Quarta-feira, 02.10.19

71113127_2832774680067068_9021777361586094080_n

A ex-avençada municipal e candidata PS à Assembleia de Freguesia do Tramagal, Lígia Marques e o Luís Dias estiveram presentes na Croácia, neste evento.

Do programa a parte mais interessante era a visita turística

Apresentaram este texto sobre a MDF e o Museu.

Além de erros de inglês, como definir Eduardo Duarte Ferreira, como ''Commander''.......Comandante por ser Comendador, quando a tradução era Knight Commander (membro duma ordem honorífica) vieram explicar ao mundo que a MDF instituiu  o primeiro sistema de previdência social em Portugal, coisa que é falsa.

A MDF foi um claro exemplo de paternalismo social, mas essa preocupação é muito mais antiga em Portugal.

'' In the MDF museum we tell the stories of opportunities and conquests, such as the acquisition of the Enamel Crockery Factory in Oporto or the Auto Division that built the product that left the largest hallmark in our national history – the mythical military truck Berliet-Tramagal. It tells the story of its centennial brand, one we recognize and discover throughout the country and even beyond our country’s borders - the Butterfly. Through it we learn the story of more than 2600 workers and their families who had access to the country's first welfare system, health, education, culture, sport and housing, and who were free to celebrate the 1st of May since 1901, even during the dictatorial regime. ''

A MDF começa a trabalhar em finais do século XIX .

Ora já bastante antes muitas empresas lusas tinham instituído sistemas de protecção social.

Nesta tese  (1) onde se estudam os sistemas de protecção social das variadas companhias ferroviárias, demonstra-se para este ramo industrial esse facto.

Basta citar a criação em 1866 da Caixa de Socorros da Real Companhia Ferroviária. E a Companhia abrangia Abrantes, porque explorava a Linha de Leste.

É com base nessas experiências já amplamente testadas em Portugal e em Abrantes, terra de importante nó ferroviário, que Eduardo Duarte Ferreira vai montar o sistema patronal de assistência social tramagalense.

Portanto antes de informarem o Mundo, estudem História de Portugal, é o conselho que paternalmente damos ao Luís Dias e amigos.

mn

(1)- Rafael Pereira Gonçalves, Associativismo Social  Ferroviário em Portugal, tese de mestrado no ISCTE 

 



publicado por porabrantes às 15:30 | link do post | comentar

Quinta-feira, 11.07.19

pravda tramagal

Em 1985 o Pravda dedicou um longo artigo à MDF. Conseguiremos o exemplar?

mn


tags: ,

publicado por porabrantes às 23:12 | link do post | comentar

Quarta-feira, 10.07.19

engeneiros ohio

ohio 2

Anuário de 1915 da Ohio Northern University

mn



publicado por porabrantes às 18:15 | link do post | comentar

Domingo, 12.05.19

Tinha de ser a Palha de Abrantes a dar uma lição aos caciques ''socialistas''.

O investigador da UNL  João Edral (numa colaboraçao UNL/ Palha fez esta comunicação: Movimento de trabalhadores da Metalúrgica Duarte Ferreira entre 1974 e 1985: crónica de uma delapidação”

Os caciques já podem convidar o investigador e a Lourdes Martins a irem à Croácia.

ma  

 



publicado por porabrantes às 16:55 | link do post | comentar

Domingo, 05.05.19

cm mdf

Correio da Manhã 29-12-1979

carlos duarte ferreira

 

 

carlos df 2

 

pintasilgo baltimore sun

As pressões acabaram por levar à desintervenção da MDF .

Boa parte do que se passou nos bastidores ainda está nos arquivos e classificado em alguns casos.

E para fazer a história é preciso ver os documentos, infelizmente boa parte dos protagonistas já desapareceu.

mn

 

 

 


tags: ,

publicado por porabrantes às 16:41 | link do post | comentar

Quarta-feira, 01.05.19

mdf cm

(...)

O melhor é nomear um camarada escolhido pelo Campante, disse Barreirinhas Cunhal

mdf cm 2

Também sugeriu que se pagasse o 13º mês

 

mdf cm 3

Era Ministro do Trabalho o golpista Costa Martins que fugiu de Portugal a 25 de Novembro de 1975.

Extractos duma acta do Conselho de Ministros

Isto é apenas um aperitivo

Documentos do jornalista Mário Semedo cedidos a este blogue, quando o Mário o animava, com a sua verve .

E agora vamos beber um copo à sua saúde....

mn 

 

ps- temos mais que fazer se preocupar-nos com a ausência do neo-liberal na festa do Tramagal.....

 



publicado por porabrantes às 17:38 | link do post | comentar

O Martinho Gaspar dispara '' (...) A Metalúrgica Duarte Ferreira (MDF), de Tramagal,  é uma realidade especialmente curiosa, porquanto se afasta daquilo que os historiadores defendem a propósito do desenvolvimento industrial português na transição do século XIX para o século XX: fábricas criadas por famílias abastadas ou por estrangeiros. O pioneirismo de Eduardo Duarte Ferreira fez deste um fenómeno único (...)''

no Médio Tejo

Dentro das suas proporções a MDF é um fenómeno industrial importante, mas o capitão de indústria Eduardo Duarte Ferreira está longe de ser um fenómeno único.

narciso

Narciso Ferreira revolucionou o Vale do Ave

Como dizia Filomena Mónica '' "Começara vendendo os panos que ele próprio fabricava pelas feiras dos arredores de Riba de Ave onde tinha nascido." Com o dinheiro que foi poupando montou uma pequena fábrica manual de tecidos. Deu-se bem e quando morreu ostentava o título do maior industrial português do ramo têxtil. '' (citado no DN)

 

O filho também Narciso era o mais rico de Portugal nos anos 60. O irmão dele, Raul era proprietário da Quinta das Amendoeiras em Abrantes, comprada aos herdeiros de Senhora D. Clemência Dupin.

O Narciso II era na prática o dono do BPA.

Se procurar mais empresários  que vieram de famílias pobres, self-made-men à lusitana, lembro-me de outro logo, ainda no dezanove, um que vendia lotarias e que está na origem do BES. 

Finalmente diz o Gaspar que a MDF teve problemas com a Ditadura nos anos 30, ora os problemas foram com a crise económica de 1929.

A Ditadura acarinhou e protegeu a MDF  e algum Duarte Ferreira foi membro activo da UN.

mn

foto da Fundação Narciso Ferreira

vídeo do Tiago Carvalho tudo com a devida vénia

 

 



publicado por porabrantes às 14:50 | link do post | comentar

Domingo, 13.01.19

Na história da MDF faltava este subsídio, como o cap. Costa Martins, exilado em Angola, depois de derrotado no 25 de Novembro de 1975, se dedicou ao negócio de importar Berliets para as Fapla, com ajuda de José Eduardo dos Santos e a alegada conivência de Eanes.

 

'' (...) No sector da indústria, promoveu-se o desenvolvimento de um polo, inicialmente através da "Tramagal", e conseguiu-se ainda impedir que as Berliers portuguesas fossem vendidas a Angola, pela França, como estava a ser preparado, e cujo transporte iria ser feito pela Marinha Mercante grega.As berliers acabaram por ser vendidas a Angola, directamente por Portugal, e foram transportadas pela Marinha Mercante portuguesa, apesar das tremendas manobras de boicote desenvolvidas em Portugal, que tiveram de ser vencidas, tendo o então Presidente Português Ramalho Eanes contribuído para a solução, pelo que não quero deixar de referir essa sua meritória actuação (...)''

 

Costa Martins artigo no Público em 29 de Abril de 2002

 

mn

 



publicado por porabrantes às 14:12 | link do post | comentar

Sábado, 03.11.18

wm

O golpista Costa Martins (no 25 de Novembro) quando era pau-mandado do dr.Cunhal resolveu tratar o problema da MDF através dum telefonema, era 22 de Janeiro de 1975 e os gonçalvistas queriam decretar o fim da liberdade sindical:

 

wwww

in Unicidade sindical combate o "ventre mole da Revolução"

in Público, com a devida vénia  

mn



publicado por porabrantes às 15:49 | link do post | comentar

Sábado, 20.10.18

exp tramagal 2-3-56

República 2-3-1956

 

Já se falou aqui dela. Vai o recorte da notícia do jornal oposicionista ''República''


tags: , ,

publicado por porabrantes às 16:57 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Estudem História : A MDF

Artigo do Pravda sobre a ...

Um estudante do Tramagal ...

Palha de Abrantes estuda ...

As pressões à eng Pintasi...

Vou nomear uns gajos que ...

Martinho Gaspar e a teori...

O vendedor de Berliets

Costa Martins faz ameaças...

A explosão na MDF (1956)

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds