Quarta-feira, 09.07.14



Anda por aí na net uma campanha miserável, repito e meço bem as palavras miserável, contra Margarida Maldonado Freitas, mulher do Secretario Geral do PS, António José Seguro. É, na minha opinião, uma campanha "fundada" em insinuações indign...as. Dizem que fez parte de uma direcção de João Cordeiro na ANF, fez e nunca o escondeu bem pelo contrario. Pudessem muitos orgulhar-se, em associações profissionais em Portugal, de uma obra como a dessa direcção, de que Margarida Maldonado Freitas fez parte com João Cordeiro. Conheço essa obra muito bem porque a acompanhei, com entusiasmo e admiração, quando fui autarca de Lisboa. A obra está lá e pode ser vista, nomeadamente o deslumbrante Museu da Farmácia. Há quem fale de "ataque ignóbil" de Cordeiro a Ferro Rodrigues. É uma linha de argumentação falaciosa e historicamente incorrecta. Houve um contencioso publico entre a ANF e Correia de Campos que começou no tempo de Ferro Rodrigues. Mas que foi resolvido, e bem, com elogios públicos de ambas as partes, no tempo do Governo PS de Sócrates pelo próprio Sócrates. Margarida Maldonado Freitas é uma grande profissional, uma mulher digna, sóbria, discreta. Uma camarada nossa de uma família, das Caldas da Rainha, com muitas provas dadas, há varias gerações, nos combates republicanos, antifascistas e solidários na nossa Pátria. Atacar uma mulher digna e honrada, como Margarida Maldonado Freitas, desta forma, porque é companheira de António José Seguro, é muito vil e desqualifica quem o faz...


Una foto de João Soares.

João Soares


com a devida vénia ao dr. João Soares, que o publicou



....e uma informação quase ignorada cá na terra, dizem-nos que parte do espólio histórico da Pharmácia Silva de Abrantes se encontra no Museu de Farmácia . Coisa que só prova, se a informação se confirmar, a desatenção municipal em defender o património local, criando um Museu da Cidade que de facto seja reflexo do que foi a vida da urbe ao longo de oito séculos

Pelo contrário aposta-se num modelo museológico com peças compradas em leilões no estrangeiro (Isilda Jana irá em breve esclarecer isto), concentra-se a representação da pintura abrantina numa só artista, esquecendo artistas mais imporantes, caso de Matilde Marçal , aposta-se num escultor que não é abrantino, rega-se o homem de dinheiro e ainda por cima há um palerma que o nomeia ''Chefe dos Almeidas''....   


finalmente não se esquece a indústria de criação de tachos


a redacção










publicado por porabrantes às 17:02 | link do post | comentar

Terça-feira, 19.03.13

 

 

Está à venda o Solar de Alvega com a Capela.

 

Fechou dizem Cadouços.

CMA

O Solar é um exemplo de preservação do Património, um dos melhores exemplares da arquitectura senhorial no Concelho nem sequer foi classificado, nem conheço qualquer medida camarária para apoiar esta unidade de marca da nossa hotelaria.

 

A classificação permitiria defender o património e seria da responsabilidade dos serviços urbanísticos e culturais da CMA.

 

Permitiria ainda à CMA exercer o direito de preferência sobre o imóvel.

 

Não foi feita.

 

Outro exemplo de desleixo e de desprezo pelo nosso património e no caso por Alvega. 

 

Junta-se a isto a inoperância da Junta local que prometeu há 4 anos abrir um Núcleo Museológico e ainda estamos à espera de o ver abrir.

 

Certamente no Dia de São Nunca.

 

Provávelmente à tarde....

 

Como o Museu Duarte Ferreira no Tramagal, certamente adiado devido à prodigiosa actividade do Vítor Hugo.

 

 

 

Haverá mais????

 

Se tivessem dado ao Solar de Alvega o apoio dado ao Hotel Turismo SA, cuja sociedade nem sequer é dona do imóvel do Hotel, aposto que o Solar não estaria à venda.

 

 

 

 

 

Para investidores interessados aqui fica o link do anúncio.

 

 

http://www.irglux.com/pt-PT/Imovel/Sede/For-sale/Farm/-/-/Santarem/Abrantes/Alvega/274

 

No caso de acharem que o post parece um libelo, foi inspirado no do Morgado Caldeira de Mendanha contra  um tal Sebastião José que tinha a mania de ser ditador.

 

MN.

 



publicado por porabrantes às 16:42 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27.04.12
ernesto jana  disse sobre Toupeiras atacam em Abrantesno Sábado, 21 de Abril de 2012 às 19:04:


     

Boa tarde. Serve este para lhe dizer que no próximo dia 14 de Maio vai acontecer o I Encontro de Museus do Ribatejo. Todos os concelhos terão cerca de 15 m para apresentar o(s) museu(s) do seu concelho. O encontro realiza-se na biblioteca António Botto pelas 9.30 e terminará cerca das 17.30h. Cumprimentos Ernesto Jana ( de Tomar e Lisboa)

Boa tarde. Serve este para lhe dizer que no próximo dia 14 de Maio vai acontecer o I Encontro de Museus do Ribatejo. Todos os concelhos terão cerca de 15 m para apresentar o(s) museu(s) do seu concelho. O encontro realiza-se na biblioteca António Botto pelas 9.30 e terminará cerca das 17.30h. Cumprimentos Ernesto Jana ( de Tomar e Lisboa)

 

 

Recebemos do Sr. Dr. Ernesto Jana, peticionário e ilustre Historiador esta comunicação, pedimos desculpa por só agora a publicar.

 

Agradecemos a comunicação. Estranhamos que a CMA ainda não tenha divulgado o evento. Mas é óbvio que esses elementos têm estado a ver como se livravam  da embrulhada em que se meteram com o Prémio Eduardo Campos.  Também têm estado  a tentar ajudar um certo arquitecto alentejano a ganhar mais um ajuste directo, porque o fulano se atrasou a apresentar os papéis no prazo regulamentar.

Se a comunicação abrantina for apresentada por Isilda Jana garantimos que será um momento humorístico inesquecível.

 

 

 

 

Convidamos as amplas massas populares a perguntar à criatura se o Museu a abrir se chamará

 

 

 

Alexandre Alves e se a consultadoria para o organizar estará a cargo de 

 

 

 

 

  • Rua de Nossa Senhora da Conceição, 3, 3º Dto
  • Abrantes, Portugal 2200 Abrantes
+351 964241206
Miguel Abrantes

 

 

 



publicado por porabrantes às 15:57 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.01.10

 

A colecção de pintura do MIIA não se pode resumir à obra magna da grande Pintora Lucília Moita, , que sendo proveniente duma grande família de Alcanena junta o bom gosto ao savoir-vivre.

 

Defendemos a abertura da colecção  de pintura a outros talentosos autores e hoje damos exemplo de alguns quadros que lá poderiam figurar:

 

 

Que tal esta versão do brutalismo de Lucian Freud, para condizer com a brutalidade da Torre do Carrilho?

Que tal esta homenagem aos 2 ministros da Cultura que apadrinharam a destruição da paisagem abrantina, com a bênção de José Sócrates?

 

O autor assina por KAOS e está disponível aqui

 

 

 

 

 

E para bucolizar uma natureza viva, antes que um caçador o transforme numa natureza morta:

 

o famoso Javali do Souto

 

A tela supomos que é  do Pedro Oliveira e informações sobre a obra podem ser lidas aqui

 

 

Estamos certos que o coordenador museológico aprovará a nossa escolha.

 

 

A arte não pode ser só classicismo, há que abrir-se à arte popular........

 

Amável Fernandes (crítico de arte)



publicado por porabrantes às 23:34 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Domingo, 29.11.09

 

 

 

A D.Alice Brito com as suas alunas nos anos 30. Foto inserida no livro do Sr.Traquina sobre a História do Souto.

 

Agradecemos naturalmente ao Snr.Traquina ter resgatado para nós as fotos duma escola rural abrantina nos anos 30.

 

Só quem não sabe o trabalho que dá fazer um trabalho destes, é que critica de forma boçal e invejosa.

 

POR ABRANTES

 



publicado por porabrantes às 21:24 | link do post | comentar

Já revelámos aqui que graças aos esforços do benemérito Sr. Traquina há a séria possibilidade da Escola Primária do Souto ser transformada num Museu que seja um pólo cultural que defenda a identidade da Freguesia e a memória das populações.

 

 

É um objectivo comum às candidaturas do PSD (vencedora)  e do PS ( segunda classificada no prélio eleitoral).

 

Este objectivo tem o apoio da equipa vencedora do PS à C.M.A.

 

É um objectivo consensual (excepto para o Pico e para a candidatura de Adelino Branco esmagada nas eleições locais). 

 

Esta candidatura teve 42 votos e um pouco mais de 10% dos votos.

 

Esta candidatura nem sequer conseguiu eleger um representante para a Assembleia de Freguesia.

 

Esta candidatura demonstrou que não se identifica de forma nenhuma com o sentir do Povo do Souto.!!!!

 

O que significa que as pessoas que querem o Museu representam cerca de 90% dos habitantes que votaram no Souto. !!!

 

É um objectivo que devia existir em cada freguesia (construir um Museu local) e que existiria se lá houvesse um carola e empenhado divulgador da cultura e memória local como o Snr. Traquina.

 

  

 

É pois um objectivo que apoiamos inteiramente e que deve merecer todo o apoio das autoridades municipais e da Junta de Freguesia, bem como dos mecenas locais e do Ministério da Cultura.

 

Escrever insultos contra o Snr. Traquina por defender a cultura no Souto, em termos que não reproduzimos por pudor  só caracteriza quem não saber perder umas eleições.

 

E que naturalmente é inculto e incivilizado.

 

POR ABRANTES 



publicado por porabrantes às 12:53 | link do post | comentar

Domingo, 15.11.09

Os museus são (ou deveriam ser) repositórios da história local das povoações onde se encontram. Há decerto outras variedades de Museus temáticos e especializados que também têm a sua razão de ser. Mas enquanto uma comunidade não souber acarinhar a sua História que não é feita apenas de calhaus e grandes homens, mas sobretudo da actividade e da vivência quotidiana dos seus habitantes, não terá orgulho em si mesma e a sua identidade colectiva estará em risco.

 

Por isso na região é um exemplo o Museu de Constância ( Museu dos Rios e das Artes Marítimas) e uma vergonha que o único Museu Etnográfico de raiz concelhia e de iniciativa municipal tenha sido privatizado. Naturalmente a privatização tem a assinatura de Isilda Jana, que com esta copiou servilmente uma ideia de Berlusconi....... 

 

Graças ao esforço de bairristas e de carolas com o apoio empenhado de algumas Juntas de Freguesia existem pequenos núcleos museológicos nas Mouriscas, Rossio ao Sul do Tejo e Bemposta.

 

Também no Tramagal o que se pôde salvar da rica história da indústria local deve-se a populares interessados pela preservação da história da Vila Convívio. 

 

O apoio público municipal tem sido escasso e sobretudo rico em promessas eleitorais. Ressalve-se contudo a edição do Livro sobre Eduardo Duarte Ferreira da autoria de Patrícia Fonseca.

 

 

Por isso se sauda a disposição da nova Junta do Souto, presidida pelo dinâmico Dr. Diogo Valentim, Secretário-Geral da JSD de Santarém, de apoio ao projecto do Sr. Traquina de montar um Museu local no Souto.

 

Todos conhecem o trabalho desinteressado do Sr. Manuel Traquina em defesa do património local e a sua actividade como cronista na Imprensa e autoria de vários livros, o último dos quais consagrado à sua missão de soberania na então Guiné Portuguesa.

 

Um dia destes comentaremos a obra.

 

Finalmente não deixaremos de cometar que o Dr. Diogo Valentim teve de enfrentar a candidatura oficialista do PS que teve os costumeiros apoios do Poder e uma estranha candidatura populista, por parte do empreiteiro Adelino Branco que aparentemente fazia o jogo do PS dividindo o eleitorado da centro-direita.

 

Essa candidatura teve um resultado humilhante não elegendo nenhum representante para a Assembleia de Freguesia. Foi melhor assim, senão lá teríamos um populista do betão a servir de muleta ao PS....

 

Finalmente este blogue roga à actual Presidente da Câmara, que reservou para si o Pelouros dos Museus, que dê todo o seu apoio ao Sr.Traquina e à Junta do Souto neste trabalho em prol da nossa memória colectiva.

 

DECLARAÇÃO DE INTERESSES: O DR.VALENTIM ASSINOU A NOSSA PETIÇÃO. O SR. TRAQUINA NÃO, MAS AINDA ESTÁ A TEMPO.

 

 POR ABRANTES



publicado por porabrantes às 19:14 | link do post | comentar

Quinta-feira, 12.11.09

PROXIMAMENTE

 

O NOVO MUSEU DO

SOUTO

 

E O SENHOR

TRAQUINA.

 



publicado por porabrantes às 21:55 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Uma campanha miserável

Capela à venda com Solar...

Mensagem do Sr.Dr.Jana

Para a colecção do MIIA

D. Alice Brito e os seus ...

Museu do Souto

O Museu do Souto

...

arquivos

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds