Sexta-feira, 05.09.14
Até agora a melhor explicação para o que Abrantes perdeu, com a nefanda reforma do mapa judiciário, foi-nos dada por esta opinião do dr.Santana Maia Leonardo, Presidente da Delegação Local da Ordem dos Advogados:

Santana-Maia Leonardo Abrantes foi a cidade portuguesa que mais perdeu com esta reforma. Perdeu tudo: o tribunal de Círculo, o tribunal de Trabalho, o tribunal de comarca e ainda o comércio, as execuções, a família e menores, as grandes acções cíveis e criminais. Abrantes, se tivesse vergonha na cara, nunca mais votava num candidato do PSD ou do PS. Porque, se o PS efectivamente quisesse, esta reforma nunca tinha saído do papel.



publicado por porabrantes às 17:47 | link do post | comentar

Domingo, 31.08.14

 

 

e enterrada a comarca de Abrantes

 

 

Publica-se  com a devida vénia nota do MUSP para esclarecimento do pessoal.
Nota prática: para apresentar qualquer queixa melhor consultar horário da CP e da Rodoviária do Tejo acerca de comunicações prá capital do distrito.
MA


publicado por porabrantes às 17:33 | link do post | comentar

Sexta-feira, 30.05.14

Queixavam-se de que o Marinho Pinto era muito truculento enquanto Bastonário da Ordem dos Advogados.

 

 

Pois bem a moderada direcção da Ordem irá, após por deliberação soberana da magna Assembleia Geral dessa Casa, apresentar queixa-crime contra o Governo e os seus membros por violarem a lei.

 

 

Recordamos que para existir crime tem de existir dolo, e a própria Bastonária drª Elina Fraga acha que sim: ''  «há indícios sérios de que estamos perante reorganização que configura o crime tal como ele está tipificado na lei».

 

 

A queixa contra o governo cavaco-coelhista é motivada pela celerada ''reorganização do mapa judicário'' ou seja o fecho de quase todos os tribunais da província.

 

 

Este país está uma delícia. 

 

Qual será o próximo episódio?

 

MA

 



publicado por porabrantes às 23:07 | link do post | comentar

Segunda-feira, 14.04.14

 

 

 

 

 

(...) Há dois anos defendi na reunião da câmara que a câmara de Abrantes devia ser intransigente na defesa do território do Círculo Judicial de Abrantes, devendo mobilizar todos os municípios e agentes que iam ser afectados, designadamente municípios de Ponte de Sor e Gavião, delegação da OA de Ponte de Sor e Governador Civil de Portalegre que era do Gavião.

A senhora presidente apresentou duas semanas depois uma moção em que se limitava a defender a manutenção das valências do Tribunal mas no quadro do território do Médio Tejo.

Recusei-me, tal como Belém Coelho, a subscrever esta moção, a não ser que constasse expressamente como primeira prioridade a defesa do território do Círculo Judicial de Abrantes. A senhora presidente, a muito custo e com muitas reservas, lá aceitou incluir na moção a defesa do Círculo Judicial como primeira prioridade para que eu e o Belém Coelho aceitássemos subscrevê-la mas a verdade é que não mexeu uma palha na defesa do território do Círculo Judicial, designadamente na mobilização dos municípios, das delegações da O. Adv. e das pessoas influentes do distrito de Portalegre, tendo-me eu oferecido, inclusive, para ajudar nesta matéria, o que recusou.

(...)

Neste momento, a defesa de Abrantes é incompatível com interesses do Médio Tejo e de Tomar. E este é o grande drama de Abrantes que viu a sua presidente da câmara ficar com as mãos amarradas ao ter aceitado o presente envenenado de ser presidente do Médio Tejo nas actuais circunstâncias.

Neste momento, os interesses de Abrantes e do seu território natural são incompatíveis com os de Tomar, a capital do Médio Tejo, e, por muita ginástica que se faça, não se pode servir aos dois senhores ao mesmo tempo.(...)

 

Santana-Maia Leonardo na Assembleia Municipal de Janeiro de 2014 (dedicada à Reforma Mapa Judiciário)

 

 

 

Ler documento integral aqui (é o documento nº 3)

 

 publicado pela redacção

 

sublinhados nossos



publicado por porabrantes às 20:56 | link do post | comentar

Domingo, 09.03.14

 

A foto da Rede Regional diz quase tudo. O deputado por Santarém da CDU visita a Ordem de Advogados  de Abrantes e diz-se solidário com as razões abrantinas para nos opormos ao mapa judiciário.

 

Convém dizer que o doutor António Filipe é um excelente deputado.

 

Resta agora que os deputados dos outros partidos que receberam votos abrantinos façam o mesmo.

 

E na falta dos deputados ( o primeiro a apresentar-se na Ordem devia ser o do partido maioritário abrantino, que é o PS e tinha especial importância que fosse lá o  dr.Lacão) convinha que as CPC dos partidos locais fossem à Ordem para saberem o que se passa.

 

Começando pelo novo Presidente do PSD local, cujo partido é o pai da reforma judicial enquanto a sua militante Paula Teixeira da Cruz é a mãe desta celerada e analfabética reforma.

 

Portanto dado o conselho, aqui se dá uma chapelada ao doutor António Filipe.

 

Raio de país em que tenho de dar uma chapelada a um deputado por fazer o essencial, estar próximo dos eleitores do seu círculo!

 

Raio de país em que muitos deputados estão mais próximo de inconfessáveis lobbies, que dos eleitores...

 

Já chega!

 

MA

 



publicado por porabrantes às 16:12 | link do post | comentar

Sábado, 15.02.14

um país onde o amianto provoca 39 mortes por ano diz o Público

 

 

 

 

 

foto do Público

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

e nas Escolas de Abrantes e Tramagal há amianto.....

 

 

O Embaixador Jorge Ritto que sucedeu a Lourdes Pintasilgo na Unesco e era amigo dela vai deixar de estar de cana e virá pra casa.....O Ritto foi condenado por pedofilia e a Embaixadora Pintasilgo, inacessível à vida sexual do Ritto, nunca deu por nada. Contudo o MNE do Reino de Marrocos solicitara às Necessidades que afastassem o Ritto das crianças marroquinas.

O Ritto não foi demitido ainda compulsivamente da carreira diplomática nem o Cavaco lhe retirou as condecorações que outros Presidentes lhe deram.

 

  

Former Portuguese ambassador Jorge Ritto at Lisbon's court
Os caciques do Médio Ribatejo resolveram propor uma acção popular contra Paulinha Teixeira da Cruz, advogada de negócios lisboeta,  actualmente a desempenhar o cargo de M. da Justiça ou para ser mais sério contra o Governo devido ao nefando mapa judiciário. Estranha-se que a CIMT tenha deliberado fazer isso por unanimidade, porque são totalmente opostas as posições defendidas pela CMA, presidida por Céu Albuquerque e da CM Tomar, presidida pela Srª Freitas e subpresidida pelo Serrano. Também se estranha e não se entranha (obrigado divino Fernando António Nogueira Pessoa)  que caciques proponham uma acção popular porque o que deveriam fazer seria uma acção cacical...
Finalmente a comunidade académica constitucional (ou o que isso seja), presidida por Marcello Duarte Nuno Rebello de Souza já fez saber que está no âmbito dos poderes governamentais redesenhar o mapa judiciário, pelo que é uma estupidez abissal contestá-la nos tribunais.Pode ser contestada politicamente, no Parlamento ou na rua, mas não nos tribunais.
Passo aos blogues: é imprescíndível ler na Coluna Vertical este extraordinário post do Sr.Artur Lalanda  sobre o bento negócio da Abrantaqua. Podia distrair os leitores comentando que a Hola já falou dos amores da verdadeira dona da Abrantaqua, mas isso seria fazê-los distrair do essencial ou seja da forma ruinosa para o concelho e desastrosa para o ambiente como os intereses instalados vêm tratando deste assunto. Ainda no blogue do dr. Santana-Maia não se deve perder este artigo do dr. Eurico Consciência, que num português digno dos deuses, fuzila e repristina a Ministra da (In)justiça. Aí e na Imprensa também se dá nota da tomada de posse da nova direcção da Ordem dos Advogados. Vai um abraço pró Dr.Santana-Maia e bom trabalho
       
 Mirante
No Expresso também sai o António Colaço.
MA


publicado por porabrantes às 13:29 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O que Abrantes perdeu

Inaugurada a super-comarc...

Queixa-crime contra todos...

A Presidente que não mexe...

O PCP visita a Ordem

Revista de Sábado

arquivos

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds