Segunda-feira, 19.03.18

Temos por mau costume ler as teses de doutoramento e às vezes de Mestrado sobre a Abrantes e a região e de as comentar.

teses anastácio

Fomos ler esta

 

O Doutor Oosterbeek fazia parte do júri e publicou esta bonita mensagem sobre ela

Otros destinatarios: docent...@ipt.pt, docent...@ipt.pt, docent...@ipt.pt, docentes_ctesp_web...@ipt.pt, docentestes...@ipt.pt, Funcio...@ipt.pt, funciona...@ipt.pt, quaternary-pr...@googlegroups.com

 
 ''Tenho o especialmente grato prazer de informar que decorreu em 20 de Janeiro de 2016, na UTAD, a discussão pública da tese de Doutoramento de Rita Ferreira Anastácio, intitulada SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICA para a GESTÃO DO PATRIMÓNIO: CASO ESTUDO DO MÉDIO TEJO. O júri, presidido pelo professor Jorge Ventura Cardoso e integrando os professores João Pedro Cunha Ribeiro (arguente), Maria Teresa Baptista (arguente), Luiz Oosterbeek (vogal), Pierluigi Rosina (orientador) e Rui Pedro Julião (orientador), aprovou a dissertação por unanimidade, com a avaliação final de 18 valores.
Trata-se de um importante contributo para a futura gestão da região do Médio Tejo, que nos obriga a todos a olhar não apenas para as "potencialidades" mas, em grande medida, para a distância que separa a realidade das bases de dados disponíveis. E é uma tese que apresenta um contributo muito inovador para a gestão territorial da cultura. ''


Luiz Oosterbeek
Pro-President of the Polytechnic Institute of Tomar, for International Relations and Co-operation

Secretary-General of the International Council of Philosphy and Human Sciences (CIPSH)
Secretary-General of the International Union of Prehistoric and Protohistoric Sciences (UISPP)

Estrada da Serra, Campus da Quinta do Contador, P-2300-313 Tomar ''
 
Comecei a ler e não acredito:

suevos

A ilustre doutorada cita, na bibliografia, Manuel Silvio Alves Conde

conde 3.png

E o Doutor Conde, que é o mestre da história medieval do Médio Tejo, diz,nessa obra, que um documento remoto, o Paroquial Suevo, refere Selium que é Tomar. Também acontece que a obra dada por não publicada, foi ...publicada

selium

 

Também acontece que a Senhora Doutora é professora no IPT...em Tomar..

Podia ser isto um lapso, mas a interpretação que é feita da Idade Média é surpreendente:

escravos.png

p.122

Com que então não havia escravos na Idade Média!

Nem sequer em Abrantes!

 

Outro dia, no Médio Tejo, o sr. José Gaio evocou o foral afonsino (na edição do Eduardo Campos):

(...)Nos territórios conquistados, os mouros era considerados escravos. Por cada mouro que era vendido no mercado pagava-se um soldo, e por cada um que trabalhasse para alguém, o patrão tinha de pagar a “décima”.(...)

Depois a doutoranda diz que a Igreja se retirou para o campo!

A Igreja na Europa instalou-se desde os tempos dos Romanos nas cidades, nos campos (pagus) estavam os campónios, que tardaram em ser evangelizados (por isso o termo pagãos).

Os grandes Bispos que auxiliaram Afonso Henriques, como o de Braga e Porto, viviam nessas cidades e eram senhores delas!

Também diz que a Arquitectura Gótica '' não é fruto de influências externas'' (p. 122)

Passa depois a elogiar a Herity (onde manda um dos membros do Júri) e disserta sobre as políticas culturais e patrimoniais da CIMT e fala duma abordagem a partir da engenharia geográfica da valorização do património cultural.

Acerca das infrastruturas culturais abrantinas elencas-o desta forma

elenco

(pag 318 -anexo)

Acontece que a Biblioteca do Rossio de Abrantes está fechada, o Cinema fechou em meados dos anos 70, o MIAA ainda não passou do papel, a Galeria Municipal de Abrantes fechou há muito como o Cineteatro de Alferrarede. O Núcleo Museológico das Mouriscas parece que está arrecadado pela ADIMO, porque a Escola do Lopes está a cair   e o Ecomuseu do Castelo de Bode já não existe!!!

 

É obra!

 

Mas teve 18 valores!

 

Não era melhor a Senhora Doutora ter ido aos locais ou ter consultado a História de Portugal do Prof.Mattoso, vol IV, a ''Monarquia Feudal'' (que não cita) para ter uma visão geral da Idade Média em Portugal????

 

Não devia o orientador ter chamado a atenção para estes lapsos?  

 

 Quanto ao Doutor Luiz Oosterbeek que estava no Júri que disse a estas coisas???

 

ma

PS-Acho que vou deixar de comentar teses por uns tempos.... 

 



publicado por porabrantes às 10:12 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Os escravos na Idade Médi...

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds