Terça-feira, 18.06.19

A Solar Azul já foi aqui falada e a propósito duma denúncia de Armindo Silveira, na Assembleia Municipal.

Também o sr. dr. Santana Maia Leonardo levantou a questão em relação a outro negócio da Construforte que tinha o mesmo gerente que a Solar Azul.

Ou seja estas empresas têm muito boa relação com os caciques.

E segundo a acção de Jorge Dias contra os caciques, metida pela srª drª Alexandra Sapateiro e prosseguida pela Massa Insolvente das Construções Jorge Dias ( 6 milhões de parcos euros pedidos de indemnização), documento reproduzido no dossier publicado on-line pela autarquia, anexo, nº 40, foi alegadamente a Solar Azul que quis comprar por 1 milhão e meio de euros, em 2006, os terrenos que a empresa construtora detinha e que incluiam a parcela em litígio.

solar azul 5

Tendo em conta os negócios (da China) elencados pelos deputado municipal Armindo Silveira e pelo Vereador Santana Maia Leonardo, percebe-se que a Solar Azul só investisse, se não tivesse problemas com os caciques.

Mas também se percebe quanto valia o terreno de Jorge Dias, se não o tivessem sujeito a um calvário judicial, eivado de má-fé processual, que raia a perseguição.

Que não se limitou aos processos sobre o terreno (que a autarquia ia perdendo) mas desceu ao processo-crime e à tentativa de o declarar louco.

louco

(processo de difamação da cacique contra o empresário, onde foi requerida uma perícia médica)

 mn    

   

 



publicado por porabrantes às 11:11 | link do post | comentar

Sexta-feira, 17.05.19

(....) 16.   Em Abrantes, os socialistas tomaram literalmente conta do concelho, da mesma forma que Napoleão e os porcos tomaram conta da famosa quinta de George Orwell.

.

17.   Também aqui os socialistas são mais iguais do que os outros.

.

18.   E não é preciso irmos muito longe para constatarmos isso mesmo.(...)

Santana-Maia Leonardo aqui



publicado por porabrantes às 09:06 | link do post | comentar

Quinta-feira, 13.09.18

Se esta frase não fosse grave.... era surrealista: ''Porque, de facto, é inadmissível que o Bloco de Esquerda esteja neste momento a fazer acusações gravíssimas, colocando em causa a segurança, inclusivamente, de cada um dos elementos que está sentado à volta desta mesa. ''

 

Médio Tejo, transcrição da reunião da CMA de 11 de Setembro

 

Quem é que disse???

 

A cacique.

 

Tinha feito o Vereador do Povo Armindo Silveira esta declaração de voto:''Não sei se a Câmara Municipal de Abrantes poderia renegociar pior do que fez (…). Não aceitamos, não entendemos, e vamos votar contra esta verdadeira demonstração de como os interesses dos munícipes são relegados para segundo plano, em benefício de uma empresa privada com milhões de lucro. Para terminar, não sabemos onde anda a postura inflexível do executivo, mantida nas negociações do cineteatro São Pedro e da permuta de terrenos entre a Câmara Municipal e a Mercar, arrastando para a insolvência a firma Construções Jorge Ferreira Dias e outras empresas daquele que chegou a ser o maior grupo na área de construção civil no concelho de Abrantes. Face ao exposto votamos contra'' (...)

 

 

Como é óbvio, trata-se duma crítica legítima, dum eleito do povo, numa reunião política.

 

Se o Armindo Silveira não fizesse declarações destas e não fiscalizasse o executivo, estava a trair o mandato popular, como o fazem tipos com vocação de yes-men.

 

A seguir, como consta na reportagem do Médio Tejo, a cacique ameaçou o Vereador com os tribunais, numa série de arrazoados, que se não fossem graves, porque ameaçam a Liberdade, seriam tragi-cómicos

 

Não aprenderam com este douto despacho do Ministério Público

despacho 5

 Procuradora Patrícia Raimundo, Processo 137/16419. ABT de Março de 2017

 

 

 Nem com a sonora derrota dos caciques no processo contra o jornal Mais Alto.

 

 

O autoritarismo barato da Presidente demonstra o carácter chavista e terceiro-mundista  de certos  caciques  socialistas: .

Como lembrou Santana-Maia Leonardo, em 20-11-2008

(....) Todos nós sabemos, por experiência própria, que o Partido Socialista é um partido com vocação de poder terceiro-mundista que tem, na democracia de Hugo Chávez, a sua grande referência programática e ideológica(...)''

 

E a seguir o prestigiado causídico abrantino fustiga certos laranjas que copiam este autoritarismo barato: ''(...) E a verdade é que, não só na Madeira mas também nalgumas câmaras do continente, não se consegue distinguir a governação social-democrata, defensora dos valores das democracias liberais, das governações autocráticas socialistas, que espezinham e perseguem todos aqueles que não veneram o seu poder.(...) ''

 

Finalmente resta-nos manifestar a nossa solidariedade ao Armindo Silveira.

 

 

mn

 

devida vénia ao Médio Tejo e ao Mário Rui para a reportagem da sessão citada e ao Dr.Santana-Maia Leonardo para as citações

 

 



publicado por porabrantes às 15:45 | link do post | comentar

Sexta-feira, 30.03.18

ben pegacho

artigo de Miguel Prado no ''Expresso''

 

Os benemérito$ pegacho$ (made in Spain) tentam esquivar-se ao pagamento duma obrigação, que segundo a Lei e os pareceres jurídicos, lhes cabe.

É a nova versão do travessão, a Lei só se aplica aos tansos, aos desgraçados e não às multinacionais amadas pelos $ocialistas abrantinos.

Em 2011 a Central pegacha tinha de pagar 302.075,87 €,  aos cofres do município e a benta maioria $ocialista isentou-a de pagar metade da soma, porque eram uns santos (milionários).

Qual foi a outra empresa abrantina que conseguiu apoios destes, desta gente?

Só nos lembramos da RPP Solar e da Luna.

Como escreviam acerca do pegacho Gomes Mor

mor 2.png

os vereadores Santana Maia e Belém em 2011....

''

Acontece que o executivo socialista da Câmara Municipal de Abrantes não só votou contra as nossas propostas, ao arrepio das mais elementares preocupações sociais e económicas que deviam ser a sua prioridade, como, inclusive, o deputado municipal António Mor, na Assembleia Municipal de Abrantes e em nome da bancada socialista, para além de criticar duramente as propostas de redução da carga fiscal apresentadas pelos vereadores do PSD, defendeu “a continuidade da política do executivo socialista de sobrecarga máxima de impostos sobre os munícipes para que a Câmara possa continuar a fazer obra”.

 

Ora, face a esta argumentação, não se compreende, nem se aceita, que a Câmara venha agora prescindir de uma fatia de receita na ordem dos €150.000,00, beneficiando um grande consórcio, quando não teve a mínima consideração pela aflição em que vivem actualmente as famílias e as pequenas e médias empresas, o maior empregador do concelho.''

 

(in Coluna Vertical)

 

 

Em 13-12-2015  a cacique dizia, cândida e angelical, que estava  ''"tranquila com a habitual postura social e ambiental da Pegop" ''

 

Pode continuar a estar

 

Têm de esportular 7 milhões de euros de ''tarifa social'' e não querem pagar.

 

Esta é a postura social da Pegop e a postura habitual dos amigalhaços da cacique, os pobres que paguem a crise......

 

mn

 



publicado por porabrantes às 13:24 | link do post | comentar

Quarta-feira, 20.12.17

O horário e o calendário implementado pela maioria caciquista na Assembleia Municipal para impedir que o Povo de Abrantes tenha acesso às sessões está a ser contestado pela sociedade civil.

Uma petição encabeçada pelos ex-vereadores Santana Maia Leonardo e Belém Coelho e ainda pelo ex-deputado municipal do ICA Viana Rodrigues contesta esta manobra que tem em Gomes Mor e na cacique os principais defensores.

Recorde-se que também Elza Vitório contestou o novo horário e que o BE abandonou a sala em protesto contra ela, enquanto Jorge Beirão ficava enxofrado.

A petição cita Tocqueville ''  deputados são os representantes do povo soberano, mas não são os representantes soberanos do povo".

Notícia desenvolvida na Rede Regional

Desde já apoiamos esta atitude da sociedade civil contra os caciques e apelamos aos leitores que façam vergar o autoritarismo barato do PS cá da terrra.

Parece que uma deputada radiofónica se manifestou contra as petições, dizendo que não servem para nada.

Então para que serviu esta?

ma



publicado por porabrantes às 21:10 | link do post | comentar

Segunda-feira, 12.06.17

Mandaram-nos um arquivo com a extinta Página do PS, que pensavam que Deus tinha na sua Santa Glória

 

Em 9 de Novembro de 2010, a Isilda Manuela e o resto do camarilha faziam um processo de intenções ao Sr.Dr.Santana-Maia Leonardo.....

9 novembro de 2010.png

Ora a Isilda Manuela (e o resto da camarilha) ou são capazes de citar um texto onde Santana Maia disse que os socialistas eram'' do pior que há'' ou faziam um processo de intenções, que é coisa muito feia

 

Ficamos a aguardar que a Isilda Manuela consiga exibir o texto.....onde o Advogado disse isso....

 

mn



publicado por porabrantes às 17:39 | link do post | comentar

Quinta-feira, 19.01.17

santana público.png

O Público destaca o Advogado abrantino pela sua brilhante actuação no caso do Ruben. Uma homenagem merecida. Parabéns.

mn



publicado por porabrantes às 08:23 | link do post | comentar

Quinta-feira, 09.06.16

Com a devida vénia e a nossa tradicional admiração transcreve-se post do Sr.Dr.Santana-Maia Leonardo, do colega Coluna Vertical. Continuamos assim a dar um contributo para a discussão pública do ''crime urbanístico'' praticado pela CMA/Charters de Almeida:

 

 

Quinta-feira, 09.06.16

Um monumento ao desperdício

 

Abrantes está transformada numa cidade imaginária e povoada por gente de uma passividade (os eleitores) e de um descaramento (os eleitos) que é difícil de imaginar...

É extraordinário como se gasta o nosso dinheiro, em tempo de vacas magras, perante a passividade geral.

Sem que haja um motim, pelo menos.

Que raio de povo é este!

Esta rotunda é um monumento ao desperdício.

Olha-se para a rotunda e fica-se logo a perceber por que razão Abrantes, em particular, e Portugal, em geral, é o que é e está como está.

Mas a democracia, felizmente, tem precisamente esse lado positivo: ninguém é governado melhor do que merece.

E nós só temos o que merecemos pelo que devíamos ter, pelo menos, o pudor de não andar por aí armados em coitadinhos a chorar pelos cantos da Europa implorando a sua ajuda e compreensão.

Escultura.jpeg



publicado por porabrantes às 17:24 | link do post | comentar

Sexta-feira, 11.03.16

O trabalho em prol da decência política e da defesa do Ambiente, em especial do Tejo, destruído pelas contínuas descargas poluentes de multinacionais apátridas e por autarquias como a de Abrantes, que desde 2009 até à inauguração dos Carochos (animada pelo Jorge Dias)  enchiam de merda o rio, é reconhecido pelo PSD de Abrantes.

Assim  divulgam o vídeo do Armindo

direita.png

Sugerimos que nas Assembleias Municipais não falem e cedam o tempo ao Armindo. Fiscaliza melhor que eles o Executivo, é um deputado brilhante e incansável e insubornável.

Um valente.

O PSD está no bom caminho a seguir esperamos uma justa homenagem a Santana-Maia Leonardo, a expulsão da tropa que lhe espetou punhais nas costas e que o PSD apoie o Armindo Silveira para Presidente ou o Dr.Santana Maia numa candidatura independente, que una toda a Oposição, que nos livre de quem nos arruína e confraterniza com Júlio Bento.

ma

             



publicado por porabrantes às 13:06 | link do post | comentar

Quinta-feira, 03.09.15

(...)

 

Actualmente, quem vive a leste da A1 já não tem sequer direito a voto. O direito a voto, ou seja, o direito a decidir é um direito exclusivo dos residentes nos seis bairros da Cidade Estado Lisboa-Porto, a saber: distritos de Setúbal, Lisboa, Leiria, Aveiro, Porto e Braga.

Com efeito, a maior extensão de território português apenas elege uma pequena minoria de deputados que vai paulatinamente sendo cada vez mais reduzida, à medida que o Governo da Cidade Estado vai pondo em prática as suas políticas cada vez mais agressivas de desertificação do território. Só o distrito de Lisboa elege o dobro dos deputados dos distritos de Beja, Évora, Portalegre, Castelo Branco, Guarda, Bragança e Vila Real juntos.

E, como se isto não bastasse, a maioria dos cabeças de lista elegíveis pelos distritos do interior ainda são residentes na Cidade Estado Lisboa-Porto, apenas se lembrando do sítio onde nasceram ou onde nasceu a sua avozinha no momento em que são nomeados pelo partido para encabeçar a lista.

Diga-se, desde já, que também não concordo com o discurso paroquial de certos candidatos que querem ser deputados para defender a sua terrinha. A função do deputado é defender o interesse nacional e não ser o deputado do queijo limiano, do porco alentejano ou da palha de Abrantes.(...)

 

Santana-Maia Leonardo nas Beiras com a devida vénia leia no jornal citado o artigo completo



publicado por porabrantes às 15:12 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Solar Azul quis comprar t...

Leia os colegas

O sindroma chavista à abr...

A postura social da Pegop

Sociedade civil contesta ...

Do pior que há

Homenagem ao Dr. Santana ...

Um monumento ao desperdíc...

Direita presta homenagem ...

O crime do empobrecimento...

arquivos

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carlos marques

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

diocese de portalegre

duarte castel-branco

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário semedo

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Novembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12

18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds