Segunda-feira, 10.08.15

A empresa  Algeco-Construções Pré-Fabricadas SA que forneceu em 2014 à Parque Escolar, módulos pré-fabricados para a Escola Manuel Fernandes, pelo menos num contrato no valor de 111.599,00, acaba de ser condenada pela Alta Autoridade por ter constituído um cartel com outras empresas do ramo, por ''práticas restritivas da concorrência na participação em concursos públicos lançados pela Parque Escolar, entre 2009 e 2010".'' , diz o Público

A Algeco safou-se à multa por ter colaborado com o regulador e as outras empresas apanharam multas no valor de 831.810 €.

O volume de facturação da Algeco (da Castanheira do Ribatejo) em contratação pública nos últimos anos foi de 19.748.028,83 €.

A Ministra da Educação da época, a estimada Milu, apanhou em 1ª instância 3 anos de cadeia (pena suspensa ) por um ajuste directo ilegal e foi quem inaugurou a primeira Escola a ser remodelada pela Parque Escolar, cá em Abrantes, a Solano de Abreu.

A Milu recorreu da sentença.

milu abrantes.jpg

 

mn

 



publicado por porabrantes às 15:39 | link do post | comentar

Quarta-feira, 17.09.14

 

Paulo Pedroso consola o choroso João. Já não há ''aplomb''

 

 

 

 

 

(Expresso)

 

Esta parte da Sentença refere-se ao processo de negociação do ajuste directo que envolveu pessoalmente a Milu e o João Pedroso e o resto do gabinete da Milu.

 

Não se censura, nem se pode censurar que tenham faltado à verdade, é um direito que assiste aos arguidos em processo penal.

 

Isso não pode ser usado contra eles.

 

 

Uma testemunha é que não pode mentir, sob pena de ser punida. Coisa que ainda está em discussão nas adjacências do processo ''Face Oculta'', acerca de declarações do socrático Manuel Lino no caso do ''anjo de Lagarelhos'' que caiu no céu e que o Armando Fernandes disse no Ribatejo, que vai continuar a cumprimentar.

 

Lerá ele a sentença? Então ficará a saber o que o Lino deveria ter feito.

 

Esta sentença é um requiem sobre a prática política do Governo Sócrates e da maneira de fazer ajustes directos em muitas autarquias, incluindo a nossa. 

 

Volto ao Pedroso e à Milu. Disse ela que não conhecia o João Pedroso. Conhecia o Paulo, que o país conheceu no processo Casa Pia, donde saiu ilibado.

 

A descrição minuciosa das relações entre os arguidos, tudo gente muito próxima a Ferro Rodrigues e ao próprio Guterres, punha em causa a versão da Milu.

 

 

 

E colocava, e coloca em causa, o seu companheiro sentimental:

 

 

 

 

MN

 

créditos: fragmentos reproduzidos do artigo no ''Expresso'' de Micael Pereira

foto : Ana Baião/Expresso



publicado por porabrantes às 10:02 | link do post | comentar

Segunda-feira, 15.09.14

Por um ajuste directo ilegal a Maria de Lurdes Rodrigues apanhou 3 anos e  seis meses de cana com pena suspensa.

 

 

A mulher dedicou-se com uma bravura indómita a insultar os magistrados (outro crime) insinuando que eles tinham prevaricado. O crime pela qual a tipa que saltou do Ministério prá FLAD via Sócrates acabara de ser condenada.

 

 

A pena foi branda. Devia ter sido prisão efectiva.

 

 

Podia meter aqui a foto da Milu, tirada no decorrer dalgum acto oficial, cá na terra.

 

 

Era fácil demais.

 

 

O importante é que depois da sentença Vara, está a mudar o paradigma da Justiça lusa. Nada será como antes. Ser ex-Ministro já não é alibi para evitar a condenação.

 

 

Aqui em Abrantes, houve um ajuste directo ilegal a um arquitecto num valor que triplicou o pago ao João Pedroso.

 

 

Se alguém puxa do fio podemos adivinhar onde se chegará.

 

As coisas mudam, embora lentamente.

 

A Milu vai recorrer, mas os advogados dela não vão reproduzir certamente os vãos argumentos que ela esboçou aqui.  

 

São argumentos próprios duma gaja ordinária.

 

Naturalmente enquanto política fez uma política ordinária, perseguindo e criminalizando os professores com um afã inquisitorial próprio duma mulherzinha a que lhe subira o poder à cabeça.

 

À porta do tribunal perdeu a cabeça.

 

Ao pé dela, no tribunal, o ''dr.'' Vara portou-se como um senhor.

 

Sobre ele escreveu o dr. Eurico Consciência ''    

Mas optou pela Porca, meteu-se na Política e passou a movimentar-se entre as pessoas que fazem contorções da coluna a toda a hora, para resistirem à concorrência dos seus pares do partido, primeiro, depois para enriquecerem.

E é assim que os robalos se transformam em tubarões.''

 

 

A Milu fez o mesmo que o Vara, meteu-se na porca da política. Mas não se transformou. Ficou como era.  Uma execrável megera.

 

MN

 

numa coisa a mulher tem razão, casos impunes como os dela há-os aos pontapés...



publicado por porabrantes às 16:39 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.07.14

 Público

 

A querida Milu é acusada pelo MP dum dos mais asquerosos crimes que pode cometer um titular dum órgão político a prevaricação,  crime cuja moldura penal vai de 2 a 8 anos de cadeia.

 

O MP sustenta que a querida Milu, autora duma política que devastou o ensino público, favoreceu um amigalhaço político o João Pedroso num ajuste directo ilegal no valor de 265.000 €.

 

O MP admite a suspensão de pena se a arguida Milu devolver as centenas de milhares de euros ao Estado.

 

O MP não tem sentido de humor, porque o justo era pedir que em troca da suspensão de pena que a  doce Milu fosse coagida a servir a Comunidade, tratando de idosos num lar duma IPPS pegacha, com um salário mínimo, durante o tempo necessário a recompensar o Estado pelos 265.000 €.

 

Penas destas já têm relevância na jurisprudência internacional, como aquela em que um  político idoso, de vasta experiência política, o ex-Cavalieri Berlusconi foi condenado pela República Italiana, a  fazer serviços sociais a idosos,

      

 

Resta sublinhar que a Milu tem direito à presunção de inocência e sugerir uma estratégia de defesa.

 

Cá por mim sugeria uma estratégia à Sarcozy, dizer que a acusação está recheada de comunistas.  

 

 

Finalmente já ouvi falar doutro ajuste directo ilegal na Cidade de Abrantes, com um montante muito mais alto que o da Milu.

 

 

MP



publicado por porabrantes às 13:30 | link do post | comentar

Segunda-feira, 23.05.11

Transcrevemos parcialmente a notícia do Mirante sobre a inauguração da EICA não por Américo Tomás

 

 foto da Rádio Renascença portanto com imprimatur de Nosso Senhor Jesus Cristo

 

mas pela Senhora de Rui Vilar, madame Alçada e restante séquito

 

Sociedade

Investimento de 12,3 milhões de euros deixou estabelecimento irreconhecível para alunos, professores e funcionários 
Há uma nova Escola Solano de Abreu em Abrantes 

foto

 

  Imprimir ArtigoComentar ArtigoEnviar para um amigoAdicionar aos favoritos

“Seria aqui o pátio das raparigas?”, pergunta Maria de Lurdes Pereira que integrava a comitiva que no dia 11 de Maio seguia de perto a ministra da Educação, Isabel Alçada, durante a cerimónia de inauguração da Escola Secundária Dr. Solano de Abreu, em Abrantes, após ter sofrido grandes obras de remodelação. Foi aqui que estudou nos anos 70 mas quase nada reconhece da antiga Escola Industrial e Comercial de Abrantes que, criada em 1953, passou a funcionar neste edifício em 1959 e recebeu em 1993 a actual designação de Escola Secundária Dr. Solano de Abreu.

Os mais de doze milhões investidos em obras de modernização, que tiveram o seu início em 2008, deixaram a antiga Escola Técnica Industrial irreconhecível para alunos, ex-alunos, funcionários e professores. “Como isto era e como isto está” foi uma frase repetida por muitos convidados. E também quem passa na Av. das Forças Armadas, em Abrantes, dificilmente pensa tratar-se de uma escola devido à arquitectura contemporânea do edifício, facilmente confundido com um museu.

 

Os edifícios pré-existentes foram requalificados, as oficinas demolidas e os acessos passaram a realizar-se através da Rua Visconde de Abrançalha, na traseiras, porque esta rua tem um menor fluxo rodoviário. Para além de uma biblioteca, bar, refeitório e espaços lectivos, a escola conta com uma loja do aluno e uma área de pausa para professores. O antigo ginásio foi reconvertido em sala polivalente e foi construído um novo pavilhão gimnodesportivo, através da modelação de terreno que desce até ao pátio dos alunos. Os espaços exteriores também foram redesenhados, permitindo criar melhores condições de acesso e maiores áreas de recreio coberto e de espaços verdes. Para o director da Escola, Jorge Costa, era “imperioso” tornar esta escola de novo num local aprazível e adequado ao processo de aprendizagem. “Inauguramos uma nova escola, num concelho que se pretende sempre novo. A escola saberá encontrar novos caminhos para o sucesso”, disse.

 

Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara de Abrantes, iniciou a sua intervenção lendo um poema com uma mensagem dirigida a D. Dinis. “ Hoje temos que apostar fortemente na qualificação das pessoas como forma de ganharmos espaço e património”, disse, realçando a existência de um Centro de Novas Oportunidades nesta escola. A autarca destacou ainda o facto do actual ministro dos Assuntos Parlamentares e presidente da Assembleia Municipal de Abrantes, Jorge Lacão, ter sido aluno desta escola nos anos 60.

 

Maria do Céu Albuquerque apresentou um recorte de um jornal da antiga Escola Industrial e Comercial de Abrantes, datado de Abril de 1978, que dava conta de que “Mário Rui Fernando e Jorge Lacão Costa eram, sem dúvida, os dois mais altos valores poéticos da nossa escola”. Jorge Lacão agradeceu emocionado e subiu ao palanque para discursar tal como fez a sua colega de governação, que não perdeu a ocasião para fazer um discurso de obra feita, concentrando a tónica do mesmo em propaganda eleitoral.

 

Desde o arranque do programa de Modernização, em 2007, a Parque Escolar já requalificou 90 escolas do ensino secundário, tendo actualmente em curso intervenções em 53 escolas. O programa prevê a intervenção em 370 estabelecimentos de ensino, em detrimento da construção de novas escolas. (...)

 

in Mirante

 

Temos várias considerações a fazer.

 

O frenesim eleitoralista do PS leva-o a fazer o ridículo mais absurdo que alguma vez o  país viu.


Vão ganhar as eleições?

 

É possível, com tipos como Passos Coelho, Miguel Relvas e cá no burgo o Marçal a comandar as operações (segundo sustenta Santana-Maia Leonardo, )acredito em tudo!!!!.

 

Mas do ridículo mais vibrante não se livram!

 

Vejam o disparate de trazer a Milú, a inepta Ministra que construiu um conflito com os professores em digressão turística!!!! 

 


 

 

A Milú deve ter sido contratada para assustar manifestantes da classe docente e os pobres alunos, no caso de manifs adversas!!!!

 

O problema é que ela chega a morder no dono!!!!

 

 

 

Diz no texto que aquilo foi confundido com um Museu.

 

Terá sido com este?

 

 by António Colaço.

 

Também se diz que a Presidente, suponho que depois de ser autorizada superiormente pela Chefa, disse um poema.

 

Dedicado ao Lavrador!!!! Ou seja a el-Rei D.Dinis!!!

 

A sessão poética prosseguiu com a D.Maria do Céu, lírica como sempre, dizendo : ''Mário Rui Fernando e Jorge Lacão Costa eram, sem dúvida, os dois mais altos valores poéticos da nossa escola”

 

Ora bolas, quem era o Mário Rui Fernando?

 

E o Lacão tem vocação poética?

My Good!!!!!

 

Porra!!!! Esqueci-me que era ateu!!!!

 

O meu querido Fernando Pessoa emborcava mais três bagaços de seguida, depois de ouvir esta!!!!!

 

 

Quem será o poeta ou a poetisa  preferida pela Presidente?

 

Será um ou uma recomendada pela Chefa????

 

Ou um poeta do cordel da pesada à brasileira  como este a precisar de ser internado na chafarica do cónego?

 

Miguel Abrantes 


publicado por porabrantes às 11:07 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A Parque Escolar e o cart...

Disse a verdade a Milu e ...

Milu não vai de cana aos ...

As aventuras da Milu

Maria do Céu Albuquerque ...

arquivos

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Julho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds