Sábado, 19.12.20

bnker.jpg

chuva 1.jpg

chuva 2.jpg

mateus.png

Mateus, o grande arquitecto que construiu o mamarracho onde chove como na rua, acompanhado pela pindérica que ''implementou'' a obra.

E o Mateus ainda queria que lhe dessem um prémio.

ma

(fotos das heróicas senhoras desviadas da página dos Amigos do Mercado) 

 



publicado por porabrantes às 11:45 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.11.20

Vale a pena enumerar a lista do património edificado que se perdeu  nesta terra, por incúria ou cegueira do poder político?

Já se fez várias vezes a lista do que perdemos, e o último imóvel significativo na nossa memória e no tecido urbano que estava condenado era o Mercado Municipal, obra entre outros dum arquitecto importante, António Varela.

A movimentação cívica para o preservar, em grande parte animada pelo grupo informal e apartidário, ‘’Amigos do Mercado’’, animado pelo José Rafael Nascimento, forçou o poder a dar o dito por não dito, embora a decisão de o abater, continue inscrita no PUA.

O edifício continua a degradar-se a olhos vistos, sem se vislumbrar  qualquer intenção sequer de lhe lavar a cara, quando se aproxima mais  um Inverno.

mercado zé vieira 4.jpg

(foto ''roubada'' ao Coisas de Abrantes do sr. José Vieira)

A disfuncionalidade do ‘’bunker’’ continua à vista e para dar um uso social ao Mercado e reanimar o comércio seria lógico passar o mercado de frescos para o velho Mercado Municipal.

Foi neste sentido, que foi dirigida uma carta aberta pelo José Rafael Nascimento ao Presidente da autarquia, contestando também a anunciada decisão de reconverter o mercado em mais garagens, salas de cinemas e eventualmente um multiúsos, tudo através dum concurso de ideias a organizar sobre a égide da Ordem dos Arquitectos, onde prepondera o ex-Vice, Rui Serrano, que teve intervenção política na construção do Bunker.

A novidade agora reside que o Valamatos tenha vindo responder publicamente à carta que lhe foi enviada e deve assinalar-se o facto, pois representa aparentemente uma mudança de paradigma em relação ao autismo autoritário da cacique.

A carta contudo não adianta novidades, nem sequer anuncia as imprescindíveis obras de conservação, escudando-se na alegada falta de recursos financeiros da autarquia.

Também não explica, nem assume, a responsabilidade política sobre o flop que constitui a construção do parque de estacionamento do Vale da Fontinha, pouco frequentado e a escassa distância do Mercado, nem o absurdo de propor novas salas de cinema que cabiam perfeitamente no S.Pedro que se vai reabilitar.

Termina a missiva dando conselhos paternalistas ao dr.José Rafael Nascimento e pedindo-lhe uma atitude construtiva e fazendo alguma insinuação injusta.

Que atitude construtiva pode pedir quem alinhou na política destrutiva de demolir património significativo e querido dos abrantinos, como o Mercado?

Quem mantém edifícios significativos, adquiridos a peso de ouro, como a antiga Pensão Central, ao lado dos Paços do Concelho, num estado vergonhoso?

Quem parece incapaz de deter promotores imobiliários de vandalizarem património classificado, como é o caso da capela de Santo Amaro e de os punir?

São estes últimos considerandos da carta do Valamatos portanto injustos e parecem denotar a incapacidade de inflectir uma política urbanística errada, baseada em projectos faraónicos e que não assume que preservar a nossa herança patrimonial é culturalmente mais positivo que construir bunkers, que são um hino ao despesismo.

Basta visitar uma série de terras lusas para verificar que os antigos mercados se recuperam e revitalizam e são pólos de desenvolvimento locais.

As boas lições são para serem seguidas e estudadas. Portanto os defensores do Mercado devem continuar a lutar, para impedir um projecto disparatado.          

mn       



publicado por porabrantes às 09:36 | link do post | comentar

Terça-feira, 17.04.18

 

abrante

 
Ama Abrantes
· 12 min ·
 

Assembleia Municipal de Abrantes

Por lapso o ponto 8.a) da ordem de trabalhos da sessão ordinária de 20 de abril de 2018, não foi bem identificado, pelo que solicito que procedam à substituição da ordem de trabalhos enviada no dia 13 de abril, pela que é disponibilizada agora já com a devida correção.

EDITAL

...

Sessão ordinária – 20 de abril de 2018

Nos termos dos artigos 49º, nº 3 e 53º, nº 2, da lei nº 75/2013, de 12 de setembro, torna-se público que a Sessão Ordinária da Assembleia Municipal terá lugar SEXTA-FEIRA, dia 20 DE ABRIL DE 2018, às 14H:30M, no EDIFÍCIO PIRÂMIDE, em Abrantes, com a seguinte
ORDEM DE TRABALHOS:
- Expediente;
- Aprovação da ata nº 1/2018;
- PERÍODO DE ANTES DA ORDEM DO DIA;

- ORDEM DO DIA:
1. - Informação escrita da Presidente da Câmara Municipal acerca da atividade Municipal;
2. – Nomeação do Conselho Municipal de Educação para o quadriénio 2018-2021; (PG – 384281)
3. – Apoio às Juntas de Freguesia no âmbito do Programa Abrantes +Branca – aquisição de cal 2018; (PG – 389042)
4. – Apoio à União das Freguesias de Abrantes (S. Vicente e S. João) e Alferrarede para a realização do XIX Grande Prémio de Atletismo Cidade de Abrantes; (PG 392056)
5. – Autorização para assunção de compromisso plurianual para “Aquisição de serviços para circuitos especiais de transportes escolares no concelho de Abrantes, para o ano letivo de 2018/2019; (PG - 388019)
6. – Prestação de Contas 2017 – Câmara Municipal de Abrantes e Serviços Municipalizados de Abrantes; (PGs – 384990 e 392312)
7. – 1ª Revisão Orçamental do ano de 2018 – Serviços Municipalizados de Abrantes; (PG – 392313)
8. – Mercado Diário de Abrantes:
a) - "Para que não subsistam dúvidas de que o edifício do antigo mercado diário não será demolido." – PSD;
b) – “Contra demolição do edifício do Antigo Mercado Diário” – BE;
9. – Recomendação “Por um Julgado de Paz em Abrantes” – BE;
10. – Recomendação “Reflorir Abrantes”, por uma cidade florida!” – PSD;
11. – Recomendação “Uma oportunidade para mitigar uma ofensa: atribua-se o nome de Eurico Heitor Consciência a uma rua.” – PSD.

Intervenção dos Cidadãos.

Abrantes, 17 de abril de 2018

O Presidente da Assembleia Municipal
António Lucas Gomes Mor

 

A douta mesa tinha metido no edital anterior :

8. – Mercado Diário de Abrantes:
a) - Petição “Não à demolição do histórico Mercado Diário de Abrantes! Não à destruição da alma abrantina!” – PSD;

 

Do ponto de vista formal a alteração é ilegal

mn



publicado por porabrantes às 10:41 | link do post | comentar

Sexta-feira, 06.04.18
diz o Beirão que não houve protestos contra a demolição do mercado diário, eis o de um grande edil 

Partilhar por emailfechar

 
Domingo, 16.05.10

O MERCADO MUNICIPAL

 

Santana-Maia Leonardo - in Nova Aliança 

 

A Câmara de Abrantes comportou-se com o centenário mercado municipal da mesma forma como certos senhorios se comportam com os seus inquilinos quando os querem pôr a mexer. Ou seja, deixam o arrendado degradar-se e deteriorar-se de tal maneira que não resta ao inquilino outra alternativa senão ir-se embora.

 

E foi isto que sucedeu ao mercado municipal. Com efeito, se houvesse alguma vontade de manter o mercado naquele local, a Câmara não teria permitido a instalação dos hipermercados na cidade sem fazer uma grande intervenção no mercado municipal, dotando-o de instalações modernas e competitivas, capazes de atrair e fixar novos comerciantes e novos clientes.

 

Ao adiar, sistematicamente, a sua intervenção neste espaço, iludindo os papalvos com a iminência de uma grande obra, era evidente que o seu objectivo era precisamente o de esvaziar de importância o mercado municipal, retirando-lhe clientes e comerciantes, de forma a que o seu encerramento fosse recebido como uma morte anunciada.

 

E encerrado o mercado, os poucos comerciantes que ainda sobejam cabem em qualquer cubículo e dão graças por qualquer buraco.

 

Mas já não faltará muito para sabermos quem irá beneficiar com a saída do mercado municipal das suas instalações centenárias... Não sejamos ingénuos!

 

 

devida vénia ao dr. Santana-Maia Leonardo

 

mn



publicado por porabrantes às 17:35 | link do post | comentar

Quarta-feira, 01.03.17

A deputada municipal  Ana Dias manda o caciquismo cultivar-se, lendo

psd ana dias.png

 Leia aqui a intervenção, que é boa

 

O papel de António Varela tinha aqui sido destacado no blogue e aí está o link para o caciquismo estudar.

 

O urbanismo de qualquer cidade deve ser entregue a pessoas com formação humanística e técnica e não a vândalos e incompetentes.

 

Já chega????

 

Ou temos de continuar a ilustrar esta gentinha?

ma 



publicado por porabrantes às 13:49 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23.07.15

mercado  cinzas.png

A Rita acha que o mercado foi reconstruído e que tinha ardido, porque os vândalos que deitaram a muralha abaixo, com cumplicidade municipal, começaram a fazer auto-propaganda... 

mercado lixo.png

a senhora que recolhe o lixo certamente lamenta que o carrinho seja pequeno e não poder recolher o enorme montão de lixo que contempla....

 

mercado tz.jpg

Informamos a Rita que o mercado de Abrantes não ardeu, é este

o outro é o que está ao lado .....violam o PUA e são dois mamarrachos

aérea.jpg

mas temos sorte, o mercado é mau, mas podia ser pior, vejam esta ''obra'' do José e Nuno Mateus, em Lisboa

mateus.png

a redacção

fotos ARX

mercado antigo : gamado ao Tó Zé Carvalho 

 



publicado por porabrantes às 16:16 | link do post | comentar

Quinta-feira, 20.09.12

O malfadado caso do bunker do mercado ou seja esta coisa atroz 

 

 

 

  Cidadão abt

 

 

foi dissecado e anunciada a suspensão da obra pelos problemas de insolvência da empresa, que já eram conhecidos porque entrara por volta de Maio, no Tribunal das Caldas, um pedido de insolvência deste empresa,  na blogosfera pelo nosso concorrente e amigo Cidadão Abt   .

 

Honra pois à nossa estimada concorrência.!!!!

 

Em Maio,

 o Serrano  declarava cândido ao Mirante que a obra ia estar concluída em



finais


de Setembro!!!!!

 

   

 

Ou o homem não sabia do que falava, coisa a que já estou habituado ou faltava à verdade para ...



 

 

E em Maio de 2012, a Coutinho deixara já abandonada uma empreitada à Câmara de Beja. E no Museu da Levada em Tomar, também adjudicado à Coutinho, andavam as obras a passo de caracol.

 

As relações com a Coutinho passam na cidade também pelo Pina que lhes fez ajustes directos, naturalmente com a colaboração prestável do CA dos SMAS....

 

 

 

 

 

Entretanto, um exclusivo para a malta, o bunker ia provocando o desabar dos prédios vizinhos e para evitar isso foi feito um ajuste directo com a Coutinho para impedir a derrocada.....

 

 

Ei-lo

 

DATA DE PUBLICAÇÃO NO BASE

21-10-2011

TIPO(S) DE CONTRATO

Empreitadas de obras públicas

TIPO DE PROCEDIMENTO

Ajuste directo

DESCRIÇÃO

Mercado Municipal de Abrantes-Estabilização de Empenas e Monitorização dos Edifícios Vizinhos

FUNDAMENTAÇÃO

Artigo 19.º, alínea a) do Código dos Contratos Públicos

FUNDAMENTAÇÃO DA NECESSIDADE DE RECURSO AO AJUSTE DIRETO (SE APLICÁVEL)

Não Preenchido

ENTIDADE ADJUDICANTE - NOME, NIF

MUNICÍPIO DE ABRANTES (502661038)

ENTIDADE ADJUDICATÁRIA - NOME, NIF

OBJETO DO CONTRATO

Contrato da empreitada de Mercado Municipal - Estabilização de Empenas e Monitorização dos Edifícios Vizinhos

CPV

45262600-7, Diversas construções especializadas

DATA DE CELEBRAÇÃO DO CONTRATO

17-10-2011

PREÇO CONTRATUAL

148.500,00 €

PRAZO DE EXECUÇÃO

200 dias (6 meses e 17 dias)

LOCAL DE EXECUÇÃO - PAÍS, DISTRITO, CONCELHO

Portugal, Santarém, Abrantes

CONCORRENTES

COSTA & CARVALHO, SA (501298100)
SOCIEDADE DE CONSTRUÇÕES JOSÉ COUTINHO (501540288)
TOMÁS DE OLIVEIRA, EMPREIT.LDA (500285608)

ANÚNCIO

-

INCREMENTOS SUPERIORES A 15%

-

DOCUMENTOS

-

OBSERVAÇÕES

-

SOCIEDADE DE CONSTRUÇÕES JOSÉ COUTINHO, S.A. (501540288) 

 

 

 

Já chega?????

 

Acho que não!!!!

Miguel Abrantes, antes de ir beber um copo bem merecido ao Trombinhas

 



publicado por porabrantes às 23:29 | link do post | comentar

Terça-feira, 11.09.12

Artur Lalanda, deixou um comentário ao post TUBUCCI paraliza bunker da Céu às 12:15, 2012-09-11.

Comentário:
É preciso ter lata ! Então aprovam a suspensão de uma obra que já estava parada ? E se o empreiteiro não ultrapassar os problemas que o afligem, qual será o próximo capítulo ? E o contrato de fiscalização externa da obra, não foi suspenso ? Porquê ?

Foto: Os pais do mamarracho do largo da Feira, Nuno Mateus e José Mateus dizem que a filosofia do caixote é para dialogar com a torrre de betão do Carrilo da Graça e com os novos paços do concelho, dois edifícios que nunca serão construídos


Nuno Mateus e José Mateus, os arquitectos do bunker que afirmaram na memória descritiva ser para dialogar com a Torre asquerosa do MIAA e a obra fantasma de Carrilho da Graça- os novos Paços do Concelho




Caro Sr. Lalanda:


Os factos são estes. Segundo apurámos houve uma ameaça de processo penal por violação do PUA contra os responsáveis pela aprovação da obra, divulgada oficialmente pela Tubucci .


Contactados por nós os nossos amigos da Tubucci afirmaram  estes que tinham considerado tentar uma providência cautelar para embargar a obra, mas dado o seu estado de adiantamento , o seu Advogado considerou que isso seria inaplicável, apesar da evidente ilegalidade da construção e do seu impacto brutal no casario da cidade, tendo em conta o princípio jurídico constitucional da proporcionalidade. Aquilo que haveria que fazer era participar criminalmente contra quem aprovou.


Disse-nos a Tubucci


que está a trabalhar nisso.


Entretanto tivemos acesso a parte do extracto da acta  ''provissória'' de ontem: '' 

Proposta de deliberação da presidente da câmara: Tendo em consideração o teor da Informação técnica n.º 156 de 6 de setembro de 2012 da DPE, validada juridicamente pelo Diretor do DAF, acerca da Empreitada de “Construção do Mercado Municipal de Abrantes”, delibera-se que seja aprovado o Cenário A - suspensão dos trabalhos ao abrigo do artigo 365.º do Código dos Contratos Públicos, até 10 de dezembro de 2012,
período previsível de duração do PER, sem prejuízo da ocorrência de alguma circunstância que vier a decorrer durante o período de suspensão, com carácter excecional, atendendo à grave situação económica do país e em particular do setor da 

construção civil, que atingiu a sociedade adjudicatária.
---------------------------------
Deliberação: A proposta foi aprovada com os votos a favor dos vereadores eleitos pelo PS e do vereador eleito pelo ICA e os votos contra dos vereadores eleitos pelo PSD.
---------------------------------
Declaração de voto (CONTRA) dos vereadores eleitos pelo PSD
Faz no próximo dia 13 de Setembro precisamente dois anos que os vereadores eleitos pelo PSD votaram contra a construção do Mercado Municipal de Abrantes neste local por três ordens de razão:
 em primeiro lugar, porque o Mercado Diário deveria manter-se enquadrado e integrado, ainda que, com outros projectos, no seu local de sempre, por direito e tradição;
 em segundo lugar, porque o novo local escolhido é absolutamente desadequado para um mercado deste tipo, tendo em conta que não tem
largura, nem profundidade suficiente, para já não falar da sua localização e da dificuldade de cargas e descargas; e  em terceiro lugar, porque é muito difícil de aceitar que seja a própria Câmara a não respeitar a muralha.
Ora, todas as razões por nós invocadas para a não construção do mercado neste local não só se mantêm intactas como entram pelos olhos dentro de qualquer pessoa que por ali passe.Os vereadores eleitos pelo PSD entendem, assim, que a Câmara deve aproveitar esta
janela de oportunidade para colocar um ponto final na triste ideia de construir o mercado municipal naquele local, voltando-o a reinstalá-lo no seu local de sempre, por direito e tradição, e de onde nunca deveria ter saído.
No entanto, caso a Câmara pretenda manter o projecto do Mercado Municipal no novo local, deverá concluir a obra no mais curto espaço de tempo possível, não só porque não há mercado municipal que sobreviva a um encerramento tão prolongado mas também porque os lojistas vizinhos não têm de estar sujeitos a obras municipais de Santa Engrácia que lhes arruínam, por completo, a clientela e retiram valor
comercial aos estabelecimentos.
Pelo exposto, os vereadores eleitos pelo PSD votam contra a presente proposta.''

 

 

Dos bastidores camarários sabemos que os responsáveis da obra estavam em completo pânico face à possibilidade de terem de responder em processo-crime; parece ser notória também a incapacidade financeira da CMA para cumprir os seus compromissos, uma vez que já foi penhorada no Tribunal de Comarca, foi ainda apanhada a CMA a fazer pagamentos ilegais a Carrilho da Graça (à sua empresa), parece também haver um problema de liquidez na empresa construtora segundo alguns observadores.

 

Tudo isto conjugado terá levado ao ataque de nervos dos responsáveis, que em completo desnorte, apresentaram a proposta transcrita.

 

Isto é o começo do fim dum executivo à deriva, lembram o Passos.

 

Nós consideramos válida a posição dos Vereadores do PSD e da Tubucci e naturalmente também as suas observações.

 

E perguntamos quem pagará os prejuízos a Abrantes por este monstro de cimento abandonado em pleno Centro Histórico????

 

 

 

Miguel Abrantes 



publicado por porabrantes às 13:09 | link do post | comentar


Te gusta · Hace 5 minutos 


Face à ameaça de procedimento criminal aqui anunciada pela Direcção da Tubucci-Associação de Defesa do Património da Região de Abrantes contra os responsáveis pela aprovação do bunker da Céu, no Largo da Feira (Largo 1º de Maio) a maioria PS+ ICA aprovou ontem em sessão da CMA a suspensão sine die desta obra. O PSD denunciou a destruição da secular muralha abrantina. A Tubucci basearia a sua queixa na violação do PUA-Plano de Urbanização de Abrantes.
A maioria deu como desculpa pela suspensão a falta de verbas, coisa que contraria as contínuas declarações de M. do Céu sobre a famosa solidez financeira da CMA.
A Direcção da Tubucci


  



NR-A Redacção deste blogue manifesta a sua solidariedade militante com a direcção da Tubucci bem como com as posições tomadas em sede camarária pelos snrs drs. Santana-Maia e Belém Coelho.


M. de Noronha




publicado por porabrantes às 09:54 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Impermeabilização no mam...

O futuro do mercado munic...

Mor muda ordem de trabalh...

O MERCADO MUNICIPAL

O mercado municipal e o c...

A propaganda do bunker

Viva a concorrência!!!!

Bunker de Maria do Céu al...

TUBUCCI paraliza bunker d...

arquivos

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

celeste simão

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

duarte castel-branco

espanha

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Abril 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds