Domingo, 12.05.19

Tinha de ser a Palha de Abrantes a dar uma lição aos caciques ''socialistas''.

O investigador da UNL  João Edral (numa colaboraçao UNL/ Palha fez esta comunicação: Movimento de trabalhadores da Metalúrgica Duarte Ferreira entre 1974 e 1985: crónica de uma delapidação”

Os caciques já podem convidar o investigador e a Lourdes Martins a irem à Croácia.

ma  

 



publicado por porabrantes às 16:55 | link do post | comentar

Domingo, 18.11.18

46457926_2130337683664017_3043263334586515456_n

Na 42.º edição do Cinanima. em Espinho, o filme ''Harmos'', ganhou o troféu para melhor obra por realizadores menores de 18 anos .

É uma obra colectiva, em que participaram alunos de várias escolas do Concelho, produzida pela Palha de Abrantes e pelo Espalha Fitas, clube cinéfilo proibido pela cacique e pelo obediente Dias de passar fitas no S.Pedro.

Os nossos parabéns à Lurdes Martins e a todos os participantes.

mn

foto enviada por um amigo, obrigado 



publicado por porabrantes às 15:35 | link do post | comentar

Quinta-feira, 15.02.18

Tivemos acesso a parte da documentação administrativa ( que é um documento público) que documenta como a CMA terminou com o cinema no S.Pedro, para o levar para uma sala (equipada pela CMA) mas entregue a um concessionário privado....no Milenium.

Ei-la: 

 

 

 

 

--------- Mensagem encaminhada ---------- De: Luis Dias - Vereador <luis.dias@cm-abrantes.pt> Data: 9 de dezembro de 2014 às 17:47 Assunto: Sessões regulares de cinema: proposta para realização de reunião Para: "espalhafitas@gmail.com" <espalhafitas@gmail.com>, "ass.palhadeabrantes@gmail.com" <ass.palhadeabrantes@gmail.com>

Cara Sra. Presidente da Associação Palha de Abrantes, Dra. Lurdes Martins,

 

Considerando a recente abertura da sala de cinema no edifício Milenium e o investimento realizado no apetrechamento da mesma, com equipamento digital e de inequívoca qualidade;

Considerando o mérito continuado do projeto Espalha Fitas e a singularidade e fidelização de um grupo de cinéfilos às iniciativas promovidas todas as quartas-feiras pela Vossa Associação;

Considerando a possibilidade de uma melhoria gradual das condições de projeção e a necessária adaptação a uma nova filosofia organizativa;

Considerando o imperativo de otimização de recursos e os elevados custos associados de manutenção do Cine-Teatro São Pedro;

Considerando que a exibição constante de filmes à quarta-feira no Cine-Teatro São Pedro implica a afetação sucessiva de colaboradores municipais;

Considerando que não existe qualquer retorno financeiro na utilização semanal (excetuando agosto), apesar da Associação receber apoio municipal, através do programa FinAbrantes.

 

Decidimos propor a realização de uma reunião entre partes, incluindo o Sr. João Almeida, concessionário do espaço sito no edifício Milenium, para definição de uma nova metodologia de intervenção que possibilite a continuidade do projeto na sala de cinema recentemente apetrechada.

 

Informamos que, desta forma,  terminarão as sessões às quartas-feiras no Cine-Teatro São Pedro, pelo que a programação de 2015 já deverá cumprir esta formalidade.

 

s.pedro 2002

 

Numa tentativa de criar uma solução conciliatória, sugerimos que o solicitado encontro ocorra na próxima terça-feira, dia 16, pelas 10h00, no gabinete da Vereação, sito no edifício Falcão, na Praça Raimundo Soares.

 

Aguardando o que se vos oferece sobre o assunto, aceite a expressão dos nossos sinceros cumprimentos,

 

Luís Filipe Correia Dias

Vereador



publicado por porabrantes às 09:23 | link do post | comentar

Domingo, 03.12.17

Um leitor manda-nos o link da comunicação do Dr.João Edral sobre o movimento sindical na MDF. No link podem ler o resumo da comunicação.

O nosso obrigado.

ma



publicado por porabrantes às 20:13 | link do post | comentar

Sábado, 17.06.17

O desprezo por parte do caciquismo inculto e pimba, cujo rosto é Maria do Céu, pela actividade de Lourdes Martins, alma da Palha, reflecte-se nestas declarações:

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Palha de Abrantes
Lurdes Martins, presidente da direcção da Palha de Abrantes, apresentou a história desta associação que fez vinte anos em 2015. O seu comovente testemunho não se limitou a uma exposição prosaica ou cronológica. Levantou questões importantes cujo conhecimento é bom termos presente, em particular no tocante à relação, ou relações, que uma associação cultural desenvolve no contexto social em que se insere. Por exemplo, quando uma associação, que é um irmanado conjunto de pessoas, tem como rumo ser independente, pensar livremente e por si mesma, isso pode fazê-la deparar com hostilidades, por vezes inesperadas. 
A Palha tem em Abrantes uma intervenção cultural de longa data que se baseia grandemente na dádiva dos seus responsáveis e intervenientes, pessoas cujo modus vivendi não procura obter situações confortáveis no plano material. Mas, apesar disso, e das provas dadas, designadamente no trabalho com crianças e jovens ou no muito que têm feito em prol do cinema, inclusive no respeitante à realização (de documentários ou de filmes de animação co-realizados por crianças, alguns deles premiados em certames internacionais), o seu não reconhecimento pela cidade revela-se frustrante. Quando aos esforços de todos os dias que é preciso levar a cabo para que a associação prossiga vem juntar-se a incompreensão dos seus destinatários ou dos que deveriam ser seus parceiros activos, não é surpreendente que surja a vontade de desistir. A Palha já esteve para acabar. E foi precisamente para o impedir que Lurdes Martins deixou a sua profissão segura, para se dedicar a algo que lhe custava muito que desaparecesse.
Numa associação destas privilegia-se o fomento de relações estimulantes, sadias, susceptíveis de promover o enriquecimento pessoal de cada um, a começar pelo das crianças. Mas se as pessoas se desinteressam disso? Se os pais, torcendo o nariz, acham que as crianças «se sujam» nas actividades que lhes dão prazer? Se as entidades locais menosprezam muito desse trabalho voluntário, em vez de o apoiarem? Em tais casos, o associativismo devém um estoicismo cujo desgaste pode tornar-se insuportável.
 
 
 
mn  
 


publicado por porabrantes às 07:55 | link do post | comentar

Terça-feira, 02.05.17

A Doutora Raquela Varela, reputada investigadora social, tinha em 2015 este projecto

 

2015                Projecto «História Social da Metalurgia Duarte Ferreira», Parceria IHC-Associação Palha de Abrantes

 

O IHC-É o Instituto de História Contemporânea da Universidade Nova

 

O que é aconteceu ao projecto?

 

ma



publicado por porabrantes às 23:57 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.01.17

A Palha de Abrantes que edita a Zahara apanha um processo no Tribunal da comarca.

O título executivo é no valor de 540,12€

Resta a dúvida, se não pagam, o credor mandará penhorar a colecção de Zaharas?

zahara.jpg

 

 

 

3591639 Entrada:
24/01/2017
Distribuição:
24/01/2017
Autor: Pris - Audiovisuais S.A.
Réu: Palhadeabrantes-Ass. Desen. Cultural
Juízo Local Cível de Abrantes 114314/16.8YIPRT

Valor:
540,12 €
Ação Esp.Cump.Obrig.DL269/98 (limite = Alçada 1ªInstª)
transferência Electrónica de Injunção Para Distribuição

 

 

ma



publicado por porabrantes às 23:45 | link do post | comentar

Quarta-feira, 30.12.15

Será verdade? É Pedro Marques que o diz

 

pedro palha.png

 

Pedro Marques

Ou seja esse gajo (um vulgar censor) agia como os tipos que faziam saneamentos em 1975.....

 

Sobre as actividades da pegacha leia aqui

 

ma

 



publicado por porabrantes às 18:33 | link do post | comentar

Sábado, 15.08.15

vigia 2.jpg

vigia 1.jpg

 uma publicidade que não exagerava

 

sn 



publicado por porabrantes às 10:17 | link do post | comentar

Segunda-feira, 06.07.15

''Um dia descobrimos um sítio muito interessante e simpático: o Sr. Chiado da Palha de Abrantes.

Ali, entre muitas coisas, havia um piano escondido no primeiro andar.

O Rui queria tocar nele mas o piano estava completamente fora de uso, destruído pela chuva e mesmo por pedaços de teto que tinham caído sobre ele....mas o Rui sentiu que aquele piano podia ser recuperado e falou com o seu afinador. Ao vê-lo, o afinador também achou que o piano podia ser recuperado e que até era um piano muito bom.

 



A Lurdes concordou em prosseguir com esta aventura e é por isso que hoje se vai assistir ao primeiro concerto neste piano restaurado, em que o Rui vai ter o prazer de inaugurar o que esperamos venha a ser uma série de concertos a realizar neste lugar de cultura

piano.jpg

 



O Rui toca piano desde criança mas nunca fez interpretação, toca peças próprias e faz improvisação, ou seja, composições improvisadas !

palha.jpg

 



O Rui vive desde 1975 na Bélgica e agora que está reformado, pôde regressar ao seu país e concretizar o sonho de aqui fazer ouvir a sua música. (Piano e canto)''

 

 

devida vénia a Monsieur De medt https://www.facebook.com/dominique.desmedt.39

 

a redacção

 

Naturalmente temos de agradecer à Lourdes Martins que no Senhor Chiado haja um concerto de piano, como há sessões de cinema.

 

Sugerimos aos municipais que façam uma postura proibindo a música, ou que argumentem com o código de posturas de 1902 para dizer que não pode por lá haver música, porque já usaram esse código para proibir um galo de cantar porque não deixava dormir D.António Castel-Branco. Também já cozinharam uma deliberação ilegal para proibir o dr.Ribeiro de hastear a bandeira de Portugal por cima da Pharmacia

1834-1910.gif

mas foram incapazes de impedir que certo azarado demolisse meia rua nas barbas dos edis ou melhor nas barbas do Serrano

 

mn



publicado por porabrantes às 16:18 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Palha de Abrantes estuda ...

Abrantes cinéfila ganha p...

Como terminaram com o cin...

A crónica do movimento si...

De como o caciquismo desp...

A Palha de Abrantes e a M...

Palha processada por dívi...

O saneamento de Pedro Mar...

A verdadeira ''Palha de A...

Piano na Raimundo Soares

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds