Terça-feira, 15.11.16

santa lourdes.png

extracto do livro Mulheres, Liderança Política e Media, de Carla Martins onde se compara a trajectória da abrantina e da Manuela Ferreira Leite e ainda o desembarque das mulheres na política lusa, bem como a abordagem que fez desse assunto a imprensa. Vale a pena ler.

A Editora é a Aletheia, dirigida por outra mulher que andou na política a Zita Seabra.

mn

 



publicado por porabrantes às 20:02 | link do post | comentar

Domingo, 19.06.16

passarinho.png

Desporto em Abrantes

 

É de recomendar aos redactores que verifiquem melhor os currículos para justificarem a atribuição de medalhas

O primeiro professor de ginástica na EICA e no Colégio de Fátima foi o tenente João Duarte Marques

brigadeiro marques.png

Mais tarde oficial-general, deputado da Nação, etc...

Porque se continuam a inflacionar os currículos ainda veremos sustentar que a Rev.Madre Santos Costa

madre santos costa 2.png

fundou o Colégio de Fátima, quando foi uma das envolvidas na Comissão de Extinção do Colégio, Amém.

Se a CMA quer continuar a inventar currículos sugerimos: o Manuel Dias mais o Zé Molhinho foram os dirigentes da campanha Delgado em 1958, foi o Vasco Ramires que ganhou medalhas nos Jogos Olímpicos e não o Mena e Silva; foi o Luizinho Fernandes que fundou o La Salle e não o pai dele.

Este também não foi Deputado do fascismo, era um dirigente do MUD e a Pintasilgo é que viu a Virgem que lhe distribuiu um terço certificado, e não uma pastora analfabeta chamada Lúcia, que por acaso viria a ser Doroteia, com o pesado fardo de varrer o pátio e descascar batatas num  Colégio galego da Ordem.

a redacção 

fotos: Desporto em Abrantes; nossa, Médio Tejo



publicado por porabrantes às 09:29 | link do post | comentar

Sexta-feira, 14.03.14

 

Este Cardeal sustentou que não havia obstáculo teológico à ordenação de mulheres. Depois o OPUS e as várias famílias do obscurantismo começaram a uivar como hienas e o Cardeal calou-se.

 

 

 

O ''revolucionário'' Francisco sustenta que há um obstáculo teológico à ordenação de mulheres e que portanto nunca uma gaja como a Pintasilgo poderia ter sido Cónega em São Vicente nem sequer Bispa no terceiro-mundo, digo isto porque a mulherzinha era muito terceiro-mundista.

Dizia a mãe do Staline ao proletário quando este encharcava a estepe de sangue, levara os blindados vermelhos até Berlim e fuzilara todo o Comité Central do PC polaco, meu filho era melhor que tivesses sido Bispo. ....

 

Não sabemos o que disse a mãe de Lourdes Pintasilgo quando esta decidiu ser Presidenta, desobedecendo ao General Eanes que a promovera, lhe arranjara um tacho como Embaixadora na Unesco onde cobriu o país de ridículo e não a achava com capacidades para ser Presidenta, promovendo a candidatura de Salgado Zenha.

 

Mas sabemos o que disseram alguns abrantinos sobre as ingénuas veleidades eleitorais da Madre-Superiora do GRAAL, em declarações feitas ao Diário Popular, que não pouparam detalhes sobre a vida amorosa (ou a escassez de pretendentes) da voluntariosa Messias da Rua da Sardinha:

 

 

  

 

 

Mas nenhum dos inquirido/as apontou que a Engenheira se devia ter dedicado à carreira eclesiástica com mais intensidade, por exemplo tentando chegar a ser Cónega de São Vicente ou a Cardeal, a primeira opção porque estava descartada pelo machismo de eclesiásticos como o argentino de Roma, a segunda porque a Igreja já abandonara os ares progressistas do último Papa que chegara a pensar nomear Cardeal a Simone Weill, que foi Paulo VI, na verdade o único progressista que se sentou no trono de São Pedro.

 

Seria Cardeal a francesa, mas sem ser ordenada, e pensava-se por exemplo que François Mauriac também o poderia ser, com direito a voto no Conclave mas sem direito a ser elegível.

 

   

 

 

Sobre as possibilidades eleitorais da Pintasilga o Zé Bioucas arrumou o assunto e sobre as opções e simpatias católicas locais com a candidata disse a saudosa D.Nucha Milheiriço '' O abrantino é muito fechado. Mesmo dentro da Igreja a Maria de Lurdes (sic) não é aceite como devia ser''.

 

Referia-se implicitamente à campanha da direita beata alaranjada local, que dirigida pelo chefe de coro fascizante que a malta conhece, não poupou adjectivos para convencer o povo que a D.Lourdes era Satanás, quando não passava doutra beata, só um bocadinho mais à esquerda.

 

  (caricatura de Pedro Ribeiro)

 

 

Portanto com Francisco I, o ''revolucionário'', nunca nenhuma mulher será ordenada. O homem é tão machista como o seu conterrâneo Coronel Perón que achava que a Evita tinha mais talento para a cozinha que para a política...

 

MA

 

 



publicado por porabrantes às 09:08 | link do post | comentar

Sábado, 08.03.14

 

 

a emancipação da mulher italiana, tomada de posse do novo governo italiano do Signor Renzi, herdeiro do pior e do melhor da DC de Andriotti

 

 

 

calma, há quem sustente que machistas podem ter manipulado a foto, não sei

 

Suzy



publicado por porabrantes às 10:26 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24.05.13

Qual foi o maior insulto da democracia portuguesa?

 

 

O saudoso jornal salazarista A RUA, dirigido pelo Manel Marias Múrias

 

 

farpas.blogue

 

tinha uma secção de caricatura onde se desancava com graça e talento nos inimigos de estimação dos homens da Direita extrema e era o arq. Marcello de Moraes que fazia as caricaturas....

 

 

aparecia lá sempre um 

 

 

com os dizeres

 

 

DEBAIXO DA CAMA FERNANDES 


que era uma alusão óbvia ao Advogado de Leiria, Vasco da Gama Fernandes, que conheci mais ou menos, como o rival bolchevique da Marinha Grande, o Dr. José Vareda.


Homem estimável, o Dr.Vasco foi Presidente da Assembleia da República e depois zangou-se com o Dr.Mário Soares e foi deputado do PRD e amigo do Eanes. 



Parlamento. pt


Já não sei se foi pelo penico ou por outra que o Manuel Maria Múrias, um jornalista que escrevia divinamente (como o seu ex-camarada no fascismo Miguel Urbano Rodrigues que terminou no PCP) apanhou 6 meses em Caxias que cumpriu.


SAR o Duque de Bragança ia visitá-lo às vezes.


Foi este o melhor insulto da democracia?????


As bocas doutro grande caricaturista, o CID, à Pintasilgo também foram muito boas. O Eanes que é do género rústico como o Cavaco afinava muito com elas ....



  


É um tremendo erro político aquilo que o Cavaco fez hoje. O homem está destrambelhado.


Finalmente resta prestar homenagem ao chefe de redacção da Rua, que foi companheiro de jantaradas de alguns abrantinos. É o Miguel Alvarenga. Abraço Pá!


A redacção  



publicado por porabrantes às 21:01 | link do post | comentar

Terça-feira, 12.02.13

Diz o Cidadão Abt à querida Suzy:

 

 A Papisa, Alves Jana e os espantalhos na Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2013 às 23:53:


     


Olá Suzy!


Há bué bué da anos, houve a papisa Joana... 

Dizem que era Gilberta e que queria monge. Viu-se grega, regressou a Roma, encarnou no papa João e pariu na procissão!

Parce Pater Patrum, Papissae Proditum Partum!



Não foi fácil descobrir alguém que tivesse ouvido o programa em causa mas a muito custo acabou por se confirmar que a seita tem um Radar e mestre Jana sempre entendeu e reafirmou que as árvores de Natal expostas no centro histórico eram espantalhos! 

Raios!

Pode ter sido das dioptrias!

A Suzy vai para o folguedo mascarada de cónega? 

Que infeliz idéia!

Com os segmentos gastos, falta de compressão e a junta da cabeça queimada, é meio caminho andado para entrar num ressabianço!

Porque não escolher antes uma fantasia da fada madrinha ou do sininho?!

Sempre podia dar ao badalo!!!

Olhe Suzy, divirta-se mas não se estrague algures pelas terras de Abrahan Zahid!! 

Se fôr de fada, cuidado que o frade ainda a poderá confundir com a Senhora dos Aflitos!

Esperemos que o Noronha não ande por perto!

 

 

Caro Cidadão:

 

Essa presumida e imoral da Suzy ainda não chegou.

 

Deve estar ainda a meter-se na cama sabe-se lá com quem!

 

E foi prá festa vestida de Papisa!

 

E se encontrasse a Drª Ana Soares Mendes ou o Arcipreste e estes lhe pedissem a bênção?

 

Não tem respeito por nada!

 

Andou a fazer mais cópias das aventuras da toureira bombeira da Rua da Sardinha e quer metê-las aqui, diz que para evitar que ao Graça lhe ocorra tentar comprar a Casa da Pintasilga para a transformar em apartamento de reinserção para drogados.

 

 

 

Ora quanto muito podia ser oratório de reinserção para cónegas rurais!

 

Dirigido espiritualmente pelo Padre Rosa !

 

 

Falas desse pensador-orador-locutor-radialista-coaching-man Alves Jana que precisa de óculos!

 

 

É da Idade, pá!

 

 

Confundir uma árvore de Natal com um espantalho é normal, qualquer dia se não compra óculos mais fortes, ainda confunde a Chefa (lá de casa) com a Madre Teresa de Calcutá

 

 

 

 

Bem, há sempre uma parte boa, mesmo que não aumente a graduação nunca confundirá a Chefa lá de casa com a Lady Diana....

 

 

Há coisas impossíveis....

 

 

Adeus pá!

 

 

Miguel Abrantes 

 

Ps-Temos comentários atrasados. As nossas desculpas ao Senhor Lalanda, Joana Moura Neves Heitor, etc



publicado por porabrantes às 09:53 | link do post | comentar

Quarta-feira, 11.04.12

30-abr-09-fotografia-9-2 ephemera

 

 

 

O Sr. Dr. António Graça Pereira, nosso amigo, publicou mais um artigo, este na gazeta do Sr.Martinho sobre genealogia, fruto dum trabalho árduo nos arquivos ou seja fruto daquilo que em gíria dos historiadores sérios se chama '' queimar as pestanas''.

 

Desta vez sobre a genealogia da política abrantina Maria de Lourdes Pintasilgo.

 

 

Entretanto a Câmara (lenta) continua ao que sabemos sem lhe dar resposta à sua reclamação sobre a injusta não atribuição do Prémio Campos.

 

 

Isto é a Câmara continua a desprezar o trabalho sério sobre História de Abrantes, enquanto publica obras de duvidosa qualidade  como a de Andreia Almeida.

 

Com a devida vénia reproduzimos da página do facebook do Dr.Graça Pereira o seu último artigo.

 

 

A Direcção da Tubucci

 

António Da Graça Pereira

Artigo publicado no Jornal de Alferrarede, edição de Abril:

Genealogia da Engª Maria de Lourdes Pintasilgo

Neste número apresentamos um pequeno apontamento sobre a genealogia da Engª Maria de Lourdes Pintasilgo. As fontes primárias da investigação são os registos paroquiais da Igreja Católica. Estes registos, em livros próprios de cada paróquia, englobam os atos de batismo/nascimento, de casamento e de óbito dos despectivos fregueses e existem há mais de 400 anos em Portugal. O Estado tem na sua posse a grande maioria dos registos anteriores a 1911, os quais estão depositados por regra nos Arquivos Distritais da Torre do Tombo onde é possível a sua consulta ou a de cópias microfilmadas ou digitalizadas.
O apelido Pintassilgo, por vezes com a grafia Pintasilgo como no caso da Engª Maria de Lourdes Pintasilgo, é muito frequente na Beira Baixa, mais propriamente na zona da Covilhã. A Covilhã, que diga-se, é uma terra algo difícil para o estudo da genealogia das suas gentes por ter tido outrora muitas freguesias (São João Mártir, Santa Marinha, São Pedro, São João de Malta, São Silvestre, Santa Maria Maior, São Paulo, Santa Maria Madalena, São Vicente, São Martinho, São Bartolomeu, São Tiago, São Salvador e Nossa Senhora da Conceição), o que leva a grande dispersão dos registos.
O apelido deve ter origem em alcunha por se contar que houve um antepassado que assobiava como um pintassilgo. A referência mais antiga que encontrámos foi a de Luís Rodrigues Pintassilgo que deve ter nascido na freguesia de Santa Maria Madalena nos finais do século XVII, mas deve ser possível encontrar referências mais antigas. Este Luís foi pai de um Rodrigo José Pintassilgo, que viveu em São João de Malta, e avô de um João Rodrigues Pintassilgo que viveu em Santa Maria Madalena. Entre a vasta descendência deste João destacamos o bisneto Jerónimo Matos Pintassilgo, "fabricante", isto é, ligado à indústria dos lanifícios. Este Jerónimo é o avô paterno da engenheira Maria de Lourdes Pintassilgo, nascida em Abrantes a 18.1.1930, na rua do Brasil, depois rua da Sardinha, e que hoje tem o seu nome. Como se sabe Maria de Lourdes Pintassilgo foi figura impar da sociedade portuguesa no século XX. Entre outras coisas, foi Secretária de Estado da Segurança Social no I Governo provisório, Ministra dos Assuntos Sociais (II e III Governos Provisórios), representante permanente de Portugal na UNESCO (1975-1981), Primeira-Ministra do V Governo Provisório (1979) e Candidata à Presidência da República. Mas, mais do que isso, como escreveu Fernando de Sá Monteiro, no sítio de genealogia "geneall.net" foi "acima de tudo uma mulher de grande coração, de incontestável valor intelectual, de uma enorme coerência na luta por ideais que considerava estarem contidos no seu caminhar religioso: o Catolicismo". 
Tendo tido o enorme privilégio de conhecer pessoalmente Maria de Lurdes Pintasilgo é, com o maior dos respeitos, e como forma de lembrar a sua memória, que deixo aqui parte dos seus costados. A numeração que surge à esquerda de cada indivíduo corresponde à numeração tradicional pelo método Sosa-Stradonitz, em que o indivíduo que está na base da árvore de costados recebe o número 1, o seu pai o número 2 e a sua mãe o número 3. Daí em diante, para se encontrar o pai de um determinado indivíduo, deve-se multiplicar o seu número por dois. Para a mãe desse mesmo indivíduo soma-se um ao número do pai. Assim, por exemplo, o pai do indivíduo com o número 8 é o indivíduo com o número 16 e a mãe tem o número 17.

Primeira Geração
1. Maria de Lourdes Ruivo da Silva Matos Pintasilgo nasceu a 18.1.1930 em Abrantes. Faleceu a 10.7.2004 em Lisboa.
Segunda Geração
2. Jaime de Matos Pintasilgo, comerciante, nasceu a 9.12.1896 na Covilhã. Faleceu a 10.10.1959 em Lisboa. Casou a 14.3.1929 em Abrantes. 
3. Amélia do Carmo Ruivo da Silva, de Vendas Novas. 
Terceira Geração
4. Jerónimo Matos Pintassilgo, fabricante, nasceu a 21.5.1866 na Covilhã
5. Bárbara Saraiva Tavares Matos nasceu a 1.1.1873 na Covilhã. 
6. José Ruivo da Silva, militar, faleceu em 1918. 
7. Raquel do Carmo.
Quarta Geração
8. Francisco Jerónimo de Matos, tecelão, da Covilhã.
9. Mariana Rosa, da Covilhã.
10. António Joaquim Agostinho, fabricante, de Orjais.
11. Maria Angélica Saraiva, da Covilhã. 
Quinta Geração
16. José Jerónimo de Matos, do Tortosendo. 
17. Maria dos Santos.
18. José Rodrigues Pintassilgo, da Covilhã. 
19. Maria Raquel, da Covilhã. 
20. José Agostinho, da Covilhã.
21. Rosa Tavares.
22. Firmino António Saraiva, da Covilhã.
23. Maria da Piedade.
Sexta Geração
36. João Rodrigues Pintassilgo nasceu a 12.1.1750 na Covilhã.
37. Catarina Joaquina, da Covilhã.
38. Manuel Lopes Catalão, da Covilhã.
39. Josefa Maria, da Soalheira. 
44. Estevão Pereira Saraiva, da Covilhã, Santa Maria. 
45. Rita Maria.
Sétima Geração
72. Rodrigo José Pintassilgo, da Covilhã.
73. Catarina da Silva nasceu, com o pai já falecido, a 23.5.1734 na Covilhã.
74. Cristóvão de Paiva, de Manteigas.
75. Luísa Maria, de Pinhel. 
88. Francisco Saraiva, da Covilhã. Casou em 1774 na Covilhã.
89. Matilde do Rosário, da Covilhã,
90. José António.
91. Maria Fernandes.
Oitava Geração
144. Luís Rodrigues Pintassilgo, da Covilhã.
145. Luísa de Oliveira, do Tortosendo. 
146. Manuel Pereira, de Manteigas.
147. Maria da Silva, da Covilhã. 
176. José Saraiva.
177. Ana Rodrigues.
178. Manuel Pereira.
179. Helena da Cruz.
Nona Geração
292. Manuel Pereira, de Manteigas. 
293. Maria Fernandes, de Manteigas.
294. Domingos da Silva, do Porto.
295. Ana Rodrigues, da Covilhã.



publicado por porabrantes às 13:17 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Pintasilgo tenta eremita

A inflação dos currículos

A Cónega de São Vicente

A citação da confidente d...

DEBAIXO DA CAMA FERNANDES

A Papisa Suzy ainda não c...

A barracada do prémio Edu...

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10


18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds