Domingo, 28.04.19

professora doutora

Há uns anos, a CMA deu à Associação de Agricultores o edifício da antiga escola Dr.António Silva Martins, que foi restaurada graças a um subsídio europeu e comparticipação camarária. Ao edifício foi dado o nome do grande latifundiário e excelente cidadão, Luís Bairrão.

Tudo isto com o voto da Vereadora Celeste Simão.

celeste 28-4-2019

A mesma moralista, que postou esta coisa, no face, querendo proibir a Assunção Cristas, de andar às couves, na Golegã.

Segundo a ''agronóma'' e anti-latifundiária Simão, a antiga Ministra da Agricultura, não sabe o que é o ''restolho''.

Ela sabe, porque certamente, foi ceifeira, e quem sabe até andou a fugir da GNR, como certa camponesa  de Baleizão, a Catarina.

Que balas assassinas deixaram morta.

Diz ainda, esta Pasionária do restolho, que se a Assunção ''tivesse um pingo de vergonha nem entrava na Golegã''.

Isto é por convite da autarquia, com o apoio da jornaleira do restolho Simão, trazem a centrista a Abrantes, mas à Golegã não pode ir, porque a Celeste, policial, a veta.

57439885_10157520497810992_3325496153981583360_n

Mas, a Abrantes, pode, porque a autarquia da Celeste, a convida e a cacique faz fotos profusas e oficiosas com ela e com grandes proprietários rurais e até com ovelhas.

pais de azevedo ovelhas

Infelizmente nesta festa rural, a que só faltou o saudoso eng. Sousa Veloso, autor do excelente programa da RTP, TV Rural, não expuseram oliveiras velhas, compradas por 50.000 €, para homenagear a latifundiária (no Tainho ) Lucília Moita, com o apoio da Pasionaria Celeste.

Mas, convidaram para benzer o rebanho, um cónego, acusado de burla, e falsificação de documentos, pelo Ministério Público, braço-armado da luta contra a corrupção, como outro que mandou revistar a autarquia que o Partido da Celeste, governava. A de Abrantes. Nessa época a Celeste não postou que a polícia ''não tinha um pingo de vergonha'' por entrar na Raimundo Soares, com o mesmo garbo com que os ''Intocáveis'' do FBI irrompiam na Chicago dos anos 20. 

cónego associaçao

Publica-se a foto, porque o tonsurado dos falsos drogados, dos mortos transformados em toxicómanos, dos psicólogos honrados, travestidos em consumidores compulsivos de drogas, fundou o Banco da Fome para o qual a Assunção e o Nuno Melo andavam às couves.

E a justiceira Celeste senta-se na Rede Social ao lado do CSIA -Centro Social e Interparoquial de Abrantes, -instituição também acusada pelo MP de ''burla e falsificação de documentos''.

E ainda não postou, que eles não têm um pingo de vergonha por  entrarem lá.

celeste

 

Continuando e para abreviar, quem manda na Golegã, é o dr. Veiga Maltez, também latifundiário e homem de bem, porque a generalidade dos grandes lavradores são gente honrada e não a Celeste.

E quando este autarca socialista acusou a CMA da Celeste de violar a Lei e de abandalhar monumentos, no caso o Convento de S.Domingos, com pinturas aberrantes, a Pasionaria do restolho comeu e calou.

Mas ainda está a tempo de proibir Veiga Maltez de falar de Abrantes.

Estamos à espera.

ma

 

   

 

  



publicado por porabrantes às 22:42 | link do post | comentar

Sexta-feira, 26.04.19

Herdade da Torrebela. 1975.  Um mujique resiste ao Brejenev local. Cabeça dura a dos mujiques ribatejanos. .....

 



publicado por porabrantes às 15:51 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.11.18

pintasilgo assassinato

A brutal execução pela GNR de dois rurais, durante o Governo da Santa Lurdes Pintasilgo.

 

Há mais sobre isso no blogue.

 

A justiça portuguesa nunca sentou a D.Pintasilgo no banco dos réus, como responsável subsidiária da execução.

 

mn 



publicado por porabrantes às 13:28 | link do post | comentar

Quarta-feira, 09.08.17

Em 1974 e 1975 um grupo de salafrários  e amigos do alheio dedicou-se a saquear e a roubar as herdades dos abrantinos no Concelho de Avis, designadamente da família Duarte Ferreira, Moura Neves, Fernandes, Godinho, etc

 

Se fossem só ladrões já era demais, mas também queriam privar-nos da Liberdade! 

 

Só a título de exemplo, os roubos cometidos contra a viúva do Dr.Manuel Fernandes, Senhora D.Maria Virgínia Moura Neves Fernandes

virgínia moura neves.png

 

maria virgínia 2.png

 Todos os dados citados são extraídos com a devida vénia da extraordinária tese de doutoramento de ALMEIDA, Maria Antónia de Figueiredo Pires de - A reforma agrária em Avis: elites em mudança num concelho alentejano (1974-1977). [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2004.

 

Comentarei que os que aparicam agora a memória do

manuel fernandes 2.png

 Dr.Manuel Fernandes, confraternizaram alegremente com a tropa fandanga que roubou a sua viúva. E já agora com tipos como o Barata Gil, ocupante de imóveis alheios e recordista do desafino musical eclesiástico. 

Há gente que gosta de confraternizar com tipos desta laia

Nós não gostamos

 

mn



publicado por porabrantes às 17:23 | link do post | comentar

Quinta-feira, 29.12.16

No Grupo de Apoio ao Juiz Carlos Alexandre tiveram a gentileza de nos citar:

alexandre 1.png

pcp t.png

O post era este

 

O nosso obrigado.

 

mn



publicado por porabrantes às 10:01 | link do post | comentar

Domingo, 19.06.16

pintasilgo baltimore sun.JPG

Ao governo da Santa Maria de Lourdes Pintasilgo há que atribuir a brutal repressão contra camponeses pobres. Era Ministro da Agricultura, o que fora deputado constituinte pelo PPD representando Abrantes, Joaquim da Silva Lourenço. Os camponeses abatidos foram: António Casquinha, de 17 anos, e José Geraldo "Caravela", de 54,

O PCP chamou à matança: assassinato.:

'Fez 27 anos, em 27 de Setembro, que na herdade Vale do Nobre, pertencente à UCP Bento Gonçalves, foram barbaramente assassinados a tiro de metralhadora pela GNR, António Maria Casquinha, de 17 anos de idade, e José Geraldo (Caravela), ambos da UCP Joaquim Salvador do Pomar, no Escoural.

«Esta operação criminosa, durante o governo de Maria de Lurdes Pintasilgo, tem lugar quando uma força da GNR – comandada pelos capitães Matias, Faria e sargento Maximino, conhecidos pela sua fúria contra a Reforma Agrária e os seus trabalhadores – envolvida com agrários e funcionários do Ministério da Agricultura e Pescas, como Avelino Delicado Couceiro Braga e Cortes Correia, procurava roubar um rebanho de vacas da UCP Bento Gonçalves. Nesta luta em defesa do rebanho de vacas estavam envolvidos dezenas de trabalhadores de outras UCP que foram em solidariedade com a UCP Bento Gonçalves.

«As forças repressivas, raivosas, como não conseguiram roubar as vacas, abriram fogo sobre os trabalhadores. Caíram mortos Casquinha e “Caravela”! Vários outros ficaram feridos.

Estes odiosos assassinatos custaram uma profunda revolta e dor, não só no concelho de Montemor-o-Novo como em todo o País. O funeral destes dois trabalhadores envolveu milhares de pessoas. Os responsáveis nunca foram tornados públicos nem julgados!»

Artigo publicado na Edição Nº1715  do Avante!

 

Recordarei que durante o consulado de António Barreto só se usaram balas de borracha nas acções para liquidar a Reforma Agrária e que não houve mortos.

Mas o dr. Barreto não é Santo, nem sequer católico, é um Homem de Estado.

17445491_G5UUJ.jpg

Estes homens morreram sob responsabilidade da Santa e do Costa Brás, MFA que era Ministro da Administração Interna. O crime nunca foi punido.

Ouço o discurso do Jerónimo e o camarada condena  ''os agrários'' e a ''GNR'' , e não  faz condenação da Menina Pintasilgo, nem do Ministro do Interior.

A hipocrisia desta gente é aterradora.

E os pobres-diabos como o Casquinha e o Caravela foram simples carne de canhão numa acção política.

ma   

 



publicado por porabrantes às 16:38 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.10.15

luis moura neves fernandes.png

pcp reforma.png

Assembleia da República, 26 de Março de 1980

 

 A família Borges Coutinho era a do militante do PCP, António Borges Coutinho, Marquês de Praia e Monforte (que cedeu o Palácio do Rato ao Soares), a Drago Uva era a da mulher de Durão Barroso, preciosa informação que me deu o neto do Ministro da Agricultura de Salazar, eng. Nunes Mexia, a Moura Neves era do Dr.Luís que figura acima....

 

Tudo isto me parece razoável, excepto que os comunas se roubem uns aos outros,

o Dr.Mota Amaral e os separatistas da FLA expulsaram a pontapé o Marquês Coutinho dos Açores mas não lhes roubaram os latifúndios insulares.

 

Onde se prova, como diria, Ana Soares Mendes,

 

ana cabral.jpg

 

 

que os do OPUS DEI não roubam marqueses.....

 

ma

 

 



publicado por porabrantes às 16:24 | link do post | comentar

Sábado, 04.04.15

Luis Bairrão enquanto dirigente da CAP, (ao lado do Casqueiro,) combateu isto

 

alvega 5.png

 a tentativa de usar a palavra  Reforma Agrária para montar uma insurreição comunista ou esquerdista que transformaria Portugal na ''Albânia da Europa'' como diria Mário Soares.

Ou numa Bulgária, como disse Jaime Gama.

E certamente aplaudiu a contra-reforma agrária de António Barreto e do CDS, que num dizer dum dirigente do CDS no Parlamento era ''devolver a terra a quem a tinha'' ou seja combater o latrocínio.

Transformar Luís Bairrão num menino de coro da ''sociedade civil'' é próprio dos construtores(as) de hagiografias.

Foi Luís Bairrão fiel aos seus interesses de classe?

Foi.

Por isso lhe tiramos o chapéu.

E também foi fiel aos interesses de Portugal, ajudar a liquidar a escória gonçalvista, entre a qual se encontrava alojado no Quartel de Abrantes, Ferro Rodrigues, que queria albanizar Portugal.

Se a Hália e a Céu não perceberam isto, não perceberam nada.

Se  a Hália e a Céu querem esconder isto, para ''melhorar a realidade'', era melhor terem contratado o historiador Gaspar.....

gaspar baloes.png

mn



publicado por porabrantes às 16:36 | link do post | comentar

Quarta-feira, 18.03.15

 

reforma agrária 3.png

 

antónio.jpg

 

Não digam que o texto é comunistóide, é do Doutor António Barreto, que terminou com a Reforma Agrária e que fez com isso que o Lopes Cardoso ficasse mais careca, lembro-me que o Cardoso numa sessão de esclarecimento do PS em Abrantes defendeu o ''modelo argelino'' prá reforma agrária. O texto tem ainda ajuda da falecida Zézinha Nogueira Pinto (que foi do CDS e cujo viúvo é uma conhecida personagem da extrema-direita (1), ou será que já se deixou disso e só se dedica aos negócios, como o Zé Miguel Júdice só se de dedica à advogacia de negócios???? .

O texto completo pode ler lido aqui, e foi publicado na Análise Social.  

O projecto foi financiado pela Universidade Católica, e a Igreja é dona dos maiores latifúndios de Évora.

Na parte abrantina os autores baseiam-se numas entrevistas feitas pela Edite Esteves, prá ''Capital'', quando os ânimos ainda estavam revolucionários.

Mas mesmo assim são das únicas fontes escritas sobre este processo no concelho.

Bem está na altura dalgum dos ocupantes de herdades, dos corticeiros que fizeram negócio comprando cortiça roubada ( e estou-me a referir aos nortenhos), dos latifundiários que obtiveram reservas através de certo escritório de advogados ligado ao PPM, de escreverem a sua versão. Antes que nós comecemos a contar como foi.....

MN 

(1) _ Jaime Nogueira Pintomdf reforma agrária.jpg

 

cunhal.png

Álvaro Cunhal, Discursos Políticos, 1978 



publicado por porabrantes às 19:38 | link do post | comentar

Sexta-feira, 01.08.14

Quando o clero se dedica ao ócio há lugares para dormir a sesta debaixo duma azinheira . E o clero, pançudo e ocioso, ressona à sombra duma azinheira.

 

 

Para as férias do clero ocioso  recomendamos um latifúndio de 2.000 hectares na Amareleja.

 

 

Vai o dr. Humberto Lopes escrever uma carta na Barca porque há proprietários absentistas no Distrito de Beja?

 

 

Nunca se sabe, a malta adorava ver o Lopes no papel do antigo controleiro comuna José Soeiro.

 

 

 

 

 a redacção



publicado por porabrantes às 16:05 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Celeste Simão e o problem...

A colectivização nos camp...

Quando o Governo Pintasil...

Como roubaram a viúva do ...

Deveres de gentileza

Dia do Senhor: Dois rurai...

Comunas roubam Dr.Luís Mo...

Luis Bairrão

A reforma agrária abran...

Férias do clero ocioso

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds