Sexta-feira, 03.05.19

 

 
Ana Chambel Dias
 

Quando falo em mini "ditaduras" dentro de um sistema democrático.
A aprovação da demolição do antigo mercado diário foi aprovada em 2017. Desde aí, abaixo assinados se seguiram, a exposição de opinião da comunidade do concelho na comunicação social não deixava dúvidas, grupos cívicos foram criados, sempre manifestando a defesa da manutenção do edifício e sua requalificação. Foram apresentadas propostas de solução em Assembleia Municipal, pelos diversos partidos da oposição...Mas este é o típico processo político em Abrantes. Vinto de sucessivos executivos PS, que com maioria nas eleições, se habituaram a tomar decisões por capricho e por capricho também, a mantê-las. Não levando em consideração a vontade da comunidade. Esquecem-se que destruindo espaços simbólicos da identidade de uma população, estão a retirar a própria identidade à cidade que tanto dizem querer revitalizar. A prova dessa revitalização está na rua... A cidade morre a cada dia, mas parece que o capricho tolda a visão a alguns''

 

com a devida vénia transcreve-se este post da Ana Chambel Dias, ex-deputada municipal PSD e actual vice-presidente da CPC dos laranjas

O título é nosso



publicado por porabrantes às 18:02 | link do post | comentar

Quarta-feira, 01.05.19

 

 

 

 

Este vídeo, produzido pela Tagus, apesar dos erros históricos evidentes, que constam do guião e que o ''locutor'' papagueia acriticamente, mostra como era o Largo, antes da cacique, acolitada pelo Valamatos, Celeste, Rui Serrano e restante tropa, o terem prostituído.

Diz o guião, que em 1 de Maio de 1974 uma multidão se manifestou aqui a favor da República.

A dita  foi instaurada a 5 de Outubro de 1910, mas, para esta ignara gente, o povo que festejava a queda do fascismo, protestava contra D.Manuel II.

Também dizem que foi D. Pedro II que reconheceu a ''importância estratégica da vila'', ora D.João I quando aqui concentrou tropas para marchar para Aljubarrota, já o tinha feito.

O vídeo mostra como as muralhas mandadas erguer por D.Pedro II, na sequência da Guerra da Restauração e no meio da de Sucessão de Espanha, foram arrasadas por esta cacique.

cacique 2

Para erguer o bunker.

Entre os que apoiaram a obra estava o Valamatos e a Celeste e a maioria PS que tem deixado um lastro de vandalização do património de Abrantes, obsceno e ignaro.

manuel valamatos - copia

Como são novos-ricos também tiveram de destruir o jardim em frente do Tribunal e o edifício do Turismo.

E deixam cair o mercado, para construir uma rotunda, apesar da parte sã e culta da população abrantina se opor. Isto é a maioria dos abrantinos (que são cultos) opõe-se a uma horda de incultos.

ma 



publicado por porabrantes às 12:05 | link do post | comentar

Domingo, 31.03.19

gaspar jornal de alferrerede

Empunhando uma fotocópia do jornal do sr. Manuel Martinho, o Gaspar de Água de Casas, mostra onde a cacique, o Valamatos e a restante tropa meteram água.

O Bunker.

O local onde foram arrasadas as muralhas históricas da cidade de Abrantes para erguer um edifício que costuma estar às moscas e que contraria todas as regras para edificar espaços comerciais.

Na fotocópia está um artigo do sr.José Vieira, que  é o melhor historiador da Abrantes antiga.

Enquanto o velho mercado cai, o Gaspar ensina como os socialistas destruíram o património histórico, desertificaram a cidade e são um exemplo de más práticas urbanísticas e patrimoniais.

Para mostrar como essa gente anda desde há quarenta anos a meter água, nada melhor que um indígena de Água de Casas.

Ah.......também ajudaram a matar o Jornal de Alferrarede, que era a publicação onde saíam os melhores artigos sobre história de Abrantes.

ma    



publicado por porabrantes às 15:56 | link do post | comentar

Sexta-feira, 02.11.18

A excelentíssima cacique explicou na sessão que ia fazer um esforço através dos fundos, para restaurar património degradado nesta terra.

E exemplificou: S.Domingos, Casa Carneiro, São Vicente.

Depois majorou, ela e os servis ajudantes, em 30% de IMI os donos de casas e imóveis degradados no centro histórico.

Acontece que os principais donos de imóveis degradados estão isentos de IMI e passamos a exemplificar

mercado azulejos

A dona do velho mercado é a CMA. Tem o edifício a cair e está isenta.

Como tem a antiga sede da PSP na Rua Grande, a Casa

 onde nasceu a eng. Pintasilgo e assim por diante

O Graça das seringas tem a Igreja de S.João a degradar-se e a Paróquia está isenta

s.joao dimitri g

de IMI para edifícios religiosos e numa capela lateral ao altar-mor chove como na rua....

A velha técnica de deixar cair os edifícios para depois ir buscar fundos ou justificar a demolição é própria desta gente.

Refiro-me aos autarcas. Quanto ao seringueiro, tinha um milhão de euros, diziam,para construir um barracão eclesial na Encosta da Barata, e como o Bispo proibiu e bem o dislate, o dinheiro podia e devia ser aplicado a restaurar S.João, mas o homem quer que seja a CMA, a Europa e qualquer outro tanso a pagar a obra, sendo a Igreja e o adro, propriedade da Paróquia.

Até à catequista, na sua voz maviosa, educada nas excursões a Fátima com o outro Cónego de Castelo Branco, não resistiu a criticar a Demolição Fabriqueira responsável por isto:

adro de s.joão 1

 ma

fotos: Artur Falcão, Dimitri, Eduardo Castro com a nossa vénia

      



publicado por porabrantes às 15:43 | link do post | comentar

Terça-feira, 23.10.18

ermida senhora das necessidades

43419291_306165190166185_6408384311380148224_n

ermida de n. s. necessidades

43419405_306161830166521_3472234995844644864_n

ermidas  necessidades

Fotos publicadas no face pelo sr. Michel Henrotay com a devida vénia.

 

Como a cacique a primeira coisa que faz é ler este blogue, mais o Dias, assim já passam a saber que têm a obrigação legal e cultural de defender este património.

 

Não haveria necessidade de invocar N.Senhora das Necessidades, que um fidalgo  João Maria de Bettencourt honrou em setecentos, se neste concelho houvesse uma política de defender o nosso património.

 

Mas infelizmente há que invocá-la, como já D.João V a invocou quando esteve às portas da morte. Que a Virgem faça o milagre de meter na cabeça desta gentinha que há necessidade de salvar o património.

Oremus.....

mn  

 

post inserido na famosa campanha do ''bota-abaixo'' ou como dizia um adepto de Bakunine ''enquanto não destruímos tudo, ainda restarão as ruínas.......''

 

 



publicado por porabrantes às 09:02 | link do post | comentar

Sábado, 29.09.18

42694360_2165089026835640_8238009438531747840_n

Esteve às moscas a versão abrantina das Jornadas de Património. Na prática os únicos inscritos eram (segundo as fotos) a direcção da Zahara, excepto o Jana que terá dado de frosques.

ma



publicado por porabrantes às 10:29 | link do post | comentar

Sexta-feira, 21.09.18

definitório

Foto DGPC/União das Misericórdias

 

Serão inauguradas as obras de conservação e restauro da Igreja da Santa Casa e a abertura da Sala do Definitório no Domingo dia 30 de Setembro às 9.45.

A obra teve o apoio do Fundo Rainha D.Leonor (da Santa Casa de Lisboa, ao tempo presidida por Santana Lopes) no valor de 135.000 €.

Trata-se duma importante acção de preservação do nosso património que se saúda.

mn

 

   



publicado por porabrantes às 12:29 | link do post | comentar

Quinta-feira, 26.07.18

armindo am

O Armindo Silveira cumpriu o seu dever cívico de indagar na sessão da CMA sobre a criminosa destruição da Ermida de Santo Amaro.

O Vice-Presidente não conseguiu responder à pergunta, que fez o Vereador da Esquerda. 

 

Porque é que  a cacique deixou destruir um imóvel classificado?

 

Disse o Vice, ver aqui, a reportagem da Paula Mourato, que a DGPC ''abalizou as intervenções e  que o ''empreiteiro'' (sic) cumpriu as recomendações da DGPC.

O empreiteiro (que não foi identificado) é aparentemente a Ediestreito, Lda e o dono da obra, titular do alvará, a Outeiro das Mós, Lda

santo amaro licença

A relação da CMA tem sido feita, segundo os documentos, com a dona da obra.

Diz o Vice que eles cumprem todas as recomendações, ora isso não é verdade....

rep cma

 

Não podiam intervir na capela e intervieram dando cabo de tudo, com uma sensibilidade de ignaros especuladores imobiliários

 

santo amaro grua

Especificamente a autarquia disse-lhes que não se podia demolir e como abutres lá mandaram a grua

dem

Portanto  não cumpriram as recomendações e agiram violando a Lei, o PUA, o PDM e não sei quantos mais documentos legais

 

E a CMA parece dar-lhes cobertura.....

 

O que é vergonhoso....

 

E em termos de política de defesa do património é o outorgar a qualquer pato-bravo licença para destruir o pouco património que nos resta.....

 

A política cultural desta gente é o pato-bravismo......

 

mn 

 

fotos :Tubucci, carta da CMA à Tubucci (extractos)



publicado por porabrantes às 08:23 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.07.18

Manuel Raposeiro Dias Serras

 

''Quem estragou foi um carro que se despistou e que foi imediatamente retirado do local. Consegui a matricula mas veio a verificar-se que era falsa. Tenho elementos em meu poder que podem levar à identificação do autor mas como ninguém se interessou desisti.Avisei o vereador dos SMA o qual disse que as ruinas iam ser demolidas.Até agora nada.''

 

 

Publicado, a 8-7-18, na ACROM-Rota das Fontes e Nascentes das Mouriscas, reproduzido com a devida vénia

 

36919723_816822348528497_1103847749448630272_n

 

O Vereador dos SMAS é o Valamatos.....

 

 

Os membros da ACROM andam a recuperar as fontes e a CMA deixa o património municipal assim.

 

mn

 



publicado por porabrantes às 13:03 | link do post | comentar

Segunda-feira, 23.07.18

O património classificado está como se sabe nesta terra. Mas quando um proprietário queria recuperar e manter um imóvel único como a Quinta de Coalhos,o Carvalho, a Isilda e a tropa laranja recusavam qualquer apoio....

 

Ah já me esquecia faltava a Isabel Cavalheiro,

 

''José António Milheiriço Correia Y Alberty – residente em Quinta de Coalhos, em Pego, solicitando isenção ou redução do valor a pagar, relativo à licença para execução de conservação e recuperação da Quinta de Coalhos, em Pego, devido ao facto de a licença se referir a obras de recuperação em património classificado de interesse municipal e ao reduzido volume de obra abrangido pela licença solicitada. – 531/00

 

Deliberação: Por unanimidade, deve proceder-se à audiência escrita do interessado, nos termos dos Artigos 100º e 101º do Código do Procedimento Administrativo, dando-se-lhe conhecimento do sentido provável da deliberação final, que consta:

 

Indeferir o pedido, por não ser enquadrável em qualquer dos casos previstos no Regulamento de Licenças e Tabela de Taxas.

 

Pode o interessado pronunciar-se no prazo de 10 dias, podendo consultar o processo nos serviços municipais, na Praça Raimundo Soares, entre as 9.00 e as 16.30 horas.

 

Nada sendo dito, é esse o teor final da deliberação produzindo os seus efeitos definitivos após o decurso do referido prazo.''

 

acta de 12-5-2003

 

mn

 

ªª

 

 



publicado por porabrantes às 19:00 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

A questão do mercado diár...

Largo 1º de Maio

Como meter água pelo home...

A majoração do IMI

Oremos a Nossa Senhora da...

Moscas dominam jornadas d...

Inauguração das obras de ...

Armindo Silveira interpel...

CMA despreza património n...

O património do Pego que ...

arquivos

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Maio 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9


23
24
25

26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds