Domingo, 01.07.18

Já se viu como os abrantinos receberam fidalgamente os refugiados boers no século XIX.

Convém ver outro caso de recebimento de refugiados políticos, e já agora agradecer à CM Sardoal, onde foi apresentada uma oportuna exposição sobre refugiados austríacos, ou seja crianças desta nacionalidade aí acolhidas (como o foram na cidade) depois da 2ª Grande Guerra.

refugiados

 

Dessas crianças pelo menos uma ficou em Abrantes, a Srª D.Gerte Moura Neves.

Em 1844, Portugal estava de novo em guerra civil entre os cartistas do Conde de Tomar e a esquerda liberal.Operações militares sucediam-se no país e na região e em Espanha os radicais levantaram-se em vários pronunciamentos contra vitória dos ''moderados'' nas eleições. Perderam e parte deles veio parar a Abrantes e o coronel Manuel Martini, um castelhano por aqui radicado, casado com a rica proprietária de Constância, D.Emília de Sousa Falcão, recebeu os seus compatriotas e correligionários, porque ele próprio se levantara em armas uns dez anos antes contra o miguelismo, montando uma guerrilha que assolara todo o Alto Alentejo, proclamando em Nisa e outras terras, D.Maria II e a Carta. E acabara por se refugiar além-raia com os seus bravos.

Os refugiados espanhóis foram acolhidos nas vastas herdades da Família Falcão em Constância.

Estou à espera que haja um empresário capaz de ser solidário como o Coronel Martini.

martini refugiados 1844 rev. universal lisbonsense

Revista Universal Lisbonense, 1844    

 

Mas também se verá como houve insolidários que ameaçaram chamar a tropa....para que Abrantes não recebesse refugiados.....e no caso portugueses.

mn 

 

Como Emília de Sousa Falcão ofereceu a espada de Martini a um Imperador  

      



publicado por porabrantes às 16:32 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.01.17

CYmiirqWkAA4bKw.jpg

 É admissível este tipo de humor do Charlie?

O que não é admissível é a censura.

ma



publicado por porabrantes às 18:38 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.06.16

emigrantes.jpg

Foi-nos revelado porque Abrantes não recebe refugiados sírios. O caciquismo pensa na nossa segurança e não quer desviar os subsídios do Senhor Cónego para a construção duma mesquita na Encosta da Barata.

Agradecemos penhorados ao caciquismo.

mn

 



publicado por porabrantes às 20:44 | link do post | comentar

Quarta-feira, 13.04.16

Acumulam-se milhões de refugiados na Turquia, Grécia e Alemanha. O Senhor Costa foi passear a Berlim para dizer à patroa Merkel que a Pátria receberá uns 1.700 infelizes. É provável que venham poucos, isto é sítio donde se quer sair e não chegar, porca miséria.

Os refugiados são um problema bicudo e colocam questões  graves de segurança. Mas mesmo um governo semi-fascizante, como o da Eslováquia, disse que os receberá desde que sejam cristãos assírios, gente que fala a língua em que Cristo dialogava com o carpinteiro José. O aramaico é a venerável relíquia  da língua dos galileus.

O filho do José foi de burro, mais a Maria e o carpinteiro refugiar-se em terras do Egipto, para fugir a um genocídio de bebés, conta um remoto texto, que a catequista Maria do Céu explicava aos miúdos.

Diz a autarca Maria do Céu que Abrantes não receberá refugiados, porque ''não há habitação social''.

A Igreja acumula casas vazias que não servem para nada. A casa do Dr. João Nuno Serras Pereira está vazia ao lado da Câmara. Foi dado um terreno que vale centenas de milhares de euros ao Graça para construir uma Basílica numa terra onde abundam as Igrejas, também vazias, porque a pastoral do Graça afasta os católicos conscientes.

Mas não há casas.

Exproprie a casa Serras Pereira e eventualmente a Casa do Dr.Solano o município, e já terá sítio para meter cristãos assírios.

Os andares vazios proliferam por uma cidade deserta.

lalanda 1.jpg

 

Mas não há casas para receber cristãos assírios, ou mesmo muçulmanos que recusam a lei bárbara da sharia.

Nos municípios da FN, a Marine diz que não haverá refugiados porque não quer árabes. Mas há habitação social para franceses ''de souche'', alguns deles tão franceses ''autênticos'' como a Linda de Suza.

Marine não é uma hipócrita, nem uma incompetente.É uma política de direita extrema que prepara o assalto ao Poder, em nome da islamofobia.

Não haver solidariedade (essa palavra que o Graça usa para caçar esmolas) nem municipal, nem católica, para os cristãos que falam aramaico e que vendiam artesanato ou essências no ''souk'' de Alepo ou para qualquer outra minoria síria é uma vergonha.

No século XIX,lá pelos finais, os refugiados boers, rudes guerreiros calvinistas, foram acolhidos no Convento da Esperança.  

Não sei se foi Solano ou o Visconde da Abrançalha que os receberam. Eram gente mais competente e solidária que os autarcas actuais que desconhecem a palavra solidariedade.

Quanto aos abrantinos na bicha para a habitação social, perguntem, os quinze milhões de euros do MIAA não podiam ter sido gastos a recuperar casas que estão a cair no Centro Histórico, para terem um fim social?

lalanda 2.jpg

 

Meditem e vejam o resultado desta palhaçada.

 

ma 

 

fotos do Sr.Artur Lalanda  



publicado por porabrantes às 07:51 | link do post | comentar

Terça-feira, 15.09.15

wilkomen.jpg

Le Soir-Bélgica com a devida vénia

 

ma



publicado por porabrantes às 09:10 | link do post | comentar

Segunda-feira, 14.09.15

d alentejo.png

 no diário vermelho de Beja

 

com a devida vénia

a redacção (insolidária)



publicado por porabrantes às 16:01 | link do post | comentar

Sexta-feira, 11.09.15

refugiados ve.jpg

 

Serbs crossing the river for Austrian territory,in ''Great Migrations of the Serbs'', also known as the Great Exodus, refers mainly to two large migrations of Serbs from the Ottoman Empire to the Habsburg Monarchy

 

devida vénia à This is Christian Servia

 
 


publicado por porabrantes às 19:51 | link do post | comentar

 

Fontes ligadas à bondosa família Caldeira, grande proprietária rural, dizem que ela não descarta doar os terrenos onde se encontra o abarracamento cigano de S.Macário,

s.macário 2.jpg

Cidadão Abt

 

ao Cónego José da Graça e à Câmara Municipal de Abrantes (em co-propriedade), para aí ser construído um modelar centro de acolhimento de refugiados sírios

Como os sírios precisam de acompanhamento religioso, um benemérito local sugeriu pedir um financiamento ao país donde é natural Osama bin Laden

osama.png

a Arábia Saudita.

Hoje é o dia em que se devia começar a telefonar aos sauditas, afinal é 11 de Setembro.

No caso dos ciganos serem trasladados de S.Macário, poderiam ser alojados ao lado do cinema Millenium, porque são muito aficionados à sétima arte e ser organizado para eles um ciclo de filmes da Marisol, como boas-vindas.

Outras hipóteses seriam exportá-los para o Flecheiro, porque o município de Tomar e as escolas locais andam a integrá-los em regime de apartheid.

A deslocação dos sírios para S.Macário (santo egípcio) seria para que não se sentissem desambientados, dado este topónimo  evocar uma ocupação moçárabe e se calhar pré-islâmica do local.

Saint_Macarius_the_Egyptian.jpg

Outros antropólogos dizem que Makarius, o eremita egípcio, está ligado aos ciganos (gypsies em inglês e conhecidos por egípcios nas fontes medievais) e por isso eles se instalaram naquele local.

Seria uma crueldade enxotá-los.

Nesse caso os refugiados sírios podiam ser metidos na casa do Dr.Serras Pereira, que é da Paróquia, e fica atrás da CMA, perto da R.Soares. Assim animava-se o centro e ainda construíam um souk nas barbas municipais.

mn      



publicado por porabrantes às 09:07 | link do post | comentar

Terça-feira, 08.09.15

Pelo Coronel Rodrigo Sousa e Castro

 
 

 

 

Bom dia,
Quero falar-vos hoje da crise dos refugiados que do norte de África chegam á Europa.
Há quarenta anos a minha geração recebeu e resolveu o afluxo de meio milhão de refugiados vindos das nossas ex colónias em África....
Muitos deles numa gesta heróica e arriscando a vida vieram em frágeis embarcações desde o Atlântico Sul até aos nossos portos, tomando o caminho inverso dos nossos gloriosos navegadores.
Com os nossos escassos recursos de Nação pobre mas com o nosso coração enorme e a nossa grandeza de alma e ânimo recebemo-los, foram reintegrados e alguns dos seus filhos e netos são hoje inclusive nossos dirigentes políticos
Se eles conhecessem a história recente da nossa Pátria, em lugar de tomarem as atitudes demagógicas que por aí se vêm, perguntariam aos países poderosos e ricos da Europa porque razão, cada um por si, não pode receber menos de metade dos refugiados que Portugal recebeu em 1975 e 1976.
Ainda por cima quando a responsabilidade é da exclusiva conta da França e da Inglaterra que levaram a guerra a destruição e a morte aqueles países .
A caridade bem ordenada começa por nós próprios, por isso diria a esses agora nossos parceiros na UE que em Portugal há idosos que morrem abandonados há mingua de recursos, outros têm que optar no dia a dia entre o medicamento e a côdea de pão, há crianças que chegam á escola de barriga vazia e famílias desesperadas sem o mínimo amparo.
Tudo porque o governo alega não ter recursos apesar de esbanjar dinheiro á tripa forra.
Nós portugueses dizemos que não precisamos de mostrar ao mundo que somos solidários porque sempre o fomos, e nas piores alturas, mas agora perante a crise que nos assola temos que tratar em primeiro lugar dos nossos próprios cidadãos e compete aos ricos da Europa fazerem a sua parte e cumprirem o seu dever.
A caridade bem ordenada começa por nós próprios e será este um dos meus princípios de acção se me elegerem para a Assembleia da República.
Não esperem de mim alinhar na demagogia do politicamente correcto

 

com a devida vénia

retornados.jpg

 

O Sr.Coronel é cabeça de lista pelo PDR em Lisboa e como sabem um dos capitães de Abril

 

a redacção

 


publicado por porabrantes às 13:35 | link do post | comentar

Sábado, 05.09.15

bob.jpg

Entrada de Refugiados na RFA

 

ue.jpg

 

Entrada de Cidadãos Europeus no United Kingdom 

 

visto pelo Telegraph

 

mn



publicado por porabrantes às 18:00 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Refugiados à abrantina

Do que se safou o pequeno...

Não haverá mesquita na En...

A palavra solidariedade

Frau Bismark da treta

Humor comunista alentejan...

A diáspora sérvia

Famíla Caldeira pode doar...

A CARIDADE BEM ORDENADA C...

Turismo

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds