Segunda-feira, 20.01.20

lixo

Que faz um prosador de primeira e exemplar de primeira ordem do lixo estalinista, aqui?

É um tal Saramago?

ma


tags:

publicado por porabrantes às 19:09 | link do post | comentar

Quarta-feira, 01.12.10

O dia 1º de Dezembro se Portugal fosse ainda uma Nação livre e soberana devia ser comemorado adequadamente.

 

Mas já não somos.

 

Marcello Caetano que se rendeu como um poltrão (lá choramingará o Veríssimo Serrão pelo nome que chamamos ao cobarde e incompetente e Candeias Silva comprará lenços Renova ao  nosso amigo eng. Paulo, administrador da mais brilhante empresa do Distrito, para consolar a choradeira do velho historiador fascista), Salazar que persistiu numa guerra inútil em vez de ajudar a criar novos Brasis e a ala comunista do MFA que traiu Portugal, ajudaram a enterrar o País como   Nação livre e soberana.

 

 

Os políticos começando pelo Presidente que em troca de subsídios da UE para construir coisas inúteis (na sua maioria) ou copiar a política do fontismo nos tornaram numa colónia alemã, sem ouvir o povo em referendo (o povo serve para o Silva de Boliqueime para pagar impostos, apoiar a estabilidade e apertar o cinto) continuaram a abrir a cova.

 

 

O gajo da Covilhã fez o resto....

 

Não me admira que uma votação popular tenha designado o Botas de Santa Comba, como o maior português.

 

De forma que há pouco a comemorar.

 

A CMA por uma vez perspicaz descobriu isso. E programa no São Pedro o drama passional ''José e Pilar'', onde o choradinho do censor do Diário de Notícias nos braços duma espanhola, fará emocionar a classe intelectual local.

 

Pois bem, a petição acha que só há hoje que homenagear 2 mulheres!!!

 

Uma espanhola, a filha do Duque de Medina Sidonia, Luisa de Guzman que empurrou D.João IV a aceitar a coroa e depois como Rainha Regente conduziu a vitoriosa guerra contra Espanha.

página da Amazone

 

Honra pois a D.Luísa de Gusmão e a Pilar Saramago que vá defender o iberismo para Lançarote. Ou que se recolha ao convento donde saiu para casar com o escritor notável que Isabel da Nóbrega transformou num vulto conhecido.

 

A outra mulher é Vera Lagoa, filha dum tarrafalista, jornalista indómita e que depois e durante o PREC chamou as coisas pelo seu nome à frente do Diabo. A ela devemos inesquecíveis manifestações do 1º de Dezembro baixando a Avenida da Liberdade.

in Sapo.pt

Honra pois a Armanda Falcão, em papel impresso Vera Lagoa.

 

Pela Redacção,

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 09:08 | link do post | comentar

Sexta-feira, 02.07.10

Tem-se assistido em várias assembleias municipais do distrito a uma situação curiosa, mas no fim de contas reveladora.

 

Quanto chega o momento da retórica das pompas fúnebres, espaço que não sabemos se é patrocinado pela Agência Magno, o Bloco apresenta moções de pesar pela morte de Saramago e as ditas vão por água abaixo.

 

Isso sucede em alguns municípios da Lezíria, feudos tradicionais do PCP, embora algum como Coruche esteja hoje emancipado da tutela da CDU.

 

Na Direita e no PS existem as  tradicionais resistências devido ao anti-clericalismo do Autor e ao seu passado no PREC.

 

Mas sobretudo o que há é o sentimento de propriedade comunista sobre a pessoa de Saramago e ficam muito ofendidos por ser a concorrência a falar nele.

 

Então abstêm-se e as moções não passam.

 

Finalmente há (aconteceu na Chamusca) algum deputado municipal que acha que Saramago era um traidor porque era iberista.

 

Francamente por este caminho nunca haverá na Chamusca a Rua Cristiano Ronaldo.

 

O descaramento em Portugal é grande, os tipos que se recusaram a dar trabalho no Diário a Saramago quando foi saneado do Diário de Notícias, agora acham que o escritor é de sua propriedade.

 

Eles não eram contra a propriedade?

 

Em Abrantes, as coisas correram com sensatez, a nossa CDU é civilizada.

 

O que me admira é que só a D.Matilde Lino Netto Pádua se tenha abstido na Direita. Deve porque Abrantes é a terra da unanimidade.

 

Miguel Abrantes



publicado por porabrantes às 09:35 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Segunda-feira, 28.06.10

Este blogue tem considerado que a feminista Srª.Drª D. Isilda Jana, ''esposa'' do conhecido Director da Folha Gratuita e organizador de espectáculos de variedades medianos (são pimba mas falta lá o Rei do Pimba que é o genial Quim Barreiros   ) é a Chefa do PS de Abrantes.

 

A palavra'' Chefa'' é polémica e alguns dicionários não a registam.

 

Um antigo professor liceal nosso e que presidiu a certa Comissão disse-nos: ''no meu tempo, o menino que escrevesse Chefa estava chumbado''.

 

Mas a mulher do Nobel, Sr. ª D. Pilar del Rio de Saramago usa e exige o tratamento de ''Presidenta'' da Fundação Saramago.

 

O marido estava vivo quando a Sr. ª D. Pilar del Rio de Saramago passou a dizer aos subordinados que tinha de ser tratada assim.

 

A língua é construída pelo povo e pelos grandes escritores.

 

Não tenho dúvida nenhuma que Saramago seja um grande escritor, embora considere o Dr. António Lobo Antunes o melhor prosador actual.

 

Aliás o Sr. Dr. António Lobo Antunes também assim se considera e portanto estou bem acompanhado.

 

José Saramago considerava correcta a palavra: ''Presidenta''.

Caricatura de Carlin

Portanto por analogia ''Chefa'' também é correctíssima.

 

Os estatutos do PS consagram a palavra ''Presidente'' para o lugar desempenhado pela Chefa.

 

Os estatutos do PS consagram que o líder do Partido é o seu Secretário-Geral, cargo desempenhado por José Sócrates. 

Ora o histórico socialista Narciso Miranda diz que o PS não tem um Secretário-Geral (ou seja um líder) mas um Chefe.

 

Com todas as (más) consequências que isso tem em política.

 

Portanto se o Narciso diz que Sócrates é um Chefe, está a confirmar a nossa tese de que a Srª.Drª D. Isilda Jana é a ''Chefa'' abrantina.

 

Obrigado, Narciso !!!!!

 

Voltaremos à sua entrevista em breve.

 

Agora só queremos perguntar se a Chefa chefia também Maria do Céu Albuquerque.....?

 

Miguel Abrantes, da Loja Raul Rego (que não reconhece o Grão-Mestre!!!!)





publicado por porabrantes às 14:45 | link do post | comentar

Domingo, 27.06.10

Título de A.Abrantes



publicado por porabrantes às 12:51 | link do post | comentar

Domingo, 20.06.10

 

A nossa Musa é profetisa. É católica. Deve ser como aquelas figuras bíblicas que apareciam aos israelitas de vez em quando prometendo catástrofes por haver lá sodomitas e gomorristas, isto é habitantes de Sodoma e Gomorra (que devia ser esta última um ponto porreiro para um gajo curtir, tipo um gigantesco Elefante Branco).

Fariseu

As profetisas, de que a nossa Exma. Srª D. Ana Duarte Baptista Pereira, conhecida intelectual admiradora de Ratzinguer, é a legítima herdeira
também prometiam catástrofes quando os judeus se dedicavam a adorar bovinos como os discípulas do Gandhi, em vez de persistirem em serem Testemunhas de Jeová!!!!!

 

Profetisou assim a nossa querida Dona Ana:

''Agradeço a Deus aquilo que tenho, ao meu Deus, àquele com quem eu converso e agradeço o que me dá em cada dia. A propósito de Deus, recordo a polémica desta semana acerca de Saramago e do seu livro Caim. O Saramago tem todo o direito de ser ateu, de escrever o que quiser, mas não tem direito de adjectivar de uma forma tão irada e amargurada a fé das pessoas, ele é inquieto e há qualquer coisa que não bate certo, tem um desejo de afirmação desmesurado e não resolveu problemas de infância ligados com a fé, com o pai e «bate» em Deus, como se da figura paterna se tratasse. Que a igreja enquanto estrutura cometeu muitos erros, toda a gente sabe, que ainda os comete também não é novidade, mas a Biblia é um conjunto de histórias, escritas por muitos homens durante muitos anos e a leitura tem de ser simbólica e não literal, como ele quer. Eu comprei o Caim e vou lê-lo, mas não há dúvida que cada vez mais é terrível conhecer ou ouvir falar um escritor de quem se gosta, a desilusão é grande, é preferível ler só a obra e nem saber quem é o escritor em termos fisicos e desconhecer também a sua verborreia televisiva ou jornalistica. Este Saramago é um homem acabado, duro, intolerante e de comunista já tem pouco e afinal não precisa de tanta publicidade, ou será que se julga um novo Deus que vem esclarecer os ignorantes, acompanhado de uma «eminence grise» que se chama Pilar del Rio, que pasmem já tem o nome de uma rua na Azinhaga, terra natal de Saramago. Ele tem uma estátua, o nome de uma praça, uma Fundação e mesmo assim não lhe chega. ''

 

Era 25 de Outubro de 2009,

 

A Nova Aliança do Sr.Cónego e do ex-Deputado laranja Baptista mais ou menos por essa época escolhiam um título digno de Torquemada:

 

SARAMAGO-O ATEU BOLCHEVISTA

 

nunca ao meu  amigo fascista, excelente copo e bon-vivant Zé Manel Pintasilgo lhe passaria pela salazarista cabeça meter assim um título na

ÉPOCA, onde todos os dias gabava o Prof. Caetano

 

e diria a Época é um Jornal, não é um pasquim como o Agora ou os Cadernos do Manuel Anselmo ou o Avante.......

 

Ou o Diário de Notícias no tempo em que o Saramago dava ordens ao marido da Maria Tereza Horta para que pusesse  títulos deste género:

 

AMANHÃ GOLPE DE ESTADO FASCISTA

 

E no dia seguinte a reacção continuava a dormir a sesta......

 

Pois bem como a D.Ana tinha profetizado em nome de Jeová a morte de Saramago, a profecia: CUMPRIU-SE!!!!!


Testemunhas modernas de Jeová

 

então a Dona Ana teve um arrebato de piedade católica, esqueceu-se de Jeová e que Saramago estaria a arder no inferno.........

 

E vá de escrever o elogio póstumo do grande vulto, num estilo funerário que lhe garantiria o Prémio Agência Magno:

 

''Morreu o nosso Prémio Nobel, o homem que levou o nome de Portugal além fronteiras, nas letras e na cultura, um homem também de causas, goste-se delas ou não. Morreu um grande vulto da cultura portuguesa. Eu fiquei encantada com o Memorial do Convento quando o comecei a ler e depois seguiram-se outros tantos que adorei;  O Ano da Morte de Ricardo Reis, Levantado do Chão e o magnífico Ensaio sobre a Cegueira. As suas obras podiam-se ler em qualquer parte do mundo, porque a linguagem era universal na abordagem dos problemas.Eu fiquei encantada com o Memorial do Convento quando o comecei a ler e depois seguiram-se outros tantos que adorei; O Ano da Morte de Ricardo Reis, Levantado do Chão e o magnífico Ensaio sobre a Cegueira. As suas obras podiam-se ler em qualquer parte do mundo, porque a linguagem era universal na abordagem dos problemas.''

 

Apresentamos à nossa Musa as nossas cordiais saudações por ter acertado na sua profecia. Quando houver 120 milhões no Euromilhões telefonamos-lhe a perguntar a chave.

 

Miguel Abrantes ( da Loja Raul Rego)



publicado por porabrantes às 20:08 | link do post | comentar

Eu, enquanto membro da Obra, confesso estar envergonhado com o miserável artigo publicado ontem pelo Observatore Romano sobre Saramago.

 

Aquilo que se diz é uma vergonha e por mais que o escritor que a assina seja um reputado crítico literário, aqui agiu como um beato.

 

 

Diz São José Maria Escriva de Balaguer sobre os beatos  : ''Santarrão está para santo como beato para piedoso: é a sua caricatura. ''

 

Continuo a folhear o Caminho, que leio todos os dias, antes de me dedicar à produção intensiva de meninos e meninas católicas, como manda o Fundador, já vou em oito, e leio:

 

A tua fé é muito pouco operativa: dir-se-ia que é mais de beato do que de um homem que luta por ser santo.

 

O gajo, desculpem, estava-me a  ir a veia para polemista à Camilo, e tenho de actuar como '' um homem que luta para ser santo'' e portanto tenho de tratar o escriba por Signor Toscani,  por isso tenho de dizer que o Signor Toscani é um tosco, leu mal Saramago, não deve saber português, e é um beato.

 

A grandeza de um escritor mede-se pelo seu talento artístico, não se mede pela sua opinião política.

 

Se eu fosse como o Signor Toscani, isto é tosco, estava aqui a dizer que Santa Teresa de Ávila escrevia mal porque defendeu a Inquisição (apesar de ser meio judia) e o despotismo de Felipe II.

 

Se isso é crítica literária, eu chamo-me João Pico.

 

Esquece-se o signor Toscani que o Concílio acabou com o Índex e como diz Mons. Escriva ''Deus é Pai''.

 

Não é um Inquisidor.

 

A beatice é o pior dos vícios dum homem, seja católico ou ateu.

 

É verdade que Saramago algumas vezes parecia um beato.

 

Isto é parecia o Signor Toscani, embora apesar de ser neto dum campónio da Azinhaga, nunca chegasse a ser tão tosco como o Toscani.

 

Mais tosco que o  Signor Toscani (que aposto que vota no Cavalieri apesar de estar excomungado e gostar mais de meninas que o Miguel Abrantes gosta de brasileiras) foi tosco o director do jornal de Sua Santidade ao publicar isso, no dia em que saíu.

 

Se fosse da Obra já estava no olho da rua.

 

Marcello de Ataíde, supranumerário

 

 



publicado por porabrantes às 13:06 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.06.10

[ler2.jpg]

 

 

Estas declarações do maior prosador vivo de língua portuguesa são uma amostra da rivalidade literária e política entre os dois escritores.

 

Somos contra a beatice de começar a choramingar duma forma piegas quando morre um grande vulto

 

 

Aqui, um jornalista do Tal e Qual (grande jornal nos seus bons tempos!)  Frederico Duarte de Carvalho conta a história da prenda a Saramago e do equívoco que levou Lobo Antunes a fazer as declarações acima reproduzidas.

 

Continuemos com má língua (que eu não estou a trabalhar para a Santidade como o Ataíde), a ver o que diz de Saramago a (má) língua do V.P.V.,

sigla que traduzimos para que algum leitor não ache que estamos a falar dalgum inculto, Vasco Pulido Valente:

Está a referir-se a Saramago, por exemplo?

Interessa-me menos do que o Miguel Sousa Tavares. Porque o Miguel Sousa Tavares, ao menos, é genuíno. Tudo o que se possa dizer dele, eu disse.Mas é genuíno. O Saramago é uma derivação da literatura da América Latina.Mas ele não nasceu nas Caraíbas! É uma pena.

Considera-o um sucedâneo da literatura latino-americana em que sentido:pela componente de fantástico de alguns dos romances dele?Se fosse pelo fantástico era o menos.Ele tem romances muito distintos.

É pela prosa.Aquilo era uma prosa admissível nas Caraíbas.É admissível nas Caraíbas ou num português que tivesse vivido a vida inteira nas Caraíbas. Mas assim não faz sentido nenhum...

O facto de ele ter ganho o Prémio Nobel não tem para si importância?

Nenhuma.Leia a lista dos prémios Nobel.

in Revista Ler  (Entrevista de Carlos Vaz Marques -aqui

 



Os Senhores Bispos mandaram um comunicado a dizer que Saramago era um grande escritor.



Serão críticos literários?

 

Quem eu gostava de ouvir era a D.Manuela de Azevedo despedida por Saramago por  ''fascista'' do Diário de Notícias, quando toda  a vida foi uma democrata (e por isso mesmo não queria uma nova ditadura) e que está viva e com uma óptima cabeça, que diria?

 

Como Vasco Lourenço sobre Costa Martins: ''Não vou ao enterro desse gajo''!!!

 

Evidentemente, que não, porque a D.Manuela é uma Senhora!!!!

 

Por uma vez, acato as opiniões dos Senhores Bispos: era um grande prosador.

 

Mas espero que  a Pilar não seja nomeada  como Viúva Oficial da Pátria

 

Finalmente termino : que dirá a Nova Aliança?

 

Morreu o ateu bolchevista?



Miguel Abrantes

 

Rogamos à Comissão Concelhia do PCP que mande dizer uma missa por alma dele ao Sr. Cónego. Não vão ao vigário que os fulmina e ainda vos faz um exorcismo....



publicado por porabrantes às 19:01 | link do post | comentar

Domingo, 16.05.10

Faz hoje 65 anos um grande português que nos habituámos a respeitar e que responde pelo nome honrado de D.Duarte de Bragança. Os nossos amigos do núcleo monárquico abrantino celebram jubilosos o aniversário do Duque de Bragança, e a petição que conta entre eles com bastantes apoiantes  compartilha com eles, a sua alegria

 

 

O Duque concede uma entrevista transcrita nesse blogue de que aconselhamos a leitura.

 

Há coisas que concordamos e outras que não aceitamos, ou que discordamos totalmente. E naturalmente dizemo-lo, porque essa é a tradição de Portugal, a de um  povo livre que foi muitas vezes capaz de dizer aos seus Reis, que a vontade da Pátria não se dobrava cortesã em preito de vassalagem à vontade do monarca, mas que as Cortes, expressão da Nação, tinham poder de limitar o poder régio e inclusive de aclamar novo Rei, se assim o impunha a causa nacional.

 

Foi assim, em Coimbra, no decorrer da crise de 1383-85, quando da Revolução saiu uma nova dinastia e um novo Rei, D.João I.

 

O Duque é um homem bom e gosta de perdoar. Por isso já é amigo outra vez de Saramago, mas não lhe gaba a escrita.

 

Este blogue defende o contrário gaba a escrita dum enorme prosador, mas não perdoa o censor e o gajo que despediu a D.Manuela de Azevedo do Diário de Notícias e agiu a soldo de interesses estrangeiros.

 

Um censor é um pulha onde quer que esteja, mesmo que tenha 90 anos.

 

E nós não perdoamos a pulhas, mas tiramos o chapéu à prosa de Saramago.

 

Para ser um grande escritor não é preciso ser boa pessoa, é necessário escrever bem, ter génio e talento.

 

E Saramago tem estas três virtudes.

 

Embora apostemos 10-1 que dentro de cem anos Lobo Antunes será considerado muito melhor escritor que Saramago.....

 

Marcello de Ataíde

 

PS- Há outra coisa em que discordamos do Duque, não estamos de acordo em nada com o ''eng'' Socrates. As coisas devem ser claras. D.Duarte é excessivamente boa pessoa....



publicado por porabrantes às 19:16 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Lixo estalinista

O Dia da Independência

O Problema da Rua Saramag...

Narciso Miranda dá-nos ra...

Funerais e Agenda

D. Ana Baptista Pereira p...

O Signor Toscani é um tos...

Saramago

D. Duarte de Bragança

arquivos

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

celeste simão

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

duarte castel-branco

espanha

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

nova aliança

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Abril 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds