Sábado, 06.04.19

nem no Vale das Mós.......

Carlos Matias (BE) perguntou à tutela quando haverá médicos em S.Facundo e Vale das Mós

 

Depois de conversa da treta a tutela diz que não haverá médicos lá

gms

À conversa da treta haveria que responder com a força (da razão)

Porque nenhum dos argumentos da tutela merece qualquer respeito....

mn



publicado por porabrantes às 18:47 | link do post | comentar

Sexta-feira, 15.03.19

Tudo se resumiu ao Padre Raposo?

Vivia-se em 1914 em paz religiosa nesta terra?

Isso perguntava o Governador Civil.....numa orientação que vinha de Lisboa,  que mandava inquirir em todos os concelhos....

jacinto freitas

O chefe local da política  democrática ,Justo Rosa da Paixão, respondia

justo

Ou seja as freguesias mais renitentes em abandonar as práticas católicas eram o Pego e Alvega.

Sabemos que na Aldeia do Mato parece não ter havido problemas (ver blogue do amigo Maça, com as respostas do padre , a inquérito do Bispo).

E a freguesia onde o anti-clericalismo tinha maior base social de apoio era o Rossio.

Esta é a versão dum cacique democrático, porque a versão católica era outra, o povo armado com chuços tinha no Pego posto em debandada os amigos do Justo, e obrigara a fazer a procissão.

Houve expulsões de padres? Anseia-se pelo regresso da fradalhada ?, perguntavam.....

justo 2

Dizia que não, o Justo, isento de paixão jacobina, isto é terra liberal, e no raio das freguesias em que o beatério queria missas, lá estou eu para dar a autorizaçãozinha.....

 

Diminuiu a prática religiosa, graças à acção benfazeja da República?

justo 3

 

Dizia que sim....

E os padres aceitavam as pensões?

Mas o clero reaccionário e o Padre Raposo tramavam alguma....

De mais de catorze, só quatro tinham aceitado....

Isto é,  os padres recusavam ser assalariados do sr. dr. Afonso Costa e permaneciam fiéis ao Bispo, que era D.António Moutinho....

d.antónio moutinho

que tinha sido preso ....., desterrado da sede episcopal, e forçado durante 4 anos a dirigir a Diocese de longe.....

arriaga

 

O Justo diz que havia quatro padres pensionistas  e que estes eram mal vistos pelos colegas  e que um deles tinha  sido substituído numa freguesia (Mouriscas) por um colega fiel à ortodoxia.

Quais eram os que traíram Roma?

Em 11-7-1911,  foi concedida uma pensão provisória ao padre colado do Tramagal, Manuel Brás da Rosa , ao colado de S.Miguel, José Martins da Conceição, e ainda ao padre encomendado de lá, Luís de Andrade Sequeira.

Mas o principal padre pensionista foi Henrique Neves, que protagonizou um cisma nas Mouriscas.

Também foram dadas pensões aos empregados da Igreja que eram os sacristães: S.Vicente-António Rego da Silva; S.João-Manuel Vicente Valente, do Rossio, Pascoal Francisco das Chagas, de S.Facundo, Bernardo Ricardo da Natividade, de S.Miguel, José da Oliveira Costa, do Tramagal, Pedro Alves de Jesus Lobato, de Rio de Moinhos, Francisco Esteves Machado e das Mouriscas, António Marques Fernandes.

Finalmente ia o povo aceitar as administrações das Igrejas dominadas pelo partido democrático (as célebres cultuais), perguntavam?

justo 9

O Justo achava que sim. Mas contra ele tramava Guilherme Henrique Moura Neves, o chefe local do partido católico....

Por volta de 1916 a única Igreja aberta era a da Santa Casa e os católicos que iam à missa eram enxovalhados pela populaça, testemunho de D.Maria Luísa Almada Albuquerque Moura Neves....

mn

sobre o assunto : Humorista Justo da Paixão aplica Lei da Separação no Pego

Em nome da Liberdade Religiosa

Padre do Rocio de Abrantes resiste ao saque republicano

 O Foro do Senhor Anacleto

Salazar e as oliveiras da Paróquia de Rio de Moinhos

https://porabrantes.blogs.sapo.pt/a-devolucao-do-ouro-a-paroquia-do-pego-2010603?utm_source=posts&utm_content=1552676956

 

Fonte: arquivo António Farinha Pereira; Arquivo dum sacerdote abrantino; Arquivos públicos

 

a situação no Sardoal: ver o blogue Sardoal com Memória

 

 

 

 

etc

 



publicado por porabrantes às 19:10 | link do post | comentar

Terça-feira, 12.03.19

O Vereador Armindo Silveira dá esta informação sobre a ''reabertura'' do posto de saúde de S.Miguel

s.miguel

Ou seja parece que a reabertura é para inglês ver e para ir ao médico de família é preciso ir ao Rossio.

Portanto uma reabertura de fachada. Se calhar para calar protestos.

Como o direito à saúde é uma prioridade constitucional, não pode haver populações sem médico, caso de S.Facundo ou semi-abandonadas como S.Miguel.

Portanto a luta continua!

s.miguel 2

mn

 



publicado por porabrantes às 07:30 | link do post | comentar

Domingo, 03.03.19

Há 3 vídeos para a reunião entre o Valamatos e o Povo de S.Miguel. Os três alegadamente com origem no Médio Tejo. Este,  o divulgado pelo sr. José Rafael Nascimento e ainda outro da transmissão em directo da sessão.

video jrn

veja-no na página daTubucci no face

video 2

vídeo s.miguel - copia

Também se pode ver no  face https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2292417521033135&id=1721430874755104&hc_location=ufi

Na versão do youtube não estão editadas as imagens onde o povo grita: é mentira e o PC ameaça encerrar a reunião.

Omitimos comentários porque o povo é suficientemente inteligente para perceber.

Finalmente a falta de médicos e enfermeiros nas 2 freguesias, S.Facundo e S.Miguel tem um rostro, a cacique.

E o Valamatos diz que tinha o pelouro das freguesias e aparentemente estava a leste da situação.

mnn

  



publicado por porabrantes às 08:55 | link do post | comentar

Terça-feira, 05.02.19

Depois da nossa notícia acerca do encerramento do posto de saúde de S.Miguel (sem que o cacique local se tenha dignado a pronunciar-se), o Sr.Vereador Armindo Silveira publicou esta tomada de posição:

 

EM DEFESA DOS CUIDADOS DE SAÚDE PRIMÁRIOS NO CONCELHO DE ABRANTES

Está a fazer um ano que, na sessão ordinária da Assembleia Municipal de Abrantes de 23 de Fevereiro de 2017, foi aprovada por unanimidade uma moção apresentada pelo Bloco de Esquerda a recomendar às entidades competentes que movam todas as diligências para que os médicos de família voltem a prestar serviço em todas as freguesias do concelho de Abrantes.

Um ano depois é no mínimo estranho o silêncio das restantes forças politicas e dos Srs/as Presidentes de Junta de Freguesia perante o modelo de organização da saúde de cuidados primários que vai ser implementado, especialmente no Sul do Concelho de Abrantes onde a aldeia de S. Miguel do Rio Torto vai ficar sem médico de família e a UF de São Facundo e Vale das Mós não será contemplada com nenhum médico. Solidariedade?

Transcreve-se a moção:

“Assembleia Municipal-23 de Fevereiro de 2018

Moção
Em defesa dos Cuidados de Saúde Primários do Concelho de Abrantes

O direito à saúde é um bem protegido constitucionalmente. Pese embora tenham sido colocados diversos médicos de família no Concelho de Abrantes, essa colocação não correspondeu a todas as necessidades.

Como exemplo, a União das Freguesias de S. Facundo e Vale das Mós tem cerca de 1500 habitantes e é composta por 5 aldeias. Não tem médico de família, há muitos anos, foi encerrado o posto de GNR e as escolas primárias.

Como pode esta União de Freguesias ser atractiva para fixar população quando já pouco ou nada resta dos serviços públicos?

Acrescentamos que de acordo com o Despacho conjunto do Ministério das Finanças e da Saúde, datado de 21 de fevereiro de 2018, foi determinada a contratação de 110 médicos de família, sendo que serão atribuídos à ARS Lisboa Vale do Tejo 43 vagas.

Atendendo a que, através do Despacho nº 7810/2017, datado de 5 de setembro de 2017, o Centro de Saúde de Abrantes foi considerado um dos três Centros de Saúde do ACES Médio Tejo com maior carência de médicos de família, em que através deste despacho apenas seriam colocados 5 médicos de família, mas só foram colocados 4 no Concelho de Abrantes.

Face ao exposto a Assembleia Municipal de Abrantes, reunida em sessão ordinária no dia 23 de Fevereiro de 2018 delibera recomendar às entidades competentes que movam todas as diligências para que os médicos de família voltem a prestar serviço em todas as freguesias do concelho de Abrantes.

Moção a enviar para:

Presidente da Republica;
Ministro da Saúde;
Grupos Parlamentares;
ARS Lisboa e Vale do Tejo;
ACES Médio Tejo;

Abrantes, 23 de Fevereiro de 2018
Pela Bancada do Bloco de Esquerda de Abrantes
Pedro Grave/Joana Pascoal”



publicado por porabrantes às 09:40 | link do post | comentar

Segunda-feira, 21.01.19

ponte a cair

Reunião da CMA de 11 de Dezembro

O desmazelo da cacique com a segurança da pessoas é estrondoso.

Uma ponte abandonada há 8 anos!!!!

mn

 


tags:

publicado por porabrantes às 23:15 | link do post | comentar

Sábado, 03.11.18

Para celebrar os 70 anos da empresa, o Metro de Lisboa tem vindo a exibir  vários filmes de animação na estação do Cais de Sodré.

O certame chama-se ''Mostra de Animação''.

Entre os filmes distinguidos um produzido por jovens ou melhor crianças de S.Facundo, que será exibido amanhã

   

Filme: O Lápis que não sabia escrever ; Autor: Alunos da Escola EB1 de São Facundo, Abrantes & Fotograma 24; Sinopse: A história de um jovem lápis irrequieto que aprende a desenhar com a ajuda dos seus companheiros mais velhos.; País: Portugal

 

O filme tem esta ficha técnica e é de 2011

DIRECTORS: Students from São Facundo Primary School, Abrantes
WORKSHOP COORDINATION: Joana Torgal . Rodolfo Pimenta
TEACHERS: António Tomás . Sónia Matos . André Lopes. Carla Martins . Cátia Feijão . Marina Alves . Mónica Marques . Octávio Vicente
CO-PRODUCTION: Associação Palha de Abrantes . Espalhafitas

 

Entretanto outro filme de animação produzido pelo Espalha-Fitas ganhou

o Prémio Nacional de Animação

43750612_1993769973978996_8115764408610717696_n

Os nossos parabéns.

 

mn

 

ver mais no colega Blogue de Lisboa



publicado por porabrantes às 16:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 28.06.17

19437648_1823707801291326_1008358284578166626_n.jp

O Centro de S.Facundo (terra que tratou do Graça com justa determinação) levou os velhos e velhas a dar um passeio.

Um velho resolveu que tinha sede ( o Centro não deve ter ma$$a para convidar o senhor a beber umas minis ou a tomar um copo de três).

De maneira que o velho foi à fonte.

Beber água ''não controlada''.

Estou a pensar mandar um cheque ao  Centro de S.Facundo......com o exclusivo fim de que paguem umas minis aos velhos ( não às velhas...).

As velhas não participaram  no caridoso acto de fazer Justiça ao Graça.

Portanto as minis serão para as velhos de S.Facundo, para que não tenham de beber água ''não controlada''.

ma

idoso  não gostamos muito desse raio de palavra


tags:

publicado por porabrantes às 13:51 | link do post | comentar

Segunda-feira, 28.12.15

 

Visita do Sr. Dom Domingos Frutuoso, onde declara ser íntimo da família Moura Neves e que a Igreja de S.Facundo é muito feia, e prega uma reprimenda monumental aos paroquianos, deviam ser mais cheios de Deus, mais generosos pelo engrandecimento da sua Igreja e irem à missa ao domingo

 

 

 

 

 

 

visita pastoral 1.png

os paroquianos  aprenderam muito , com  visita de 1931, 44 anos depois cheios de fé, corrigiram o Graça

 

Laos Deos

capela-de-sao-facundo-7-2.jpg

Foto Igogo

 

Extracto de Flores do Santuário

 

Dono da Revista: Cónego Adelino Duarte Semedo 

 

Não sei se há pachorra para publicar a reportagem das outras paróquias

 

A reportagem do Rev.Semedo sobre a Igreja do Rocio é implacável

 

ma



publicado por porabrantes às 20:19 | link do post | comentar

Terça-feira, 05.08.14

 

 

A  Senhora Dona M.Ferreira envia-nos foto dum parente que foi Bispo,  anotando que foi sempre fiel ao Rei (D.Manuel II) e à Santa Religião  e que excomungou vários padres pensionistas (na região o mais célebre foi o cismático das Mouriscas) e algum maçon.

A Senhora Dona M. Ferreira diz ainda que esta gravura foi benzida pela irmã Lúcia. Sugere que lhe seja levantada  estátua em São Facundo. Fomos investigar porquê e descobrimos que foi Pároco de São Facundo, desempenhou importantes cargos e esteve ainda exilado nos Valhascos porque a República jacobina o desterrou da sua diocese, por se opôr à Lei de Separação da Igreja/Estado.

 

Deixamos o apelo à Comissão de Festas de São Facundo.

 

 

MN

 

Bibliografia ; Sardoal com memória, do Senhor Luís Gonçalves



publicado por porabrantes às 20:02 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Não haverá médicos em S.F...

A situação religiosa em 1...

A luta pela saúde continu...

Três vídeos para uma reun...

Que se lixe a saúde nas a...

Uma ponte abandonada há 8...

Cinema de S.Facundo amanh...

Umas minis para os velhos...

Reportagem do Cónego Seme...

O Bispo dos Valhascos, qu...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

baptista pereira

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10

17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds