Quinta-feira, 19.12.13

Carta ao Provedor da Santa Casa- 1866

 

 

 

 

 

Postal de negócios de gado

 

 

 

 

um descendente do Sr.Serrão Burguete assinou a petição

 

 

 

 

 

 

Negócio de farinhas com selos à mistura- Rocio de Abrantes/São Miguel- 1911

 

 

 

 

pelos vistos em 1911 a família Silva Martins ainda mantinha a fábrica de moagem com o nome do Rei que parara na estação de Abrantes, depois mudaria o nome para agradar aos novos tempos republicanos, aqueles em que até o nome do bolo-rei não escapou

 

MN



publicado por porabrantes às 22:26 | link do post | comentar

Terça-feira, 19.10.10

 

 

-o SENHOR CANDIDATO DOUTOR, AQUI A MISERICÓRDIA É O MAIOR AGENTE SOCIAL DE ABRANTES!

-Ò SENHOR PROVEDOR ,O REVERENDO CÓNEGO DISSE-ME QUE ERA ELE

-Ò SENHOR CANDIDATO DOUTOR PACHECO, DEVE VOCELÊNCIA QUERER DIZER O CENTRO INTERPAROQUIAL DE ABRANTES....

-Ò SENHOR CAPITÃO, INTER SÓ CONHEÇO A INTERSINDICAL QUE SÃO TODOS COMUNAS......

-Ò SENHOR CANDIDATO DOUTOR PACHECO A MIM DISSERAM-ME QUE O SENHOR TIDO SIDO COMUNA CHINÊS ANTES DE ALARANJAR!!!!

-Ò  SENHOR CAPITÃO OS MEUS ERROS DE JUVENTUDE NÃO SÃO PARA AQUI CHAMADOS, O MOTA AMARAL NÃO ERA DA UNIÃO NACIONAL???

-NÃO SE OFENDA VOSSA EXCELÊNCIA, PORQUE PODE CHEGAR A MINISTRO E PRECISAMOS DE SUBSÍDIOS....

-´TÁ DESCULPADO!!!!

 

( A CONVERSA CONTINUOU IMAGINÁRIA, mas a nossa imaginação não é tão grande como a escritura do quintal de São João....

 

ficamos por aqui

 

qualquer semelhança (excepto a foto do Amar-Abrantes que é real) é pura fantasia

 

Marcello de Noronha





publicado por porabrantes às 22:06 | link do post | comentar

Quinta-feira, 14.10.10

 

 

Em primeiro lugar queremos agradecer ao militantes católicos da petição  e aos Irmãos da Santa Casa (entre os quais algum sacerdote) que nos têm enviado esta documentação sobre ela.

 

Em segundo lugar reafirmamos o papel central da Santa Casa como entidade cultural, espiritual e caritativa no seio da comunidade abrantina.

 

Em terceiro lugar, devido à história, a Misericórdias foram poupadas à política de saque e rapina desencadeada pelos governos da Monarquia Liberal (era monárquico e não republicano o Ministro Joaquim António de Aguiar, o Mata-Frades) e da República de 1910-26, e  são normalmente agentes económicos relevantes no tecido social onde se integram, e a de Abrantes não foge à regra.

 

Sabemos que a Santa Casa Abrantina tem dificuldades económicas para gerir as suas obras de caridade (designadamente o Lar D.Leonor Paller de Viegas e o Jardim-Escola) mas não percebemos porquê.

 

A Paróquia de São Vicente vai construir 2 lares e não parece ter dificuldades económicas.

 

Cá para mim as obras de caridade, incluindo a desintoxicação, deviam ser administradas pela Santa Casa e a actividade espiritual devia ser feita pelas Paróquias

 

O lógico era a Paróquia delegar essas tarefas na Santa Casa, ajudando-a dado que possui vastos recursos económicos e se tornou desde há 25 anos uma série concorrente da Santa Casa no campo das heranças pias.

 

A Paróquia de São Vicente herda já fora das suas fronteiras (Casa de D.Clotilde Vasconcellos em Alferrarede), e tem delegações usufruindo de imóveis em São Miguel.

 

Que diria o Conselho Económico e Social de São Vicente se os seus fregueses começassem a testar a favor da Paróquia de São Miguel, em Castelo Branco????

Reagiria como o fez, o ex-Provedor e nosso amigo Fernando Velez porque D. Madalena Casaleiro Guedes de Campos testou a favor da associação das antigas alunas das Doroteias, ordem a que pertencera????

Como o fez???? Ficou um bocado chateado porque a Associação tinha sede em Évora e sentiu a coisa como uma traição a Abrantes.

Outro dia um falecido empresário, de que não dizemos o nome por o assunto andar nos tribunais, testou a favor da Província dos Missionários da Consolota, com o sólido argumento de que o seu irmão fora Sacerdote dessa Ordem.

A sede da Consolata não está em Abrantes.

 

Felizmente não houve uma onda de protestos eclesiais locais contra o ''traidor''!!!!!

 

Vem esta conversa toda porque o actual Provedor sr. Capitão Horácio, está dizem-nos prestes a terminar os seus altos serviços à Santa Casa.

 

 

É tempo de fazer balanço!!!!

 

O documento transcrito é a página 3 do Plano de Actividades da Santa Casa para 1994.

 

Era o programa desta lista:

 

 

Nos corpos gerentes está o peticionário e grande abrantino Dr. João Vaz Rico. E encontramos algum político local nos corpos sociais propostos.

 

Mas o que queremos perguntar agora ao Sr. Provedor Capitão Horácio Mourão de Sousa e o que é foi feito do programa para esse biénio?

 

Dezasseis anos depois não teve tempo de abrir o Museu da Misericórdia?

 

Quantas imagens propriedade da Santa Casa extraviadas, foram recuperadas????

 

Há certamente um êxito a apontar, o restauro do telhado da Igreja. Mas em que condições foi feito?


O Provedor (de manga curta) foto rotary club

Pode o Sr.Provedor mostrar-nos o parecer do IIPC (actual IGESPAR) sobre essa Obra???

 

Ficamos a aguardar pacientemente as explicações do Sr.Capitão......

 

Marcello de Noronha e Ataíde



publicado por porabrantes às 10:21 | link do post | comentar

Quarta-feira, 06.10.10

O lobby das Misericórdias desenterrou o machado de guerra contra a Conferência Episcopal. A União das Misericórdias parece que quer entrar em auto-gestão ou seja ser administrada como a Paróquia de São Vicente, sem darem cavaco aos Ordinários Diocesanos.

 

Este Prec dos Senhores Provedores que  efeitos tem em Abrantes e arredores???

 

Obedece o Provedor Capitão Horácio a Portalegre ou junta-se aos rebeldes???

 

Tendo em conta a sua formação castrense deve estar habituado à disciplina hierárquica.

 

Mas o que dirá o resto da Mesa????

 

E o Delfim????

 

O Capitão Horácio tem agora de trabalhar na corda bamba, para lhe não suceder o mesmo que ao seu pio antecessor, Fernando Velez!!!!

 

Marcello de Noronha e Ataíde, da Obra



publicado por porabrantes às 16:47 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Correspondência abrantina

DIÁLOGOS FALSOS PACHECO P...

O balanço do mandato do P...

Santa Guerra

arquivos

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds