Sábado, 02.11.19

Qual foi a primeira mulher  a desempenhar um cargo técnico importante na administração pública, cá no concelho?

Não sabemos.

Mas a Senhora D. Maria Teodora de Jesus era em 1895 chefe da estação telegráfico-postal do Rossio de Abrantes.

E já vinha desempenhando o cargo nos anos anteriores, com elogios da tutela

1895

Diário de Governo, 1895

ma



publicado por porabrantes às 16:03 | link do post | comentar

Terça-feira, 08.10.19

correio rossio

O edifício foi oferecido aos Correios pelas Fundições Soares Mendes.

Agora uns especuladores, a quem privatizam os correios, vendem-no.

O serviço de correios que oferecem é abaixo dum país de cafres.

Depois perguntem porque é que o povo ficou em casa, em vez de votar nestas tropas.

O edifício fica numa rua onde proliferam as ruínas, numa terra onde antes batia o coração industrial do concelho.

mn   



publicado por porabrantes às 11:18 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.09.19

postal rocio d'abrantes

postal rocio d'abrantes 2

 

 

mn



publicado por porabrantes às 08:34 | link do post | comentar

Quarta-feira, 31.07.19

Um dos mais célebres saneamentos de párocos foi o do P. Felicidade Alves, que era titular da paróquia dos Jerónimos.

 

padre felicidade

De menino bonito do Cardeal Cerejeira e de Américo Thomaz  a proscrito.

Dera em progressista e pagou por isso. Terminou depois do 25 de Abril em agitador gonçalvista.

Quem é que foi capaz do clero abrantino de se solidarizar com ele?

Quem foi capaz de desafiar um Cardeal, que obedecia ao fascismo?

Quem foi?

Monsenhor Carvalheira, então o padre missionário José Genro Carvalheira, que na selva de Moçambique, assistia à constante violação dos direitos do homem, por parte da Frelimo e das Forças Coloniais.

Dessa terra atribulada, vem a carta solidária contra o Cardeal salazarista.

  

carvalheira

carta carvalheira felicidade

Cheia de bons conselhos e de valentia, porque as cartas do Padre Carvalheira e as do P.Felicidade iam invariavelmente parar às mãos dos esbirros fascistas.

O P.Carvalheira terminou a carreira eclesiástica (feita em grande parte sob direcção de gente ilustre, como D.Eurico Dias Nogueira ou o Cardeal Lustiguer) como humilde Pároco de Rio de Moinhos.

Apesar de ter sido feito Monsenhor graças ao Cardeal de Paris.

E então vivia no Rossio ao Sul do Tejo, como se já disse alguma vez.

Um homem ilustre, valente e humilde. 

ma

créditos: Fundação Mário Soares,  Jornal Tornado (P:Felicidade), a outra foto já não sabemos, as nossas desculpas   

 



publicado por porabrantes às 21:05 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29.07.19

no colega Abrantes na Frente



publicado por porabrantes às 09:01 | link do post | comentar

Domingo, 16.06.19

tenente josé barbosa camejo cpf

Tenente Coronel de Administração Militar José Barbosa Camejo, proprietário rural no Rossio ao Sul do Tejo e aí residente ( a casa dele era a sede da Junta de Freguesia).

casa camejo

 

Homenageado e bem pela Junta local por ser um benemérito, um homem que abria as tulhas e celeiros aos pobres quando havia crise.

Visado em várias queixas sucessivas por Henrique da Silva Martins e Henrique Martins de Carvalho e pelo resto da corja integralista que dominava a CMA e os órgãos locais do fascismo, nos anos 30,  aos responsáveis da ditadura por conspirador e aliado de Manuel Fernandes e de João Damas.

Agravante (sempre mencionado nas queixas) : cunhado do capitão José Garcia Marques Godinho.

mn   

 



publicado por porabrantes às 20:09 | link do post | comentar

Quinta-feira, 23.05.19

 

Já sabemos, que segundo os caciques, quem mantém casas devolutas ou em ruínas, são os proprietários que são uns capitalistas desmazelados.

E se calhar escanzelados.

Já sabemos que compraram casas no Rossio para a comunidade cigana.

Ficamos agora a saber que há décadas a CMA tem  casas abandonadas nesta terra e que anunciou que as ia reconverter para habitação social e nada.

51280297_538781876617025_4573978082469216256_n

Casas propriedade da CMA abandonadas.

51600674_538781923283687_8755270040959320064_n

Alguma vez um neo-liberal se preocupou com isto ou o candidato deles, o Castel-Branco denunciou a situação, apesar disto ser à porta da quinta heráldica duma família que anda nos Tribunais disputando uma herança de 2 milhões de euros?

Não, meus caros senhores, a culpa é dos proprietários e  não da falta de iniciativa duma cacique.....

cacique

Só dela?

Também da Celeste Simão, que fala muito de Justiça Social e não faz nada no domínio da habitação social ....

Duma Junta que não protesta....

luís alves (2)

E dos outros  Vereadores  o Valamatos e  o Dias que unanimemente fizeram a política desastrosa que sabemos.....

Menos concertos e mais casas sff ....

ma

fotos: Abrantes com Futuro

 

 

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 10:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 22.05.19

51261397_538725849955961_1389966101202337792_n

também levaram as torneiras .......

51364643_538726006622612_4714126584779374592_n

do ring de hóquei do Rossio, onde jogadores da estirpe de José Lavado,Carlos,Proa,Marcelino deram tardes de glória.

Isto coloca questões várias, que segurança tem a Junta lá instalada?

E sobretudo qual o resultado da queixa à PSP (se houve...)?

Finalmente não iremos a nenhum acampamento nómada verificar se as portas roubadas decoram alguma barraca.

Fotos: Por Abrantes com Futuro.....a devida vénia

ma



publicado por porabrantes às 08:55 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29.04.19

tribo - copia

 

Na última reunião da CMA foi levantada a questão da manutenção de barracas da comunidade cigana em S.Macário.

Desde o Estado Novo que não se constrói habitação social na parte sul do concelho.

bairro salazar rst

Casas da Fundação Salazar no Rocio de Abrantes, cedidas à CMA.

Ainda nenhum neo-liberal pediu a instalação dos pacíficos habitantes de S.Macário ( uns amigos deles na foto do C. da Manhã) no Bairro Salazar, por causa das moscas.

ma

 

 

 



publicado por porabrantes às 15:12 | link do post | comentar

Quarta-feira, 17.04.19

luís alves (2)

Segundo o Diário da República a União de F. de S.Miguel e Rossio é uma das mais ameaçadas por risco de incêndio.

As outras cá no burgo são: Carvalhal, Fontes, Martinchel, UF Alvega e Concavada.

Pois bem, nenhuma destas é apoiada pelo novo subsídio camarário de prevenção aos fogos.

Dizem-nos que era necessário concorrer ao dito.

Se assim é, porque é que o Luís Alves não concorreu?

E ainda, porque é a autarquia não sensibilizou as freguesias citadas para concorrerem e atribuiu os subsídios a freguesias não prioritárias?

ma

 

 



publicado por porabrantes às 09:26 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

D. Maria Teodora de Jesus...

Vendem-se correios do Ros...

Porto do Rocio d' Abrante...

Padre Carvalheira solidar...

Fogo no Cabrito

Tenente Coronel José Barb...

A habitação social no Ros...

Não foram só as portas...

O fado de S.Macário

Os subsídios de prevenção...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds