Sábado, 03.12.16

em poucas linhas.png

 D.Ilustrado



publicado por porabrantes às 23:32 | link do post | comentar

Domingo, 27.11.16

caso de estudo.png

O Armindo Silveira faz aqui uma reflexão sobre as obras na Ponte. A ler. O Armindo não se chateará por reproduzirmos o que diz:

 

''A recente intervenção/requalificação n/da ponte rodoviária de Abrantes tem sido uma fonte de polémicas, equívocos, soluções em "cima do joelho" e explicações que adensam as dúvidas sobre a forma como foi concebido o planeamento, a execução e a recepção desta obra a qual ainda se aguarda a conclusão.

Sobre a área de intervenção é inexplicável que esta não tenho incluído a requalificação dos acessos pedonais à ponte pois se a inclusão social é tema de conferencias, debates, documentários e legislação traduzindo as expectativas da sociedade actual, a Infraestruturas de Portugal (IP) ou quem a tutela ou tutelou, assim não o entendeu.
Candeeiros, passeios e rails
Num leque de opções mais originais, a solução encontrada para a recolocação dos candeeiros, na minha opinião, é um exercício de estética futurista mas que reduz drasticamente a funcionalidade dos passeios como elo de ligação pedonal entre as duas margens do Rio Tejo. É de salientar que estes passeios estão integrados no percurso do "CAMINHO DO TEJO (Caminho do Tejo é um percurso GR (Grande Rota) linear, com cerca de 45 km, ligando Constância a Alvega, no extremo Este do concelho de Abrantes) e na rede pedonal do Plano de Urbanização de Abrantes, plano este aprovado em Setembro de 2016.
No investimento em segurança, o rail de protecção, no passeio a montante, tanto do lado do Rossio ao Sul do Tejo como das Barreiras do Tejo, este só foi colocado depois de terminar o muro onde vai "encaixar" a grade/vedação. Porque é que no passeio contrário o rail não foi colocado também depois de terminar o respectivo muro? No meu entendimento foi por questões de segurança, segurança essa que foi dispensada a montante. Agora pergunto: Se houver um veículo que galgue o passeio e atinja um peão ou cair no abismo quem é o responsável? O rail não servirá para impedir estas possíveis ocorrências?
Cumprir a legislação sobre acessibilidades
A colocação do rail depois do muro permitiu ganhar 4 a 5 centímetros que foram fundamentais para que a IP cumprisse a legislação sobre acessibilidades. Mas do lado contrário já não havia nada a fazer pois a colocação dos candeeiros no espaço destinado à circulação de peões hipotecou tudo. Assim, cadeiras de rodas, de bebé ou outros peões que ultrapassem os 60 cm de largura só podem circular no passeio a montante e um de cada vez se forem em sentido contrário. Reforço que a legislação sobre acessibilidades promove a inclusão social de cidadãos/ãs com mobilidade condicionada.
Projecto iluminação
Quanto ao facto da iluminação até ao presente não ser ligada depois da inauguração no inicio de Agosto, a IP ainda não prestou um esclarecimento público que ajudasse a compreender por que é que o projecto de iluminação não foi incluído no projecto global de requalificação da ponte. É este o meu entendimento e não quero estar equivocado pois se estiver então o caso é ainda mais grave. Entendo que os sucessivos adiamentos no andamento de outros trabalhos permitiram ao dono da obra, ou a quem delegou essa responsabilidade, ter tempo mais que suficiente para tratar das burocracias que parecem impedir a ligação à rede publica de iluminação.
É do conhecimento público a recente onda de assaltos na cidade Abrantes. Nesta época do ano anoitece cada vez mais cedo. Ainda ontem dia 26 de Novembro, embora as luzes do meu veiculo servissem de guia a alguns peões, reparei que alguns deles levavam uma mão ou na grade ou no rail que lhes ia servindo de guia. É grave o que se está a passar. Temo que, mais pergunta menos pergunta, mais inquérito, menos inquérito, a irresponsabilidade irá morrer solteira e os responsáveis continuarão nos cargos e a inaugurar obras sem as mesmas estarem concluídas com a conivência das autarquias, juntas de freguesia e outras instituições locais, regionais ou nacionais num continuo rodopio mediático. Até quando?
Para terminar, saliento que é urgente proceder ao rebaixamento do inicio de ambos os passeios de acesso à ponte a partir das Barreiras do Tejo. As populações merecem mais respeito.
Abrantes, 27 de Novembro de 2016
Armindo Silveira-Membro da Assembleia Municipal de Abrantes''
 
com a devida vénia
 
tem toda a razão


publicado por porabrantes às 15:31 | link do post | comentar

Quarta-feira, 03.08.16

ponte abrantes.png

Contado ninguém acredita na RTP

O engenheiro das Infrastruturas diz que não passaram ''rodinhas'' na Ponte durante as obras, a CMA não se dignou a prestar declarações ao programa, mandou um comunicado....

O habitual medo a debater quando sujeita ao contraditório....

O engenhocas meteu os pés pelas mãos 

mn.



publicado por porabrantes às 08:38 | link do post | comentar

Quarta-feira, 29.06.16

Comentário do Armindo Silveira a este artigo da Sónia Leitao no Médio Tejo

Bons dias,
em primeiro lugar, acredito que os passeios da ponte Rodoviária de Abrantes ainda vão sofrer alterações que os dotem de uma distância que permita, pelo menos, o cruzamento entre dois peões (uma cadeira de rodas e uma pessoa). Exemplifico um caso que pode ocorrer: existem dois passeios e só um permite a passagem de cadeira de rodas e cadeira de rodas só com 60 centimetros porque as mais largas só na faixa de rodagem… Caso prático: uma pessoa entra nesse passeio e, quando se encontra a 1/4 do percurso, do lado oposto entra uma cadeira de rodas, como não existe espaço para se cruzarem, como se resolve a situação? A pessoa galga os rails e vai para a faixa rodoviária? Pendura-se no gradeamento? Irão colocar semáforos? Alerto que duas pessoas de cintura mais ampla também terão esses problemas. Agora é verdadeiramente deplorável que uma entidade pública se refugie em escassos centimetros pois esta postura ainda é mais lamentável que a falha de não terem previsto as consequências da instalação dos rails. Quanto aos suportes dos candeeiros no espaço do passeio, é uma solução completamente mirabolante e nem merece comentários. Armindo Silveira

cortiça tejo.jpg

ma


publicado por porabrantes às 10:59 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24.06.16

musp  ponte.png

ma



publicado por porabrantes às 16:34 | link do post | comentar

Sexta-feira, 24.07.15

ponte correio paulistano.png

Correio Paulistano, 21 de Setembro de 1879



publicado por porabrantes às 01:50 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Em poucas linhas

Deputado Municipal questi...

Contado ninguém acredita

Uma ponte imprópria para ...

Utentes em cólera contra ...

Monsieur Cassoux e a Pont...

arquivos

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10


21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds