Segunda-feira, 14.10.19

Esta terra ia ser a capital dos Museus. O Carneiro, o MIAA, o da MDF, o D.Lopo e a colecção Figueiredo Ribeiro no Quartel.

Face à escassez de visitantes e à falta de contínuos para abrir a porta, o caciquismo ou melhor o Luís Dias ( a quem teremos de oficiar um dia destes a pedir uma resma de papéis)

luis_dias_2

resolveu reduzir drasticamente o horário de visitas  do edifício Quartel e da colecção do milionário, que passará a ser das 14H00 e encerramento às 18H30.

O edil não explicou em Dubrovnik que os Museus de Abrantes têm horários reduzidos.

O Museu do Tramagal só abre à tarde e alguns dias.

mn 

 


tags:

publicado por porabrantes às 19:53 | link do post | comentar

Segunda-feira, 26.09.16

O caso emblemático do desvario na Levada no Tomar a Dianteira, apliquem a lição ao caso MIAA

 

mn


tags: ,

publicado por porabrantes às 09:21 | link do post | comentar

Sábado, 14.03.15

 

Num colóquio na U. de Lisboa a abrantina Drª Armanda Charneca falará acerca do futuro do Museu D.Lopo de Abrantes, e apresentará a sua tese já aqui abordada.

Esperamos que a Drª Armanda Charneca volte a denunciar que as reservas do dito museu se encontram em parte no parque de sucatas camarário, com todo o perigo que isso representa.  

 

Saliente-se o elevadíssimo preço (70€) pedido pela organização para se poder participar nas jornadas, que são sobretudo para estudantes.

 

Por 20 escassos euros a Associação APOC trouxe a Tomar os melhores investigadores e medievalistas para falar sobre os Templários ou sobre a Ordem de Cister.

 

Esperemos que alguém pergunte à Dr.ª Armanda o que pensa sobre o fantasmagórico MIAA que está há 7 anos para ser construído .....

 

E se o impacto da celerada Torre do Carrilho alentejano não era um crime.

 

a redacção

 

a drª Charneca decerto salientará que Abrantes deve ser o único município do Vale do Tejo que tem o mesmo Museu desde 1922 e que os outros Munícipios como Torres Novas ou Constância já possuem Museus aceitáveis e que a CMA gastou já 1 milhão e meio de euros em projectos e estudos para nada...  



publicado por porabrantes às 11:58 | link do post | comentar

Quarta-feira, 26.01.11

XVI Encontro Nacional MUSEOLOGIA E AUTARQUIAS
VIII Fórum Nacional URBANISMO E AUTARQUIAS

Batalha, Constância, 11 e 12 de Fevereiro de 2011
Nos próximos dias 11 e 12 de Fevereiro, Constância e Batalha recebem o XVI Encontro Nacional Museologia e Autarquias e o VIII Fórum Nacional Urbanismo e Autarquias, uma organização da Universidade Lusófona de Humanidade e Tecnologias (Departamentos de Urbanismo e de Museologia) e dos Municípios de Constância e Batalha.

Território, Cultura, Ciência e Inclusão é o tema do XVI Encontro Nacional Museologia e Autarquias e do VIII Fórum Nacional Urbanismo e Autarquias, o qual tem como destinatários os membros dos Executivos e técnicos dos municípios ligados ao urbanismo, à cultura, ao desenvolvimento social e aos museus; agentes e animadores culturais e museológicos; estudantes e professores universitários e de escolas superiores, cuja área de pesquisa seja o Urbanismo a Cultura e a Sociomuseologia na sua relação com o meio; amigos dos museus, empresas do ramo, associações culturais e grupos de voluntariado, chamados a intervir na vida e na gestão dos museus.

O Encontro, que vai decorrer no Auditório Municipal da Batalha (dia 11 de Fevereiro, das 9h00 às 16h30) e em Constância (dia 11 às 21h00, no Centro Ciência Viva) e dia 12 na Casa-Memória de Camões em Constância (das 9h30 às 17h30), tem como principais objectivos debater a presença das áreas científicas e tecnológicas no mundo do património e dos museus, analisar a utilização dos recursos patrimoniais no ordenamento do território à luz da recente legislação e procurar caminhos para a inclusão no campo da comunicação cultural.

A participação no Encontro implica inscrição, a qual tem um custo de 20 € para estudantes, e 25€ para o público em geral.

Para mais informações e efectuar inscrições devem os interessados contactar a Câmara Municipal de Constância – Gabinete de Apoio ao Presidente – 249 730 051, o Museu da Comunidade Concelhia da Batalha – 244 769 110, ou o Departamento de Museologia da Universidade Lusófona – 217515500 – 2350.
Informação da CMC
Para ver o programa aqui
Felicitamos vivamente a CM de Constância por esta iniciativa e por não terem convidado o Oeesterbeck, o Baptista Pereira e a Chefa.
Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 23:31 | link do post | comentar

Quinta-feira, 20.05.10

O título é enganoso. Teoricamente o leitor podia pensar que estamos a falar da Senhora Dona Ana Baptista Pereira, personalidade muito citada com especial unção pelo Marcello (que está neste momento enfrascado num profundo estudo sobre a vera efígie de Dom Lopo de Almeida).

 

Mas vamos falar de intelectuais abrantinos, do Professor Associado Fernando Baptista Pereira que ainda há pouco dialogava com o clero católico mais progessista acerca dos caminhos da arquitectura religiosa moderna e de Museus.

 

Vou deixar para o Marcello os comentários que queira fazer sobre a influência da arquitectura religiosa moderna na afluência dos fiéis aos actos religiosos.

 

As parcas estatísticas dizem que só 18% dos portugueses vai à Missa ao domingo. Naturalmente eu não estou entre eles. Já me chega as reuniões na Loja Raul Rego onde me puseram um processo disciplinar por me recusar  o avental para as cerimónias.!!!!

 

Se sou pedreiro-livre, graças ao Supremo Arquitecto do Universo (não sei quem é o gajo!!!!, juro!!!!!), sou mesmo livre e não tenho de me disfarçar de trolha para ser fiel aos dogmas sagrados da Liberdade, Igualdade e Fraternidade.

 

Se que me querem expulsar por herege da seita, façam favor!!!!

 

Mas pôr um avental de trolha é que não ponho!!!! Que me valha el-Rei Dom Pedro IV, Grão-Mestre do Grande Oriente Luso-Brasileiro, que nunca se vestiu de trolha para ser maçon....

 

E o dr. Mário Soares que nunca mais entrou na Loja porque dizia que a única roupa de trabalho que admitia era toga de advogado!!!!

 

Comentámos que o Fernando estava a caminho da conversão.

 

Resultado do apostolado jesuitico-progressista do Padre Norton de Matos (parente do nosso falecido Grão-Mestre, o General), .....

 

Mas eis que chega um intelectual abrantino e faz o Fernando  abandonar o caminho da Fé.

 

O António Campos Rosado, leva apelido de pedreiro-livre, com o mesmo garbo que o irmão, o pianista e peticionário Roy de Campos Rosado, nosso amigo e adversário da Carrilhada.

 

O bisavô deles, o dr. Ramiro Guedes, espalhou a Boa Nova do barrete frígio em Abrantes.

Foto retirada de abrantescidade.blogspot.com/ com a devida vénia

 

 

É certo que detestava a Formiga Branca e terminou como político como Governador Civil sidonista, coisa curiosa porque os bisnetos do Presidente-Rei também são quase abrantinos e assinaram a petição.

 

O artista plástico António Campos Rosado é um dos intervenientes da perfomance organizada pelo MUDE :'' No sábado, dia 22, pelas 18h00, o MUDE abre novamente as portas à cidade e convoca para uma nova conversa outros “moradores” da Baixa: António Campos Rosado, Gestor Cultural e Presidente da Associação de Moradores da Baixa Pombalina; António Manuel, Presidente da Junta de S.Nicolau; Vasco Melo, Presidente da União das Associações do Comércio e Serviços; e Ana Paula Cunha, Directora da Unidade de Projecto Baixa-Chiado. Revitalizar e reanimar o centro histórico serão os tópicos lançados para a mesa.''

 

O MUDE é o Museu do Design e da Moda.

 

Mas amanhã Fernando Baptista Pereira abandona a espiritualidade e passa a temas profanos.

 

 

''Na próxima sexta-feira, dia 21 de Maio, o MUDE - Museu do Design e da Moda, em Lisboa, comemora o seu 1º aniversário, com uma programação de excelência que inclui conferências, debates, oficinas e concertos, entre muitas outras actividades. 

Um ano depois da abertura ao público, o MUDE convida diferentes personalidades ligadas às artes, ao design e à moda, como Dalila Rodrigues, Eduarda Abbondanza, Fernando António Baptista Pereira, João Brigola, Henrique Cayatte e Raquel Henriques da Silva para uma conversa sobre o papel e o lugar dos museus na contemporaneidade, em particular nas áreas do design e da moda. A conversa “À volta do MUDE”, com moderação de Bárbara Coutinho, realizar-se-á na sexta-feira, entre as 19h00 e as 20h30.''

 

Adeus conversão, passa  das Igrejas à Mini-saia.....

 

Falará da influência de Ratzinguer na moda e na escolha papal da marca Prada  para os acessórios necessários ao traje eclesiástico?

 

 

E para o debate que se prevê animado e onde estaremos, que dirá Brigola?

 

O Simpático Doutor Brigola, renovador da Museologia Portuguesa, organizador de  debates sobre o MIIA em Évora ( em Abrantes é proibido) e actual Director dos Museus.

 

A coisa prevê-se quente e potencialmente explosiva, se o Fernando ( o meu Fernandinho, como nos disse uma célebre pintora abrantina) levar a D.Ana, nossa musa.

 

A D.Ana, antes de ter engordado outra vez, por ter abandonado a dieta da Doutora Isabel do Carmo e durante a viagem ao México se ter dedicado à fotografia culinária e não só:

 

Com pratos destes nem a dieta explosiva da Drª Isabel se safa !!!!

 

 

Quer a  D.Ana quer ajustar contas com o Doutor Brigola?

 

Eis algumas das suas opiniões (naturalmente a defender o Fernando) sobre o renovador da Museologia lusa, Doutor João Brigola:

 

''Já querem gestores para arranjar patrocínios. Então qual é o papel do Estado?? E o João Brigola que teceu comentários negativos nas suas aulas de museologia sobre a Exposição Hermitage, nas costas dos colegas que a realizaram sem direito a contraditório, quer agora planos estratégicos e patrocínios para o século XXI??? E de alguns museus irem para as autarquias, é ideia dele???Por favor. ''

 

Amanhã, pode haver contraditório.......

 

Mas apesar do Doutor Brigola ter de falar de moda, não criticará decerto os modelos da Dona Ana.

 

O João é um cavalheiro. Já nos disse a Gabriela e também o Carlos César.

 

Miguel Abrantes,*

*Comendador do grau 33 da Loja Raul Rego

 

Nota: Lamentamos o envolvimentos do bisneto de Ramiro Guedes no afastamento do Fernando Baptista Pereira do convívio com o clero....



publicado por porabrantes às 21:03 | link do post | comentar

Terça-feira, 18.05.10

Museu da Cortiça de Silves encerra

por falta de verbas


  • Museu da Cortiça da Fábrica do Inglês, em Silves, premiado como o Melhor Museu Industrial da Europa em 2001, encerrou devido a dificuldades financeiras, anunciou o director do equipamento cultural, Manuel Ramos. A possibilidade de encerramento era admitida desde Dezembro. "Estávamos sob esta ameaça desde o Natal e, como nada mudou até ao final de Abril, a Fábrica do Inglês ficou sem condições para continuar com as portas abertas", explicou Manuel Ramos, citado pela Lusa.
  • Segundo o responsável, o encerramento do complexo e do museu tornou-se "inevitável", uma vez que "já não havia dinheiro para pagar os seguros e os salários do pessoal, nem mesmo os fornecimentos de água e luz, que entretanto foram cortados". As dívidas acumuladas ascendem aos 6,5 milhões de euros, referentes na sua maioria ao pagamento de hipotecas vencidas em Novembro de 2009. Numa tentativa de manter em funcionamento aquele que era um dos principais equipamentos turísticos de Silves e de preservar o acervo do museu, chegou a ser proposto ao município um protocolo para arrendamento do espaço por 11 mil euros mensais, mas tal não foi bem aceite pelas forças políticas locais.
  • in Público de hoje

    Nota:

    Quem acha que um Museu é um polo de desenvolvimento pode tirar daí a cabecinha.....

    Marcello de Ataíde

tags: ,

publicado por porabrantes às 22:15 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

CMA reduz horário da Figu...

O falhado Museu de Tomar

Armanda Charneca fala em ...

Cultura e Museus à séria ...

Baptista Pereira e a Moda

Museu falido

arquivos

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds