Sexta-feira, 06.08.21

Os trabalhadores da Santa Casa da Misericórdia do Anacleto, sita na vila do Sardoal, manifestam-se contra os salários não pagos atempadamente, os atrasos no seu pagamento, a anaclética instituição paga às mijinhas (50% no fim do mês e 50% bastante mais tarde), o respeito pelos horários de trabalho e os conteúdos funcionais.

santa casa sardoal.jpg

Foto Teresa Costa

analeto.jpeg

O Provedor explicando a perspectiva católica da justiça social, numa aproximação social-democrata in illo tempore

A CGTP acaba de ser condecorada pelo Sr.Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República. 

ma

 

 

 

 

 

 

 

 


tags:

publicado por porabrantes às 18:48 | link do post | comentar

Sábado, 22.05.21

Em 1483, D. João II manda aos juízes da Vila de Abrantes que seja feita uma auditoria (que na época se chamava Inquirição) ao Hospital e confraria de Santa Maria da Caridade, do Sardoal, para verificar se se aplicava bem o seu regimento, dadas as notórias suspeitas que havia de escândalos e irregularidades nessa casa. (1)

Recusa ainda um nome, Diogo Gil, para a administrar, porque o tipo andava associado a esse mau governo.

O exemplo do Príncipe Perfeito continua actual.

mn

(1) Maria Helena Cruz Coelho, D. João II, O Senhor do Pelicano, da Lei e da Grei, Lisboa, 2005  



publicado por porabrantes às 07:52 | link do post | comentar

Quinta-feira, 25.02.21

Continuam os salários em atraso na Santa Casa do Sardoal.

Este mês os trabalhadores só vão receber 50% do salário, adianta o Sardoal Cultura e Progresso

A grande obra anaclética continua de vento em popa

anacleto 4.png


tags:

publicado por porabrantes às 21:42 | link do post | comentar

Quarta-feira, 09.12.20

A Estradas de Portugal, EP. foi condenada a pagar uma grossa indemnização por um desastre fatal numa estrada onde havia obras mal sinalizadas. No Sardoal. 

'' I. Em caso de indevida omissão de sinalização de perigo na via, relativa a obra ali em execução, a presunção de culpa prevista no artigo 493.º, n.º 1, do Código Civil, tanto recai sobre a executante da obra, nos termos do contrato de empreitada, como sobre a dona da obra, enquanto proprietária do troço rodoviário em questão.
II. Impondo-se legalmente a sinalização inerente à existência da obra e mostrando-se, no próprio dia do acidente, potenciado o risco da sua verificação, em função do desnível gerado entre as hemifaixas pela pavimentação nesse dia efetuada e da existência de pequenos detritos na hemifaixa onde circulava o veículo sinistrado, igualmente gerados pela pavimentação, decorre das regras da experiência que a dita omissão agravou o risco de verificação do dano, pelo que não se pode ter como irrelevante para a sua produção.
III. Correspondendo o dano a uma decorrência adequada da omissão ilícita, à luz do citado artigo 563.º do CCiv, deve ter-se por verificado o nexo de causalidade entre o facto ilícito e culposo e o dano.''

A vítima , residente no Sardoal tinha 34 anos e deixou além do marido,  2  crianças pequenas.

'' no dia 13/12/2005, cerca das 22h35, A..... circulava na Estrada Nacional 358, concelho do Sardoal, quando se deparou com uma curva aberta para a esquerda, próximo do km 35,850, entrou em despiste e saiu da faixa de rodagem para a direita, indo colidir, com a parte da frente do lado esquerdo, num eucalipto existente do lado direito da berma;''

As obras '' integravam-se nos trabalhos de repavimentação da EN 358, entre Martinchel e Sardoal, que decorreram entre meados de novembro e meados de dezembro de 2005;''

A empresa pública tinha contrato um subempreiteiro para as fazer.

Depois de várias e sucessivas condenações em 1ª instância, as Estradas de Portugal foram metendo recursos e terminaram condenadas a pagar , a meias,  com o subempreiteiro :

'' os seguintes montantes, acrescidos de juros de mora desde a data da citação e até efetivo e integral pagamento:
§ € 65.000,00, a título de indemnização pela perda do direito à vida;
§ € 35.000,00, a título de indemnização pelos danos não patrimoniais sofridos pelo autor;
§ € 60.000,00, a título de indemnização pelos danos não patrimoniais sofridos pelos filhos menores (€ 30.000,00 cada um), representados pelo autor;
§ € 135.987,00, a título de indemnização pelos danos futuros;  ''

Ou seja 285.987 €  .

É incrível que para não pagar tenham arrastado as vítimas pelos Tribunais durante 15 anos !

E depois digam que o Estado é pessoa de bem!

ma

 

Expressões entre aspas, ipsis verbis do douto acórdão citado de 12-11-20 do Venerando TCA



publicado por porabrantes às 18:59 | link do post | comentar

anacleto 4.png

Transcreve-se o post do Sr. Presidente da Junta do Sardoal, Miguel Afonso Alves, com a devida vénia-

Mas antes anota-se que o Anacleto é um social-democrata da mesma triste estirpe que o neo-liberal......

''Santa Casa da Misericórdia de Sardoal.
❌Continua a saga dos incumprimentos, das mentiras e das promessas, isto sem se preocuparem minimamente com os seus funcionários.
➡️Sabemos hoje que as indemnizações aos funcionários da creche da Santa Casa da Misericórdia de Sardoal foram negociadas com pagamentos a prestações, e que a terceira prestação já falhou(Novembro).
❌Uma das desculpas invocadas para não pagarem o salário a 100% aos funcionários no activo era pelo facto de terem que indemnizar os funcionários da creche. MENTIRA.
❌Acontece que o mês que findou, os funcionários que estão no activo só receberam a 50%, isto quando o provedor afirmou que nunca mais iria acontecer "nem que para isso tivesse que pagar do seu bolso" MENTIRA.
➡️Para além das entidades responsáveis que devem agir e denunciar, chamo atenção dos trabalhadores que existe uma entidade que se chama tribunal de trabalho, em que a mesma entidade tem um papel determinante no contexto laboral, no conflito entre trabalhadores e empregadores.
➡️Por isso apelo aos trabalhadores lesados que o façam ou solicitem ao seu sindicato, através do seu representante legal que tem essa competência e obrigação, sem medos e sem receios, pois só juntos, a gestão da SCMS se pode transformar para melhor.''
 
Naturalmente aguarda-se a versão do Anacleto ou que o Sr.Bispo lhes ponha no olho da rua 
 
 
 
 
 


publicado por porabrantes às 14:49 | link do post | comentar

Sexta-feira, 04.12.20

Remete-se para o nosso colega sardoalense, que traz novas mimosas dos anunciados despedimentos natalícios 


tags:

publicado por porabrantes às 19:09 | link do post | comentar

igreja santa casa sardoal.png

Vista antiga da Igreja da Santa Casa do Sardoal

igreja santa casa sardoal 2.png

Vista actual, vénia à CM Sardoal 

Querem roubar as fotos, sff...

ma



publicado por porabrantes às 09:36 | link do post | comentar

misericórdia sardoal 1.png

Vista antiga do velho convento de Santa Maria da Caridade

misericórdia sardoal 2.png

vista actual, devida vénia à CM Sardoal 



publicado por porabrantes às 09:18 | link do post | comentar

Domingo, 29.11.20

anacleto 4.png

Reproduzimos com a devida vénia, o post do Colega Sardoal Cultura e Progresso sobre a degradação e uso político da Santa Casa do Sardoal, pelo Anacleto, o amigo dilecto do burlão José da Graça: 

 

SANTA CASA DA MISERICÓRDIADO SARDOAL, UMA BOMBA PRESTES A EXPLODIR
Perante a grave situação que a Santa Casa de Misericórdia apresenta e num exercício de responsabilidade e compromisso político com o Sardoal, os vereadores eleitos do partido socialista decidiram reunir-se com o Director Distrital da Segurança Social de Santarém, em delegação ao vereador Pedro Duque a representação.
A preocupação é máxima, tendo em conta a situação e as consequências que a falência da Instituição pode ter ao nível social e económico e essencialmente nas valências e serviços que presta à população.
Os principais aspectos da reunião são detalhados a seguir.
RELATÓRIO DA REUNIÃO
O Director fez questão de que não pretendia de forma alguma ocultar qualquer informação acerca da Instituição apesar da gravidade de algumas situações.
Apresentou-se munido de uma ficha de acompanhamento da SCMS, que é normal ter relativamente a cada parceiro com quem a Seg. Social tem protocolos.
Nessa ficha enunciou um conjunto de irregularidades técnicas e funcinais, apuradas numa recente inspeção dos serviços, tais como:
- Falta de qualidade das refeições fornecidas;
- Desconformidades nos quartos onde os idosos estão internados com excesso de utentes por unidade;
- Incumprimento de inúmeras regras de manutenção dos locais de internamento, com especial destaque para os cuidados em matéria de prevenção do COVID;
- Inexistência de actividades complementares de ocupação dos internos;
- Incumprimento dos rácios de Técnicos e de pessoal credenciado, em diversas áreas, designadamente, fisioterapia, animação, motricidade, etc..
- Internamento de utentes em vários locais (pelo menos 3) dispersos do Lar Principal, sem qualquer licenciamento para o efeito (Infracção Grave);
- Declaração em duplicado de vários utentes para várias valências em simultâneo, o que obrigou ao reembolso de avultadas verbas por parte da SCMS à Seg. Social (atenção que esta matéria é suscetível de ser crime na obtenção de comparticipações do Estado);
Por outro lado referiu que sempre que se reúnem com os Provedores, e têm que o fazer com alguma regularidade, o Sr. Anacleto, procura sempre intervir em matérias de âmbito nacional, ou seja está sempre muito mais empenhado em debater e criticar sistematicamente o Governo, acusando-o de insuficientes comparticipações do que em abordar a situação particular de SCMS.
A este prepósito, diz o Dir. Reg. que o Provedor não tem qualquer razão até porque em 2019 as comparticipações aumentaram 3,2% e em 2020, 5%, portanto valores bem acima da inflação.
Ainda disse que recentemente teve uma acesa discussão com o Sr. Anacleto, onde lhe disse que a SCMS era a única que se queixava da viabilidade e sustentabilidade de determinadas valências em todo o Distrito e que todas as outras SCM ou IPSS, ao longo do tempo, umas mais rápido e facilmente que outras, foram adaptando as suas estruturas às valências que proporcionam às população e prestavam na generalidade serviços com melhor qualidade que a SCMS.
Também disse que lhe tinha dito, que a gestão da SCMS supostamente até deveria ter sido mais facilitada, atendendo aos donativos de privados que recebeu e que muitas das suas congéneres nunca receberam, mas prestam serviços de qualidade, em termos legais e sustentáveis financeiramente.
Disse-lhe que era evidente que o problema da SCMS resultava unicamente da sua gestão, pois tem por exemplo um rácio de praticamente dois funcionários por cada utente, o que a torna insustentável.
(Neste ponto, lembrar que a SCMS nas últimas décadas foi um elemento político sempre ao dispor do PSD, ainda mais quando a Câmara deixou de poder contratar mais pessoal, pois havia ultrapassado os limites legais, a SCMS foi quem cumpriu muitas promessas eleitorais do PSD de Sardoal).
O Sr. Diretor referiu a este propósito que chegou a dizer ao Sr. Anacleto que estranhamente e perante a evidência de que a SCMS tem uma estrutura demasiado pesada para as valências que dispõe, nunca viu a SCMS tentar atenuar esse desequilíbrio alargando o leque de valências com um conjunto de programas de apoio que a Seg. Social dispõe em várias matérias, designadamente relacionadas com a ocupação de tempos livres dos utentes e no alargamento dos serviços a prestar em matéria de apoio domiciliário, o que possibilitaria alargar o valor das comparticipações sem que tivesse que efectuar qualquer contratação de mais pessoal, bastava afectar pessoal superavitário de determinados setores a estas novas valências.
Neste caso, insistiu, dizendo que os técnicos da Seg. Social insistem constantemente com a SCMS, para aderir a estes novos programas, e que inclusivamente informam que caso seja necessária alguma formação, a Seg. Social tem protocolos com o Instituto de Emprego, que assumiam este encargo, mas ainda assim, a resposta é invariavelmente negativa. Parece que estamos no tempo do “Orgulhosamente sós”.
O Provedor recentemente veio para a comunicação social alegar que a Seg. Social também culpa da situação financeira da SCMS, pois devia disponibilizar um maior número de vagas para utentes protocolados.
O Sr. Diretor comentou que ele próprio teve acesso a esse artigo que de imediato lhe telefonou e o convocou para uma reunião de urgência em Santarém, que entretanto o Sr. Anacleto, já adiou duas vezes.
Neste capítulo, referiu que o Provedor mentia descaradamente, pois a SCMS nem tem utentes suficientes para ocupar as vagas protocoladas e apresentou os seguintes dados:
Lar
- Capacidade SCMS
70
- Acordo com Seg. Social
44
- Utentes
39
Apoio Domiciliário
- Capacidade SCMS
80
- Acordo com
Seg. Social
60
- Utentes
46
O Sr. Diretor afirma que estes números acordados/protocolados com a segurança social, podem ser revistos a qualquer momento, aliás é frequente que assim seja, o que acontece é que a SCMS tem vindo a perder imensos utentes nos últimos anos e que considera que a fraca qualidade do serviço prestado e com pouca humanidade, tem afastado eventuais interessados.
Referiu que por vezes fica a ideia que a gestão da SCMS se torna como que “bafienta”, amorfa, conformada e sem iniciativa o que é pena pois dispõe de alguns bons técnicos, só que a direcção corta-lhes as pernas para poderem inovar.
Referiu que nesta altura está em curso um programa “PARES” com comparticipações de pelo menos 75% dos investimentos elegíveis e que se destina a novas edificações, ampliações ou remodelações já existentes e que pelo menos até aquela data a SCMS não tinha manifestado a intenção de aderir.
Disse também que teve conhecimento que recentemente o Sr. Anacleto foi convocado, com carácter de urgência, para uma reunião com o Sr. Bispo e que o Coordenador Distrital das Misericórdias também foi convocado.

bispo (2).png

 

(Nesta altura já se vislumbram manobras nos bastidores por forma a que se crie uma lista, mais uma vez, proveniente de um circulo restrito de pessoas, maioritariamente afetas ao PSD).
O nosso papel e responsabilidade é denunciar esta situação,
com autorização do Director Distrital da Segurança Social, para tornar pública esta reunião.
NOTA FINAL
Agradecemos ao Sr. Pedro Duque as informações que a opinião pública em geral e os sardoalenses em particular têm direito de saber.
Sentimos um gosto amargo na boca e uma grande indignação. Agora que cada um tira suas próprias conclusões.''
Sardoal
Cultura&Progresso
(imagens nossas)
 
Comentário: o Anacleto reedita o tonsurado das seringas
 
 

 



publicado por porabrantes às 15:37 | link do post | comentar

Sexta-feira, 20.11.20

jalg.png

no blogue referido

Dizem-nos que o Anacleto está a pensar nomear o cónego assessor



publicado por porabrantes às 15:54 | link do post | comentar

ASSINE A PETIÇÃO

posts recentes

Bandeiras vermelhas da CG...

Auditoria ao Hospital e C...

Justiça social católica à...

Obras mal sinalizadas no ...

O neo-libeal Anacleto apl...

A saga do Anacleto

A Santa Casa do Sardoal ...

A Misericórdia sem Anacle...

SANTA CASA DA MISERICÓRDI...

Onde está o Anacleto?

arquivos

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

tags

25 de abril

abrantaqua

abrantes

alferrarede

alvega

alves jana

ambiente

angola

antónio castel-branco

antónio colaço

antónio costa

aquapólis

armando fernandes

armindo silveira

arqueologia

assembleia municipal

bemposta

bibliografia abrantina

bloco

bloco de esquerda

bombeiros

brasil

cacique

candeias silva

carrilho da graça

cavaco

cdu

celeste simão

chefa

chmt

ciganos

cimt

cma

cónego graça

constância

convento de s.domingos

coronavirús

cria

crime

duarte castel-branco

espanha

eucaliptos

eurico consciência

fátima

fogos

frança

grupo lena

hospital de abrantes

hotel turismo de abrantes

humberto lopes

igreja

insegurança

ipt

isilda jana

jorge dias

josé sócrates

jota pico

júlio bento

justiça

mação

maria do céu albuquerque

mário soares

mdf

miaa

miia

mirante

mouriscas

nelson carvalho

património

paulo falcão tavares

pcp

pego

pegop

pina da costa

ps

psd

psp

rocio de abrantes

rossio ao sul do tejo

rpp solar

rui serrano

salazar

santa casa

santana-maia leonardo

santarém

sardoal

saúde

segurança

smas

sócrates

solano de abreu

souto

teatro s.pedro

tejo

tomar

touros

tramagal

tribunais

tubucci

valamatos

todas as tags

favoritos

Passeio a pé pelo Adro de...

links
Setembro 2021
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
13
14
15
16
17
18

19
20
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
blogs SAPO
subscrever feeds