Quinta-feira, 19.07.18

sónia pedro

 tem toda a razão....

 

já agora a Sónia organiza uma excursão a 40 € à velha UFA/CUF , visita interessante, já agora divulgarão a lista dos  que ocuparam as casas dos Mellos em 1974-75?

 

mn



publicado por porabrantes às 11:45 | link do post | comentar

Quarta-feira, 07.12.16

 

''A Médio Tejo Criativo é uma Associação sem fins lucrativos, formalmente criada a 24 de março de 2015 e que tem por objeto social a promoção da criatividade e a defesa dos interesses de criativos/ artistas na região do Médio Tejo. Foi criada por um conjunto de profissionais de diversas áreas, pretende contribuir para o desenvolvimento de um ecossistema mais criativo, mais empreendedor e promotor do crescimento da arte e da cultura, com objetivo de gerar oportunidades e impacto positivo na economia regional'' declarações da drª Sónia Pedro à Barca da nossa estimada amiga Margarida Trincão

 

Quem é que constitui a Associação?

 

Quatro pessoas....

 

criativo 1.png

e ainda

 

humberto.png

a associação deve dispor, segundo os estatutos,na Direcção de 5 pessoas, na Mesa da Assembleia Geral de 3, e no Conselho Fiscal de mais 3.

 

Os 4 associados fundadores são escassos para tanto cargo.

 

Segundo o site da Associação fazem isto:

 

''

O QUE FAZEMOS

Eventos e Comunicação

Oportunidades de Financiamento

Acompanhamento da Política Pública

Internacionalização

Networking e Parcerias

Apoio ao Empreendedorismo

Informação

Representação Setorial

 
Com 4 sócios apenas em 2015 é obra, espero que já tenham mais!!!!
 
No site não há local da sede, de forma que para ajudar os que queiram contactar damos a sede
 

mtl.png

 No entanto, apesar de não serem capazes de divulgarem a sedezinha, segundo a Hertz, têm apoios da CMA e ...

 

'' Associação Médio Tejo Criativo, em parceria com o Município de Abrantes, a ESTA – Escola Superior de Tecnologia de Abrantes, o TAGUSVALLEY – Parque Tecnológico do Vale do Tejo e a TAGUS.RI – Associação para o Desenvolvimento ''Integrado do Ribatejo Interior, promove, no próximo dia 29 de novembro de 2016, o Fórum Regional de Indústrias Criativas (FRIC), que terá lugar no TAGUSVALLEY – Parque Tecnológico do Vale do Tejo, localizado em Alferrarede, Abrantes. Ao longo do dia, entre as 10H00 e as 18H00, poderá assistir a diversas intervenções e debates subordinados à temática da Criatividade e Inovação, baseados na realidade das Empresas, Escolas, Instituições e Pessoas da região. Simultaneamente, e prolongando-se até às 23H00, poderá visitar diversos Espaços Expositivos e participar num conjunto de atividades que incluem Workshops, Street Art, Performances, ShowCooking e Street Food, entre outras. Inscrições e mais informações em ht''

 

Naturalmente num lugar financiado por dinheiro público, onde trabalha a Sónia Pedro...o Tagus Valley

 

 

Valia a pena uma mais longa dissertação sobre isto, uma análise ao excesso de criatividade que soa a leviandade, mas o que gostávamos que nos dissessem era ....

 

 

se a Associação já possui o número de sócios necessários para ocupar todos os lugares previstos nos Estatutos... se .ou ainda só continua com 4 sócios....

 

ma

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 10:27 | link do post | comentar

Sexta-feira, 02.12.16

Leia-se FRICS e não Freaks

14642442_1792481214356426_6932500694262109950_n.jp

Uma série de actividades completamente inúteis decorreu no Tagusvaley e foi participante o Canal !80,  que beneficia de sucessivos ajustes directos da CMA, para montar o Creativ Camp que tem enchido a Cidade de Lixo!!!!!

Como é sabido, o Senhor Ministro da Cultura, o poeta Luís Filipe Castro Mendes, intimou a tropa criativa a tirar o lixo do convento de S.Domingos.

E a tropa arrisca-se a cometer o crime de desobediência!!!!

Um dos vultos visíveis do FRIC que não Freak

american-horror-story-freak-show.jpg

é a Srª Drª Sónia Pedro  que recentemente abandonou a bancada PS da Assembleia Municipal pelas razões que ela saberá

 

O FRIC é destinado a indústrias criativas, aqui vai uma grandiosa indústria criativa que a drª Sónia destacou gloriosamente em 20-5-2010

criatividade.png

Como todos sabem, o Alves arrasta-se pelos tribunais, depois de ter criado um posto de trabalho para um presidente da Câmara.

Nós também defendemos ideias frics que não freaks, e por isso apoiamos esta ideia que tanto gostou à Drª Sónia....

 

gajas descascadas.png

 Já chega???? Não que venha o Festival Freak!!!!!

freak.jpg

 mn

 



publicado por porabrantes às 13:20 | link do post | comentar

Terça-feira, 23.02.16

Olá porabrantes,

Sónia Pedro, deixou um comentário ao post E se fossem ao local???? às 12:35, 2016-02-10.

Comentário:
Caríssimo, talvez fosse pertinente ler a totalidade do artigo e não publicar uma frase deslocada e assim desprovida de sentido para justificar a crítica que se lhe segue. Ora vejamos: "Não será necessário um grande exercício de memória para conseguirmos enumerar, na sub-região NUTIII - Médio Tejo e sobretudo neste triângulo industrial – Torres Novas, Tomar, Abrantes -, um conjunto de unidades indústrias abandonadas ou completamente desaparecidas, que tiveram os seus anos áureos e que fecharam as suas portas. Assim como outras que ainda desenvolvem as suas atividades produtivas. Ou aquelas que entretanto, submetidas a processos de gentrificação, passaram a ter o seu espaço reestruturado para outros fins." São vários os exemplos de todos os tipos de possibilidades acima descritas. O presente artigo não é resultado da minha tese de mestrado, mas sim do interesse que tenho pela história industrial da região, e que creio deveria ser valorizada e divulgada. E uma das temáticas que se aprendem quando se produzem trabalhos académicos, é a correta citação da fonte, que aqui não o está referida em lado algum. Fica a sugestão: http://www.mediotejo.net/notas-para-uma-valorizacao-do-nosso-patrimonio-industrial-por-sonia-pedro/ Grata pela atenção que me dedicou.

 

A drª Sónia Pedro fez-nos este comentário, a 10-2-2016, que agradecemos. Anote-se que o faz em relação a um post de 9 de de Novembro. Estamos atrasados a responder-lhe, mas ela também se atrasou muito mais a fazer o seu comentário.

Posto isto, recomenda-nos a nossa leitora a leitura total do seu artigo. Já o tínhamos feito e anotámos apenas alguns erros factuais sobre unidades industriais que não estão abandonadas, mas estão em plena actividade, caso da Frasam e da Victor Guedes e da Renova.

Censura-nos a drª Sónia não termos assinalado, como é norma, em trabalhos académicos,  a correcta citação da fonte. Mas como a drª Sónia sabe um post não é um trabalho académico e o normal é assinalar a ligação através dum link, que estava lá. 

O objectivo do post foi sobretudo homenagear dois grandes industriais rossienses, os dr. João Castro e Solla Soares Mendes e eng. Amadeu C.S.Soares Mendes.

Mas já que nos chama a atenção para os nossos erros, fazemos-lhe mais duas notazinhas:

 '' a Fábrica de Moagem Afonso III'' deve referir-se à Fábrica de Moagem Afonso XIII, de João Augusto Silva Martins. Mas esta designação social foi abandonada depois de 1910, porque os republicanos eram alérgicos a farinha monárquica. A empresa, que ainda existe, chama-se hoje  Companhia de Moagem de Abrantes, S.A.  Está abandonada a fábrica mas possui participação por exemplo na Upantina que está a laborar.

A ''Victor Guedes e Cª'' tem a designação social  de ''Victor Guedes - Indústria e Comércio, S.A.''. Aqui encontram um bom esboço da história da firma,. A empresa abrantina era a ''União Industrial, Lda'' e foi adquirida em 1938 pela Victor Guedes.

Sobre a Frasam, já se falou anteriormente.

O artigo da drª Sónia Pedro é um bom alerta para a questão da arqueologia industrial. Mas acontece que a drª Sónia é deputada municipal pelo PS e  é importante para um autarca de Abrantes  saber que a Victor Guedes é a maior produtora de azeite de Portugal e é um dos pilares da economia do nosso concelho.

Se nossa prezada comentarista se quer documentar sobre a história e o estado da Moagem da família Silva Martins, pode fazê-lo aqui, no Coisas de Abrantes.

Cumprimentos.

MA

noutro artigo a drª Sónia pergunta onde pode encontrar o Mário Rui Cordeiro. Mora em frente da CMA na Rua Manuel Constâncio.

 

 



publicado por porabrantes às 15:46 | link do post | comentar

Segunda-feira, 09.11.15

 

'' . Ou aquelas que entretanto, submetidas a processos de gentrificação, passaram a ter o seu espaço re-estruturado para outros fins. São exemplos:

– a Fábrica de vidros da Matrena, as Ferrarias de S. Lourenço e do Prado; a Real Fábrica de Fiação e Tecidos, a Fábrica de Papel do Prado, a Fábrica de Papel Porto de Cavaleiros, em Tomar; entre outras,

– a Fábrica de Papel do Almonda (RENOVA); a Companhia Nacional de Fiação e Tecidos de Torres Novas; a empresa de camionagem João Clara e Companhia (Irmãos) – em Torres Novas; entre outras,

– a Metalúrgica Duarte Ferreira; a Fábrica da Fundição do Bom Sucesso; gerida pela sociedade Soares Mendes& Raul Gonçalves; a Companhia União Fabril (CUF) e UFA (União Fabril do Azoto); a Fábrica de Moagem Afonso III; a empresa Simão & companhia, Comércio e Industria, SA; a empresa Victor Guedes & Companhia; entre outras.''

 

Sónia Pedro

 

''Presidente da Associação Médio Tejo Criativo, Sónia Maria de Matos Pedro é licenciada em Antropologia - Ramo Antropologia Social e Cultural pela Universidade de Coimbra - Faculdade de Ciências e Tecnologia e Mestre em Cidades e Culturas Urbanas pela Faculdade de Economia também da Universidade de Coimbra. Já trabalhou em diversos projetos empresariais e atualmente desenvolve trabalho no Tagusvalley - Tecnopolo do vale do Tejo, um Parque de Ciência e Tecnologia localizado em Abrantes. Segundo diz a própria, "ideias e projetos para o futuro é que não faltam".

''

Duas notas:

 

A Fundição do Rossio resiste e está a fazer o que sempre fez, fundir

 

A Victor Guedes resiste e está a fazer o que sempre fez, azeite (deixou o sabão)

 

As Fundições resistiram graças a estes empresários

João José de Castro e Solla de Paim

Barreto Soares Mendes

 

 

Amadeu de Castro e Solla de Paim

Barreto Soares Mendes

 
 
 
Existe tanto a Fundição que o Avante se preocupa com ela (ainda....não bastou a bacorada de 1975)
 

avante.png

frasam.png

 

 

Quanto ao Sr.Raul Gonçalves deixou a Fundição para aí em 1940.

 

E se fossem ao local antes de escreverem teses????

 

ma

 

e a Renova também está a trabalhar no mesmo sítio, não há pachorra

 

 

 



publicado por porabrantes às 18:56 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Emprego qualificado

Sócios a menos

A RPP Solar era uma indús...

Arqueologia Industrial

E se fossem ao local????

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds