Segunda-feira, 20.08.18

sara motta

 Casa  feita por Mestre Raul Lino para a família Serra da Mota. Foto do carísimo Artur Falcão.

ma


tags:

publicado por porabrantes às 21:22 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22.07.15

O Senhor A..Martins diz assim na página da DGPC

 

''Tendo recebido foral, em 1313, por iniciativa da Rainha Santa Isabel (1271-1336), é possível que o "Pelourinho do Sardoal" fosse erguido somente no século XVI, centúria à qual remonta a elevação da localidade a Vila, por parte de D. João III (1502-1557) e, mais propriamente, em 1532.
Não obstante, o pelourinho que hoje observamos na praça fronteira aos paços do Concelho resulta de uma reprodução realizada em 1934, a julgar pela data inscrita no seu topo (vide infra).
Assente directamente em soco constituído por quatro degraus, o monumento apresenta-se formado por coluna de fuste oitavado interrompido por anel quadrangular, sendo coroado por capitel paralelepipédico com as pedras de armas da Vila e a data de reconstrução (vide supra), assim como por quatro braços de ferro. O remate é composto de pináculo tronco-piramidal decorado com anéis, em corda, com flor estilizada no topo sobrepujado por ganchos curvados.
[AMartins]''

 

Depois a página da DGPC assevera que o pelourinho  é IIP-Imóvel de Interesse Público remetendo para o Diário de Governo e para um Inventário de Pelourinhos.

 

pelourinho 2 sardoal.png

Diz o técnico prudentemente ... ''a julgar''.... e não sabe quem foi o arquitecto que inventou o pelourinho.

 

Bastava ter falado com o historiador e ex- Vereador da Cultura Luís Gonçalves para descobrir o talentoso ''inventor''.

 

O arquitecto foi Raul Lino.

 

Resta dizer que a DGPC acha que o ''pastiche'' é  um imóvel classificado ,mas não é. Remetem para o decreto salazarista que classificou em 1933 todos os pelourinhos a inventariar pela ANBL-Academia Nacional de Belas Artes. O inventário foi feito, mas nele não consta que existissem então pelourinhos em Abrantes e Sardoal ou sequer vestígios deles.

(Sobre o de Abrantes conheço uma gravura do século XVII  que o mostra e Eduardo Campos publicou vários artigos sobre a sua demolição.)

Portanto não está classificado o pastiche de Raul Lino e era bom que o classificassem especificamente. Porque é uma excelente peça arquitectónica.

Fica feita a sugestão ao dr.Miguel Borges.

mn

 créditos: Fundação Gulbenkian

 

 



publicado por porabrantes às 19:58 | link do post | comentar

Quinta-feira, 30.04.15

Grande entrevista a Raul Lino a propósito da morte de Jota Pimenta, no Porta da Loja

 

a redacção



publicado por porabrantes às 18:48 | link do post | comentar

Quarta-feira, 09.03.11

Raul Lino foi uma das grandes figuras da arquitectura lusitana com bastantes obras em Abrantes, das quais a mais conhecida é a Assembleia

de Abrantes.

 

Um dia destes evocaremos algumas dessas obras. 

 

Agora só um breve perfil dum artista que compreendia a paisagem.

 

O arquitecto dos Paços do Concelho – Raul Lino

 

Nasceu em Lisboa a 21 de Novembro de 1897 e faleceu a 13 de Julho de 1974. Estudou arquitectura na Alemanha.

Em Portugal desempenhou os cargos oficiais de Chefe de Repartição de Estudos e Obras de Monumentos do Ministério das Obras Públicas e Superintendente dos Palácios Nacionais.

Muitas das obras que assinou revelam concepções da arquitectura tradicional portuguesa.

Entre as obras mais importantes que publicou referem-se: A Casa Portuguesa, A Nossa Casa, Casas Portuguesas, Auriverde Jornada, Quatro Palavras.

Foi colaborador de vários jornais e revistas, entre eles: Diário de Notícias, Diário Popular, Diário de Lisboa, Panorama, Atlântida, etc.

Foi membro fundados da Academia Nacional de Belas Artes e seu secretário.

Na sua profissão respeitou sempre a tradição portuguesa, tanto nos edifícios urbanos como nos rústicos.

Entre as suas obras arquitectónicas destacam-se: Solar dos Patudos, em Alpiarça, Cinema Tivoli, em Lisboa, Casa de Ribeiro Ferreira, em Lisboa, remodelação do parque e edifício do Bom Jesus do Monte, em Braga, arranjos arquitectónicos no Jardim Zoológico, de Lisboa, idem na Casa dos Ciprestes, em Sintra.

A Casa da Comenda, em Setúbal, é obra de Raul Lino.

Em 1927 veio a Setúbal, a solicitação da Câmara Municipal, para se informar do estado em que se encontrava o edifício dos Paços do Concelho. Foi então encarregado de elaborar o projecto da sua reconstrução [pelo qual cobrou dez mil escudos].

Veio várias vezes a Setúbal, tendo entregado o projecto em Junho de 1928. (…)

À data da morte era presidente da Academia Nacional de Belas Artes.

In Quintas, Maria Conceição, Monografia de São Julião – Setúbal, edição da Junta de Freguesia de São Julião, 1993

 

in praça do bocage um blogue pró PCP de Setúbal 

   .

(a que voltaremos para evocar as aventuras de Baptista Pereira)

 

aqui engravatado, mais o sumavielle and so...

 

 

publicado por miguel abrantes



publicado por porabrantes às 17:53 | link do post | comentar

Sábado, 11.12.10

Salvem da demolição o Real Convento S. Domingos de Abrantes Junto foto da casa da família da pintora Lucília Moita em Alcanena. Se lhe construíssem ao lado um centro comercial destes ou pior um cubo gigantesco, que iria fazer a ilustre intelectual? Uma poesia em homenagem aos patos-bravos e ao arquitecto ignaro?
A casa também é de Raul Lino. Como é que a pintora pode ser uma daspromotoras deste crime contra Abrantes?
E foi directora do Museu Lopo de Almeida!!!!

Marcello de Noronha no facebook




publicado por porabrantes às 21:20 | link do post | comentar

Segunda-feira, 30.08.10

O Sardoal com Memória publica um interessante post sobre os projectos do Arq. Raul Lino para a Vila do Sardoal.

 

Recomendamos a sua leitura.

 

O sr. Luís Manuel Gonçalves refere uma notícia do Correio de Abrantes de 1932 onde se informa que a convite do Dr.David Serras Pereira o célebre arquitecto visitara a Vila e a partir daí concebera alguns projectos arquitectónicos para o Sardoal, uns realizados, outros que infelizmente não passaram do papel.

foto in adagio-2009.blogspot.com  

O Advogado Dr. David S. Pereira teve banca de causídico em Abrantes, foi um homem ligado à Imprensa e à política regional como monárquico integralista.

 

Morto prematuramente quando dele muito se havia a esperar, deixou 2 filhos o nosso amigo Dr. João Nuno Serras Pereira e a Senhora D.Manuela Serras Pereira.

 

O Dr.João Nuno teve um papel destacado com Agostinho Baptista e Duarte Castel-Branco no salvamento do Convento de São Domingos, ameaçado então como agora pelo camartelo.

 

Dois dos seus filhos, o arquitecto Gil Serras Pereira e o Rev. Frei Nuno Serras Pereira deram-nos a honra de serem signatários da petição.

 

Raul Lino fez também vários projectos para Abrantes, do qual o mais destacado é o edifício da Assembleia de Abrantes, barbaramente assaltado durante o Prec, sem nenhum respeito pela sua singularidade patrimonial e arquitectónica.

Assembleia de Abrantes

Assembleia de Abrantes. foto dias dos reis

(quem não compreendeu a paisagem edificada foi o construtor do Prédio dito do Pelicano...)

 

Raul Lino foi um arquitecto capaz de compreender a paisagem, não há um projecto seu que tente sobrepor-se ao território, mas  integram-se sempre nele.

 

Lição que João Luís Carrilho da Graça foi incapaz de compreender em Abrantes.

 

Agradecemos ao  sr. Luís Manuel Gonçalves mais esta lição de história do Sardoal e da Região.

 

Marcello de Ataíde



publicado por porabrantes às 23:27 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Como abandalhar uma casa ...

Raul Lino inventa pelouri...

A arquitectura morreu

um grande arquitecto

ò da guarda !!!! Casa Moi...

Novidades na blogosfera (...

arquivos

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carlos marques

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Fevereiro 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9

22

23
24
25
26
27
28
29


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds