Domingo, 12.08.18

atentado sc

 

Maria_de_Lourdes_Pintasilgo

 

ver uma santa metida em tráfico de armas pró Iraque do Sadam Husseim  é um bocado chato...

 

Comissão de Inquérito à morte de Sá Carneiro

 

Quem arranjou o negócio de export?

 

Alpoim Calvão

 

Que estava para ser Alpoim nas vésperas do 25 de Abril????

 

Director da DGS....

 

CV do homem???

 

Operaçao Mar Verde-Invasão da Guiné-Conacri, etc

 

Leiam tudo e talvez percebam porque Sá Carneiro e Amaro da Costa foram pelos ares....

 

Imperdível.

 

ma

 

 



publicado por porabrantes às 10:50 | link do post | comentar

Terça-feira, 16.06.15

sesta.png

Gilberto Arroteia lendo o seu discurso no comício anti-comunista, em Setúbal. [Identificados no álbum:] Gilberto Arroteia; capitão Belarmino de Vasconcelos; dr. António Barreiros Cardoso; capitão Humberto Delgado; dr. Águedo de Oliveira; dr. José Cabral; dr. João Pinto da Costa Leite (conde espanhol de Lumbrales), um dos íntimos de Salazar 

 

O dr. José Cabral foi o autor da proposta de lei que levou à ilegalização da maçonaria. É o que se deixou dormir ouvindo o discurso anti-comunista.

Ao lado dele o tio materno de Francisco Sá Carneiro, João da Costa Leite,conde espanhol de Lumbrales.

 

1937 em Setúbal

Comício anti-comunista

 

ma

fonte antt 



publicado por porabrantes às 22:46 | link do post | comentar

Quarta-feira, 20.04.11

Chateia-me criticar um peticionário. Mas quando tem de ser, é.

 

Já elogiámos o eng. Ruivo da Silva, que por algum motivo que ele conhece, gosta muito de usar o apelido materno ''Marçal'' em vez do paterno ''Ruivo da Silva''.

 

Deve ser moda cavaquista, o Presidente faz o mesmo. Chama-se Silva por parte do Sr.Teodoro e ficou Cavaco para honrar a Mãe.

 

Não é a primeira vez, nem será a última, que se critique aqui um senhor peticionário.

 

Já criticámos os srs drs. Belém e Santana-Maia Leonardo, embora os elogios (merecidos) tenham sido muito superiores às críticas.

 

Passo a publicar a coluna do eng.Marçal no semanário Ribatejo duma destas semanas:

 

     

 

 

O recorte é manhoso como o artigo. As nossas desculpas mas a qualidade do recorte tem por timbre neste blogue acompanhar a qualidade do publicado.

 

E esta é mázinha.

 

Como o Sr. Eng Marçal por vociferar contra a blogosfera.

 

Vociferar contra a blogsfera é um acto vão, do mesmo género que berrar contra as leis do mercado enunciadas por Adam Smith.

 

Não é por uma pessoa se indignar pelo facto de que haja oferta e procura, que as leis do mercado vão à vida.

 

Elas existem e ditam a sorte dos países e das empresas.

 

A Construtora Apolinário Marçal foi vítima dos deuses implacáveis que regem o mercado e não vi o Sr. Eng Marçal escrever uma coluna crucificando  Adam Smith. 

Smith não teve semana santa

 

 

 

A catalinária contra a blogosfera não é naturalmente dirigida contra nós, porque o Sr.Eng. Marçal deu-nos a honra de colaborar neste blogue e conhece-nos.

 

Suponho que é para gente que se acoita sob pseudónimos e tem atacado o Engenheiro.

 

Eu que leio muitos blogues acho que o visado é o Pico do Zêzere, onde entre outros colabora sob o pseudónimo de Jota Pico um padre nonagenário chamado na blogosfera pelo sugestivo nome de Vigário do Pinhal.

 

É esse que tem atacado a figura do eng. Marçal tanto enquanto ex-empresário, como homem de bem.

 

Passo a reproduzir:

 

3 583 - O PAÍS TEM O ENGENHEIRO VIA FAX, ABRANTES tem o ENGENHEIRO VIAS de FACTO! - e ninguém para pensar em Abrantes...

 

Citação do blog "AmarAbrantes"
«Ou seja, aqueles que se estavam a guardar para as autárquicas de 2013 começaram a olhar para as autárquicas de 2009 como a sua oportunidade perdida.
E, a partir daqui, a candidatura «Amar Abrantes» passou a ter uma vida conturbada e complicada, começando eu a aperceber-me de que tudo iria implodir no momento da apresentação das listas e por duas razões:
(I) o grupo do Eng. José Marçal de que o Dr. Armando Fernandes é o rosto visível não aceitava que o Gonçalo Oliveira integrasse a lista da câmara em lugar elegível, sendo certo que esse era, pela lógica das coisas, o seu lugar natural, tendo em conta o seu empenho e envolvimento ab initio na candidatura;
(II) por sua vez, o Dr. Armando Fernandes exigia ir num dos dois primeiros lugares da lista da Assembleia Municipal, sendo certo que não havia uma única pessoa que aceitasse integrar a lista liderada pelo Dr. Armando Fernandes.»


NOTA: Com que então, ninguém aceitava entrar numa lista liderada por essa personagem, que como presidente da concelhia me moveu um processo elaborado segundo métodos pidescos?
Não admira pois, o ódio que me tinha, quando eu em 2009 já estava pela segunda vez a liderar nova candidatura como cabeça de lista à câmara...
Intrigante manobra:  antes do amigo ser rejeitado para a lista do PSD, o "tal  engenheiro " conseguiu demover o meu vice-presidente da concelhia CDS, primo do "tal engenheiro" a forçar uma coligação e acabar com a candidatura do CDS à Câmara, quando já estavam convidados cerca de cem candidatos a várias freguesias e quase todos os candidatos para a Câmara e para a Assembleia Municipal, a troco de coisa alguma.
O Dr. Santana Maia veio trazer-nos um dado novo: a sua candidatura estava a ser minada. Logo essa tentativa de acabar com a candidatura do CDS nunca poderia recair em benefício do cabeça de lista, mas apenas criar uma instabilidade à volta desse candidato, para que tudo voltasse à estaca zero, com Santana Maia no PSD e João Pico no CDS fora de combate. Quando a candidatura do CDS, em 2005, terá "retirado" os 33 votos que faltaram ao PSD para obter o 3º vereador.
Provavelmente, o PS também não desdenharia de ver o candidato do PSD de 2001 e 2005 voltar à luta autárquica, pois com isso poderia suster os avanços dos Independentes e em última análise gerar uma aliança pós-eleitoral desse PSD de Pedro Marques com o PS de Maria do Céu Albuquerque, o "centrão" que Nelson Baltasar não desdenharia de todo. 


Se Santana Maia em vez de ter cometido a grosseria de vir a público dizer que nunca se sentaria na mesma mesa com o candidato do CDS, talvez hoje não tivesse a ser mais atacado pelo grupo do "amiguismo" do laranjal. 
Ao invés, deveria ter tomado a atitude de um grande estadista recusando prosseguir qualquer conversa com o vice-presidente da concelhia do CDS e do candidato inexperiente indicado para cabeça de lista do CDS à Assembleia Municipal, nas costas do próprio presidente da concelhia CDS.

Devo confessar hoje, que foi isso que eu e outros no CDS mais tememos como possível: isolarem-nos dentro do CDS!
Daí antecipar-me nos media a denunciar o ataque à candidatura do CDS.
O PSD respondeu como alguém apanhado em falta, o que mais o comprometeu.
Dei conta disso mesmo, há uns meses, em breve conversa com a actual presidente da concelhia do PSD. Curiosamente, já depois de ter deixado a concelhia do CDS entregue a um ex-dirigente e ex-militante do PSD, o que não deixa de ser sintomático e servir de aviso à navegação, para dentro do PSD mais são e mais popular.

Se tem exigido a presença ou um encontro a sós com o candidato do CDS à Câmara (e que era também o presidente da concelhia CDS há três anos), quando falou com aqueles dois candidatos à Assembleia Municipal pelo CDS teria "entalado e isolado" politicamente e partidariamente, o candidato do CDS. Não tinha preparação para tal e também não foi capaz de mostrar a outra postura de grandeza, mais expectável e mais digna de um verdadeiro líder, liquidando desse modo,  toda a intriga que não só deixou avolumar, como a instigou, sem proveito ou glória para a sua candidatura.

O PSD REGREDIU ao seu pior ESTATUTO:  voltou a provar como a crise  no mandato de 89/93 em que esteve na chefia da Câmara, semantém com feridas em aberto, em resultado dos conflitos e intromissões abusivas do "tal engenheiro"  que continua com o seu grupo a afundar todas as boas expectativas que poderiam ainda existir no concelho.
Vinte anos depois, esse "tal engenheiro" e o seu grupo ainda continuam não só a conspirar como a incendiar a vida local, minando qualquer hipótese de sucesso local do PSD e criando toda a vaga de complacência e resignação popular a toda e qualquer iniciativa do poder socialista.
O PSD não dá mostras, vinte anos depois, de poder ser poder local sério e credível, quando permite ser manipulado por essa troica de casino. 
Para quando no PSD será possível eleger uma concelhia livre?
Para culminar o artigo certamente encomendado pelas forças clericais a que esse blogue obedece, ilustrava o grupo sob a figura de uma matilha de
 
Esse blogue não obedece somente aos interesses obscuros da reacção clerical, mas tem-se dedicado com um analfabetismo notável a insultar quem assinou a petição.
Obedece também aos interesses deste homem e do clérigo que contribuiu para a sua escolha
 
Lamentamos profundamente que o eng.Marçal não torne as coisas claras e explique de quem está a falar....
Mas lamentamos  mais coisas. Para nós era crucial que os partidos que são opostos à carrilhada estivessem unidos e não se dedicassem a lutas fratricidas.
Era para nós importante e para o concelho que o eng.Marçal fosse um militante  disciplinado do PSD, obedecendo humildemente ao   dr. Santana-Maia Leonardo e apoiando-o na sua luta contra uma gestão municipal desastrosa.
E verificamos com pesar que o nosso estimado Marçal se deixa arrastar pelas babelas dum ex-agitador gonçalvista chamado Armando Fernandes.
Que faz um gonçalvista num partido democrático?
Que faz um adepto do militarismo presidencial, como diria Sá Carneiro, no PSD?
(continua)
Marcello de Noronha com Miguel Abrantes
PS- Como o Fernandes é uma personagem de dramalhão trágico-cómico à século XIX isto vai em fascículos 


publicado por porabrantes às 15:11 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Dia do Senhor: Lourdes P...

Delgado, o tio de Sá Carn...

15 de vida política do en...

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds