Sexta-feira, 05.09.14
Até agora a melhor explicação para o que Abrantes perdeu, com a nefanda reforma do mapa judiciário, foi-nos dada por esta opinião do dr.Santana Maia Leonardo, Presidente da Delegação Local da Ordem dos Advogados:

Santana-Maia Leonardo Abrantes foi a cidade portuguesa que mais perdeu com esta reforma. Perdeu tudo: o tribunal de Círculo, o tribunal de Trabalho, o tribunal de comarca e ainda o comércio, as execuções, a família e menores, as grandes acções cíveis e criminais. Abrantes, se tivesse vergonha na cara, nunca mais votava num candidato do PSD ou do PS. Porque, se o PS efectivamente quisesse, esta reforma nunca tinha saído do papel.



publicado por porabrantes às 17:47 | link do post | comentar

Sábado, 08.06.13

amar-abrantes

 

 

Santana-Maia e Belém Coelho prestam contas. Casa Cheia. Vejo na assistência o Dr. José Amaral que foi cabeça-de-lista do ICA à Assembleia Municipal. Vejo na foto o Dr.Manuel dos Santos, Presidente da Assembleia Municipal.

Curiosamente não estava ninguém da Comissão Política do PSD abrantino.

Meus senhores e senhoras, o sectarismo tem limites.

I supose.

 

Vai naturalmente o nosso agradecimento para Santana-Maia e para Belém-Coelho.

 

Um abraço especial para Santana-Maia!!!!

 

 

a redacção

 

 



publicado por porabrantes às 09:33 | link do post | comentar

Quinta-feira, 26.04.12

SN

 

 

 



publicado por porabrantes às 15:48 | link do post | comentar

Quinta-feira, 22.09.11

Comentava outro dia o Mirante que no distrito havia falta de coveiros e que as autarquias pensavam privatizar o serviço. Em Abrantes não há falta de coveiros, como se prova pelo documento anexo, nem sequer de coveiras em sentido político porque a gestão da D.Céu, a mando da chefa não é mais que uma cavadela quotidiana para enterrar a nossa terra.

Conta ela no seu executivo com a ajuda prestimosa e super-competente da Tia Celeste Simão, porque 2 mulheres sozinhas não bastavam para abrir a cova onde nos querem enterrar.

Pelos vistos as 3 elegantes coveiras necessitavam de mais ajuda e abriram concurso para a admissão de mais pessoal do ramo.

Ganhou o almejado posto não o Sr.Nelson Carvalho com tanta experiência no ramo comercial de coveiro político do concelho, mas o Sr. Hugo Miguel Pacheco Rodrigues.

Devia ser que o concurso só admitia pessoas com grau de conhecimentos limitados nesta funérea área, em que o Sr.Marçal também é um grande especialista, pois foi o coveiro político do PSD de Abrantes, enterrando politicamente o Sr.Dr. Humberto Lopes, ao impedir a sua reeleição, com a atenta colaboração da carpideira da Amoreira, especialista em derramar lágrimas de crocodilo em eventos fúnebres como se viu outro dia no funeral do falecido cacique Botas de Santarém.

Com efeito, o  Sr.Nelson Carvalho tem tanta experiência nesta área que me espanta não o terem contratado, enquanto boy, para Director-Geral do Cemitério de Santa Catarina, cuja patente lhe pertence.

 

Espanta-me ainda, analisando o resultado do concurso, que a igualdade de género aqui não tenha funcionado e se tenha chumbado ilegalmente a Srª D. Maria Helena dos Santos Catita com base numa o), que tem de ser dada por inexistente porque no acto formal de publicação de resultados não se especifica em que consiste e devia ser especificada, porque qualquer acto administrativo tem de ser fundamentado e este não é, neste parte, sendo portanto anulável.  

 

Como as coisas nunca são o que parecem, mas aquilo que está por trás elas, por exemplo a Céu apesar de Presidenta não manda na Câmara  mas quem mais ordena é quem está por trás dela, ou seja a rústica chefa, verifica-se que o sábio que alcançou a estimável nota de 15, 96 valores em covais, campas, sepulturas, cinzas, jazigos, flores naturais, música fúnebre, ossos, cadáveres incorruptos e corruptos, talhões para antigos combatentes (como o Armando Fernandes),  talhões para pacifistas, múmias, caveiras, etc, o Sr. Hugo Miguel Pacheco Rodrigues o vencedor do concurso, já era assistente operacional na CMA em 2008 (não sei se já operando com caixões) e simultaneamente era também bombeiro na CMA.

 web bombeiros municipais

Irá acumular as 2 funções?

Imaginemos que dá o badagaio a um ancião de Lagarelhos, exilado em Abrantes, por excesso de colesterol, galeguice culinária (os galegos nunca usam azeite, temperam a comida com banha, daí serem candidatos ideais a morte precoce por over-dose de banha) e glutonaria ordinária, e o nosso Hugo está abrir a cova para enterrar o gajo, enquanto a viúva e o filho choram muito, nisto toca a sirene dos bombeiros e o Hugo, para cumprir o seu dever cívico, abandona o galego, o padre (os galegos exigem sempre padre no enterro que lhes deite água-benta na pança para se protegerem na outra vida das ‘’meigas’’, que são as bruxas lá das berças.....)

Faria o Hugo o seu dever, porque primeiro é preciso cuidar dos abrantinos vivos e depois enterrar os galegos.

 

Emigrante de Lagarelhos, morto no Brasil, por over-dose de produtos tóxicos não apropriados à sua avançada idade. Antes mudara de apelido para esconder o seu parentesco com um criminoso. Privara muito com o sr. Inspector Rosa Casaco durante a sua estadia em Terras de Vera Cruz por ambos terem familiares chegados em Abrantes. 

 

 

Desejamos ao Hugo as melhores felicidades no seu trabalho cemiterial de ajuda ‘’operacional’’ à política de enterrar Abrantes da chefa e remetemos o leitor para os avisos mais que eloquentes que o dr. Santana-Maia e o dr. Belém Coelho têm vindo a fazer sobre a forma atípica e ‘’peculiar’’ como se fazem concursos ‘’públicos’’ nesta terra.

Finalmente felicitamos a Chefa pelo Sr. Hyusmen Halil Halil ter sido liminarmente chumbado ao abrigo da estranha alínea a). É uma boa medida preventiva, com este nome de certeza não era pegacho e além disso podia enterrar os abrantinos virados para Meca.....

 

Miguel Abrantes com Edite Fernandes  (natural de Vinhais mas não da Póvoa dos Galegos) para o contacto com o Sr.Comandante dos Bombeiros que ao verificar que a Edite não tinha bigode, como a generalidade das mulheres de Vinhais, lhe prestou amavelmente os esclarecimentos pedidos.

 

Em Anexo

 

Aviso n.º 18709/2011

Procedimento concursal comum de recrutamento para o preenchimento de um posto de trabalho para a carreira e categoria de assistente operacional (funções de coveiro)

Em cumprimento do disposto no n.º 6 do Artigo 36.º da Portaria n.º 83-A/2009, de 22/01, torna-se pública a Lista Unitária de Ordenação Final do Procedimento acima referenciado, aberto por aviso publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 27, de 8 de Fevereiro de 2011, a qual foi homologada por meu despacho datado de 12/08/2011.

Lista Unitária de Ordenação Final

Candidatos aprovados

Hugo Miguel Pacheco Rodrigues - 15,96 valores

Candidatos excluídos

Álvaro Manuel Salgueiro Alves a)

Eduardo Paulo Lopes Aldeias b)

Fábio Mendes Lopes Dias b)

Henrique Gil Fortuna d)

Hyusmen Halil Halil a)

José Alberto Lopes da Silva d)

José Gabriel Serra Rosa b)

Maria dos Anjos de Matos Paiva c)

Maria Helena dos Santos Catita o)

Narcisa da Conceição Rosa Catita d)

Vítor Hugo das Neves Ferreira d)

Motivos de exclusão:

a) Por não apresentarem fotocópia legível do certificado de habilitações, ou documento idóneo, conforme indicado no ponto 7.4 do aviso publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 27, de 8 de Fevereiro de 2011;

b) Por não possuírem o nível habilitacional de grau de complexidade funcional 1, estipulado na Ref. 6, do n2 6.1 do aviso publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 27, de 8 de Fevereiro de 2011;

c) Por não terem comparecido a prova escrita de conhecimentos;

d) Por terem obtido classificação inferior a 9,5 valores na prova escrita de conhecimentos.

12/08/2011. - A Presidente da Câmara, Maria do Céu Albuquerque.

305095746

 

in Diário da República 




publicado por porabrantes às 13:17 | link do post | comentar

Sexta-feira, 12.11.10

foto

 

Arena política

 

Os ânimos aqueceram na última reunião de executivo camarário de Abrantes quando a presidente da autarquia, Maria do Céu Albuquerque (PS) ficou visivelmente incomodada com a intervenção do vereador social-democrata, Santana Maia, no qual este referia a propósito de um caso de um munícipe, que tanto a autarca como a sua vereadora Celeste Simão “mentiram” na reunião pública da câmara a 4 de Outubro e na Assembleia Municipal de dia 27 de Setembro. “Nunca em 47 anos me chamaram mentirosa. É demasiado grave”, ripostou Celeste Simão enquanto Maria do Céu Albuquerque encerrou a questão, deixando entrementes a possibilidade de vir a agir judicialmente. No final, Santana Maia sugeriu que se fossem buscar as gravações das reuniões para saber quem diz a verdade afinal. Pelos lados de Abrantes levam mesmo a sério a expressão “arena política”.

 

in Mirante 10-11-2010

 

Querem comentários?

 

Estamos preguiçosos. Vamos aos clássicos:

 

Para a mentira ser segura
e atingir profundidade,
deve trazer à mistura
qualquer coisa de verdade…
(António Aleixo)

 

A verdade papal

Num mundo em que a mentira é potente, a verdade paga-se com o sofrimento. Quem quiser esquivar-se ao sofrimento, tê-lo longe de si, alonga de si a própria vida e a sua grandeza; não poderá ser servidor da verdade e assim servidor da fé.
(Bento XVI)

 

Daily India
verdade do faquir

A minha preocupação não está em ser coerente com as minhas afirmações anteriores sobre determinado problema, mas em ser coerente com a verdade.

Gandhi

 

in insanus.org

 

A verdade de Churchill

Gandhi era um faquir semi-nu. Devia-o ter mandado enforcar em 1929.

Sir Winston Churchill

 

A verdade abrantina

Abrantes é uma cidade segura.

 

A verdade do dono do Jerico

 

''O empresário assegurou que vai “continuar a lutar” por aquilo a que diz ter direito, tendo afirmado ir pedir à autarquia uma indemnização pelos “milhões de euros de prejuízos” causados por uma situação que, reafirmou, “foi originada por burla, pedidos de comissões e falsificação de documentos”.

“Tenho provas de tudo o que afirmo e a Câmara em vez de meter processos em Tribunal contra um cidadão que apresenta uma denúncia devia era investigar o que se passa em relação a alguns dos seus funcionários”, observou.'' declarações ao Mirante citado.

in grouchomaniaco.blogspot

 

A verdade de Groucho Marx....

 

A política é a arte de procurar problemas, encontrá-los, fazer um diagnóstico falso e aplicar depois os remédios errados.


Estes são os meus princípios. Se a senhora não gosta deles, tenho outros....

 

 

Miguel Abrantes, marxista tendência groucho



publicado por porabrantes às 17:50 | link do post | comentar

Sexta-feira, 05.11.10

Sustentou outro dia o Sr.Dr. Santana Maia, líder da oposição  que não se pode confiar em certos blogues, naturalmente não se referia a este dado que é signatário da petição e alarmava-se com a influência dos blogues na formação da opinião pública abrantina.

 

O Sr.Dr. Santana-Maia é colaborador regular de dois jornais que leio, a Nova Aliança e o Ribatejo e não o vi preocupado com a falta de influência dos jornais locais (ressalvo o Mirante, que não tem papas na língua) na formação da opinião pública.

 

Porque é que esses jornais não influem?

Porque não dão notícias.

É ou não uma notícia relevante, que um ex-Vereador da CMA foi acusado no  âmbito  do ''Inquérito n.º 31/08.2TAEVR do Departamento de Investigação e Acção Penal de Évora''   como autor material, de um crime de tráfico de influência, p. e p. pelo artigo 335.º, n.º 1, alínea a) do Código Penal ?

É ou não uma notícia, que um dos arguidos se chamava Júlio?

É ou não uma notícia, que os factos debatidos em Tribunal podiam ter efeitos políticos em ano eleitoral ????

 

Não me lembro de nenhum jornal (nem sequer o Mirante), ter abordado o assunto que levou inclusive ao estabelecimento  de escutas telefónicas pelo DIAP durante as investigações!!!!

 

Não me lembro de nenhum partido oposicionista ter pedido um esclarecimento sobre o assunto durante a passada campanha eleitoral e isto havendo nas candidaturas do ICA e do PSD distintos juristas, designadamente o dr. Santana-Maia, o dr. José Amaral, o notário dr. Arês, etc ...

 

Não me lembro de nenhum membro da Oposição com assento na CMA ter levantado alguma questão sobre o assunto e digo isto porque que leio normalmente todas as actas do Executivo para escrever este blogue.

 

Não leio as actas da Assembleia Municipal porque não estão on-line.

 

Portanto  em 2008-2009 um ex-Vereador foi acusado pelo DIAP, a coisa chegou até à Relação, que pronunciou um acordão em 27-4-2010 e ninguém nem nos partidos nem nos jornais, nem sequer nos blogues falou no assunto.

 

Por isso pergunto: quem é que tem culpa da falta de informação e formação da opinião pública.?

 

Desde já digo, que eu e este, blogue, e os meus companheiros que o fazem não assumem culpa nenhuma.

 

Nem assumem a culpa de dizerem que havia um arguido chamado Júlio porque foi a Veneranda Relação que o disse no acórdão que passamos a transcrever nos posts seguintes..

 

Está naturalmente cheio de tecnicismos legais, não compreensíveis para leigos, mas vamos transcrevê-lo na íntegra  para os desconfiados confirmarem.

 

E como temos direito a ter opinião, desde já afirmamos que subscrevemos a opinião legal assumida pelo MP.

 

É um direito nosso.

 

Além disso estranhamos que não se divulgue o nome dos magistrados abrantinos e se diga quem foi a magistrada que foi relatora no processo.

 

Se as sentenças são públicas temos o direito de lê-las, comentá-las, saber que foram os seus autores, etc

 

Miguel Abrantes

 

 

 

 



publicado por porabrantes às 18:48 | link do post | comentar

Quinta-feira, 12.08.10

Têm o dr. Santana Maia e o dr. Belém feito um choradinho (justificado) acerca da falta atempada de respostas às informações pedidas à Presidente da Câmara e dizem que se queixam ao MP!!!!

 

Pergunto eu, para quê?

 

Leiam Isto:

 

''Os eleitos locais podem ainda denunciar a situação, ou apresentar queixa, aostitulares dos poderes de tutela. No entanto, tais garantias têm, hoje, pouca importância,face à profunda alteração do regime sancionatório da gestão autárquica, produzidapela lei n.º 27/96, de 1 de Agosto. A Lei n.º 87/89, de 9 de Setembro, previa que os membros dos órgãos autárquicos perderiam o respectivo mandato se incorressem, “poracção ou omissão, em ilegalidade grave ou numa prática continuada de irregularidades, verificadas em inspecção, inquérito ou sindicância, e expressamentereconhecidas como tais pela entidade tutelar” [artigo 9.º, n.º 1, alínea c)]. Ora, a recusa,continuada, em facultar o acesso à informação poderia, assim, levar à perda de mandato. Hoje, com a revogação expressa da Lei n.º 87/89 e a entrada em vigor da Lein.º 27/96, mesmo a violação grosseira e continuada do direito de acesso (dos eleitos) àinformação não conduzirá, certamente, à perda de mandato. O que, em rigor, configuraum estado de irresponsabilidade, ferindo-se desse modo “um dos elementos intrínsecos do princípio democrático” (Gomes Canotilho e Vital Moreira, 1993: 542).

 

in O ACESSO À INFORMAÇÃO NAS AUTARQUIAS LOCAIS: AS PRERROGATIVAS DOS ELEITOS de Sérgio Pratas e Gabriel Cordeiro (texto completo aqui)

 

Neste momento existe um vazio legal que permite a um cacique nunca responder à oposição, não lhe acontece nada!!!!!

 

A não que um brilhante jurista arranje novos argumentos!!!!

 

Como dizem os autores do estudo citado, referindo uma frase do jurista '' Juan Mozzicafreddo (2003: 7), citando Coicaud, “não pode haver responsabilidade da função sem sanção”.

 

É a mesma situação  que se passa com a simbólica sanção imposta ao Dr. Carvalho pela sua ida para RPP Solar apesar de lhe ter concedido benefícios fiscais e um terreno quase à borla.

 

Um bom tacho vale o suficiente para violar a lei, especialmente se a sanção for simbólica ou nula!!!!

 

Como diria Henrique IV, o protestante que se tornou fervoroso católico, para cingir a Coroa de França: PARIS VALE BEM UMA MISSA!!!!!

 

Portanto vimos sugerir aos edis oposicionistas citados, ou a outros nessa situação, uma saída legal: peçam as informações como simples cidadãos ao abrigo do CPA ou da Lei de Acesso aos Documentos Administrativos.

 

Mais rápido, eficaz e sempre se poderá encontrar um funcionário para crucifixar, já que os caciques estão blindados pela Lei

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 19:53 | link do post | comentar

Segunda-feira, 24.05.10

''Face à cortina de fumo que certas forças políticas e certas pessoas procuram lançar sobre as nossas intervenções a propósito do Museu Ibérico, os vereadores do PSD vêm, mais uma vez, explicitar a sua posição sobre este assunto''

 

Santana Maia Leonardo e Belém

 

Descobrimos a cortina de fumo e os seus autores

 

Assim tá tudo explicado.....

 

E já conseguiram que o cão deixasse dormir o peticionário ou temos de desancar no Pina da Costa?

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 21:36 | link do post | comentar

O Sr. Dr. Santana-Maia, Vereador Laranja é católico, supomos.

 

Dizemos isto porque escreve no quinzenário católico ''Nova Aliança'', dirigido pela nossa amiga e aristocrata, Drº Ana Soares Mendes.

 

 

 

Dizemos isto porque durante a campanha eleitoral ressaltou e bem a sua educação num notável Colégio católico, o La Salle, e a sua página eleitoral reproduziu o seu retrato ao lado do Rev. Ir. João, religioso lassalista, que hoje goza duma merecida reforma depois duma vida de trabalho na educação juvenil numa Casa da Ordem no país vizinho.

 

Fez muito bem em pôr lá a fotografia, o Rev. Ir. João foi um grande professor e um homem de bem.

 

A Srª Drª Maria do Céu também é católica. E escolheu como Presidente da sua Comissão de Honra o Snr. Dr. Francisco Fernandes, também católico, extraordinário professor em Colégios católicos (N. Senhora de Fátima) e no ensino oficial. Foi a Srª Drª Maria do Céu aluna do Dr.Fernandes? Não sabemos.

Mas foi uma excelente escolha.

 

Especialmente porque o Snr. Dr. Francisco Fernandes se recusou a fazer da 1ª Comissão de Honra de Nelson Carvalho (a primeira vez que se apresentou) e apoiou publicamente o nosso amigo e peticionário eng. José Eduardo Marçal.

 

Aliás é curioso que se formos ver a Comissão de honra da Srª Drª Maria do Céu
encontramos um grande número de marçalistas da primeira hora.

 

Mas não encontramos entre os marçalistas, o Solicitador Anacleto Baptista, também católico.

 

Pediu e bem o Sr. Dr. Santana-Maia que a ''Chefa'' , nome de guerra da bem-aventurada Isilda Jana, fosse dispensada pela CMA da sinecura para que foi nomeada por uma mera questão de coerência política.

 

A ''Chefa '' e a sua subordinada (dentro da hierarquia do PS) Srª Drª Maria do Céu fizeram ouvidos de mercador.

 

Voltou e bem o Sr. Dr. Santana-Maia a exigir a demissão da 'Chefa''  depois das inqualificáveis e soezes declarações do ''esposo'' e subordinado (dentro da hierarquia do PS) da D.Isilda numa rádio local.

 

A ''Chefa '' e a sua subordinada (dentro da hierarquia do PS) Srª Drª Maria do Céu fizeram de novo  ouvidos de mercador.

 

Que fazer?

 

MP com elas.

 

Mas sendo católico, o Sr. Dr. Santana-Maia está obrigado à caridade. E até hoje não vimos em que a exigência de demissão da ''Chefa'' tenha assentado noutros pressupostos.

 

Por exemplo nos favores feitos a entidades onde o feliz ''esposo'' tem responsabilidades.

 

Nem sequer vimos a exigência de que os subsídios atribuídos em situações irregulares sejam devolvidos pelos contemplados....

 

Deve ser uma questão de caridade católica.....

 

Mas há limites para a caridade, segundo sustentou o Papa, a caridade não pode ser óbice a que funcione a justiça e o Direito.

 

O Direito dos homens e o Direito da Igreja.

 

O Bispo de Portalegre herdou uma situação difícil na Diocese, tanto financeira como institucional, e tem vindo a desenvolver esforços meritórios para sair do pântano eclesial montado pelos seus dois antecessores.



Neste sentido promulgou S. Exª Reverendíssima em 20 de Novembro de 2009 : Os Estatutos Diocesanos para a Administração de Paróquias, documento importante que constitui a disciplina jurídica para esse fim. E tendo em conta o direito concordatário possui vigência na ordem jurídica interna.

 

Dispõe o art. 31º deste diploma que trata dos Conselhos Paroquiais para os Assuntos Económicos (organismo que assessoram o Pároco na administração dos bens e rendimentos das Paróquias):

 

'' Art.º 31 - 1. Para o constituir, sejam escolhidos cristãos de vida exemplar, com sentido apostólico e reconhecidos, na Comunidade, pela sua seriedade e competência administrativa;
2. Não devem ocupar lugares políticos. Se, entretanto, para eles forem eleitos, suspenderão as suas funções, no Conselho, enquanto as ocuparem;
3. Evitem-se consanguíneos e afins do Pároco, nos graus mais próximos, a fim de preservar a isenção.''

 

Ora o Conselho das Paróquias de São Vicente (uma das mais ricas da Diocese) e São João, empossado não há muito tempo é composto por:
Cónego José da Graça, Manuel da Conceição Mendes, José Francisco Guerra Ruivo, José Marques Batista, Rosalina Maria de Jesus Pacheco Gonçalves, Maria da Graça Marques Tristão e Anacleto da Silva Batista.

 

O dinâmico Solicitador Baptista, digno anti-fascista católico (1), segundo confessou outro dia à Barca, já desempenhou relevantes cargos políticos: foi Deputado, Vereador abrantino e Presidente da Comissão concelhia do PSD.

 

Um dia destes veremos alguma das suas peripécias como Deputado.

 

Anacleto Baptista desempenhava (como desempenha) cargos políticos no momento em que foi nomeado para o Conselho das Paróquias de São Vicente (uma das mais ricas da Diocese) e São João.

 

É designadamente membro da Assembleia Municipal do Sardoal (onde é também Provedor da Santa Casa).

 

É ainda vogal (suplente da Comissão Política Distrital de Santarém do PSD. (2)

 

Ora, encontra-se pois em situação de incompatibilidade  segundo as normas canónicas em vigor.

 

Quem o escolheu? O dinâmico e apostólico Cónego José da Graça nos termos do art 32 do Decreto citado.

 

Como se sabe o Rev. Cónego está sempre tão ocupado que não pode saber nada de assuntos mundanos, exteriores à vida espiritual.

 

Cabe agora ao Solicitador (que também está sempre ocupando-se dos pobres e não pôde ler o Decreto), decidir-se entre a vida eclesiástica e a política.

 

Supomos que haverá alguma norma que permitirá que o nosso Santo Bispo lhe autorize acumular funções

 

Considerando por exemplo que para a missão da Igreja é essencial a presença de Anacleto Baptista na vida política e eclesial.

 

No caso remoto do Ordinário Diocesano não autorizar estamos certos que entre a vã glória da política e a vida religiosa, o digno Solicitador

optará por Deus Nosso Senhor.

 

Demitir-se-á de todos os cargos políticos.

 

E estamos certos que o Vereador Santana-Maia, católico empenhado, o aconselhará nesse sentido. Porque quando o PSD prega moral deve-a aplicá-la a si próprio.

 

Marcello de Ataíde

 

 

(1)De acordo com o solicitador, o Correio de Abrantes recusou-se a publicar o texto “por pressão de alguém”, tendo sido “destinada uma árvore, na PraçaBarão da Batalha, para ser lá enforcado”. ( Declarações de Anacleto Baptista à ''Barca'' em 22-4-2010.)

 

(2) Como anotámos num post posterior. Neste momento Anacleto Baptista já é Secretário da Mesa da Assembleia Distrital laranja



publicado por porabrantes às 13:06 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sábado, 22.05.10

Com a devida vénia reproduzimos dos nossos amigos das '' Vozes Livres do Mação'' extracto de sentença da Relação de  Évora onde um cidadão local foi absolvido devido a acusação infundada do Saldanha e da Câmara  rupestre.

 

O Tribunal considera que é direito dum cidadão intervir na coisa pública e a autarquia e o cacique local (expressão nossa) não podem limitar os seus direitos.

 

Mas podem infernizar-lhe a vida com processos judiciais à conta do contribuinte, burocracias rupestres e tretas semelhantes.

 

Se o Sr. Saldanha da Rocha tivesse dignidade política a única coisa a fazer era apresentar imediatamente a sua demissão. Coisa que devia ser acompanhada pela demissão dos rupestres que apoiaram a decisão

 

 

Mas há mais, não disserem os Venerandos Magistrados mas dizemos nós: o Sr.José Henriques de Matos não tem só o direito de criticar a Câmara, mas tem o dever. É essa a tradição lusitana do nosso municipalismo desde a Idade Média.

 

Eram e deveriam continuar a ser homens-bons que governam os concelhos.

 

Isto é coisa que o cacique desconhece. Porque está numa onda rupestre....

 

E ademais reconhecendo a douta sentença que a Câmara violou a Lei espera-se que o Ministério Público tenha mandado tirar certidão da sentença para agir, como em Direito é mister, contra os violadores da dita (Lei).

 

No caso (remoto) do Procurador se ter esquecido, deixamos aqui aviso aos vereadores Belém e Santana Maia de que existiu essa irregularidade cometida por autarcas laranjas, no Mação, e a notificação faz-se aos ditos Senhores na qualidade de autarcas.

 

Espera-se que a comuniquem imediatamente ao MP competente, que por acaso é o de Abrantes.

 

Marcello de Ataíde



publicado por porabrantes às 16:46 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

O que Abrantes perdeu

Do Sectarismo

Santana Maia lança ''Vers...

O novo coveiro da Maria d...

A verdade

O Júlio, a Relação e o DI...

O Estatuto de Irresponsab...

A explicação

César ou Jesus, o dilema ...

SALDANHA DA ROCHA E OS RU...

arquivos

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

jornal de abrantes

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Agosto 2020
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds