Segunda-feira, 04.05.15

 

pensao central.jpg

Diz Diogo Oleiro que aqui estava o açougue velho que fazia parte dos Paços na Vila de Abrantes de El-Rei Manuel I.

paço 2.png

Nesses Paços nasceram os Infantes D.Fernando e D.Luís diz Oleiro. Mourato situa o Paço no que chamam o Palácio Falcão. Diz Oleiro que a Câmara conservava um pátio onde foi o açougue velho no edifício em ruínas que o Artur Falcão retratou. Foi essa casa Colégio-Liceu de Abrantes e aí estudaram, por exemplo, o Prof. João Manuel Bairrão Oleiro e o Arq. Duarte Castel-Branco, o dr. Manuel Vitória, o dr. João Nuno Serras Pereira e muitos abrantinos dessa geração. O Zé Bioucas não, parece-me que estudou em Tomar onde descobriu vocação tauromáquica, graças a um colega de quarto, segundo contou.

A História do Colégio-Liceu de Abrantes pode ser seguida parcialmente pelos muitos apontamentos  que o saudoso dr.Manuel Vitória  deixou, em vários artigos publicados na Imprensa Regional  e certamente no seu espólio documental que estará algures.

Já se falou aqui sobre isso.

Foi depois  a casa estabelecimento hoteleiro, com o nome de Pensão Central e muitos militares e professores, que passaram pela Cidade, lá tiveram pouso.

Na parte camarária, numa arrecadação, que dava ao pátio, guardava uma motoreta o António Colaço, segundo contou, e com ela cumpria missões camarárias, quando era funcionário da CMA.

A casa foi perfeitamente conservada enquanto foi propriedade privada e em má hora foi comprada pela Câmara por um preço demasiado alto.

Para quê?

Aparentemente para a deixar cair e tê-la neste facinoroso estado, ameaçando ruir em cima de quem vá tomar a bica ao café ''Os Primos''.

Uma chaga vergonhosa no Salão Nobre do Concelho, entre os Paços do Concelho joaninos, a Casa Falcão, mais casas velhas a cair, o Edifício Chiado onde a Palha continua a servir a Cultura e a manter vivo um foco cultural e cinéfilo independente, a belíssima  Casa Correia impecavelmente conservada e ainda o edifício Milho onde está aboletada a Esta e que foi comprado a preço de ouro à Lena.

raimundo soares.jpg

 

Isto é, a CMA, que tanto fala em regeneração urbana, mantém um edifício histórico em ruinoso e vergonhoso estado no coração de Abrantes.

Não me digam que querem que a casa caia e fazerem lá um outro bunker da Céu ou estão a tentar  certo negócio com uma família abrantina, residente em Coimbra, com palacete na Rua Grande.

MA

 

PS-Mais uma vez o nosso obrigado ao Artur Falcão, que retrata como ninguém a velha e desmazelada Abrantes



publicado por porabrantes às 14:38 | link do post | comentar

Domingo, 29.12.13

Está à venda o palacete dos Viscondes da Abrançalha na Rua Grande (Santos e Silva). Encerra-se assim a presença das Zitas cá no burgo

 

 

 

 

 

Segundo as bocas que correm pelo burgo o preço pedido oscila entre os 600.000 e os 800.000 €, não valendo o imóvel mais de 300.000 € segundo alguma analista local.

 

O arruinado Palacete Caldeira no Rossio vende-se por menos de 150.000 € e por mais de 1.milhão a Quinta de S.João, nas Barreiras.

 

 

É natural que as Zitas vendam a casa, não há já sopeiras na cidade e em breve não haverá magalas.... se prosperam as reformas anunciadas pelos Ministro da Defesa.

 

 

 

 

 

Restam para consolo dos devotos as ''graças'' de Monsenhor Alves Brás, apóstolo da Zitas

 

 

 

boletim das zitas

 

 

Um morador na R.Grande disse-nos sorumbático que hoje não vivem mais de dez pessoas naquela que foi a principal artéria da Cidade. É o progresso?

 

Não, é a decadência de Abrantes....

 

 

MA 

 

há alguns comentários atrasados, as nossas desculpas



publicado por porabrantes às 23:37 | link do post | comentar

Terça-feira, 14.08.12





Foto: Demolição do palacete da Rua Grande onde viveu e teve consulta o Sr. Dr. Manuel Fernandes. Aí funcionou depois a EDP. Durante a demolição encontraram o lajedo da velha Igreja de São Pedro. Naturalmente não houve escavações. Uma testemunha ocular ouviu ''é pá tapa isso, depressa.'' Ao menos conservaram a fachada setecentista uma das mais marcantes de Abrantes. A fachada posterior para a bonita R. de São Pedro é infame. Foto roubada ao amigo da Tubucci, Sr.Manuel Bougard




Tubucci no facebook



AA



Nota R. Na casa amarela onde vive o Manuel Bougard e a nossa querida Elisa Bougard o avô do amigo da Tubucci e emérito jurista, grande abrantino e amante do Património que encomendou o risco dessa casa a Raul Lino, 




mandou pôr outra tabuleta de azulejos onde se lê que por aquela zona ficava a velha Igreja de São Pedro, os municipais estavam avisados de que deviam fazer buracos.....


A foto do placa é da Ametista e aqui neste excelente blogue pode ver mais fotos duma das mais bonitas casas abrantinas






publicado por porabrantes às 23:11 | link do post | comentar

Sexta-feira, 11.11.11
reexistir por abrantes
Diz o nosso amigo Sr. Artur Lalanda  disse sobre Os silos da Isilda na Quinta-feira, 10 de Novembro de 2011 às 23:05:

     

Há cinco meses que aquele montinho de pedras (visivel na foto) aguarda a recolocação na calçada, mas o BM que por lá circula todos os dias tem bons amortecedores e os vidros embaciados não permitem à condutora enxergar os vários buracos que a chuva ajuda a formar, para incómodo dos munícipes. 
Nota-se, pois, a grande preocupação com a regeneração de centro histórico ! Para não repor pouco mais de 1m2 de calçada, deixam a rua no estado em que se encontra, à espera das obras da EDP !
Quando será ?
E mesmo ao lado uma passadeira tão bonita !

Esperem. Estão aqui a segredar-me que a crise já convenceu a condutora do BM a deixar o carro na garagem municipal e percorrer, a pé, a pequena distância que separa a sua residência do seu local de trabalho, amealhando, assim, alguns euros para ajudar nas despesas com o MIAA...

 

 

Caro Sr.Lalanda:

 

Quem será a condutora misteriosa, a quem a crise obrigou a andar a butes????

 

 

 

Vimos sugerir à senhora condutora que mande arranjar a calçada e  que compre uma bicicleta (não me digam que já lhe roubaram a velha outra vez....).

 

 

Haver pedras da calçada amontoadas, é um convite aos saudosistas do Maio-68 para .....

 

 

 

 

A revolução está na próxima esquina,

 

com a crise que vai....

 

 

 

Cumprimentos Sr.Lalanda!!!! 

 

 

Miguel Abrantes, saudosista disto....

 

 



publicado por porabrantes às 23:15 | link do post | comentar

Quinta-feira, 10.11.11

Já se falou aqui da insuperável leviandade de Isilda Jana.

 

Volta-se a falar (e temo que se falará muito mais), transcrevendo uma acta oficial, que faz fé em juízo:

 

''VEREADOR PEDRO MARQUES 

Solicitou esclarecimentos à Vereadora Isilda Jana sobre os
 achados na Rua Grande, em Abrantes. 
A Vereadora Isilda Jana prestou os devidos esclarecimentos
 e adiantou que em concreto não se sabe nada. Trata-se de um 
conjunto de silos com  entulhos e onde aparecem também 

algumas moedas, que supostamente foram construídos  numa época 
anterior
 e que tiveram utilização numa outra altura. Uma das hipóteses
 levantadas é que pudesse ter pertencido ao 

Convento da Graça.''
 
Acta de 4 de Dezembro de 2007
 
Os calhaus estavam numa das mais velhas ruas abrantinas 
como se passa a mostrar:
         
 
O Recorte é da Nova Aliança e está um pouco incompleto mas dá 
para curtir a cena, ò meu, como diria o grande abrantino e nosso 
amigo Adelino de Nogueira Vaz
 
 

A Isilda é fixe, meu

 

tás, na boa ?????

 

a magnífica, com o seu saber enciclopédico, explica a Pedro Marques  que os silos foram construídos ''numa época anterior'', mas com uma cautela de historiadora diz ''supostamente'' e que '' tiveram utilização noutra altura''.....

 

o raciocínio cartesiano como se sabe está posto em causa desde a descoberta da teoria da relatividade por Einstein.

 

 

 

afixei este poster em casa e a minha sopeira perguntou-me : é o avô do senhor doutor??? era muito mal educado.....????

 

fiel ao relativismo a Isilda admite contudo graças ao ''supostamente'' que a utilização possa ter sido prévia à construção.....

 

fixe, meu,  aliás fixe, ò minha,

diria o dr. Adelino Nogueira Vaz,

 

porque a primeira expressão guardou-a para o amigo dele, o dr. Santana-Lopes, que como Presidente da CM Lisboa

 

escreveu uma carta a

 

 


 Machado de Assis, o Eça brasileiro, que já tinha morrido só....uns  90 anos antes....

 

também tinha declarado ser um fan assolapado dumas peças musicais para violino que Chopin nunca escreveu,

 

mas o sagaz Durão Barroso  definiu Santana Lopes ''como uma mistura de Zandinga e  Gabriel Alves'',  

 

e como é que definiria a Isilda????

 

tenho de voltar a ouvir aquela extraordinária entrevista do António Colaço à Bruxa do Pego,

 foto Srª Dª Arminda, vidente pegacha (o mirante)

 

 

para saber ....se a posso definir como uma ''mistura de vidente pegacha com Armando Fernandes''?????

 

 

 

deixemos a brutalidade da hipótese rupestre sobre o Convento da Graça, 

 

 coisas de abrantes

 

 

as freirinhas alombando com sacos de trigo desde o outro extremo de Abrantes até à Rua Grande para aí esconderem o espólio não fossem os cúpidos frades de São Domingos roubarem-lhes as rações....

 

raciocínio do género: Isilda dá aula de história do Pego. Um aluno pergunta-lhe:

 

ò sotora, onde é que ficava a sacristia da nossa Igreja de Santa Luzia????

 

 

ò menino, eu acho que a sacristia devia ser na Igreja do Rocio de Abrantes, porque o padre costuma ser o mesmo....

 

Deixemos a profusa sabedoria da licenciada....

 

É igual à do Santana Lopes....

 

É tanta, que ela pode ainda chegar a ser a 2ª abrantina a dirigir Portugal...

 

Maria de Lourdes Pintasilgo  arqnet

 

 

Para dirigir Portugal qualquer coisa vale, basta olhar para a qualidade extraordinária dos nossos governantes, mas para dirigir um Museu pede-se um bocadinho mais.....

 

 tubucci

 

Regresso à Filomena Gaspar que disse ao Mirante que os resultados das escavações podiam ser conhecidos ''em Janeiro de 2008''.

 

Ò Drª, onde é que eu os posso ler???

 

Faz favor de mandar um comentário a dar-me uma pista????

 

Ou preciso dum requerimento em

 

 

com assinatura reconhecida pela Drª. Sónia Onofre para saber os resultados????'

 

No Mirante citado e noutros  sítios também se lê:

 

''em declarações à Lusa, a vereadora da Cultura da Câmara de Abrantes disse estar "impressionada" pela quantidade de silos encontrados em linha e que a autarquia pretende "resguardar" alguns deles com placas explicativas."De facto, não é habitual encontrar tantos silos e estes são perfeitos e muito bem escavados na terra".

Isilda Jana disse que "não é possível deixá-los todos à mostra, porque a Rua Grande é uma artéria fundamental para a circulação rodoviária", mas que existem alguns que se poderão preservar.

"Existem dois silos que estão um pouco mais afastados e que vamos preservar colocando um painel de leitura relativo à sua história".

"Os outros, depois de explorados, terão de ficar subterrados", acrescentou.''

 

Isto é a estadista Isilda prometeu ao povo deixar os silos à mostra e eu estou farto de passear para baixo e para cima da Rua Grande, passar pelo meu amigo dr. Eduardo Soares Mendes e dizer bom dia, passar depois pelo veterinário dr. Paulo Guedes de Campos e dizer boa tarde, eles pensarem o que é que este maluco anda por aqui a fazer e eu não tenho lata para explicar que ando à procura dos silos da Isilda.....

 

 

 reexistir por abrantes

 

Agora que vão arranjar a Rua vão destapar os silos ou já os lixaram definitivamente????

 

Bem se o leitor quer ver silos, vá à Santa Casa e peça ao Capitão Horácio para espreitar os que lá há, que foram preservados graças ao Sr.Fernando Velez que não queria ser Director de Museu nem era licenciado em História, mas que gosta de

 

 

Abrantes

 quando à promessa da Isilda de salvar os silos, pode o leitor acrescentá-la à outra. A de deixar de mandar na CMA....

 

Miguel Abrantes 



publicado por porabrantes às 19:47 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Uma chaga no coração de A...

Sede das Zitas à venda

Escavar para quê????

a condutora misteriosa

Os silos da Isilda

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds