Quinta-feira, 04.04.19

31RFIFDye-L__BO1,204,203,200_QL40_

Neste livro, Mário Soares conta a Joaquim Vieira, um episódio relacionado com a morte do General Godinho.

general godinho 3

Soares está detido no Aljube juntamente com a cúpula do MUD J, quando lhe metem na cela Adriano Moreira, que era o Advogado da Família Godinho e apresentara queixa-crime por homicídio contra o tenente-coronel Santos Costa, Ministro da Guerra.

Também está detido o seu pai, João Soares, que era uma das cabeças civis da Abrilada de 1947.

Pouco dias depois entra também detido o dr. Alfredo Pimenta Beja Godinho, médico abrantino, filho do General Godinho.

O dr. Alfredo atira-se e ao Moreira e pretende dar-lhe uma sova.

Acusa-o de ter-se apoderado dumas cartas trocadas entre o General e Santos Costa, enquanto o General era Governador dos Açores e que delatariam as simpatias nazis do Costa e de as ter entregue ao poder '' em troca da liberdade''.

alfredo godinho ms

De forma que os outros presos organizaram uma espécie de tribunal popular para julgar o Moreira e resolveram cortar relações com ele.

O Moreira, ouvido pelo Autor, não confirma e conta outra versão.

AdrianoMoreira

wikipedia

 

A biografia de Mário Soares (832 páginas) do Joaquim Vieira, é um apaixonante livro sobre a nossa história contemporânea.  

mn



publicado por porabrantes às 17:08 | link do post | comentar

Sexta-feira, 08.12.17

Fernando Dacosta, em ''Máscaras de Salazar'' afirma que o General Godinho foi torturado e sublinha a crueldade de Salazar, mas também diz que era um homem culto e inteligente.

godinho dacosta

Temos ido editanto vários testemunhos sobre o General, é mais um.

 

Credível?

 

Na verdade o cadáver do oficial oferecia lesões de explicação difícil.

 

Devida vénia ao escritor citado

 

A editora pertence ao Conde de Alferrarede, Miguel Pais do Amaral.

 

ma

 



publicado por porabrantes às 21:01 | link do post | comentar

Segunda-feira, 04.12.17

Todos conhecemos as teias tecidas entre futebol, política e negócios. Todos sabemos que são duvidosas e pouco transparentes e que às vezes descambam em delito, veja-se o Valle e Azevedo.

Histórias abrantinas da bola também andam pelos jornais.

Vale003

Vale Guimarães, que foi cacique fascista de Aveiro, não resistiu a meter uma cunha valendo-se da sua autoridade de governador civil (que voltaria a honrar montando uma burla eleitoral a favor de Américo Tomaz), para favorecer o Beira-Mar, numa transferência dum futebolista do Tramagal, em 1957.

Com uma prosa delicodoce solicitava :

marreiros.png

 (1)

Numa tese de doutoramento em Sociologia, no ICS- Instituto de Ciências Sociais, ''A pureza perdida do desporto, o futebol no Estado Novo'', Rahul Mahendra Kumar, dissecou em 2014, os meandros às vezes sórdidos da bola durante o fascismo.

Vale a pena ler.

 O texto reproduzido é de lá e está na página 274.

As condições de semi-profissionalismo dos anos 50 deram origem a cenas no mínimo caricatas:  Carlos Gomes, que foi um notável guarda-redes do SCP quando pediu aumento de 5 contos mensais para 20, ouviu do Presidente: (....)''Para que queres mais dinheiro? Para putas e automóveis?''.(...)(2) Nas aventuras do Gomes até andou metido o General Santos Costa.

mn

(2) tese citada, pagina 278

imagem do cacique : Aveirenses Ilustres

 

    



publicado por porabrantes às 19:02 | link do post | comentar

Sábado, 04.11.17

Um dos objectivos do blogue tem sido o de recordar abrantinos injustamente desconhecidos e nalguns casos difamados na praça pública ou em publicações (algumas camarárias) e fazer com que se corrigisse injustiças históricas.

Recordámos Diogo Oleiro, o seu papel essencial na defesa do Património Histórico e na História abrantina e conseguimos forçar os caciques a homenageá-lo na praça pública.

Fizemos o mesmo com o General José Garcia Marques Godinho, morto pelo fascismo e que só tinha sido alvo duma homenagem pública cá na terra, salvo erro em 1974, por iniciativa de Francisco Correia Semedo.

Na Zahara, nº 16, Candeias Silva evocou o General como republicano, esquecendo-se o seu papel como anti-fascista e a morte sob prisão no Hospital da Estrela, a prisão da viúva e de alguns filhos.

Ilustrou a coisa com uma foto retirada deste blogue.

Crismou Fernando Godinho como engenheiro técnico agrário, quando era regente agrícola e sempre dizia, cáustico, que daria duas bofetadas a quem o promovesse a ''engenheiro''.

 

Na Zahara, nº 25, o dr. António Alpalhão evoca o percurso de Marques Godinho de forma interessante e conta a história, já aqui referida, da sua morte polémica bem como a adesão do oficial à Maçonaria, publicada pelo Prof. António Ventura.

 

O autor cita muita bibliografia aqui divulgada e tem a bondade de  nos referir e a outros blogues, designadamente para os locais ao ''Coisas de Abrantes'', do sr. José Vieira e ao ''Coluna Vertical'' do Dr.Santana-Maia.

 

As imagens publicadas já as conhecia excepto esta

Presidente_Carmona_Açores.jpg

que na net anda publicada neste blog.

 

Marques Godinho é o 2º a contar da direita..

 

À morte do oficial-general andam associadas as cartas trocadas entre ele e Santos Costa, que a família e Adriano Moreira consideravam ser prova das simpatias nazis do Ministro. 

 

Diz o dr. Alpalhão que nas cartas conhecidas ''(...)não há nada de muito significativo  que comprometa Santos Costa''.  (...) .  Contudo, o autor de ''Salazar, uma Biografia Política'', Filipe Ribeiro de Menezes, citando um documento da Torre do Tombo, mostra que o Ministro deu ordens explícitas a Godinho para se opor ''manu militari'' a um desembarque americano.

menezes godinho.png

Era isto que o Governo queria impedir que se soubesse. A resistência a tiros aos ianques teria atirado Portugal para o campo do ''Eixo'', contrariando a política de neutralidade de Salazar.

Agiu nesta carta S.Costa por iniciativa própria, sem conhecimento, do Ditador?

 

E por isso, Salazar    fechou as cartas à chave?

Provavelmente.

carta godinho 1.jpg

O despacho à margem nega que elas sejam apensas ao processo.

 

Gostámos do artigo.

 

Só falta que outro autor venha agora na ''Zahara'', desmentir as ligações à Ditadura do Prof. Duarte Castel-Branco, que o director da publicação lhe atribuiu, quando o arquitecto foi um homem activíssimo no MUD.

ma

 

ps- Muito interessante o artigo, no mesmo número, do Armindo Silveira sobre o ''Mercado Municipal''

 

Documentos:

extracto de ''Salazar. Uma Biografia Política'' de Ribeiro de Menezes.

extracto de documento da Torre do Tombo

imagem do blogue C.Blogue-Ilha Terceira

   



publicado por porabrantes às 19:16 | link do post | comentar

Sexta-feira, 27.01.17

 

Memórias de Raul Brandão, 1925

''Chegaram a dar ordens para a mobilização de forças, e o general Primo de Rivera afirmava que vinha até Abrantes com vinte mil homens sem disparar um tiro.''

(.p.150)

 

 

O perigo do ataque militar a Abrantes por parte de forças espanholas era tomado tão a sério, que o Plano de Defesa do Continente , encomendado em 1943 pelo tontinho do tenente-coronel Santos Costa

santos costa livro.jpg

 designava como principal ameaça ''o perigo espanhol'' e nele estava traçado que as forças do Generalíssimo atacariam Abrantes:

 

ataque a Abrantes.png

 Extracto da excelente tese do Doutor Jorge Silva Rocha 

 

tese alianças.png

Estamos a imaginar conquistavam Abrantes ( em 1945 o exército espanhol nem gasolina tinha para fazer movimentar 2 regimentos de Blindados) e a primeira coisa que faziam era uma sessão destas no ''Latas'', o cinema da Misericórdia

repu7c.jpg

e nomeavam Presidente da Câmara, o abrantino Rosa Casaco (1), grande amigalhaço do Embaixador Nicolas Franco.

rosa casaco.png

 

 

No entanto, havia falangistas como o futuro liberal Conde de Motrico ou o General Muñoz Grandes que pensavam na União Ibérica e tinham mapas destes

abrantes 1940 objectivo militar espanhol - copia.j

 Alegado mapa do Estado-Maior Espanhol, Abrantes aparece como um dos objectivos militares a conquistar.

 

ma 

 

(1) A não ser que mais alto cargo o esperasse, Rosa Casaco foi ''Ministro do Interior'' no Governo Português no Exílio (1975), enquanto o Soares Martinez era ''Ministro dos Negócios Estrangeiros'' . Foram nomeados pelo ELP que obedecia a António de Spínola.  

 



publicado por porabrantes às 16:54 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Dr. Alfredo Godinho pede ...

Foi torturado o General M...

Os meandros da bola

O General Marques Godinho...

O ataque espanhol a Abran...

arquivos

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

candeias silva

carrilhada

carrilho da graça

cavaco

cdu

chefa

chmt

cidadão abt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

cria

duarte castel-branco

eurico consciência

fátima

fogos

gnr

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

jorge lacão

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pico

pina da costa

portugal

ps

psd

psp

república

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

são domingos

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Junho 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10


27
28
29

30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds