Sexta-feira, 13.04.18

1948 Ribatejo tramagal.png

e prisões em Alferrarede

1948  prisões alferrarede.png

O ''Ribatejo'' era um jornal clandestino ligado ao MUD, este nº é de 1948

 

Não vimos nada disto na ''historiografia'' oficial cá do burgo......

 

Deve ser propaganda bolchevique.....

 

mn

 

Ps- Era ....o Ribatejo era escrito quase todo por Soeiro Pereira Gomes e teve colaboração de Álvaro Cunhal . Ver aqui



publicado por porabrantes às 21:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 28.06.16

agostinho lourenço.png

O Capitão Agostinho Lourenço, chefe histórico da PVDE/PIDE e notório maçon. Foi o irmão dele, Coronel Júlio Lourenço, comandante do Castelo (Artilharia,) que recrutou o Rosa Casaco, do Rossio de Abrantes, para a PIDE.

O recorte do Expresso é mandado por um amigo do PCP, está aqui .

O artigo apresenta a excelente série de Jacinto Godinho que está a passar na RTP2.

No último programa perguntavam ao Prof. António Ventura se o Agostinho era pedreiro-livre. Era.

Como Carmona, o patrão. Como Sidónio, o fundador da saga, que levou parte da

maçonaria a construir as bases do fascismo e a administrá-lo.

Há ligações a Abrantes, mais que o Júlio Lourenço?

Houve lojas a conspirar para fazer o 28 de Maio?

Mendes Cabeçadas era um homem do 5 de Outubro e do 28 de Maio.

Mas a Pide ser comandada por um maçon, é uma novidade, para todos excepto para quem conheceu o Ramon La Feria.

O programa é muito bom.

ma 

 

O Ramón La Féria foi o único dirigente importante do Grémio conotado com o PCP, no PREC.



publicado por porabrantes às 22:36 | link do post | comentar

Domingo, 03.01.16

carta da pide a salazar 2.png

Como é sabido Salazar despachava directamente com o salafrário que dirigia a Pide fosse Agostinho Lourenço, fosse Silva Pais.

 

agostinho lourenço.jpg

cap. Lourenço (imagem do blogue Histórias do Nosso Tempo com a devida vénia)

 

 

As cartas dirigidas por Santos Costa ao Brigadeiro Marques Godinho (1) serviam como prova do móbil do crime de homicídio involuntário, atribuído por Adriano Moreira, ao Ministro da Guerra, o maior humanista de Alcafazes, donde era natural e onde gostava de privar com Aquilino Ribeiro.

 

O móbil seria eliminar provas de eventuais actividades a favor da Alemanha Nazi, praticadas por Santos Costa.

 

 

 

Vejam-se as penhoradas cartas do escritor a agradecer certo favor ao Ministro, que andam publicadas na Correspondência de Santos Costa.

 

Veja-se ainda isto que é o que resulta duma busca sumária

santos costa godinho.png

Como é que Santos Costa, monárquico da ala dura, era amigo dum homem que andou metido no regicídio?

 

Sobre as ligações entre Santos Costa e Costa Gomes, ver este artigo, no Público, do tenente coronel Jorge Alves Martins . Já se falou aqui da protecção que Costa Gomes deu a Santos Costa depois do 25 de Abril.

 

O Capitão Agostinho Lourenço era irmão do Coronel Júlio Lourenço, Comandante do Grupo Misto de Artilharia Montada nº 24, no Castelo, que foi quem meteu a cunha para que Rosa Casaco entrasse para a PVDE.

 

 mn

 

(1) Marques Godinho ainda era Brigadeiro quando Santos Costa lhe escrevia. Desempenhava o cargo de Governador Militar dos Açores



publicado por porabrantes às 19:29 | link do post | comentar

Domingo, 09.11.14

Outro dia referiu-se aqui, a propósito da desmemória do Manuel Dias, a presença de activistas clandestinos comunistas no Tramagal desde muito cedo. Os nomes quando houver tempo.

Mas já se pode dar (e já se sabia) o nome dum dos importantes controleiros dos anos 50.

josé vitoriano

 O ''corticeiro'' José Vitoriano, algarvio, chegou a Vice-Presidente da Assembleia da República e teve importante papel no Ribatejo e no Tramagal nos anos 50.

E em Paris onde acolheu Zita Seabra.  

 

vitoriano.png

 Ele próprio contou a história aqui.

 O Vitoriano foi nessa altura preso pelo Pide abrantino Rosa Casaco, em Alcanena (1953).

Tudo neste livro, que se recomenda.. O extracto reproduzido é da 2 ª parte da tese da autora citada : ''Estratégias e Evolução da Oposição silvense na Consolidação do Regime Salazarista (1935 1949)  '' 

maria joao

 Havia mais coisas para dizer mas só duas curiosidades,dada a longa tradição silvense de indústria corticeira e também a abrantina, houve algarvios a trabalhar aqui e abrantinos a trabalhar lá. Laços e intercâmbios que se criaram.

Uma das personalidades silvenses biografadas é o Advogado dr.Neves Anacleto, que se bem me lembro é o Avô do Francisco Louçã e que depois do 25 de Abril deu um contra-revolucionário. Um homem  curioso e de forte personalidade.

MA 

créditos: Avante e edições Colibri e tese da autora citada



publicado por porabrantes às 23:40 | link do post | comentar

Sábado, 26.05.12

Era 23-2-2012 e o Duarte do Ribatejo, folha da Lena, Grupo onde em postos-chave está o Júlio Bento escrevia balsameiro ‘’ A desafortunada Grécia – berço da democracia e da filosofia a que a cultura ocidental tanto deve e que tem sido tão mal tratada nas notícias que todos os dias a dão como falida e quase dispensável do convívio europeu – também deixou marca indelével em áreas como a da gastronomia. Por exemplo, a de “um famoso cozinheiro grego de nome Lampreia que inventou o molho negro à base do sangue dela”, como umas páginas mais adiante lembra o nosso erudito cronista Armando Fernandes, por sinal também ele o autor da notável carta gastronómica do concelho de Mação que agora acaba de se lançar na realização de um festival da lampreia.’’.

 

Retirando a prosa barata de almanaque, ficamos a saber que há um Fernandes quase tão embalsamado,  como  hoje está  o Relvas,  que é''erudito'',  que escreveu a carta gastronómica dum concelho que o Saldanha da Rocha rupestrizou, que a carta é notável e que havia um grego chamado Lampreia.

 

Também sabemos que o Mação agora rupestre, era para ser catedral, e que aquilo terminou em funeral do presunto. Quanto há tipos embalsamados como o Fernandes e o Relvas, há naturalmente cemitérios.

 

Porque o local das múmias é o cemitério.

 

Embalsamado não está o coração do Imperador D.Pedro I que trouxe a Liberdade a Portugal, para acabar com as moscas de Pina Manique, nem nadando num molho negro inventado pelo famoso Lampreia, mas repousando numa urna duma Igreja do Porto, Terra Invicta pelos seus serviços à Liberdade, onde se usa o formol para conservar a tétrica víscera do Bragança.

 

 

O local onde a bufaria vê hoje especado o seu ódio à Liberdade é a primeira página do Correio da Manhã onde a vida pessoal dum descendente por linha bastarda do Imperador, Francisco Pinto Balsemão, Presidente honorário do PSD, homem importante para a Liberdade em Portugal, tanto pelo seu papel na Ala Liberal com Sá Carneiro, como sobretudo por ser o fundador do Expresso, jornal que resistiu ao marcelismo, ao gonçalvismo, e que depois foi capaz de criticar o seu proprietário quando este era Primeiro-Ministro, sendo desde sempre espelho do que deve ser a informação livre e independente, é revelada e devassada.

 

Não foi o Correio que a devassou mas um pide troglodita, que trocava sms com o Relvas, almoçava com ele no Gigi, palco de mundanidades politiqueiras algarvias, sugeria-lhe nomes de outros rapazes prestáveis para as secretas, oferecia-se balsâmico para Ministro. O Silva Pais da bufaria democrática, o Rosa Casaco das cloacas laranjas, o novo Barbieri dos esgotos do regime, queria ser o bálsamo da ânsia do parvenu de Tomar de controlar e mandar.

  Major Silva Pais., Chefe da Pide-DGS

 

Balsemão diz ao I '' Ainda recentemente consultei os relatórios que a PIDE fez quando me espiava. Agora, quando vivemos em democracia, é muito mais grave. Nunca pensei que chegássemos a este ponto numa sociedade de direito democrático.'' 

 

Embalsamados estão hoje o Relvas e o pide.   

 

E já dissemos que o Fernandes, o ‘’erudito’’,  do molho Lampreia, e dos vinhos e petiscos, também está.

 

 

O tipo que escreveu para executar o Bernardo Bairrão, ''B de Barrado'', e que cheio de galega volúpia, elogiava serviçal o Relvas: (...) ''Ao contrário, o tal bom rapaz Relvas desde jovem que é um ganhador, tendo chegado agora ao máximo do êxito.   (..) ''O dito bom rapaz desenvolveu conhecimentos, tem uma agenda recheada de nomes das mais diversas áreas do conhecimento e por muito que custe a Niza é um vencedor.''

 

 

O dito ''bom rapaz  '' tinha uma agenda. Pelos vistos na agenda, que o Fernandes conhecia, porque o garante, preto no branco, havia indicações que permitiam ao nabantino saber qual era a vida íntima duma jornalista incómoda, e que poderiam ser divulgados na internet.

 

O pide tinha outra agenda com uns milhares de fichas sobre gente importante.

 

Curiosa coincidência. Galegada infame.

 

Quem defende gente desta, também está......

 

 

Balsemizado.....

 

 

Com B de Buiça........

 

 

Miguel Abrantes 



publicado por porabrantes às 13:23 | link do post | comentar

Quinta-feira, 01.09.11

 

 

 a situação das secretas 

 

comentada 

 

pelo conterrâneo dós

 

Valamatos Brother´s .....

  

 

 

 

isto lembra-me uma frase do Sr.Inspector Rosa Casaco, filho segundo as suas próprias palavras do Sr. Dr. Descabeçado ou ou seja daquele que o Gaspar chamava o grande desportista António da Silva Martins.....

''acrescentando que a recolha, selecção, analise e tratamento das informações se processava à «boa maneira portuguesa “em cima do joelho”»

 

''em cima do joelho'', Sr Inspector?

 

Verá V.Exa que os bons hábitos lusos persistem...em 2011.....no reino do ''Rosa Cavaco''.....

 

 

Eu gostei mesmo foi da gralha "Rosa Cavaco". O subconsciente a trabalhar?

 

 

depois deste comentário num blogue feito acerca da Fundação Rosa Casaco, pouco me resta acrescentar a não que o Sr.Inspector além de ser filho de pai incógnito, também é filho de pai sem cabeça..... 

 

Um azar nunca vem só........

 

 

 

boa foto da ametista, obrigado!!!!

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 00:51 | link do post | comentar

Sexta-feira, 17.12.10

''NOTA: Com que então, ninguém aceitava entrar numa lista liderada por essa personagem, que como presidente da concelhia me moveu um processo elaborado segundo métodos pidescos?''

 

Jota Pico ou o Vigário  ou qualquer outro fascista-carrilhista

 

No blogue dos rurais

 

Esqueceu-se a cambada que foram eles comandados por Armando Fernandes que fizeram a proposta de haver uma Rua João Pimenta, o tipo que meteu no Conselho de Administração o agente duplo da Pide/PCP Lázaro Carmo Viegas?

 

Um gajo que quer um nome duma rua com  o nome dum amigo do Pide/PCP Lázaro Carmo Viegas, protesta por ''métodos pidescos''?

 

Não seriam os métodos praticados pelo  Pide/PCP Lázaro Carmo Viegas na Jota Pimenta????

 

Ou seriam mais sofisticados à moda do KGB?

 

Os mais curiosos falem para a Embaixada da Federação Russa onde os podem elucidar sobre os métodos do coronel Putin.

 

Tenho mais que fazer que falar do moço de fretes.

 

Mas ainda levará com outro post à maneira, hoje.

 

Bye, Bye.

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 13:39 | link do post | comentar

Segunda-feira, 16.08.10

O Senhor Henrique Mota (IP: 81.84.218.181) 
enviou-nos este comentário sobre este post :disse sobre Lázaro Viegas à angolana na Segunda-feira, 16 de Agosto de 2010 às 22:30:

 

Caro senhor.
Embora considerando ter havido em todos os tempos gente que "vendeu a alma ao diabo" como é popular dizer-se, entendo que fazer afirmações de tão grande gravidade, como é o caso, com base em documentos da polícia política portuguesa, podem resultar na prática (mesmo que involuntária) de grandes injustiças. Há muitos anos que não tenho relações com o antigo embaixador Pacavira, mas gostaria sinceramente que despissem o vosso declarado antagonismo ao MPLA e tentassem averiguar o que de facto se passou pois felizmente ainda há alguns intervenientes dessa época vivos. A sua condenação alcança todo um conjunto de elementos, muitos dos quais foram verdadeiros obreiros da independência de Angola. Todos sabemos da conhecida estratégia da polícia política que ouvia os presos e depois fazia constar versões totalmente opostas tentando assim criar a confusão no seu do “inimigo” (como eles diziam). O que dizem ter-se passado com Manuel Pacavira, não só carece de confirmação, como tem por base elementos cuja veracidade deixam muito a desejar. Esta calúnia faz-nos lembrar outras do género, como sejam a célebre “carta” atribuída ao almirante Rosa Coutinho “enviada” ao Dr. Agostinho Neto (que alguns tiveram a coragem de dizer ser seu cunhado); e as romanceadas aventuras de um português que em vésperas da independência de Angola foi trabalhar para a DIAMANG, e que posteriormente preso pela polícia angolana esteve alguns anos detido em Luanda, tendo tido todo o tempo do mundo para escrever um livro, não a acusar o sistema colonial português, nem a explicar por que raio foi para Angola em vésperas da independência (e logo para a zona dos diamantes), mas sim para condenar a sua detenção e por acréscimo contando muitos episódios cuja matriz é um cego ataque ao MPLA e às autoridades governamentais angolanas. Vivo presentemente em Lisboa e lanço-lhe daqui um repto – estou disponível para em conjunto analisarmos os arquivos da polícia política portuguesa, para esclarecermos onde de facto é possível encontrarmos a verdade. Caluniarmos quem quer que seja não é prática de gente civilizada. 
Henrique Mota

 

Caro Sr. Mota:

1- Antoganismo ao MPLA: O subscritor assume inteiramente o seu antagonismo visceral em relação ao MPLA e ao actual regime angolano. Apesar de tudo tem mais respeito pelo MPLA que pela FNLA do sinistro Holden Roberto.

E assumo também que não gosto da Unita.

2- O texto em causa é da responsabilidade do Sr. Orlando Castro e foi transcrito deste blogue. http://altohama.blogspot.com. O Sr. Castro é um jornalista luso-angolano com credibilidade e o Ministro Pacavira se as imputações são falsas está sempre a tempo de recorrer aos tribunais.

Espero que recorra a um Tribunal de Lisboa, porque infelizmente os Tribunais de Angola não  dão garantias de indepêndencia.

Mi foto Orlando Castro. Foto bo blogue citado.

 

Manuel Pedro Pacavira

Hugo Castro comenta aqui:
Vários sites e blogues transcrevem o texto sobre Manuel Pedro Pacavira, publicado simultaneamente aqui no Alto Hama e no Notícias Lusófonas. Quem não gostou, e já o fez sentir, foi o MPLA.


3- As coisas que constam dos arquivos da Pide-Dgs são obviamente da responsabilidade da sinistra polícia política e devem ser interpretadas com cuidado. Porém Hugo Castro invoca outros testemunhos, incluindo o fundador do MPLA Joaquim Pinto de Andrade, homem sério e que infelizmente já morreu. Se tivesse de escolher entre o Sr.Pacavira e o de Joaquim  Pinto de Andrade não hesitava um minuto, em acreditar neste.

4- A carta publicada pelo Doutor António Barreto cheirava tão a falso, que não sei como é que um académico prestigiado caiu na esparrela. Mas nós não invocámos a carta falsa.

5- Entre outros quem podia esclarecer o imbróglio era o Inspector São José Lopes (ignoro se está vivo), o falecido Almirante Coutinho ou o Marechal Costa Gomes. Mas suponho que haverá ainda oficiais do exército colonial que podem esclarecer a coisa.

6- Outros dirigentes nacionalistas angolanos colaboraram com a Pide, por exemplo o malogrado Jonas Malheiro Savimbi.

7- Estou mais preocupado com a sorte dos nacionalistas de Cabinda, actualmente presos, que com a reputação do Ministro Pacavira. Ser Ministro de José Eduardo dos Santos é para mim igual que fazer parte do gabinete do falecido caudilho Pinochet ou do governo de Raul Castro.

8- Já agora na guerra civil angolana fez-se tanta barbaridade que ninguém teve pejo a usar os antigos colaboradores da Pide. Os gendarmes do Katanga que combatiam ao lado das forças coloniais lusas, tiveram relações com a Pide desde os inícios dos anos 60 e depois não combateram na guerra civil pelo MPLA?

9- Conheci a Zita Vales. Não me falam do MPLA que me lembro logo dela....



10- Já sei que a razão de estado impõe muitas porcarias. Mas acho que Portugal não devia manter relações diplomáticas com Luanda enquanto persistir a ditadura.

11- E só para acabar presto aqui homenagem ao General Ochoa , ex-comandante das forças cubanas em Angola, fuzilado  em Havana, por ordens de Fidel depois dum ''processo '' à boa maneira estalinista. E por algum motivo o José Abrantes, ex-Ministro do Interior cubano, apodreceu até à morte nas masmorras da ditadura de Fidel, depois doutra fantochada judicial.

 




E por outro lado este blogue dedica-se tematicamente a outros assuntos, pelo que damos o caso por encerrado. Agradecendo ao Sr. Mota o seu cuidado.

Miguel Abrantes


tags: , ,

publicado por porabrantes às 23:33 | link do post | comentar

Sexta-feira, 14.05.10

Um admirador do Sr. Lázaro mandou-nos este comentário:

 

Casanova (IP: 77.54.99.91) disse sobre O Rei, O Bispo, a censura e este blogue e o pide da Jota Pimenta, Lázaro Viegas na Sexta-feira, 14 de Maio de 2010 às 02:uma coisa é certa... o verdadeiro vigário é o autor deste misero blogue. Que fala sem conhecimento de um homem unico, o dr lazaro do carmo viegas. para a proxima pense que apesar de vivermos num contexto democratico, livre e pluralista, tal não lhe da o direito de difamar o proximo. Neste caso o dr Lazaro do Carmo Viegas que é acima de tudo uma pessoa integra

 

A que fazemos a seguinte nota:

 

1- Não percebemos se o Camarada Lázaro se escreve com maiúscula ou minúscula. Porque o Sr.Casanova não se decide. O Camarada Lázaro é merecedor de mínuscula  ou o nome deve ser escrito com maiúscula?

2- O Sr. Casanova (que supomos não ser o dirigente bolchevista com o mesmo nome) está no seu direito de considerar o Camarada Lázaro um tipo íntegro.

Também pode considerar Silva Pais, Barbieri Cardoso, Gonçalves Rapazote, Himler, Álvaro Cunhal e até Fidel Castro uns tipos íntegros. Em gente deste tipo só damos o benefício da dúvida ao Sr.Inspector Rosa Casaco por ser abrantino e de boas famílias (apesar de por portas travessas).

3-Reproduzimos aquilo que consta sobre o Camarada Lázaro numa publicação que está no mercado (Filipe S. Fernandes e Luís Villalobos in ''Negócios Vigiados'', Oficina do Livro, Lisboa 2008 , p.45), com o aval da prestigiosa historiadora Irene Flunser Pereira, Prémio Pessoa 2007.

Já agora mais 2 achegas sobre o licenciado Lázaro.

Que tal uma consulta aos seguintes artigos:Irene Pimentel, São Joé Almeida, ''Pide, a tortura era muito eficaz, as pessoas falavam'', Público 21-4-2007. ''Sarmento, um Bufo bem pago que era da Oposição'',José Silva Pinto e R.P., O Jornal, 6-2-1976.

3-Felicitamos o Sr.Casanova por não assinar ''Sarmento'' que era o nome do código do Sr.Lázaro para contactar o excelente profissional (apesar de não tão eficaz como Rosa Casaco) Sr. Inspector José Gonçalves, quando era preciso delatar os ''inimigos da pátria''.

4-Remetemos o Sr.Casanova para o nosso concorrente Pico do Zêzere que é íntimo de João Pimenta e confirma a dupla ligação do Camarada Lázaro ao PCP e à Pide.

 

Com os nossos respeitosos cumprimentos ao Se. Casanova e ao dr.Lázaro.....

Miguel Abrantes

 

PS- A ortografia do defensor do Dr.Lázaro é da responsabilidade do Sr.Casanova



publicado por porabrantes às 16:02 | link do post | comentar

Quinta-feira, 29.04.10

O Camarada Lázaro Carmo Viegas reunia vários predicados na sua distinta pessoa. Alto funcionário do PCP, homem importante na Amadora, homem de confiança em simultâneo de João Pimenta, do Major Silva Pais e do dr. Álvaro Cunhal.

 

Era pago a 18 contos mensais nos anos 60 pela PIDE. Aí por 1969 o funcionário público que ganhava mais no Concelho de Abrantes era o Notário que não chegava aos 4 contos.

 

O Camarada Lázaro recebia como Administrador da Jota Pimenta e não sabemos se de algumas sucursais e quanto lhe pagava o PCP ( e quem sabe o KGB e mais serviços especiais ) pelos serviços prestados.

 

Ainda não fizemos uma busca no Avante ou nas publicações sobre a História do Comunismo que o dr. Pacheco Pereira ou o peticionário Doutor Jorge Santos Carvalho têm pacientemente redigido.

 

Por exemplo ainda não estudámos o que fazia o Baptista Pereira pelos lados do PCP.....

 

Até agora chegou-nos a Irene Flunser Pereira, flamante Prémio Pessoa 2007.

 

 

 

Mas o mais engraçado é que o Camarada Lázaro, braço direito e confidente do João Pimenta, do Silva Pais e do Cunhal ainda fazia parte a 11 de Março de 1975 da direcção da Jota Pimenta.

 

Querem ver?

 

´

 

Diário de Governo de 16-03-1975

 

Estará o ''pide-pcp-jota pimenta'' Lázaro vivo?

 

Foi amigo do Vigário do Pinhal?

 

Fez doações no Souto ou na Amadora?

 

Quer João Pico dar-lhe o nome numa rua do Souto?

 

E já agora o PCP dar-lhe outra por exemplo no Couço?

 

Um tipo tão polivalente como o Camarada Lázaro Carmo Viegas merece várias avenidas!!!!!

 

Estamos à espera que o Pico e o Vigário escrevam ao Papa a pedir a sua beatificação!!!!

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 13:02 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Ribatejo denuncia fome na...

Maçon comanda Pide

Carta da PIDE a Oliveira ...

O controleiro é preso pel...

Balsemizados, com B de Bu...

o país de ''rosa cavaco '...

Métodos Pidescos

angola e a pide

Lázaro do Carmo Viegas

O Pide polivalente da Jot...

arquivos

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Março 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds