem credibilidade científica.

 

Marcello de Noronha, jurista sem ser solicitador   

 



publicado por porabrantes às 22:54 | link do post | comentar

Domingo, 21.08.11

 

 

O António Colaço escreveu ao Eduardo Campos que está no Céu. Mas antes ir prá lá ele deixou isto escrito para o Doutor Candeias, 

onde o Eduardo Campos não diz tudo o que pensava do livro acima representado, porque o artigo saia num jornal católico, a Nova Aliança e naturalmente era preciso tratar com caridade cristã o Candeias.

E o Eduardo foi muito caridoso.

Em homenagem ao Eduardo Campos que estaria com o Colaço e com a malta contra a cáfila de inimigos de Abrantes,aqui vai esta bofetada ao

 

 

A foto é do Sr.Manuel Martinho a quem pedimos via blogosfera a publicação com destaque deste artigo que é quase um epitáfio à maneira do Candeias fazer história.

 

Marcello de Noronha

 

 Nova Aliança, 22-1-98



publicado por porabrantes às 23:36 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

as firmas na historiograf...

santo deixa folha gratuit...

Viva a Imprensa livre!

Câmara passa calote a Man...

Cumprimentos da petição a...

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds