Sexta-feira, 31.07.15

 

 

 

mata peixe soares.png

É a acta de 14-7-2015 onde há pano para mangas e deliberações que só dão vontade de rir, dadas as patéticas posições encenadas pela maioria PS.

 

Começa-se por esta:

Primeiro descobre-se que a CMA, que é dona do açude e estava obrigada a monitorizar a passagem dos peixes, parece não saber nada disso e foi perguntar à APA como é a escada passa-peixe do Mondego

 

Recorde-se para os esquecidos, que o açude de Coimbra teve de ser remodelado, já lá vão uns anos e que a obra de remodelação custou uns 3 milhões de euros

 

Portanto a CMA parece assumir que terá de haver uma obra destas e terá de largar dos seus bolsos esta soma, porque se não o faz, o peixe continuará a morrer, e arrisca-se a uma multa, eventual responsabilidade penal e cível por crime contra o ambiente...

 

A CMA diz que falará com a Soares da Costa para lhe pagar uma renda...

 

Renda de quê?

 

Não se pode pagar uma renda de uma mini-hídrica que não existe....

 

Além disso, a Soares da Costa foi notícia nos jornais, porque não se encontra em brilhante situação económica...

 

A SC teria ficado de apresentar um estudo de incidências ambientais até Outubro de 2015....espero que a empresa que fará o estudo não seja aquela que atamancou o estudo sobre a mini-hídrica de Martinchel que deu sonora barraca...

 

O estudo poderá demonstrar que não se deve fazer a obra, porque as incidências podem ser terríveis....

 

A CMA quer começar umas obras em data incerta de 2016...

 

Ora o que devia fazer é já começar a fazer os estudos para montar uma nova escada passa-peixe ou demolir o açude...

 

Têm de pedir à APA os elementos da escada do Mondego!!!!

 

Para adiantar trabalho já têm aqui elementos....

 

E também têm o diagnóstico do que se passa em geral nas barragens lusas (o Açude é uma barragem,sabiam?) com este tipo de equipamentos

 

passa-peixe geral.png

devida vénia a

açude coimbra.png

Entretanto haverá que admitir que o consórcio que fez o Açude de Abrantes fez uma obra inqualificável e que portanto deve ser processado.

 

E que a CMA aceitou a obra em condições indefensáveis!!!

 

E que essa atitude foi irresponsável!!!!

 

Haverá que pedir responsabilidades políticas e técnicas.

 

Estou à espera que a Oposição faça isso, especialmente porque o Poder andou a ocultar a situação e foi responsável por várias matanças no Tejo.

 

Estou à espera que me expliquem como é gastaram uma pipa de massa em monitorização e a dita não funciona, perguntem os Vereadores do PSD e PCP onde está isto?

açude monotorização.png

E que  a Assembleia Municipal forme uma Comissão de Inquérito, mesmo que isso faça o Gomes Mor ficar com os poucos cabelos em pé, e interrogue o Nelson Carvalho, com firmeza e dureza, para saber como montou um açude que é uma armadilha mortal e um crime ambiental, gastando largos milhões de euros.

 

 

 

ma   

 

 



publicado por porabrantes às 08:53 | link do post | comentar

Sábado, 26.04.14

Perguntou o sr. Presidente Nelson de Carvalho naquela chatice pomposa comemorativa da Abrilada :

 

 

''onde estão aqueles que antes se designavam por “os capitães da indústria”? (...)

 

https://www.facebook.com/pages/Assembleia-Municipal-de-Abrantes/435387439920289?hc_location=timeline

 

 

 

Há perguntas que são arriscadas de fazer??????

 

Quer o sr. dr. Carvalho insinuar que este gajo está em  paradeiro incerto?????

 

 

ribatejo
o gajo não tem um cravo ao peito, mas cravou-nos porque o Sr.Dr.Carvalho achava que um tipo com esta pinta era um ''capitão da indústria''
 mirante
se o homem quer saber o que é um industrial sério, a malta diz-lhe
Doutor ( em física) pela Politécnica de Lausanne
Paulo Pereira da Silva
CEOE da Renova
tenho aqui o número do telemóvel, mas escreva-lhe uma carta e talvez a  secretária do Paulo lhe conceda uma audiência
MA    


publicado por porabrantes às 19:33 | link do post | comentar

Quarta-feira, 13.07.11
É arqueologia virtual, a expedição deve ter dido organizada por Isilda Jana, com assessoria de Nelson Carvalho que garantiu que em Abrantes se iria decifrar a língua tartéssica e o Baptista Pereira a receber mais umas chorudas massas!!!
www.publico.pt
Não existe um consenso em relação à descoberta dos novos sítios arqueológicos no Monte Brasil, em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira, Açores. A descoberta foi anunciada na passada quinta-feira pelos arqueólogos Nuno Ribeiro e Anabela Joaquinito, da Associação Portuguesa de Investigação Arqueológica
Pub por Marcello de Noronha


publicado por porabrantes às 21:33 | link do post | comentar

Quarta-feira, 19.01.11

DÁ VONTADE DE RIR, QUANDO UMA JUNTA ANDAR 9 ANOS SEM SABER CUIDAR DE 500 METROS DE RUA NO CAIS DE RIO DE MOINHOS. DÁ VONTADE DE RIR VER JORGE LACÃO A CONVOCAR UMA ASSEMBLEIA EXTRAORDINÁRIA PARA OUVIRMOS O CONHECIDO "BARÃO VERMELHO" DIZER QUE IA BUSCAR DEZENAS DE CAMIÕES DE AREIA POR DIA À GALIZA PARA OBTER 2 OU 3 SACOS DE "SILICA" POR CARRADA! SAÍA MAIS BARATO MANDAR UM TÁXI À GALIZA... E MONTAR LÁ UM EXTRATOR DE SILICA! ABRANTES NUNCA IRÁ LONGE!

 

Mister Jota Pico

 

O Sr. Jota Pico como militante do CDS-PP pode pedir o favor à deputada municipal do seu Partido, a Drª

 

 

Matilde Lino Neto Pádua Ramos (acho que é assim que se chama, se me enganei desculpem) que descubra onde é que anda a acta da Assembleia Municipal a que se refere no texto acima transcrito porque ''misteriosamente'' não consta no site municipal''.

 

Simples incúria ou há alguma coisa que convém esconder????

 

A D.Matilde há-de ter uma cópia.

 

Ou os gajos classificaram a acta como ''segredo municipal'', como a 2º parte do protocolo subscrito com a Fundação Estrada ???

 

Além dos mais no site municipal o que há é uma súmúla das decisões tomadas em cada Assembleia, com alguma declaração de voto ou documento anexo.

 

Mas nada referente a essa Assembleia Municipal!!!!!

 

Fui de propósito à Secretaria da CMA perguntar pelas actas e ninguém sabia.

 

Só sabiam o que estava on-line.

 

Ou seja tanto como eu (suspeito que menos).

 

ganda nóia, como diz o dr.Marques Mendes (um cavaquista aceitável)

 

axpzo.wordpress.com

 

E depois disto tenho de ouvir o humanitário bradar

 

foto ribatejo

 

“Nelson de Carvalho é a pessoa da minha confiança pessoal no distrito de Santarém”:

 

 

E eu direi que o Nobre deve ter tanta confiança no Carvalho como o Cavaco tinha no Dias Nogueira.....

 

Marcello de Noronha



publicado por porabrantes às 18:16 | link do post | comentar

 

Na Conservatória de R.Comercial foi inscrito este acto a a 09-08-2010

 

Publica-se que em relação à entidade: 
Nº de Matrícula/NIPC: 509024530 
Firma: RPP SOLAR - ENERGIAS SOLARES S.A. 
Natureza Jurídica: SOCIEDADE ANóNIMA 
Sede: Casal do Curtido - Estrada Nacional 118, ao Km 142 
Distrito: Santarém Concelho: Abrantes Freguesia: Concavada 
2205 - 277 Concavada 

Matriculada na: Conservatória do Registo Predial/Comercial de Abrantes 

pela Apresentação AP. 65/20100804, referente ao averbamento 2 à inscrição 2, 
foi efectuado o seguinte acto de registo 

Av. 2AP. 65/20100804 13:54:15 UTC - CESSAÇÃO DE FUNÇÕES DE MEMBROS DO(S) ORGÃO(S) SOCIAL(AIS)


CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO: 

Nome/Firma: CLAUDIA SUSANA DE BRITO 
NIF/NIPC: 220812675 
Causa: renúncia 
Data: 2009.11.12 




O(s) documento(s) que serviu(ram) de base ao presente registo encontra(m)-se depositado(s) na Conservatória da sede da Sociedade

 

 

Teoricamente como reparam a renúncia é datada de 2009 e é inscrita só quase nove meses depois

 

E a 2 de Março de 2010

 

é efectuado a inscrição dum aumento de capital, referente a uma deliberação da sociedade de 9-11-2009 em que a D. Cláudia Susana de Brito (será também Baronesa????) participa.

 

Teoricamente 3 dias depois ''bazou''.

 

Porquê???

 

Vamos investigar????

 

Temos um dedo que advinha mas estamos certos que o Sr. Carvalho e o dr. Basílio Horta se não sabiam isto eram uns.....

 

 

Marcello de Noronha

 

(continuará...)



publicado por porabrantes às 16:53 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.08.10

foto carlos silva

 

Na herdade do Casal Curtido, propriedade da distinta empresa RPP Solar, de que é executivo máximo o Snr. Barão Vermelho (de que nos pede a Cúria diocesana que digamos que não é parente do falecido Monsenhor Vermelho), ex-industrial de ar condicionado antes que o perigo amarelo (1) mandasse às ortigas o monopólio, e que nos dizem ser Responsável de Grandes Projectos, o snr dr. Nelson Carvalho não se produz energia solar mas também como a foto demonstra energia eólica.

img127400x629.jpg

Felicitamos os investidores pela sua polivalência.

 

Um dos anteriores latifundiários, descedente do Morgado que no século XIX era dono da herdade, foi informado que o snr dr. Nelson Carvalho era o Responsável de Grandes Projectos no Casal Curtido, e comentou:

 

Ah! É o feitor do Senhor Barão!!!! É essencial numa herdade ter um bom feitor, como o rapaz andou no seminário o Sr.Barão pode dormir descansado. No seminário ensinam que roubar é pecado.....

 

Protestamos vivamente para a incapacidade dos agrários (como diz a Camarada Vice-Presidente de Constância) deixarem de ter uma mentalidade feudal e absentista.

 

Um director de grandes projectos não é um feitor, por muito que o seu patrão seja um Barão.

 

É um executivo de grande responsabilidade!

 

Feito o esclarecimento, apelamos à modernização do espírito feudal da velha aristocracia abrantina.

 

Marcello de Ataíde, agrário

 

(1) Expressão usada para definir os tigres do Sudoeste Asiático, Taiwan, Coreia do Sul e Japão cujos aparelhos de ar condicionaram ventilaram demasiado o monopólio do Sr.Barão.



publicado por porabrantes às 13:48 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sexta-feira, 09.07.10

 

Ginásio-sede hipotecado?
Alves ofereceu 20 milhões pelo Farense

Alexandre Alves, administrador da Retail Parks de Portugal SGPS, ofereceu 20 milhões de Euros pelo estádio do Farense, mais contrapartidas. A Comissão de venda rejeitou.
Retail Parks de Portugal SGPS apresentou uma proposta “em que pagaria ao clube 20 milhões de Euros e como contrapartidas propunha a construção, noutro local próximo, de um estádio com 1.500 lugares, três campos de treino e um ginásio, entre outros equipamentos”, disse ao Observatório do Algarve Alexandre Alves.
Esta proposta “englobava naturalmente o ginásio-sede do Farense, até porque há uma hipoteca sobre esta propriedade, que assim ficava desde já ressarcida”, explica o empresário.
Recorde-se que a Comissão de Venda anunciou ter excluído a proposta da Retail Parks de Portugal SGPS, na conferência de imprensa que realizou na semana passada por esta incluir precisamente o edifício do ginásio-sede, sem todavia explicar quais as contrapartidas apresentadas.
A proposta de 15 milhões de euros do outro concorrente, Mário Carvalho Rocha, proprietário da Byte Eficaz, Lda, unipessoal sedeada na Maia, foi aceite, porém a comissão de venda alega que este “não cumpriu com o pagamento inicial” pelo que o negócio não se concretizou.
O empresário rejeitou esta posição, em entrevista ao Observatório do Algarve, e remete a responsabilidade da falha do negócio para o clube.
Quanto à proposta de Alexandre Alves, "quando receberam a documentação podiam também ter logo recebido o meu cheque, que ia anexo",frisa.
Estou disponível para negociar
Alexandre Alves referiu ao Observatóro do Algarve que estaria disponível para “concertar uma posição, seja com o clube, seja com os outros ocupantes do espaço, designadamente a cadeia de supermercados Pingo Doce e o médico (o cardiologista Veloso Gomes) que possui 90 metros quadrados junto à sede”.
No que toca ao supermercado e “tendo em conta a degradação que já existe nas actuais instalações, aquela superfície comercial poderia facilmente ser enquadrada no próximo projecto”, diz ainda o administrador da Retail Parks de Portugal SGPS, concorrente à compra do Farense.
A Câmara tem alguma coisa a dizer
Alexandre Alves assegura também que o seu projecto “em relação à área de construção prevista e aprovada pela autarquia (no Plano de Pormenor), iria diminuir cerca de 20% a volumetria de construção no centro da cidade”.
A autarquia aprovou cerca de 35.000 metros quadrados de construção – 29.700 metros quadrados (m2) para habitação e 5.000 m2 para comércio, serviços e lazer –, além dos 27.000 m2 de estacionamento subterrâneo.
“Até aqui, a única medida que tomei quando soube da decisão da comissão de venda do Farense, foi dar conhecimento da situação ao presidente da Assembleia Municipal de Faro (Luís Coelho), porque considero que neste negócio a autarquia tem alguma coisa a dizer” afirma o empresário.
O Observatório do Algarve vai continuar a seguir o caso da venda do Farense, até porqueAlexandre Alves considera que “o projecto poderia resolver o problema do Farense e ser uma mais valia para a cidade” pelo que está a “ponderar” os passos seguintes.
O Farense, por seu lado, e segundo o presidente da Comissão de Venda vai tentar “a negociação com o Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas (IAPMEI) para o alargamento do prazo para pagar os cerca de 9 milhões de dívidas do Farense poderá ser um factor que levará este novo concurso - que deverá avançar na próxima semana - a ter sucesso, pois, haverá mais tempo para negociar”.
In Observatório do Algarve
Sabemos que esta proposta não poderia ser aceite pois não obedecia às regras estabelecidas pela comissão de venda para viabilização do negócio. Contudo, a ser verdade o que o Sr. Alexandre Alves, administrador da Retail Parks de Portugal SGPS afirma, estávamos na minha opinião, na presença duma proposta irrecusável para o Farense. Porque, mesmo ficando sem o edifício sede, e a confirmar-se a promessa do Sr. Alexandre Alves, o Farense ganharia outro estádio, mais três campos de treino e ainda um novo ginásio. Ou seja, os Leões de Faro teriam um complexo desportivo ao nível dos melhores clubes do país, ganhando logo aí também património. A juntar a isto não podemos esquecer a gorda quantia que este homem se diz disposto a oferecer para comprar o espaço. Por isso, aguardo com expectativa, as mudanças nas regras de venda que foram prometidas pela comissão de venda, para perceber se dessa forma o Farense poderá fazer este bom negócio. Além do mais, tenho imensas dúvidas que nas condições do mercado actual o Farense possa vender o espaço por mais de 11/12 milhões de euros, tornando este negócio ainda mais atractivo... Aguardemos...''

http://algarvefarense.blogspot.com/2008_10_01_archive.html

 

 

Transcrevemos mais uma informação dos magníficos negócios do Barão Vermelho.

 

Quem quiser estudar a evolução da coisa pode pesquisar em Observatório do Algarve.

 

 

Isto leva-nos a fazer várias perguntas :

 

Donde vinham os 20 milhões?

 

Se a empresa do Barão Vermelho dispunha de tanta liquidez porque é que é necessário oferecer-lhe uma herdade para que ela monte o ''negócio'' em Abrantes?

 

Parece que Nelson Carvalho vai ser o líder dos grandes projectos da RPP , já estamos a imaginar: 5 milhões de euros para comprar o Estádio Municipal à CMA, 7 milhões para comprar o Açude e assim por diante......

 

estaremos safos? vai o alves comprar todos os elefantes brancos do concelho?

 

 

Miguel Abrantes

 

 



publicado por porabrantes às 07:55 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.06.10

O Casal Curtido com cerca de 82 ha foi comprado pela C.M.A. por um valor de um milhão de euros.

 

A própria comissão de avaliação achou caro.

 

Fomos ver os preços de mercado na net para uma herdade deste tipo:

 

 

Herdade , Ref: 465
São Miguel do Rio Torto, Abrantes

 

  • Para: Venda
  • Estado: Não Aplicável
  • Ano de construção: 2007
  • Preço:
  • 475.000
  • Área útil: 638.500 m²
  • Descrição
    Propriedade com dois montes, um por recuperar outro a necessitar de algumas melhorias. Bons acessos, oliveiras, mata, sobreiros, acácias. 5 ha da propriedade estão inseridos no pdm local. 25 fogos/ha.


  • Ou seja metade do preço do Casal Curtido !!!!! E com possibilidade de urbanizar 5 hectares !!!!

 

Andam a brincar connosco?

 

 

Porque raio é que a empresa tinha de ir para a Concavada?

 

São Miguel não tem zona industrial?

 

Não está lá a Victor Guedes (que acaba de passar a controle holandês) ?

 

Não estão lá, uma delas no meio do campo, 2 fábricas de cortiça do Sr. Américo Amorim?

 

Que para as montar não pediu nenhum terreno a preço simbólico?

 

 

Vão ver a escritura da herdade de Cadouços com 600 ha, vendida por um membro da família Soares Mendes a um industrial nortenho e descobrem o preço do hectare, neste caso com excelente montado  que pagou o industrial nortenho pela propriedade....

 

 

Vamos terminar com esta treta por uns dias, mas voltaremos o assunto.

 

Agora só faltava um flop nos painéis e nos azeites voltar-se a repetir a história da marca ''Andorinha'' que se fabricava em Alferrarede e agora não sei onde pára, a não ser no supermecado.....

 

Quanto aos gays do Alves voltaremos ao assunto

 

M.Abrantes



publicado por porabrantes às 17:48 | link do post | comentar

ALEXANDRE ALVES - "O Barão Vermelho"

Muitos não se lembram que, dantes, FNAC era sinónimo de ar condicionado. A FNAC era a "Fábrica Nacional de Ar Condicionado", tinha como símbolo um lince, e era supostamente um modelo empresarial. Na Internet, há pouca informação sobre esta história recente, mas há ainda algumas pérolas. A FNAC faliu nos finais da década de 80, no meio de um processo atribulado, sem que pessoas como o presidente Alexandre Alves, fossem afectadas no processo. O Alexandre Alves, conhecido como o "O Barão Vermelho", entretanto foi abordando outros conceitos empresariais, mas como bom empresário comunista, nenhum com sucesso reconhecido. 
Entretanto, Alexandre Alves apareceu com um novo projecto: RPP Solar. É uma inflexão de 180º, do frio para o solar. E o que está a dar é sacar dinheiro ao Estado/contribuintes. São "apenas" 128 milhões de euros de incentivos, ao abrigo do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), sendo 58 milhões de incentivos financeiros e os restantes 70 milhões de incentivos fiscais. E ele ainda se queixa de que é pouco! Segundo o Correio da Manhã de hoje, são 30.000 euros de incentivos por cada posto de trabalho a criar! Mas isso não é o pior. O pior é que o caminho da indústria fotovoltaica, nos termos actuais, é para baixo. Se lá fora a bolha já estoirou, porque estamos nós a investir aqui em Portugal? Será que vamos importar a sucata fotovoltaica de Espanha, puxar o lustro, e impingir os painéis fotovoltaicos a alguém? Qualquer dia, não se admirem, verão o "Barão Vermelho" noutro esquema qualquer...

Leia mais aqui

 

in os trabalhadores não são números

 

Pelo seu interesse reproduzimos este post do blogue citado

 

E só comentamos:

 

O Secretariado da Guarda dos TSD é mais inteligente que a nossa crédula social-democracia local

 

Marcello de Ataíde



publicado por porabrantes às 12:46 | link do post | comentar

Segunda-feira, 07.06.10

Ontem o Marcelo (Rebelo de Sousa) lançou o palpite que o Fernando Nobre não passará dos 3% a 5% de votos.

 

Isto prova que Nelson de Carvalho está a trabalhar mal.

 

Que tal alargar o apoio abrantino a uma equipa multipartidária?

 

Deixamos a sugestão da Comissão Política Abrantina : Capitão Horácio, Vigário do Pinhal, João Pico, subordinado da Chefa, Manuel Martinho, Candeias Silva, Armando Fernandes, Adelina Baltazar, Albano Santos, coronel Chaves, fadista Nuno Pico, Lucília Moita (pelos católicos carismáticos),

fantasma da Lurdes Pintasilgo e Cónego José da Graça.

 

O Senhor Padre Narciso não pode porque devido às suas convicções esquerdistas votará no Alegre........

 

M. de Ataíde



publicado por porabrantes às 08:02 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Fazendo de Pilatos na mat...

Onde estão os capitães da...

Arqueologia Virtual: no f...

O Sr.Carvalho acha que so...

O Sr.Carvalho acha que so...

energia voltaica no casal...

Alexandre Alves quis comp...

Um milhão de euros

Trabalhadores Sociais-Dem...

Nelson precisa de reforço...

arquivos

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds